RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador mistério. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador mistério. Mostrar todas as postagens

4/14/2019

Abrigo de animais da USP é cercado por contradições

Que mistério doido é este?
-------------------
Estado real do canil é incerto; entrada no local depende da autorização de uma só pessoa

“Abrigo na USP? Prefiro não falar do assunto”; “vocês vão precisar de uma autorização para fazer esta entrevista”. É raro encontrar estudante ou funcionário da Universidade de São Paulo que esteja disposto a conversar sobre ou

9/19/2018

Mais de 60 animais são encontrados mortos no município - SC

O que estão considerando estranho é que os bichos são mortos e não são comidos. Mas, os gatos (felinos) são meio que assim..... matam e largam pra lá..... Por isso que deve ser obra destas tais jaguatiricas..... A conferir....
-------------------------
O fato aconteceu no bairro São Gotardo, em São Miguel do Oeste. 
Os proprietários relataram para a Peperi que a situação ocorreu na madrugada deste sábado e foi percebida apenas pela manhã. Foram mortas mais de 40

3/06/2018

“Chupa-frango”? Mais de 50 galinhas são mortas e caso macabro assusta dona de viveiro

Dei uma pesquisada e não achei atualização do assunto.... Credo, o que pode ter sido isto? ninguém escutou barulho nenhum? eu, hein!!!!! está muito mal explicado...
-------------
Moradores do Bairro Alto acordaram, nesta semana, com um mistério no quintal de casa na Rua Marquês de Abrantes. Pouco mais de 50 aves que eram criadas pela família de Márcia Batista da Silva, 48 anos, amanheceram mortas e o pior: com marcas de algo que parece ter sido até um ritual.

O caso macabro foi descoberto na manhã de na terça-feira (27). “Só descobrimos quando fomos alimentá-los. Estranhamos que todos estavam deitados, aí quando chegamos mais perto, vimos que estavam mortos. Começou um mistério pra gente”, contou a mulher.

Segundo Márcia, todas as aves tinham sinais de violência e, aparentemente, estavam com o coração arrancado. “A gente não chegou a ver se de fato retiraram o coração, mas os bichinhos estavam com um buraco no peito, na direção em que fica o órgão. O pior e o que mais nos chocou, é que não havia sangue no espaço em que elas estavam”.

De todos os patos, perus, galinhas e gansos mortos, apenas duas galinhas sobreviveram. “Acho que só escaparam porque estavam empoleiradas em algum canto, por isso não foram vistas. Mas até agora ninguém entendeu o que aconteceu”.

A moradora disse que muitas suspeitas começaram sobre o que pode ter acontecido, mas apesar disso, nenhuma certeza. “Por ser período de quaresma, começamos a levantar suspeitas de algo relacionado a alguma religião contrária, algo assim. Muitas suspeitas e muitas suposições, mas porque a gente não consegue entender o que aconteceu em casa”.

Ação silenciosa
Márcia contou que, além de não ter sangue no terreno, ninguém em casa acordou durante a madrugada e o portão não foi arrombado. “Eu fui dormir tarde, minha filha chegou mais tarde ainda. O interessante é que ninguém de nós ouviu o barulho dos bichos gritando. E os gansos costumam fazer muito barulho. Tudo muito estranho”.

A dona do viveiro disse não acreditar que alguém que quisesse se vingar da família tenha matado os bichos. “Até porque na rua todo mundo sabia que criávamos as aves e somos amigos de todos. Moramos há mais de 20 anos aqui e nunca tivemos atrito com ninguém. Muito estranho”, completou Márcia, que disse que a polícia ainda não foi procurada, mas que a família está pensando em registrar o boletim de ocorrência.

Entre as suspeitas, os vizinhos começaram a comentar que algum bicho poderia ser o responsável pelo ataque. “Falaram de chupa cabra, igual no passado, quando alguns animais foram mortos, mas acho que isso é lenda. Mesmo assim, estamos com medo, porque tudo é possível, né? Se fosse uma ou duas aves, até acharíamos que podia ser um cachorro, mas todas é muito assustador”.

Conforme a mulher, os familiares fizeram contato com a prefeitura de Curitiba e uma equipe deve buscar, pelo menos, um animal para fazer uma análise. “Talvez assim nós vamos descobrir pelo menos o que aconteceu e conseguiremos então dar um fim pra esse mistério”.

FONTE: tribunapr

12/26/2017

O mistério do assassinato em série de animais em Londres

A matéria diz que a policia admite que é um psicopata e que está difícil pegar o bandido assassino.... O que nos alivia em parte é que vão encontra-lo e a justiça inglesa vai puni-lo... questão de tempo...
------------
Examinar o corpo sem vida de um gato virou uma rotina macabra para Tony Jenkins, uma vez que um possível assassino em série de animais está à solta no sul de Londres.

Ninguém parece se surpreender quando este cofundador da pequena associação de proteção aos animais Snarl se dirige a uma clínica veterinária em uma fria tarde de outono.

Tony entra em uma sala, coloca as luvas e tira de uma sacola plástica um gato preto com patas brancas.

A assistente do veterinário dá um passo para trás. A cabeça e o rabo do animal fora cortados com uma precisão cirúrgica. Inclusive Tony acusa o golpe. “Safado”, diz entre dentes.

“É claramente uma vítima” do assassino, afirma à AFP, referindo-se aos gatos “com as mesmas características” encontrados “em todo o tipo de local” em Londres, Brighton (sul) e Northampton (centro).

Em um espaço de dois anos, a associação Snarl registrou 400 vítimas, muitas delas gatos, mas também raposas e coelhos. Para Tony, tudo começou em setembro de 2015.


Intrigados por uma sucessão de mortes suspeitas, ele e Boudicca Rising, cofundadora da Snarl, contactaram veterinários e donos de animais, e fizeram uma cartografia das vítimas.

“Nesse momento nos demos conta de que alguma coisa estava acontecendo”, conta Boudicca.

O assunto chegou aos ouvidos da Scotland Yard, que abriu uma investigação, assim como a Sociedade Real de Proteção dos Animais (RSPCA).

A imprensa repercutiu a notícia e começou a circular a hipótese de que pudesse ser obra de um psicopata.

No Facebook, a página da Snarl faz uma lista das vítimas do “Croydon Cat Ripper”, como apelidam em referência à cidade do sul de Londres onde costuma atacar.

“Descanse em paz”, escreve a internauta Kate Norton ao lado de uma fotografia do gato “Pepper”. “Sobre esse lixo maléfico e doente que fez isso: tomara que apodreça no inferno!”.

Tony e Boudicca se transformaram em investigadores e descobriram, pasmos, cadáveres decapitados, colocados perto de uma escola ou de um parque, e inclusive ao lado das janelas dos donos dos animais.

Em certo momento, chegaram a pensar que os gatos eram vítimas de outros animais, mas agora descartaram a possibilidade.

“A Polícia acredita que uma pessoa, ou um grupo de pessoas (…), seja a responsável pelas mortes e mutilações”, disse à AFP a Scotland Yard, que não quer comentar a tese de “assassino em série”.

O caso chama a atenção e mobiliza meios incomuns nesse tipo de crime. A Agência Nacional de Luta contra o Crime (NCA) o investiga, e duas organizações, entre elas a PETA, oferecem uma recompensa a quem quer que ajude a capturar o assassino.


– Os humanos, a próxima etapa? –
Tony tenta desmascará-lo com seus meios. “Mas é difícil”, declara. “Às vezes gostaria que fosse (…) como nas séries em que os crimes são resolvidos com métodos científicos”.

Os indícios o levaram até um vendedor de crânios de animais. Era uma pista falsa. “É raro se dedicar a isso, mas não é ilegal. Os importava da China”.

A investigação permitiu fazer um retrato falado do assassino: um homem branco, de cerca de 40 anos anos, em torno de 1,80 m de altura, que “aparentemente foi criado em Croydon”.

Um misterioso criminoso com muito talento de “dissecador” e para fugir da vigilância, aponta Vincent Egan, criminalista que dá aulas na Universidade de Nottingham. “Deve ser capaz de atrair o animal, matá-lo sem esfolar, dissecá-lo e colocar o corpo em um local visível. E tudo isso discretamente”.

A lista das vítimas não para de aumentar e surge a inevitável pergunta: os gatos são só uma etapa?

“Sabe-se que existe um vínculo entre os assassinos em série e casos de violência contra animais”, afirmou recentemente a Sky News Andy Collin, responsável pela investigação policial.

“A hipótese é que esse assassino obtenha certa satisfação (matando gatos). O medo é que acabe a perdendo e que então se vire contra humanos, sobretudo mulheres”.

FONTE: istoe

11/01/2017

Cientistas estão perplexos com morte misteriosa em massa de focas-da-sibéria

Mais uma comprovação do estrago que humanos estão fazendo na vida selvagem...
------------ 
Os serviços veterinários estão investigando casos de morte de nerpas, espécie bem rara de focas que habitam no lago Baikal.
Mais cedo, na costa do Baikal, na região russa de Irkutsk, foi registrada a morte de dezenas de nerpas.

"Foram encontrados 31 cadáveres de animais na região de Irkutsk, dois deles foram enviados para peritagem", informaram à Sputnik representantes do departamento territorial de Angaro-Baikalsk da agência Rosrybolovstvo.

A porta-voz do departamento federal de proteção ambiental, Olga Kudrina, por sua vez, acrescentou que as amostras para peritagem foram enviadas para o laboratório veterinário de Irkutsk. Ela adicionou que não foram detectados nenhuns danos internos nos corpos dos animais. Os resultados dos exames ainda não são conhecidos.

FONTE: sputniknews

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪