RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador observação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador observação. Mostrar todas as postagens

5/24/2018

Feira de observação de aves começa amanhã em São Paulo

"Avistar" vai até domingo na sede do Instituto Butantan, em São Paulo; espaço terá cerca de 50 expositores e 170 palestras.

O Avistar, maior feira de observação de aves da América Latina, começa amanhã (18/05) na sede do Instituto Butantan, em São Paulo. O objetivo do encontro, criado há 13 anos, é aumentar cada vez mais o número de observadores de aves no Brasil, assim como a troca de informações entre eles.

A exemplo dos festivais de aves e natureza que são realizados a Europa, a ideia é promover o encontro das pessoas que tenham interesse em conhecer mais sobre aspectos ligados à ciência e ao meio ambiente. Serão cerca de 50 expositores tratando sobre turismo de observação da natureza e muita arte relacionada com aves e outros animais, além de livros técnicos e científicos, projetos educativos e de conservação. O evento é gratuito.

"O Avistar é um forum onde as pessoas que gostam de todos esses assuntos podem se encontrar e trocar ideias, ampliando a rede, estabelecendo novas conexões."

Passarinhadas na mata do Butantan serão realizadas de hora em hora. Escolas e outros grupos podem agendar o passeio. Entre as novidades deste ano estão a observação de borboletas e abelhas nativas, além de apresentações para conhecer plantas alimentícias não convencionais. O projeto Onçafari é outro exemplo de trabalho que poderá ser conferido na feira. No gramado do Instituto, pesquisadores também poderão conversar com o público sobre os animais e plantas com que trabalham. Outro destaque do evento é o Conhecer, 1º Encontro Nacional de Divulgadores de Ciência, com diversos youtubers e bloggers que mostram na Internet a ciência com uma linguagem acessível para o grande público.

As palestras também são um ponto alto do Avistar. Serão cerca de 170, destacando-se a de Richard Prum, sobre evolução da beleza; a de Bruce Patterson, sobre os leões de Tsavo; a de Miguel Rodrigues sobre a expedição ao Pico da Neblina e a de Jessie Barry sobre o uso da inteligência artificial para identificar aves. Ainda haverá módulos de palestras sobre serpentes, ciência cidadã, mamíferos, e, claro, aves. Para as palestras é necessário se inscrever.

“No ano passado estimamos que entre palestrantes, inscritos e visitantes que participaram das atividades abertas, no gramado, tivemos um público de cerca de 5 mil pessoas. Este ano, com a ampliação das atividades e do foco, acredito que teremos um público ainda maior nos três dias do evento”, afirma Erika Hingst Zaher, uma das organizadoras do Avistar. “O evento é inteiramente dedicado ao público. O Instituto Butantan tem mais de 100 anos de tradição em receber visitantes para saber mais sobre serpentes e sobre o trabalho de pesquisadores. O Avistar amplia esses assuntos e se diferencia de outros encontros acadêmicos”, acrescenta Erika, que lembra ainda que várias atividades serão voltadas para as crianças, como as passarinhadas, o “Ciência Aberta”, o “Avistar Kids”, “Morcegos na Praça”, além de diversas oficinas, feira de trocas de mudas, sementes e livros.

"Este é um encontro horizontal, onde cientistas e não cientistas falam para um público de todas as idades e diferentes formações, com linguagem simples."

FONTE: G1

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪