RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador manifestação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador manifestação. Mostrar todas as postagens

1/20/2018

Protetores realizarão manifestação contra a SUBEM no Rio

Esperamos que as autoridades se liguem na tomada....
--------
Defensores de animais da cidade do Rio de Janeiro organizaram uma manifestação em repúdio à negligência do prefeito Marcelo Crivella (PRB) e à responsável pela Subsecretaria de Bem-Estar Animal (SUBEM), a veterinária Suzane Rizzo.

A ação será realizada neste domingo (21), às 14h, na Av. Atlântica, em frente ao Copacabana Palace, na zona Sul do Rio, e integra uma série de iniciativas que estão sendo realizadas por defensores da causa animal após denúncias de maus-tratos a animais na Fazenda Modelo, único abrigo municipal da cidade, que se encontra interditado devido às condições precárias em que os animais estavam submetidos.

O protetores afirmam que após a extinção da Secretaria Especial de Promoção e Defesa dos Animais (SEPDA) e criação da SUBEM houve redução das campanhas de adoção, esterilização e restrição do acesso de protetores e voluntários à Fazenda Modelo.

Eles reforçam ainda que Suzane Rizzo não seria a pessoa mais indicada para cuidar de uma pasta tão delicada quanto a da proteção animal, pois a veterinária com 27 anos de profissão se dedicou durante a maior parte da carreira à pecuária e ações sanitaristas.

Entenda o caso
A Fazenda Modelo foi interditada após uma vistoria realizada uma equipe da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) no dia 09 de janeiro. No local foram encontrados medicamentos e rações vencidos.

Animais doentes viviam em meio aos saudáveis e sem tratamento medico-veterinários, pois devido a falta de pagamentos, muitos profissionais se recusaram a continuar tratando os cães, gatos e cavalos mantidos no local.

Fonte: ANDA

Condenados manifestantes que ficaram nus e mataram ovelha em Auschwitz

Precisava a palhaçada de matar a ovelha? protestar tudo bem, mas, matar o bicho p´ra que? bem feito...
-------
Dois serão presos; dez pagarão multa equivalente a R$ 9,4 mil

Os doze manifestantes do grupo "Love Macht Frei", que ficaram nus há um ano na entrada do campo de extermínio nazista de Auschwitz, foram condenados a penas de prisão ou multa por um tribunal local por ofender o "local de memória da Humanidade". O centro, na cidade de Oswiecim, serviu às forças alemãs durante a Segunda Guerra e ficou marcado pela morte de boa parte dos seis milhões de judeus assassinados pelo regime de Adolf Hitler.

Dois membros do grupo informal, ambos bielorrussos instalados na Polônia, identificados apenas como Adam B. e Mikita V., foram condenados a um ano e meio de prisão e um ano e dois meses, respectivamente. Os outros dez, com idades entre 20 e 27 anos, incluindo um cidadão alemão, foram multados em 10 mil zlotys (equivalente a R$ 9,4 mil), que serão revertidos para obras públicas.

Eles também deverão pagar ao Museu de Auschwitz 330 euros (R$ 1,3 mil) cada, em indenização. Em março de 2017, os membros do grupo tiraram as roupas e se amarraram. Os manifestantes penduraram uma bandeira branca com a inscrição "Love" em vermelho, no topo do portal do antigo campo nazista, com a notória inscrição "Arbeit Macht Frei" ("O trabalho liberta", em alemão). Também mataram uma ovelha no local.

Após o anúncio do veredicto, Mikita V. disse que o tribunal os condenou "injustamente, por uma ação artística". Por terem infligido sofrimento à ovelha, eles foram privados do direito de possuir um bicho por dez anos. Cada um terá que pagar cerca de 500 euros (quase R$ 2 mil) para uma associação de proteção dos animais.

O procurador Mariusz Slomka, que pediu sentenças mais rigorosas, ressaltou em sua acusação que "Auschwitz é um local de memória da Humanidade, símbolo de martírio, um cemitério para milhares de seres humanos".

Mikita V. e Adam B. explicaram que agiram por uma boa causa e disseram se arrepender do sofrimento do animal.

Entre 1940 e o início de 1945, cerca de 1,1 milhão de pessoas, incluindo um milhão de judeus europeus, foram exterminadas em Auschwitz. Cerca de 80 mil poloneses não-judeus, 25 mil gregos e 20 mil soldados soviéticos também foram mortos neste campo liberado pelo exército vermelho em 27 de janeiro de 1945.

FONTE: gazetaonline

12/26/2017

Loja que vende peles, manifestação e vídeo de raposinha que foi resgatada

Queria mostrar uma raposinha resgatada da indústria de peles, uma manifestação na Espanha e denunciar uma loja que vende casacos de pele chamada Farfetch. O site deles é ESTE  e o facebook é ESTE . Já mandei meu recado..... 
-------------
Espanha: 'Quantas vidas para um casaco?'
Ativistas dos direitos dos animais criticam a moda. Ativistas do grupo de direitos pró-animais Anima Naturalis organizaram um protesto em Madri, no domingo, contra o uso de peles de animais.

Fonte: LiveLeak

=======

   

=========


12/17/2017

Espanha: manifestantes anti-peles apresentam a 'passarela do sofrimento'

Acho extremamente importante estas manifestações para conscientização.... A Espanha precisa muito disto...
---------
O grupo dos direitos dos animais 'Gladiators for Peace' ergueu uma chamada "passarela do sofrimento" em uma praça pública em Madri no domingo, para protestar contra o uso de peles e couro na indústria da moda.

Os membros do público foram convidados por ativistas para fazer uma declaração de moda ousada, pavimentando a passarela vestida com casacos de pele e jaquetas de couro embebidas em sangue falso. No final da pista de moda, um grupo de manifestantes que usavam roupa interior representavam os animais sem pele.

Fonte: Live Leak

Brunet participa de protesto na Avenida Paulista por direitos dos animais

Muito legal a participação de pessoas notórias na nossa causa...
----------
Modelo, que é defensora dos direitos dos animais, falou sobre a emoção de participar do evento
Yasmin Brunet participou, no domingo (10), de um protesto em prol dos direitos dos animais realizado na Avenida Paulista, uma das principais vias de São Paulo.  Nas redes sociais, a modelo falou sobre a emoção de fazer parte do protesto e defendeu: "Não precisa ser vegano para ter empatia".

"10.12.17 - Dia Internacional do Direito dos Animais:  hoje fizemos uma manifestação na Paulista e eu não tenho palavras para agradecer a todos que compareceram. Estava na linha de frente e quando me virei para ver todos me emocionei nesse minuto. Nunca pensei em ver uma manifestação para direito dos animais tão cheia, tantos corações batendo com o mesmo sentido. Foi perfeito,  Obrigada obrigada obrigada a todos vocês! Não precisa ser vegetariano ou vegano para ter empatia e compaixão", escreveu.

Militante de uma alimentação saudável e vegetariana, Yasmin já falou, em entrevista para QUEM, sobre sua decisão de não ter carne em casa: "Em casa não entra cadáver. Ele (O marido, Evandro Soldatti) come fora muito de vez em quando. Acho que não está percebendo, mas está virando vegetariano", brincou ela, que costuma compartilhar suas experiências culinárias nas redes sociais.

FONTE: revistaquem

11/12/2017

Concentração exigiu fim do transporte de gado para o Médio Oriente - Portugal

Nossos companheiros portugueses andam fazendo um bom trabalho na luta contra o transporte de gado vivo em navios para o oriente médio. O Brasil tem muito mais território e presumivelmente muito mais ativistas. Mas, tirando o Fórum de Proteção Animal ninguém tem se interessado neste tema. Aliás, nem mesmo apoiar o Fórum a galera tem se prontificado. Vejam Portugal e copiem, gente!!!! não fosse meus 70 anos e a sequela de um AVC, estaria solta na buraqueira. Vamos lá gente, o sofrimento dos animais não pode esperar!!!!!! A luta não é só cachorro e gato não.... tem muitos animais que dependem de nós!!!!
--------- 

Cerca de cem pessoas protestaram em frente ao Ministério da Agricultura para denunciar a crueldade do transporte de animais vivos por via marítima, que é feito sobretudo para o mercado israelita. Empunhando cartazes com fotografias de vacas e bezerros enjaulados e maltratados, os ativistas da campanha contra o transporte de animais vivos voltaram a denunciar os maus-tratos infligidos ao gado que é embarcado nos portos de Sines e Setúbal com destino a países como Israel.


"Há animais que, inclusive, viajam feridos, com os cornos partidos. Depois da viagem, ficam moribundos, muitos morrem. Há animais que chegam [ao destino] cegos porque são mutilados pelos cornos dos outros animais, não têm espaço", afirmou à agência Lusa a porta-voz da Plataforma Antitransporte de Animais Vivos, Isabel Carmo.

A plataforma ainda espera medidas concretas do governo para garantir acompanhamento veterinário e proibir o transporte de animais vivos para países que "não respeitem normas de bem-estar”, depois de ter reunido em agosto com o ministro Capoulas Santos.


Entre as palavras de ordem entoadas neste protesto, ouviu-se “Animais para o Oriente, nunca mais” e “Calados nos querem, nos portos nos terão. Perante esta vergonha, queremos uma explicação!”.

A deputada bloquista Maria Manuel Rola também esteve presente para dar apoio a esta causa e considerou "inaceitável a falta de resposta por parte do Governo”. Até ao início do próximo ano, o Bloco de Esquerda apresentará uma proposta para regulamentar as viagens de longo curso e tornar mais efetiva a fiscalização das condições em que o transporte dos animais é feito.

Fonte: Esquerda Net

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪