RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador perdido. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador perdido. Mostrar todas as postagens

10/06/2018

Após se perder da mãe, bebê coala é aquecido por cachorro na Austrália

Que coisinha mais fofa, gente!!!!
------------------
Segundo veterinário, o coala se protegeu entre os pelos de cachorro para se manter aquecido durante a noite fria
Imagine a cena: você acorda pela manhã, vai até o quintal da sua casa e, quando percebe, tem um bebê coala dormindo no cangote do seu cachorro. O que parece improvável realmente aconteceu na Austrália, na cidade de Strathdownie.

Mas não pense que se trata apenas de uma amizade de filme entre os bichinhos.

8/12/2018

Página criada na web ajuda a encontrar calopsitas perdidas no DF

Achei bem bolado, só não vi se é só para o Distrito Federal. Será que pode ser usado por outros Estados?  
------------
Rede tem mais de 6 mil seguidores. Relatos de usuários mostram que a estratégia tem dado certo.
Uma página criada nas redes sociais tem ajudado aos donos de calopsitas a encontrar os animais de estimação que, por algum motivo, se perderam em ruas

7/23/2018

URGENTE: A cadela PAPAYA está perdida e precisamos ajuda-la a reencontrar seus donos

Amigos, recebi este vídeo da amiga Lilian e entrei em contato com os donos da cadela que fugiu com medo de fogos de artifício. FOI em 27 de junho em  Areia, município da Paraíba, perto de Campina Grande. 

Ela estava com o casal em um posto de gasolina chamado "Posto da Santa" e ao ouvir os fogos, Papaya

6/21/2018

RESGATE: Bombeiros resgatam cão perdido há dois dias em mata na Tijuca - RJ

Aqui no Rio, às vezes, temos que usar de tudo que é recurso para bombeiros atenderem.... Tem gente boa, mas, tem uns deles que acham que ganham pouco, que não recebem salário, que não tem obrigação..... enfim, só vão na marra..... é dose!!!! Parabéns a mobilização dos moradores locais.....
----------------
Bombeiros resgatam cão perdido em mata na Tijuca Bombeiros resgatam cão perdido em mata na Tijuca
Agentes do Corpo de Bombeiros conseguiram resgatar um cão que estava perdido desde quarta-feira em uma área de mata na Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro. O animal foi recuperado após forte mobilização de moradores da rua Coronel Correia Lima, que, apreensivos com a situação do cachorro, relataram o caso nas redes sociais, pedindo ajuda para pressionar os bombeiros a irem ao local. A vizinhança disse que estava ouvindo o cão latindo em desespero há dois dias. Ele foi resgatado sem ferimentos por volta das 15h20

Uma das moradoras do local, a bióloga Carmen Matar havia dito à reportagem do EXTRA, antes do resgate, que estava desesperada com o sofrimento do cachorro, que, afirmou ela, gemia o dia inteiro. Agora, ela se diz aliviada.

— Desde ontem que eu estava arrasada com a essa historia, escutando o gemido. Hoje, de manhã, resolvi levar a público, no Facebook, para ver se alguém me dava uma solução para isso. Estou muito feliz com o resgate. Eu cuido de uma gata de rua, porque sou muito ligada a animais. Me corta o coração ver um bicho assim, sofrendo. Agora estou mais tranquila, estou mais calma — afirmou ela.

Os moradores estavam desde cedo tentando chamar a atenção do Corpo de Bombeiros para a situação do animal. Agentes do quartel da Tijuca chegaram a ir à localidade pela manhã para tentar o resgate, mas não chegaram a escalar a pedra onde o cachorro estava, porque não viram nenhuma movimentação do animal. Nas redes sociais, a vizinhança chegou a dizer que os bombeiros "não tiveram boa vontade". Subtenente do batalhão responsável pela região, Roberto Silva destacou, no entanto, que estava à disposição para ajudar.

— Os moradores disseram que a última vez que ele latiu foi por volta das 6h da manhã. Como o local é de difícil acesso, com cerca de 100 metros de altura, nós quisemos evitar que a equipe se mobilizasse em vão. Mas estamos à disposição dos moradores. Se eles ouvirem o cachorro latindo, eles podem ligar que nós vamos ao local. Estamos só aguardando. — disse o bombeiro pela manhã. Após à operação bem-sucedida, os agentes do Corpo de Bombeiros posaram para fotos com o cachorro.

5/20/2018

UTILIDADE PÚBLICA: Cachorra é encontrada na rodovia BR-467

Estou publicando esta postagem para divulgar este serviço que o CGN faz ao anunciar os animais perdidos e achados. Tenho acompanhado e me parece muito bom....
------------
Após a publicação na CGN, os proprietários do animal foram encontrados
Uma internauta da CGN encontrou uma cachorra na rodovia 467 que liga Cascavel a Toledo na noite deste domingo (13).

Segundo a internauta, a cadela está bastante triste por estar longe dos donos. Após a publicação na CGN, os proprietários do animal foram encontrados.

Serviço
A página de Achados e Perdidos da CGN é aberta a toda a comunidade, sem nenhum custo. Você pode divulgar desaparecimentos de animais, documentos e objetos  perdidos ou encontrados.

FONTE: cgn.inf

1/09/2018

A odisseia do gato perdido no aeroporto de Lisboa - Vídeo

Graças a Deus, o gatinho foi encontrado.... não fosse a insistência da proteção animal, a empresa aérea e o aeroporto não iam continuar nas buscas..... Fazem a "caquinha" e a gente ainda tem que ficar em cima.... Não estranhem a forma escrita do texto porque é um periódico de Portugal. Confiram nossa publicação anterior aqui.
---------
Jackie devia ter embarcado rumo à Madeira a 21 de Dezembro. 
Só chegou ao seu destino esta segunda-feira.

Um gato que andou perdido no Aeroporto de Lisboa, quando deveria ter embarcado a 21 de Dezembro no voo TP 1683 rumo à Madeira, chegou esta segunda-feira à região, devido à persistência da dona e após 19 dias de odisseia.

Jackie, gato branco e preto de seis anos de idade, e o cão Max, seu companheiro de casa, apresentaram-se a 21 de Dezembro no Aeroporto Humberto Delgado nas respectivas caixas transportadoras para embarcarem para a Madeira.

Cumprida hora e meia de viagem, felino e canídeo eram esperados no Aeroporto Cristiano Ronaldo, nessa quinta-feira, pela dona.

Sandra Freitas foi, no entanto, surpreendida pela falta do gato, já que a caixa transportadora de Jackie chegou vazia e sem porta.

"Eu já estava na Madeira, mas o meu marido ainda estava em Lisboa. Nós tínhamos decidido passar o Natal e o Fim de Ano na Madeira e, como eram alguns dias, decidimos trazer os animais também. O meu marido foi entregá-los no terminal de carga, mas como vinha na easyJet, e esta companhia não permite o transporte de animais, teve que os embarcar na TAP", contou à agência Lusa.

Apresentada queixa à companhia aérea TAP e à ANA - Aeroportos de Portugal, Sandra Freitas começou de imediato a procurar o gato e até se deslocou a Lisboa oito dias, a expensas da operadora aérea nacional.

Face ao insucesso, a dona do gato, castrado e com um chip, voltou à Madeira, mas a vontade em encontrar o animal de estimação não esmoreceu. O caso foi, entretanto, referido nas redes sociais.

Sandra pediu ajuda à Associação Gatos Urbanos, que indicou, por sua vez, uma equipa de resgate - a SARTEAM. Ambas as entidades ajudaram-na a pressionar o aeroporto e a TAP para insistir nas buscas.

"Houve centenas de partilhas nas redes sociais e houve muitas pessoas que trabalham no aeroporto que se encarregaram, pessoalmente, de procurar o gato. Houve pessoas que nem sequer estavam ligadas à TAP, nem à Groundforce, que me ajudaram", disse.

Jackie foi avistado a 3 de Janeiro por um funcionário da Portway perto da zona do terminal de carga. Estava a comer "junto de uma gatinha, porque lá há colônias de gatos perdidos", referiu a dona.

"Chamei logo a equipa de resgate da SARTEAM, que vedou o espaço do contentor onde ele se encontrava por debaixo, deixando apenas uma saída em direção à armadilha montada com vista à sua captura", relatou.

A solução não resultou, mas a equipa de resgate e o veterinário do aeroporto conseguiram autorização para entrar no contentor de carga. Desparafusaram a chapa inferior e conseguiram, assim, alcançar o gato, a 5 de Janeiro.

Jackie embarcou num avião rumo à Madeira, numa caixa transportadora, mas os ventos pregaram-lhe nova partida e fizeram-no regressar a Lisboa, onde passou o fim de semana na casa de uma auxiliar de veterinária, amiga de Sandra Freitas.

Ao final destes dias todos, Sandra Freitas diz que se não fosse a sua insistência e perseverança, Jackie seria mais um gato errante entre os muitos que deambulam pelo aeroporto.

"Ainda por cima estou grávida, não imagina o desgosto que apanhei. Passei stress e ansiedade que nunca devia ter passado numa altura destas da minha vida", observou, referindo que continua sem saber como é que o gato desapareceu.

A Lusa contatou a TAP, que remeteu informações para a Groundforce. No entanto, ainda não foi possível obter uma resposta desta empresa.

Fonte: Publico PT
=======
Vídeo publicado pelo Diário de Notícias 

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪