RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador interdição. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador interdição. Mostrar todas as postagens

10/07/2018

Denúncia aponta canibalismo entre jacarés por falta de comida e criadouro é interditado no Pantanal de MT

Esta gente desgraçada recebe licença para explorar os animais e o governo não fiscaliza. Olha no que dá..... bichos morrendo de fome e os que sobrevivem devem ir para o abate.... Gente podre!!!!!
-----------------
Cerca de 30 mil animais estavam no criadouro, que fica em Poconé (MT) e tinha licença para funcionar. O proprietário do local deve responder a um ato infracional pelas irregularidades.

9/13/2018

Com 200 jumentos mortos por maus-tratos, fazenda de criação é interditada na BA

Registramos aqui no blog esta desgraceira que acontece com os jumentos praticada por chineses que vieram para o Brasil para fazerem o mesmo que fazem no país deles.  Precisamos mostrar à estes criminosos que temos leis aqui...... e que, em último caso, resolvemos a parada de outro jeito..... Ainda mais que, provavelmente, teremos possibilidade no ano que vem de

5/02/2018

AJUDA: Abrigo de animais continua interditado por estrutura inadequada em Itararé

É triste ver a situação de uma ONG que apenas quer audar os animais. Noticiamos a interdição em janeiro último que pode ser lida AQUI.
-------------------
Vigilância Sanitária interditou a ONG pela primeira vez em janeiro, sendo que a mesma já havia sido notificada em 2009. Apesar de algumas melhorias o local continua sendo motivo de preocupação.

Foi prorrogada por mais 90 dias a interdição da ONG União Itarareense de Proteção aos Animais (Unipa) que abriga animais em Itararé (SP). A decisão foi tomada no dia 10 deste mês após serem constatadas irregularidades como superlotação, estrutura inadequada e animais doentes.

A Vigilância Sanitária interditou a ONG pela primeira vez em janeiro deste ano, sendo que a mesma já havia sido notificada em 2009. Apesar de algumas melhorias feitas, os fiscais chegaram à conclusão que o local continua sendo motivo de preocupação.

Danielle Iris, primeira secretária da Unipa, confirma que o número de animais atendidos ultrapassa o limite que foi colocado pela Vigilância Sanitária. "A ONG conta com 415 animais ao todo, sendo que deveriam ser apenas 160 segundo a vigilância. Não temos estrutura nenhuma para receber mais animais, mas muitos órgãos dependem da gente e do nosso trabalho”, afirma.

Ainda de acordo com Danielle, o barracão onde funciona a ONG também foi motivo da interdição e, para a Vigilância Sanitária, o prédio deveria ter sido demolido porque oferece risco de desmoronamento, além de estar virando abrigo de pombos. "A prefeitura se comprometeu a fazer as manutenções, mas nada foi feito. Eles chegaram a vir, olharam, mas não fizeram nada", diz.

Segundo Gislene Fátima de Oliveira, diretora da Vigilância em Saúde, a ideia não é fechar a ONG e sim melhorar as condições do local. "Nunca quisemos fechar a Unipa e sim melhorar as condições, mas vai precisar ficar mais 90 dias interditada para que haja adoções e diminuição do número de animais", diz. A Prefeitura de Itararé disse que ainda não demoliu o prédio porque serviços elétricos precisam ser feitos, mas afirmou que continua repassando verba para a ONG. A TV TEM tentou entrar em contato com o antigo responsável pela Unipa, mas ele não respondeu as ligações.

Dificuldades financeiras
A Unipa é mantida com recursos da prefeitura e doações. A tesoureira da ONG, Iuca Vidal, diz que o município repassa aproximadamente R$ 22 mil, rações e mão de obra, mas em contrapartida o custo para manter os trabalhos na unidade está sendo maior. "O que a gente tem não dá nem para a nossa existência aqui e ainda temos que lidar com dívidas da administração passada", conclui.

FONTE: G1

1/11/2018

Outras matérias sobre a interdição parcial da Fazenda Modelo


Sinceramente, eu queria tanto que as coisas dessem certo....Na verdade, se existem prejudicados podemos dizer que são os animais.... A verdade é só esta.....
-------------
Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente interdita a Fazenda Modelo

Fonte: TV Brasil

1/09/2018

Polícia interdita Fazenda Modelo. Cão operado por estudante de veterinária morre

O bicho pegou!!!!! Os assessores Lincon e Suelen foram conduzidos à DPMA para assinar o Termo Circunstanciado, segundo informações de funcionários locais. A tal da Crivelândia é um buraco sem fundo....
----------
Três funcionários da Fazenda Modelo foram detidos e agentes encontraram remédios e rações fora da validade.

A Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente interditou nesta terça-feira (9) a Fazenda Modelo, o único abrigo de animais da Prefeitura do Rio. No local, que fica em Guaratiba, na Zona Oeste, os agentes encontraram remédios e rações fora da validade. Ao todo, três funcionários da unidade foram detidos.

Na Fazenda Modelo vivem atualmente cerca de 700 animais. O estabelecimento também, todos os dias, oferece consultas e cirurgias veterinárias. Segundo protetores de animais, os bichos sofrem maus tratos e os salários dos funcionários do abrigo estão com os salários atrasados.

"É um constrangimento que está, a princípio, havendo malversação de dinheiro público, porque são produtos que estão lá e sendo utilizados de forma inapropriada e os animais estão sofrendo maus tratos", criticou o delegado Roberto Gomes.

A subsecretária municipal de Bem Estar Animal, Suzanne Rizzo, rebateu as informações da polícia explicando que há um depósito no abrigo onde ficam os remédios fora da validade.

Segundo ela, a empresa responsável pelo recolhimento dos medicamentos ainda não foi ao abrigo por conta dos feriados do fim do ano. Ela diz que o mesmo vale para as rações.

Fonte: RJTV
---------
Às 15hs houve manifestação na porta da Prefeitura do Rio de Janeiro


=======
Termo de Interdição

=======
Agora, mais um caso de estudante operando animais.... aconteceu hoje... material enviado anonimamente:

Imagens do local com policiais e carro da polícia

1/08/2018

Vigilância Sanitária interdita ONG que abriga animais em Itararé

A situação é dramática.... Vou repetir: abrigos só dão certo quando regido por mão forte..... do contrário, a gente se envolve com tantos casos que se perde....
---------
Uma ONG que abriga animais em Itararé (SP) foi interditada nesta sexta-feira (5) depois que equipes da Vigilância Sanitária encontraram irregularidades, entre elas superlotação, estrutura inadequada, falta de higiene e até animais doentes.

De acordo com a Vigilância, fiscais encontraram no local mais de 400 animais, como cães e gatos. Devido às irregularidades, a área foi interditada por 90 dias e impedida de receber novos animais até que as reformas sejam feitas.  “A estrutura estava superlotada e isso causa uma série de problemas, como doenças e risco de brigas entre os animais”, diz o veterinário Dalmerson Machado. 


Por causa da interdição, a prefeitura vai ter que encaminhar os animais para outros locais que ainda não foram definidos. Até lá, o espaço deve passar por adaptações para continuar abrigando os animais.

Segundo a atual gestão, o que preocupa é a falta de recursos. Por conta da mudança de diretoria e de regularização de alguns documentos os repasses podem ser suspensos temporariamente. “Devemos seguir as orientações da Vigilância e fazer parcerias. Mas se a UNIPA fechar as portas, onde vamos colocar esses animais?”, indaga a presidente da entidade Rodriane Cavalaro.


Ainda segundo a nova direção, a entidade ainda é alvo de uma Comissão Especial de Inquérito, na Câmara dos Vereadores, que investiga supostas irregularidades cometidas pela antiga gestão. A ONG já tinha sido notificada pelos mesmos problemas em 2009 .

Segundo o presidente da CEI, Luiz Henrique da Silva, a comissão já conseguiu fazer com que o funcionário que não aparecia para trabalhar fosse dispensado. “Além disso, conseguimos antecipar eleições para nova presidência. Acreditamos que a nova presidência desenvolverá um trabalho bacana”, diz.


O responsável pelo setor jurídico da prefeitura, Filipe Martins, explica que a ONG vai continuar funcionando e que os repasses continuarão sendo feitos até que as investigações da CEI sejam concluídas. O ex-diretor da ONG, que administrou o local de 2015 a dezembro de 2017, Valdir Josué Ramos, disse que não recebeu nenhuma notificação da Vigilância Sanitária durante a gestão.

A reportagem da TV TEM não conseguiu contato com o responsável pela entidade em 2009. Por causa do recesso da Câmara de Vereadores de Itararé, a reportagem não teve acesso aos documentos CEI.

Fonte: G1

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪