RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador pesquisas científicas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador pesquisas científicas. Mostrar todas as postagens

9/26/2018

Santuário para chimpanzés torturados em experimentos pode fechar na Áustria

O que fazer, meu Deus? só você tem a solução.... dá uma força à quem pode resolver.....
-------------
Gänserndorf (Áustria), 18 set (EFE).- Susi, Helene e Anton são três chimpanzés capturados em Serra Leoa nos anos 80 e que passaram muito tempo nas pequenas jaulas de uma empresa farmacêutica alemã que os torturou com experiências científicas, até serem libertados em 1997 e enviados a um santuário nos arredores de Viena (Áustria).

8/10/2018

Inteligência artificial pode evitar testes de medicamentos em animais

Claro que pode!!!!! Jesus amado, abra as mentes destes tais pesquisadores psicopatas que insistem em viver no passado. Veja que a nova geração vem aplicando a tecnologia na substituição dos animais nestas torturas em laboratórios. È só querer!!!!! Aqui no Brasil temos o Centro Brasileiro para Validação de Métodos Alternativos (BraCVAM, Brazilian Center for Validation of Alternative Methods). Na página de

6/02/2018

MATANÇA: Japoneses matam mais de 300 baleias para “pesquisas científicas”

Eu acho a civilização japonesa tão incrível, mas, quando vejo este horror que aquele país continua promovendo, perco as estribeiras e daí falo um monte, sabia? &*#%, #%¨&º  e mais outros impublicáveis...... Covardia dos donos dos olhos rasgados pra baixo.....
------------
Foram 333 baleias Minkes (Balaenoptera acutorostrata) mortas por caçadores japoneses na expedição de quatro meses, terminada em março último. 122 delas eram fêmeas grávidas. Outras dezenas eram imaturas, ou seja, eram jovens demais ainda para se reproduzir.

A alegação é que são “amostras biológicas” que servirão para investigar a estrutura e a dinâmica dos ecossistemas marinhos. A justificativa é a mesma utilizada no ano passado, como mostramos neste outro post, quando um número semelhante de baleias perdeu a vida.

Mais uma vez, as imagens brutais da matança anual das baleias e a desculpa esfarrapada dos japoneses provocaram revolta no mundo todo. Apesar do “objetivo científico” do extermínio, a carne e o sangue dos animais ainda hoje são vendidos em mercados e restaurantes como iguarias.

“A matança de 122 baleias grávidas é uma estatística chocante e triste, prova da crueldade da caça no Japão”, afirmou Alexia Wellbelove, gerente da Humane Society International, em comunicado à imprensa.

Em 2014, uma corte internacional ordenou a suspensão temporária da caça anual das baleias na região. Entretanto, o governo japonês encontrou uma brecha na moratória e, em 2016, voltou a matar os cetáceos alegando que tinha fins científicos e que reduziria o número de mortes para 1/3.

O método utilizado pelos japoneses para capturar as baleias é cruel. Segundo organizações ambientais, elas são mortas com granadas explosivas, colocadas na ponta de arpões. Mas apenas entre 50% e 80% delas morrem instantaneamente, deixando as demais em sofrimento profundo.

FONTE: conexaoplaneta

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪