RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador vereador. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador vereador. Mostrar todas as postagens

6/14/2018

FARMÁCIA: Pets podem ganhar farmácia popular no Rio

Este vereador conseguiu que o Prefeito incompetente do Rio de Janeiro  aprovasse o PL 127/2017 que é inconstitucional (virou a Lei 6351/2018) e completamente fora da casinha. É o tal do Castramóvel. Na verdade é somente um palanque eleitoral. Vamos ver se vai surgir grana para funcionar. Saiba mais.

Agora, inventou a tal farmácia..... Diz ele que a possibilidade de ganhar o remédio vai evitar que as pessoas abandonem seus velhos animais..... Isto é um deboche. O tal PL74/2017 é uma brincadeira.... não diz de onde virá o dinheiro para o executivo implantar a farmácia..... 

Mas, para o compadre Crivella não tem importância.... O negócio é iludir os cidadãos que vão votar neles..... Patifaria...... um tremendo engana trouxas.... Pior que eu falo e provo, mas a criaturas da proteção ainda acreditam..... Fazer o quê? Ir para Plutão!!!!!! Aliás, quem quiser conhecer o "nível de leis" que ele propõe, CLIQUE AQUI. É assustador alguém tão ignorante falar em nome da causa!!!!!

Ele é cheio de idéias, mas, grana para realizar é que é difícil...... kakakaka.... assim é fácil....
----------------
Câmara de Vereadores aprovou projeto de lei que cria a farmácia veterinária popular. Local distribuirá medicamentos para animais gratuitamente.

A Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro aprovou projeto de lei que cria a farmácia veterinária popular, que determina a distribuição gratuita de medicamentos para animais.

“A farmácia veterinária vai ajudar justamente quem não tem condições de tratar o seu animal, que está velhinho. Muita gente abandona o cachorrinho ou o gato quando fica velho, porque não pode arcar com o tratamento, com remédios. O objetivo desta lei é criar condições para que o cidadão não abandone seu animal”, explica o vereador Luiz Carlos Ramos Filho, presidente da Comissão de Defesa dos Animais e autor do projeto.

O documento, no entanto, precisa ser sancionado pelo prefeito Marcelo Crivella. Depois disso, o vereador pretende conversar com Crivella para que o município identifique as áreas com maior número de animais domésticos e população com baixa renda para priorizar essas regiões.

Além de remédios, a farmácia vai oferecer todos os equipamentos e procedimentos necessários para o tratamento do animal, incluindo vacinação. “A crise econômica vem provocando o abandono, porque as pessoas não têm como cuidar”, explica o vereador, destacando que o número de animais abandonados tem crescido no Brasil. O prefeito tem 15 dias para sancionar ou vetar o projeto.

FONTE: G1

5/26/2018

EXPLORAÇÃO DE CAVALOS: Hamburgueria usa cavalo em entregas no DF

Gente, soube que aqui no Rio estão usando direto carroças e charretes para levar as pessoas até onde passam os ônibus. Isto é feito, geralmente, por vans, mas, como não tem gasolina estão usando carroças..... Quem me denunciou ontem foi uma moradora de Nova Iguaçu. Ela disse que os animais estão esgotados e trabalham debaixo de chicote. Pedi a ela para filmar para denunciarmos a DPMA.
---------------
Hamburgueria usa cavalo em entregas para driblar falta de combustível no DF
Após a paralisação dos caminhoneiros, uma hamburgueria em Planaltina, no Distrito Federal, resolveu driblar a falta de combustível e resolveu implantar o uso de cavalos para garantir as entregas dos clientes.
De acordo com um dos donos do estabelecimento, Júnior Tadayoshi, de 31 anos, a ideia partiu do seu sócio, Aquiles França, que resolveu improvisar com o serviço. Segundo ele, tudo começou como uma brincadeira para descontrair. No entanto, o transporte alternativo se mostrou eficiente e já ajudou em cerca de 20 entregas.

— Ele teve a ideia e eu liguei para um amigo que tem um haras aqui perto. Ele me disponibilizou dois cavalos e dois cavaleiros — disse Tadayoshi, que informou que a região é conhecida pelas tradicionais cavalgadas.

Ele contou ainda que muitos clientes começaram a ligar pedindo que o lanche chegasse de cavalo nas residências. Junior explicou ainda que os animais foram deslocados para locais mais próximos, enquanto os motoboys entregavam em locais mais distantes. — Muita gente ligou pra cá querendo que a entrega fosse a cavalo. Mas sabemos que nem todos os lugares podemos utilizá-los. É perigoso tanto para o animal quanto para o condutor, por causa do trânsito e da pista.

Júnior disse que se a paralisação continuar, ele será obrigado a fazer o uso do cavalo nas entregas novamente. — O combustível está acabando. Se a greve continuar, vamos ter que usar os animais— concluiu.

Fonte: EXTRA
==============
LEIAM OUTRO CASO: 
Vereador de BH debocha da crise em vídeo montado em cavalo

=====================
Como brasileiro tem um humor fora do contexto, olha isto:
enviado por nossa leitora Victória

5/16/2018

FURADA: Vereador vai ao Conselho de Vets e fica sabendo que castramóvel não é urna eleitoral

Gente, me fala só uma coisa: como um vereador faz um "projeto de lei" desnecessário, inconstitucional (com a cumplicidade pela assinatura do Prefeito Crivella que o transformou em lei) e só depois vai no Conselho de Veterinária para saber o que tem pra fazer para um castramóvel funcionar? E ainda tem gente que aplaude toda esta imoralidade!!!!!! Ainda bem que o Presidente do Conselho, esclareceu as exigências impostas por Resolução a respeito deste tipo de programa de controle populacional. 

Jesus, alivia meu karma de falar e ninguém querer ouvir!!!!!! Quero ver o projeto funcionar no que ele chama de áreas carentes..... Fala sério!!!!! o trailler da SUIPA levou tiro e foi roubado porque a violência destes locais é grande..... E o "bonitão" ainda quer que a prefeitura assuma a montagem e despesa do funcionamento do castramóvel só para ele fazer campanha política? Usar o nosso dinheiro? Socorro, me tira o tubo!!!!!!
----------------
Da esquerda para a direita: assessor da presidência do CRMV-RJ, André Siqueira; vereador e autor do projeto de castramóvel na cidade do Rio de Janeiro, Luiz Carlos Ramos Filho; e presidente do CRMV-RJ, Romulo Spinelli
O presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro (CRMV-RJ), Romulo Spinelli, e o assessor da presidência do CRMV-RJ, André Siqueira, reuniram-se, nesta quinta-feira (10), com o vereador e presidente da Comissão dos Direitos dos Animais, da Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, Luiz Carlos Ramos Filho (PODE), autor do projeto de castramóvel, sancionado esta semana pelo prefeito da cidade, Marcelo Crivella.

O presidente do CRMV-RJ, preocupado com o referido projeto, posicionou-se firmemente quanto aos objetivos propostos e ao funcionamento deste castramóvel. Spinelli ressaltou, também, que o projeto deverá seguir rigorosamente a Resolução CFMV nº 962/2010, e ser submetido à análise e aprovação do Conselho Regional. (grifo nosso)

Além disso, deverá ter a presença obrigatória de um médico veterinário responsável técnico, cumprir a finalidade de controle populacional, educação, saúde e guarda responsável. O projeto de castramóvel terá de contemplar, ainda, um programa prévio e apresentar relatório final de cada campanha realizada ao Conselho Regional. (grifo nosso)

O vereador, no entanto, mostrou-se sensível às ponderações e disse que cumprirá rigorosamente a legislação do Sistema CFMV/CRMVs, além de garantir que o veículo será utilizado exclusivamente para o atendimento de áreas carentes da cidade.

Fonte: CRMV
=======
Leia mais:
ILEGALIDADE: Rio vai contar com unidade móvel para castração de animais de rua

3/28/2018

Vereador de Araguari é alvo de denúncia de maus-tratos a animais e exercício ilegal da profissão de veterinário

Gente, é complicado opinar nestes casos..... A argumentação dos dois lados podem proceder e aí fica difícil.... Eu sei de perto o que é perseguição da proteção animal apesar de ter feito um excelente trabalho inédito a favor dos animais..... Sei lá!!!
-----------
Ministério Público e Conselho Regional de Medicina apuram denúncia feita pela Associação de Proteção dos Animais e Meio Ambiente. Jander Sousa Patrocínio disse que é alvo de perseguição política.

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-MG) apuram uma denúncia contra o vereador de Araguari Jander Sousa Patrocínio (PSB) por exercício ilegal da profissão de veterinário e maus-tratos contra animais. Ao G1 o político disse que é alvo de perseguição política.

Em nota, a Promotoria de Justiça de Araguari informou que a denúncia foi feita ao MPMG pela Associação de Proteção dos Animais e Meio Ambiente (Aproama) no último dia 18 de março. A partir disso foi instaurada uma notícia de fato. A notícia de fato é qualquer demanda dirigida aos órgãos da atividade-fim do MP e deverá ser registrada em sistema informatizado de controle, distribuída e encaminhada ao órgão ministerial com atribuição para apreciá-la. A apuração deve ser apreciada em 30 dias, prorrogável por uma vez.

Denúncia
A diretora da Aproama, Gina Debs, disse ao G1 que o vereador exerce ilegalmente a profissão de veterinário e que ministra medicação em cachorros sem conhecimento hábil, o que ocasionou a morte de um animal recentemente na cidade. "Várias vezes Jander pegou animais com alguma doença e decidiu ele mesmo cuidar dele. Muitos desses animais necessitam de tratamento médico, cirúrgico, o que é o correto. Desta última vez o cão veio a óbito, pois foi tratado de forma errada e por isso resolvemos fazer a denúncia", explicou. O Conselho Regional de Medicina Veterinária informou à reportagem que apura sobre o exercício ilegal da profissão de veterinário e que até o fim dessa semana terá um parecer final sobre o caso.

Outro lado
O vereador Jander disse que foi procurado pelo MPMG e que prepara a documentação sobre a defesa do caso. Ele disse ao G1 que trabalha como protetor dos animais em Araguari há seis anos e que é alvo de perseguição política. "A minha intenção sempre foi cuidar dos animais, protegê-los e continuará sendo. Depois que assumi um cargo político estou sendo alvo dessas perseguições. No caso do cachorro citado ele não morreu por tratamento errado nos ferimentos e sim por uma doença. Estarei explicando tudo à promotoria", finalizou o vereador.

FONTE: G1

3/26/2018

Protetor tem que ser mais responsável e deixar de ser iludido por político barato

Acho isto um acinte à inteligencia da proteção animal e me refiro aqueles protetores que, EFETIVAMENTE, pensam no melhor para os animais. Alimentar bichos nas ruas, fazer da rua um quintal dos crimes de abandono e deixá-los em situação de vulnerabilidade é uma das monstruosidades feitas em nome da politicagem.  

Um vereador deveria estar se preocupando em atender às necessidades dos protetores que recolhem, tratam e procuram adoção ou mesmo em fazer um canil municipal para funcionar decentemente...... Pela madrugada!!!!! e ainda tem protetor que aplaude? ah, me poupe....

Uma protetora, acredito bem intencionada e muito mal formada como tal, fazer uma petição ao Governo de São Paulo para   "Que todos os estabelecimentos coloquem ração e água e assim tenham abatimento nos impostos". Jesus, onde fica a responsabilidade daquele que abandona os animais? Será que não se percebe que isto é um total estímulo a largar bichos nas ruas porque "TEMPORARIAMENTE" teria alguém para cuidar daqueles cães? protetor não pode continuar a ser manipulado por políticos e, também, não pode continuar a agir sem informação e reflexão dos seus atos. Já é hora, pelas raízes da sequoia-gigante !!!!!! PRONTO, FALEI!!!!!!
----------------
Vereador propõe criação de casinhas e bebedouros para cães de rua em Santa Maria
Proposta de Adelar Vargas (PMDB) prevê que sejam disponibilizados ração e água “em condições de higiene e de uso”
Um projeto de lei de autoria de um vereador de Santa Maria quer fazer com que sejam instaladas casinhas para cães de rua da cidade. A proposta de autoria do parlamentar Adelar Vargas (PMDB) prevê ainda “bebedouros e comedouros” aos animais que fiquem soltos pelas vias dos bairros e vilas de Santa Maria.

O pontapé inicial para a formatação do projeto levou em conta, segundo o vereador, a necessidade de “abrigar com amor e carinho os bichinhos”: — Os cachorros são como pessoas. A gente sabe que esses cães de rua são bichinhos comunitários e, daqui a pouco, vem o inverno e precisamos dar conforto a eles. Acredito que seja um projeto viável e com o entendimento daquelas pessoas humanitárias.

O projeto prevê que caberá às pessoas que se somarem à iniciativa custear os gastos com a compra das casinhas assim como a aquisição de ração a ser dada aos animais. O vereador afirma que, tão logo o projeto venha a ser aprovado, buscará a prefeitura e a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) para viabilizar uma parceria para a castração desses animais. Após isso, eles poderiam ser colocados para adoção.

Ainda conforme o projeto, a pessoa que, por exemplo, tentar impedir o acesso dos animais às casinhas e aos bebedouros terá de pagar multa. Contudo, o vereador admite que a fiscalização – que, em tese, ficaria a cargo da prefeitura – é algo que poderia “encontrar alguma dificuldade”. — Mas imagino que uma pessoa em sã consciência e de boa fé não iria querer prejudicar o animalzinho.

O projeto está, no momento, tramitando nas comissões da Câmara de Vereadores. E, depois, em caso de não haver qualquer inconsistência, a matéria será colocada em votação. O parlamentar acredita que o projeto "passará com folga" e ele cita a cidade de Lages, em Santa Catarina, que conta com iniciativa idêntica.

Ainda em 2012, foi sancionada a lei que instituiu em Santa Maria a Central de Controle e Bem-Estar Animal. Um dos pontos desta lei aprovada e que ainda não foi colocada em prática é o que prevê a microchipagem de animais soltos em Santa Maria.

FONTE: gauchazh

3/10/2018

Vereador, agora de Divinópolis, quer promover outra matança de animais abandonados - MG

Será que virou moda? se bem que este caso aqui, temos ONG´s atuantes no pedaço que já deu uma chacoalhada neste tal vereador e até na Prefeitura que já se pronunciou. A desculpa do moço é ridícula.... Leiam na segunda matéria que estou replicando abaixo.... Ah, acompanhem a atualização do massacre de cães feito pela Prefeitura de Igaracy.
=========
Vereador mineiro é criticado após ameaçar recolher e sacrificar animais: ’emporcalhando nossa cidade’
O Movimento Mineiro em Defesa dos Animais (MMDA) questiona um pronunciamento do vereador Ademir Silva (PSD) de Divinópolis, na região Centro-Oeste de Minas. Durante uma sessão plenária o parlamentar mandou um aviso para moradores que possuem cães, gatos e outros bichos.

Silva orientou que todos tomem mais cuidados e não deixem que os animais fiquem nas ruas. Segundo ele, um caminhão realizará o recolhimento dos bichos. “O caminhão já está pronto. Ele passou por uma reforma e daqui uns dias estará passando pelas ruas recolhendo os animais, que por estarem soltos acabam causando acidentes”, disse.

Em um dos pontos mais criticados, Ademir afirma que após o recolhimento os animais serão levados após uma semana para outra cidade e por lá serão sacrificados. “Cuide bem do seu animal senão ele será pego e você vai precisar ir até Formiga. Se ninguém for lá buscar outras providências serão tomadas, como o sacrifício”, afirmou.

Na sua última fala ele mandou um recado direcionada aos donos dos animais. “Aqueles que gostam dos animais tomem cuidado, deixando-os em lugar adequado. Pois eles não poderão ficar nas vias públicas emporcalhando nossa cidade”, disse.

Movimento baseia em lei
Ao repudiar a fala do parlamentar, o MMDA baseia-se em uma Lei Estadual que estabelece a proteção dos animais. Entre os principais pontos está a proibição do sacrifício de cães e gatos para controle populacional no Estado.  Para repudiar a fala de Ademir e solicitar punições os movimentos já foram ao Ministério Público de Minas Gerais e ao Grupo Especial de Defesa da Fauna. Além disso pedem ao Partido Social Democrático (PSD) que se posicione contra a fala.

Fonte: BHAZ
===============
Vereador Ademir silva gera polêmica ao falar sobre sacrifício de animais em Divinópolis

Ao falar sobre a operação "Pega Animal", o edil causou estranhamento nas ONGs da cidade
O discurso do vereador Ademir Silva (PSD) na tarde desta quinta-feira (08) na Câmara de Divinópolis acabou gerando grande repercussão nas redes sociais. Quando falava sobre uma operação "Pega Animal", o edil deu a entender que os animais seriam sacrificados, causando estranhamento.

A Sociedade Protetora dos Animais de Divinópolis (SPAD), divulgou então, em suas redes, o vídeo do vereador com a seguinte legenda: "Queremos mais informações sobre essa suposta operação "Pega Animal". Que animais? Por que levá-los para Formiga? Sacrifício? Eutanásia como medida de controle populacional é crime! Os animais são culpados pela irresponsabilidade dos donos? Os protetores aguardam respostas!"

Após polêmicas geradas, o vereador explicou novamente a proposta e afirmou que não é a favor de sacrifício de animais. Em vídeo publicado no Facebook do grupo Ação Política de Divinópolis, ele diz: "No meu pronunciamento de ontem eu falei sobre o caminhão que o Galileu está reformando e arrumando e reformando para a captura dos animais de grande porte da nossa cidade. São bois e cavalos que vivem na nossa cidade causando acidantes e colocando em risco a vida dos nossos munícipes. estou aqui hoje para esclarecer os problemas. Galileu vai fazer a captura e levar os animais para um curral e eu fiz esse pronunciamento para alertar os donos dos animais para quando sentir falta deles que vá para o curral para buscá-los."

Prefeitura 
A Prefeitura de Divinópolis, após a repercussão do discurso de Ademir, divulgou uma nota oficial afirmando não ter nenhum projeto para recolhimento de cães e gatos nas ruas da cidade para sacrifício.  "Toda e qualquer ação ligada aos animais de pequeno porte são feitos através da Vigilância em Saúde com o acompanhamento de autoridades e sociedade organizada", afirma a nota.

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪