RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador fugir. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador fugir. Mostrar todas as postagens

1/12/2019

Vaca que "passeou" pela Rua 16 de Março é sacrificada

Queriam o que? uma grandona e pesada correndo em pânico não ia dar outra coisa.... tadinha.... ainda em que havia um companheiro protetor no local....
------------ 
Animal fugiu antes de ser levado para o Parque da Ipiranga e ficou ferida em tentativa de captura

A vaca que chamou a atenção dos petropolitanos ao passear por ruas do

10/10/2018

Pet shop de BH é condenado por sumiço de cachorros de clientes

Quando falo do perigo de deixar os cães sozinhos em pets shops é por esta e outras. Ninguém vai cuidar melhor do seu cão do que você mesma. Nunca deixe seu cão em pets sozinho, pela madrugada!!!!! Fico desesperada quando vejo cães fugidos destas hospedagens....
------------------
Clientes deixaram cinco cachorros em Pet Hotel por um dia e, antes de buscá-los, foram informados que dois cachorros escaparam.

10/03/2018

CRUELDADE TOTAL: Patas de vacas e bois são fraturadas para que não fujam

Sinceramente.... a espécie humana devia sumir do mapa.... Gente do Céu!!!!!! como alguém pode ser capaz de promover tamanha crueldade? É podre demais!!!!! Não consegui descobrir onde isto acontece, mas, pelo narrador parece ser lá pelos lados da Rússia, Turquia, Síria, etc.... 
Agora, se alguém quer deixar de comer carne e ainda não se sentiu motivado, veja este Facebook

8/06/2018

Boi e novilha escapam de caminhão e causam transtornos em Alta Floresta do Oeste, RO

O lamentável quem imagina? pois é..... o que todos nós imaginamos.... o mais fácil.... boi tão perigoso.... faça-me o favor, vão pros quintos do inferno.....
---------------
Três pessoas foram feridas e precisaram de atendimento médico. Animais foram resgatados por uma equipe da Polícia Militar Ambiental.

7/07/2018

Bezerra foge de matadouro e sobrevive por quase um ano na floresta com a ajuda de veado

Olha que história linda....
===========
A compaixão entre os animais existe, e rendeu à pequena vaca Bonnie muitos anos de vida tranquila, cheia de amor e carinho

Bonnie, uma filhote de vaca, escapou de um matadouro no norte de Nova York, nos Estados Unidos. Todos os moradores da região foram alertados sobre a fuga do animal, mas por quase um ano ela sequer foi avistada – viva ou morta.

Como o inverno naquela parte do estado é extremamente rigoroso e ela estava, em teoria, sozinha na floresta, as pessoas logo ficaram maravilhadas com o instinto de sobrevivência da jovem vaca.

Curiosos para descobrir como Bonnie fazia para se virar sozinha em situação tão adversa e, principalmente, ansiando por capturar o animal, alguns caçadores resolveram instalar câmeras na floresta. Foi então que eles viram que a pequena vaca não estava sozinha. Ela tinha, na realidade, sido “adotada” por uma família de veados, que cuidavam dela como se fosse da mesma espécie.

Becky Bartels, apaixonada por animais e dona da propriedade em que Bonnie se localizava, logo se preocupou com aquela situação. Apesar de achar comovente a compaixão observada, ela ficou também receosa porque sabia que aquilo não perduraria.

Por mais que a filhotinha estivesse se encaixando, a princípio, com os outros animais, algumas questões (como a capacidade de aguentar o frio da floresta cheia de neve) poderiam se tornar um impeditivo não apenas para que ela continuasse fazendo parte daquela família, mas até mesmo um perigo para sua sobrevivência.

Durante todo o inverno, todos os dias, Bartels caminhava pela neve, puxando um trenó, e carregava alimentos e roupas de cama para Bonnie que, a princípio, apenas observava de longe. Estava ainda muito traumatizada com todas as situações horríveis a que foi submetida em seus dias de cativeiro no matadouro e a figura humana a causava arrepios.

Eventualmente, a vaca acabou cedendo: seu coração amoleceu, e à medida em que Bartels tentava se aproximar do animal para salvá-lo, ele ia ficando mais próximo dela também. Bonnie aos poucos aprendeu que gostava muito de cumprimentar Bartels e, é claro, de ganhar carinhos e lanches.

A moça sabia, entretanto, que a sua própria ajuda também não duraria tanto tempo. Foi quando ela decidiu ligar para a organização sem fins lucrativos, a Farm Sanctuary – dedicada a resgatar e cuidar de animais de fazenda maltratados, negligenciados e abandonados, proporcionando-lhes uma casa de vida amorosa onde eles podem relaxar e não se preocupar em ser vistos como comida.

Uma equipe de resgate foi até a propriedade de Bartels e, depois de algumas tentativas, eles conseguiram fazer com que a pequena vaca fosse transferida para a sede da organização. Depois de oito meses na selva com seus amigos veados, Bonnie se adaptou bem ao seu novo lar: fez novos amigos e é regada por todo o cuidado e carinho que ela deseja e merece.

De um passado trágico – que reservava a ela apenas um futuro -, Bonnie, por seu próprio esforço e ajuda de pessoas que dedicam suas vidas para salvar animais, pode enfim experimentar a alegria de ser livre.

Casos como esse mostram que animais não são passivos, e jamais se adequam ou se conformam com o sofrimento vivido em fazendas e matadouros. E que a compaixão entre os animais não apenas existe, como é muito intensa e extensa.

FONTE: Anda

5/18/2018

PREVENIR FUGAS: Prevenção é o melhor remédio para cão fujão

Achei interessante, e concordo que a prevenção é tudo....
----------------
Cada cão tem seu próprio tempo para entender as instruções.
Muitas são as pessoas buscam um cão para servir de companhia. Mas, para que isso não se transforme em uma grande dor de cabeça após o seu desaparecimento, é preciso saber prevenir esta situação. É essencial começar a educá-lo desde o primeiro dia que chegar a sua residência. Deve-se deixar bem claro onde é o seu território, onde ele deve dormir brincar, comer e fazer as necessidades. Em pouco tempo ele vai começar a demarcar o seu território e reconhecer o local como seu lar.

Segundo Vininha F. Carvalho, editora da Revista Ecotour ( www.revistaecotour.tur.br) , " os cães têm uma enorme necessidade de ter e ver todas as posições hierárquicas claramente definidas e ocupadas. Deverá receber disciplina e ter limites bem definidos , adquiridos através do adestramento adequado, aquele que respeita as características do animal".

Cada cão tem seu próprio tempo para entender as instruções. Usar recompensas positivas é uma forma muito eficiente de treinar um cão, muito melhor do que empregar disciplina punitiva. A comida é uma ótima recompensa , tão poderosa que alguns cães vão se esquecer de que estão sendo treinados a fim de recebê-la.

O tutor deve sempre manifestar o seu amor e carinho, isto permitirá que o animal se sinta seguro e feliz na casa onde mora. Palavras de elogio, também funcionam para que ele se adapte ao local. A esterilização, também reduz a agitação dos machos e as fugas. Nas fêmeas, este procedimento cirúrgico as torna mais calmas, evitando que sintam vontade de fugir no período do cio, enfatiza Vininha F. Carvalho.

Os cães são animais muito sociáveis. Necessitam de atenção e brincadeiras. Quando todos os humanos saem e deixam o animal sozinho, ele pode ficar aborrecido, agitado e frustrado. Despertando, assim, o desejo de fugir de casa. Para evitar esse comportamento, ele deve ser acostumado desde pequeno a ficar sozinho. As pessoas devem sair em silêncio, sem se despedir e ao chegarem a casa, deve-se evitar fazer alarde. Somente um cumprimento é suficiente, passar a mão no alto da cabeça é uma boa forma de acaricia-lo, para não gerar um clima de grande ansiedade. Ele conseguirá aceitar com normalidade a ausência e o retorno, sem sentir vontade de acompanhá-lo, enfrentando até obstáculos para fugir de casa.

FONTE: terra

4/27/2018

Seu pet fugiu de casa? Um aplicativo te ajuda a encontrá-lo

Se todos usassem estes aplicativos seria muito bom, mas, já vi pessoas dizendo que tem medo de ser vítima de alguma chantagem..... Não sei se tem algum problema, mas, a conferir....
----------------
Já pensou em não se preocupar mais quando o seu cachorro ou gato de estimação consegue passar por aquela fresta do portão e desaparece na rua? Os gatos podem, inclusive, passar dias longe de casa, sem sabermos onde estão, não é mesmo?

É comum vermos as pessoas nas redes sociais pedindo ajuda para encontrar o bichinho de estimação e foi daí que surgiu a ideia do administrador Helder Klaar, fundador do aplicativo Petworking, que ajuda a encontrar o seu animalzinho. “Se eu perdi meu cachorro e uma pessoa que mora a dez quadras de mim não me conhece, como vai saber que é meu pet?”, indagou Helder.

E foi assim que ele, ao lado do sócio e empresário Paulo Joanello, lançou o aplicativo, em julho do ano passado, para que todos os donos de animais se ajudem numa rede solidária específica para isso.

Como funciona?
O aplicativo é simples de utilizar: os donos criam perfis dos seus animais com informações detalhadas das suas características físicas e comportamentais. Assim, em caso de perda ou sumiço, a comunidade Petworking, numa ação em rede, ajuda a encontrar os bichinhos desaparecidos.

Outro benefício do app, é que a plataforma faz uma ponte entre quem tem um bichinho para doar e quem quer adotar. O aplicativo também indica pet shops, clínicas 24h, adestradores e hotéis parceiros localizados perto do usuário, tudo para facilitar a vida de quem ama e cuida do seu animal de estimação. O aplicativo está disponível para Android e IOS.

FONTE: massanews

4/13/2018

Égua é atropelada três vezes depois de fugir do Jockey Clube - RJ

Tadinha da grandona..... o que será que houve que a assustou tanto? mistério....
--------------
Uma égua puro-sangue inglês de corrida fugiu do Jockey Club Brasileiro, na Gávea, Zona Sul do Rio, e foi atropelada três vezes na tarde desta quarta-feira (11). Um motociclista que conduzia um dos veículos que atingiram o animal também ficou ferido. Um vídeo mostra o momento em que a égua escapou do Jockey Club.

Segundo agentes da CET-Rio, a égua foi atingida pela última vez às 16h20 próximo ao Túnel Rebouças, onde recebeu atendimento dos veterinários e, depois, foi encaminhado ao Jockey Clube às 17h50. O animal foi atingido por um motociclista assim que fugiu. Em seguida, ela foi atropelada por um carro enquanto corria pela Av. Borges de Medeiros e, depois, por outro veículo quando chegou próximo ao Túnel Rebouças.

Em conversa com o G1, a veterinária do Jockey responsável pela égua Mary Happy, de raça puro-sangue inglês, Cristina Vieira, disse que ela tem dois anos de idade e se encontra em estado estável. "O Jockey conseguiu fazer o resgate dela com uma ambulância específica, ela está sendo monitorada. Mas precisa conseguir ficar em pé, estamos tentando hidratá-la. Toda a equipe de veterinários do Jockey está aqui e ela está respondendo a estímulos", contou.

Segundo o diretor veterinário da Federação Equestre do Estado do Rio de Janeiro, Alceu Cardoso, que auxiliou no resgate e avaliação do estado de saúde do animal, Mary Happy fugiu durante um passeio com seu tratador pelo Jockey.

"Ela estava sendo conduzida pelo tratador em um passeio regular pelo Jockey quando fugiu. Aí aconteceu tudo isso. Ela está com algumas escoriações, sofreu um traumatismo craniano, mas não há nenhuma fratura aparente. Por enquanto ela está sedada, mas está relinchando, o que é um bom sinal", explicou.

Ainda segundo os agentes da CET-Rio, o motociclista que se envolveu em um acidente com o animal foi socorrido pelos bombeiros para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, e onde chegou desacordado. Por volta das 17h30, o trânsito estava complicado na região da Lagoa, segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio.

Fonte: G1

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪