RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador polícia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador polícia. Mostrar todas as postagens

2/14/2019

Crime de maus-tratos à um cavalo e polícia não leva os criminosos para a delegacia - PR

No vídeo mostra que a carroça com excesso de peso chega a empinar com o animal. Pior foi a polícia não levar estes nojentos para a delegacia. Apenas,  "orientou" para usar acessórios adequados..... Acho que nestes casos, a polícia tem que pagar o preço de ver um crime e não tomar as providências necessárias. Galera do Paraná, manda ver!!!!!!
-------------------

12/09/2018

Polícia Civil resgata cão infestado de carrapatos e dono é multado em R$ 3 mil

Sei que sou chata, mas, repetindo: Pits estão sempre em mãos erradas..... e quando certas, isolados em canis por não ter outra forma.....
------------------
Pit bull encontrado em Lins (SP) estava debilitado e já não andava. Ele foi encaminhado para tratamento veterinário. Dono do animal foi denunciado nas redes

8/17/2018

Rebanho de vacas ajuda polícia a prender mulher fugitiva; assista ao vídeo

Este vídeo já rodou alguns dias, mas, fiz questão de registrar pelo ineditismo..... kkkkk.... 
--------------
Durante uma perseguição, policiais em um helicóptero perceberam que estavam recebendo uma ajuda inesperada para prender uma mulher.

Às vezes as autoridades precisam da ajuda de ‘fatores externos’ para conseguir sucesso em uma perseguição, por

7/15/2018

Empresário vai à polícia após sogra levar os cachorros dele embora

A história chega a ser engraçada, caramba!!!!!
--------------
Denunciante reclama que ela o persegue e já fez até macumba com as roupas dele. Além disso, desconfia que a mulher já tenha vendido um dos animais

Um empresário de São Carlos foi à polícia, na tarde desta quinta-feira (12), após descobrir que a sogra foi até a casa da mãe dele, que é incapaz, e levou embora

6/05/2018

CRUELDADE: Cavalo é arrastado por carro em rua de Valença, no Sul do Rio

Que coisa mais nojenta!!!!! ainda bem que ele foi socorrido.... Isto que tem que ser feito: retirar o animal e pronto!!!!
-----------
Animal estava sendo puxado por uma corda quando o veículo acelerou e o animal acabou caindo. Proprietário foi levado para delegacia. O dono de um cavalo foi levado para delegacia depois de usar um carro para puxar o animal por uma rua de Valença, RJ, no domingo (3). 

Um vídeo registrou o momento em que homem segura a rédia, enquanto o motorista do veículo acelera e o animal perde o equilíbrio e cai. A Guarda Municipal viu as imagens e foi até a casa do proprietário, junto com um grupo do Brock de Protetores de Animais. O cavalo foi retirado da casa, levado para um lugar seguro e está sendo tratado pelos voluntários da ONG.

O homem foi levado para 91ª Delegacia de Polícia (Valença), onde foi autuado e vai responder, em liberdade, pelo crime de maus tratos.

Fonte:  G1 - Costa Verde

5/06/2018

ESCRAVIDÃO: Mulher chama a polícia quando vê cavalo maltratado



O ideal é que todos agissem sempre assim...... Mas, a coisa está melhorando cada vez mais....
----------
Esta mulher enfrenta os carroceiros e chama a polícia. Parabéns! Precisamos de mais heróis e heroínas com essa coragem!


3/27/2018

Farra do Boi, ativistas, ONG´s de proteção animal e polícia - SC

A questão da repressão à Farra do Boi é, realmente, algo surreal. Todos reconhecem que é ilegal e que existe decisão do STF para o fim desta selvageria com bois inocentes. Só que tem um problema: a polícia apreende o boi e ele vai para algum lugar de abate. Agora, foi criado uma chance de resolver a parada. A proteção animal, em especial a ACAPRA que foi a primeira ONG a levantar a questão no país, se for ajudada, ficará com os animais recolhidos pela polícia. Mas, daí, todos nós precisaremos ajudá-los, certo? Então, vamos agir?
---------------------
FINALMENTE, EM VÍDEO, O RESGATE DOS TRÊS BOIS RESGATADOS DA FARRA
DAVI, NANDI E MANU... 
Por tantos anos permanecemos na angústia da impossibilidade de ajudar os anjos torturados na Farra do Boi... No vídeo, o emocional indizível. Sinta amorosidade incomparável! 🙏  Gratidão à você, que vê. Está sendo um grande desafio sustentar esta missão, se não resgatamos os animais eles vão para o MATADOURO. A PM está fazendo a sua parte, coibindo a farra e apreendendo os bois sem ter para onde levá-los! Se conseguirmos recursos, nós, da ACAPRA, faremos todos os resgates, através do projeto FARRA DO BOI NUNCA MAIS. Isso não será possível sem sua ajuda!
👉PARA AJUDAR:
Banco do Brasil (banco 001)
Ag. 5255-8
Cc. 713 271-9
CNPJ: 79.655.338/0001-31
ACAPRA - Associação Catarinense de Proteção aos Animais
🐮🙏🐮 Continuamos todos juntos, fortalecendo-nos um a um, amadurecendo juntos, alcançando conquistas importantes para o futuro dos divinos seres! Que esta conexão se sustente entre todos nós e que possamos aprender a amar como eles amam e, assim, TODO MAL ACABE EM MIM.

3/20/2018

Mico, tatu, arara, cobra... Polícia resgata 14 animais silvestres em menos de 24 h no DF

Gente, olha a quantidade de animais resgatados!   barbaridade! 
------------
Mico-leão foi encontrado ferido; PM acredita que lesão pode ter sido proposital.

O Batalhão Ambiental da Polícia Militar informou ter resgatado 14 animais silvestres nesta quarta-feira (14). A previsão da corporação é de que em 2018 sejam recuperados mais animais do que no ano passado. “Com a proximidade dos condomínios residenciais a áreas rurais, a tendência é que o número aumente”, afirmou o major José Gabriel Souza Junior.

Os animais resgatados na quarta:
  • 3 jiboias
  • 2 cascavéis
  • 2 cobras-do-milho
  • 2 jabutis
  • 1 saruê
  • 1 mico-leão
  • 1 tamanduá-mirim
  • 1 arara-canindé
  • 1 tatu
O número de cobras – foram sete no total – surpreendeu a corporação. “A nossa média de serpentes é de duas ou três por dia”, disse o major.

Duas cobras da variante conhecida como cobra-do-milho foram encontradas no Incra 8, em Brazlândia. Elas são chamadas assim por ficarem próximas a plantações, e não são venenosas. Ambas estavam em boas condições de saúde e foram devolvidas ao habitat natural, sem precisarem ir para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama.

As jiboias estavam em localidades diferentes. Enquanto uma foi localizada em uma horta no Recanto das Emas, o resgate das outras duas foi na quadra 28 do Park Way e em Samambaia. Já as cascavéis estavam na região da Fercal, dentro de uma fábrica.

Ataque proposital
Um mico-leão foi encontrado com ferimento. O bicho, que estava bastante abatido, foi encaminhado ao Cetas do Ibama e, em seguida, deve passar por tratamento no Hospital Veterinário da UnB.

A Polícia Militar acredita que o ferimento deve ter sido proposital, devido a uma tentativa de assassinato por causa da febre amarela. O major Souza Junior criticou o ato de crueldade, que não ajuda no combate à doença. "Os primatas não-humanos são tão vitimas quanto nós, eles só contraem a doença e não a transmitem", explicou.

Uma dupla de jabutis que estava na Colônia Agrícola Bernardo Sayão, no Guará, também foi encaminhada de volta à natureza, sem qualquer ferimento.

Outro resgate foi o de um tamanduá mirim que estava na Estrutural. A mãe dele acabara de ser morta atropelada, e o filhote não queria soltá-la. Já o saruê foi encontrado dentro do Hospital das Forças Armadas (HFA), no Cruzeiro. O tatu resgatado estava em um prédio público, passeando pelos jardins do Tirbunal de Contas da União (TCU).

Em todo o ano de 2017, 2.183 bichos foram devolvidos ao habitat. Só no primeiro bimestre deste ano, já foram 480 resgates.

FONTE: G1

3/17/2018

Vaca é amarrada e arrastada por policiais na Indonésia

Gente, se policial faz isto imagina o resto dos cidadãos..... Se bem que foram estes que se revoltaram e denunciaram, ou seja, nem tudo está perdido.... De alguma forma acho que as pessoas estão se tornando mais sensíveis ao sofrimento dos animais....
----------
Além disso, alguns cidadãos indignados com os maus-tratos registraram as imagens e publicaram na internet

Uma vaca foi amarrada em um caminhão da polícia e cruelmente arrastada em South Sulawesi, na Indonésia. O caso ocorreu após a fuga de outras cinco vacas que supostamente estavam correndo pelas ruas.

As autoridades foram acionadas para realizarem o resgate do animal, porém a vaca foi amarrada pelo pescoço em um veículo que circulou pelas ruas da cidade em uma velocidade considerável, enquanto a vaca cruelmente amarrada precisava correr para acompanhar o caminhão. O animal exausto não conseguiu correr por muito tempo e sofreu ferimentos.

Além disso, alguns cidadãos indignados com os maus-tratos registraram as imagens e publicaram na internet. Uma testemunha do caso afirmou no Facebook: “É assim que a polícia municipal trata e o animal que eles resgatarem? Eles não têm piedade, mesmo que seja um animal, deve ter lástima. Eles apenas amarraram-no a um carro de patrulha e arrastaram-no, até que estivesse sangrando.”

Conforme a lei indonésia, os crimes de crueldade animal são punidos com uma pena de prisão máxima de até três meses ou uma multa máxima de 4,500 rúpias, o equivalente a 1 real e dez centavos.

O responsável pelo animal foi multado em 1 milhão de rúpias por violar a lei sobre controle e cuidado de vacas e recebeu novamente a vaca. A polícia não quis comentar sobre o caso. Embora o abuso de animais seja abundante, há pouca proteção legal para animais na Indonésia, ativistas dos direitos animais clamam por punições mais severas para casos de maus-tratos contra os animais no país.


FONTE: 24horasnews

3/13/2018

Polícia italiana salva 26 cachorros com menos de dois meses

Gosto de publicar estes casos para a gente comparar e tentar entender. Esta província italiana tem 32 mil habitantes, rica, explora turismo e tem alto índice de escolaridade. Ou seja, tinha como acontecer este tipo de coisa lá? Quando a gente vê casos em países miseráveis, achamos que é por pobreza e falta de educação.... E nestes exemplificados aqui? Como explicar?
----------------
A polícia de Riccione encontrou 26 cachorros, todos com menos de dois meses, no porta-bagagens de um carro, que apresentavam sinais de sofrimento e abuso.

Segundo a estação italiana Rai News, os dois passageiros foram detidos e os cães retirados e entregues ao canil municipal de Riccione.

Os animais viajavam dentro de um gaiola, sem cumprir os regulamentos. Contudo, a polícia salvou-os. Veja as imagens oficiais das autoridades na fotogaleria.

FONTE: sabado.pt

2/07/2018

Existe uma polícia especial na Holanda para defender animais em risco

Quando eu estava conveniada com a Prefeitura do Rio, aproveitei o prestígio que tínhamos para formar um grupo de policiais e bombeiros para atuar junto à DPMA somente para atender as denúncias. Eles receberiam subvenção da nossa ONG. Estávamos fechando este Convênio com o Estado quando perdi o da Prefeitura. Infelizmente, sem a sede que tínhamos no IJV, não pudemos dar continuidade ao projeto..... É mais uma das minhas tristezas.... Vejam na matéria como é positivo termos uma força tarefa do gênero.....
-------------
Em um dia normal de trabalho, ele pode ajudar a resgatar uma foca doente na praia, a encoleirar ou confinar um cão agressivo ou investigar residências particulares de colecionadores de animais. Recentemente ele resgatou 60 porquinhos-da-índia de uma casa depois de vizinhos reclamarem do cheiro.

Famosa na Holanda, a polícia animal foi criada quando o Partido pela Liberdade (extrema-direita) apoiou brevemente os liberais que lideravam um governo de minoria em 2010. Em troca de seu apoio em votações cruciais, o Partido pela Liberdade exigiu a formação de uma força policial animal de 800 pessoas. Quando o apoio do partido perdeu força em 2012, houve quem quisesse abandonar a ideia, mas a polícia nacional defendeu a manutenção de pelo menos uma versão menor dela.

A Lei dos Animais, como ficou conhecida, entrou em vigor em 2013, garantindo aos animais proteção contra sede, fome, desconforto físico e psicológico e estresse crônico.

"Os animais — e toda nossa sociedade — precisam da polícia animal. Existe uma associação direta entre violência contra animais e violência contra humanos", disse Marianne Thieme, presidente do progressista Partido pelos Animais, que detém cinco das 150 cadeiras do Parlamento.

Ainda assim Thieme e alguns outros ativistas da causa animal gostariam que a polícia para animais tivesse o poder de fazer mais, inclusive ajudar os milhões de animais criados para alimentação em fazendas comerciais, que são reguladas pela Autoridade de Segurança Alimentar e de Bens de Consumo da Holanda.

"A lei diz que quando um animal está com problemas sérios, você deve ajudar os animais, mas na pecuária industrial cerca de 6 milhões de porcos morrem todos os anos sem apoio veterinário", disse Hans Baaij, diretor da Dier en Recht, uma pequena ONG que pretende usar o sistema judiciário para conseguir com que o governo defina com precisão o que constitui maus tratos contra animais.

Mas há casos de sucesso.
Na semana passada, por exemplo, no tribunal da comarca de Haia, um homem foi condenado por espancar e chutar seu cachorro, após um julgamento de 40 minutos com depoimentos de vizinhos, de um veterinário escolhido pelo juiz e do réu. Ele foi sentenciado a 56 horas de serviço comunitário e proibido de comprar animais de estimação por um ano.

"As pessoas aprendem mais com serviços comunitários do que com multas", disse Tamara Verdoorn, a promotora encarregada dos casos envolvendo animais no tribunal da comarca de Haia.

Em casos menores, ela pode determinar multas e serviço comunitário sem levar o caso a um juiz. Mas cerca de 100 casos por ano vão a julgamento, com penalidades máximas de três anos de prisão ou multas de quase US$ 25 mil (R$ 78,7 mil), embora tais sentenças sejam raras.

Assim como Smit, Verdoorn vê que muitos dos confrontos de pessoas com a polícia animal refletem problemas mais amplos. "A maioria das pessoas que negligenciam animais também estão negligenciando a si mesmas", diz.

Alguns dos animais que vão parar no sistema jurídico são colocados para adoção, ao passo que certos cães são examinados para garantir que não constituam uma ameaça.

Smit, que foi um dos primeiros agentes a serem treinados na polícia animal, diz que aprendeu a maioria das habilidades conversando com veterinários, fazendeiros e outros especialistas.

E embora seu trabalho o leve a algumas cenas horríveis — uma semana antes da nevasca, um pônei de uma fazenda urbana havia sido espancado até a morte — muitos casos têm um final feliz.

Durante uma visita a um apartamento de um bairro de baixa renda na cidade de Delft, a sudoeste de Haia, Smit foi convidado a inspecionar o que antes havia sido um lar problemático. Dentro da casa, três peixes, dois lagartos, dois coelhos, quatro gatos, uma chinchila e um cachorro grande dividiam uma pequena sala de estar. O dono lhe mostrava com orgulho como tudo estava limpo.

Smit, que visita o local a cada dois meses, foi bem recebido, segundo ele, porque ajudou os donos a colocarem uma ninhada de gatinhos para adoção.

FONTE: noticias.uol

12/28/2017

Policiais são recebidos a pedradas em farra do boi na tarde de Natal em Florianópolis

Só uma intervenção no Estado.... só o Exército.... só os terroristas do Irã vão dar um jeito nisto..... Pela justiça lutamos e ela foi feita no papel..... vão levar quantos anos para entender?
-------
Ocorrência foi registrada no bairro Rio Vermelho e ninguém foi preso
Uma guarnição da Polícia Militar foi recebida a pedradas em uma farra do boi que acontecia no Norte da Ilha, em Florianópolis, na tarde desta segunda-feira (25), feriado de Natal. A ocorrência foi registrada próximo à rodovia João Gualberto Soares, no bairro Rio Vermelho, após denúncia de moradores.

Segundo informações do 21º Batalhão da Polícia Militar, do Norte da Ilha, foi necessário conter as agressões dos farristas com armas não letais e ninguém se feriu. Com a confusão, no entanto, os farristas acabaram fugindo e ninguém foi preso.

Os policiais apreenderam o bovino, que apresentava diversas escoriações pelo corpo e foi encaminhado para um depositário fiel. Conforme o relato de moradores, a farra envolvia mais de 20 pessoas, inclusive idosos e crianças.

A farra do boi é proibida desde 1997, quando o STF (Supremo Tribunal Federal) publicou o acórdão qualificando a prática como crime de maus-tratos contra os animais. A ilegalidade tem maior força em Santa Catarina durante o período de Quaresma, antes da Páscoa, mas ainda assim é registrada em outras épocas do ano na região, como neste Natal.

FONTE: ndonline

11/22/2017

Polícia persegue carro e motorista joga o cachorro pela janela - EUA

A polícia americana perseguiu um bandido que , provavelmente, roubou um  um cachorro. Para se livrar do flagrante jogou ele para fora do carro. Que miserável... Agora, o que revolta são os policiais que ficaram só preocupados com o canalha negligenciando o cachorrinho. Só espero que ele tenha sido recuperado.







Fonte: LiveLeak

11/05/2017

Polícia captura casal roubando macacos de parque turístico - China

Para quem não sabe, com certeza absoluta, a mãe destes pobrezinhos foram mortas.... Deus sabe lá em que condições.... talvez até para serem comidas em restaurantes.... Minha Santa do Planeta dos Macacos detona esta gentalha dos infernos!!!!!
--------- 
Filme de um casal sendo pego depois que roubaram dois macacos na Montanha para vende-los como animais de estimação foi vinculado nas redes sociais. O vídeo, feito em Xangai no último 20 de outubro, mostra uma mulher que sai de um micro ônibus com dois macacos.

A polícia descobriu que a mulher carregava os animais no veículo durante uma verificação de rotina. A mulher afirmou que os macacos eram seus animais de estimação, mas não podia fornecer documentação. Segundo relatos, a mulher e seu marido pegaram as criaturas em parque de atração turística na montanha. O casal pode enfrentar mais de cinco anos de prisão ou detenção, bem como pagar uma multa.

Fonte: LeveLeak

11/03/2017

A polícia investiga um vídeo em que um menor joga um gato de um segundo andar em Torre del Mar

E o que esperar de meninos com esta capacidade de ser cruel? O caso aconteceu em Málaga, na Espanha. O que me impressionou foi o agente policial ter acreditado no irmão mais velho que diz que o gatinho não sofreu sequelas físicas.... Agora, a mãe deste marginalzinho é daquelas fora da casinha...
------------
Os agentes identificaram o suposto abusador, com 16 anos, bem como aquele que registra as imagens, também menor e com antecedentes criminais, e outro menor, o que é irrefutável por ter menos de 14 anos.


A Guarda Civil está investigando as imagens de um vídeo que circula por redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas como o WhatsApp em que três crianças lançam um gato de um segundo andar em Torre del Mar. Nas imagens, eles duram 1 minuto e 44 segundos e gravados por um deles, vemos um jovem adolescente segurando um gato pelo pescoço em um terraço de uma casa . Depois de ter uma conversa que primeiro pedem que não faça, mas, em seguida o encorajam entre risadas,  o jovem o joga na rua.

A investigação começou logo que começou a divulgação do vídeo através das redes sociais. Aparentemente, as imagens poderiam ter sido gravadas ontem à noite, durante as festividades de All Saints , em um bloco de moradores do núcleo costeiro de Torreño. De acordo com este jornal, a mãe do adolescente, que tem 16 anos e que supostamente joga o o seu gato de uma altura de de 15 metros, apareceu esta tarde no quartel de a Guarda Civil de Torrox, para denunciar "assédio"que seu filho estava sofrendo através de redes sociais e no celular por causa do vídeo. Os agentes, tendo conhecimento do vídeo, informaram a ela que a ação do do filho estava sendo investigada por um suposto crime de abuso animal, tipificado no artigo 337 do Código Penal.

O outro menor que aparece nas imagens tem menos de 14 anos. Os agentes da Polícia Local de Vélez-Málaga apareceram esta tarde na casa da família de Torre del Mar e conseguiram encontrar um irmão mais velho do suposto abusador, que garantiu que o animal "está vivo e não sofreu seqüelas físicas".

Fonte: Diário Sur

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪