RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador frio. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador frio. Mostrar todas as postagens

6/05/2018

ROUPINHA PARA CÃES: Os animais de estimação devem usar roupa durante o inverno?

Engraçado, eu achava que este negócio de roupinha incomodava os animais.... Que nada, a maioria adora. Tenho um velhinho que quando coloco a roupinha na cama, ele tenta vestir enfiando o focinho..... Tadinho do meu Kikinho.... tão embirutadinho.... Adoro ele!
---------------
O inverno chegou e as temperaturas já caíram em diversas cidades brasileiras. Nesta época do ano, os animais podem precisar de cuidado extra para não sofrer com o frio e ficarem doentes. Julia Oliveira de Camargo, médica veterinária da Dog Saúde,  clínica veterinária localizada em Jundiaí-SP, afirma que é aconselhável colocar roupinhas nos pets, pois eles também sentem frio, principalmente os de pelo curto.

Mas a especialista alerta que é preciso ficar atento ao escolher o tipo de roupa, pois ela pode provocar problemas de pele em alguns animais. “Há cães que são alérgicos e começam a se coçar, gerando um grande incômodo, além de outras consequências negativas, como o aparecimento de feridas e sangramentos.”

Filhotes sofrem mais com o frio
Os filhotes, por serem mais frágeis e terem menos gordura corporal, sentem mais frio. Eles precisam de uma proteção ainda maior, pois são muito sensíveis e suscetíveis a ter o sistema imunológico enfraquecido no inverno.  “Os filhotes não podem sentir frio de jeito nenhum já que correm o risco de ficar gravemente doentes”, destaca.

Toda pelagem protege do frio?
Segundo Julia, tudo depende do tipo de pelagem. Existem cachorros que têm uma pelagem própria que os protegem. As raças de países frios, como por exemplo Husky Siberiano e Akita, possuem pelagens que ajudam a mantê-los aquecidos. “De fato, eles acabam sofrendo no verão e não no inverno”, explica. Por outro lado, os cães Poodle e Maltês são raças mais sensíveis, que naturalmente sentem mais frio.

Nem todo pet se dá bem com qualquer tecido
A veterinária conta que alguns animais apresentam sensibilidade ao algodão ou outros tecidos. “Nesses casos, o animal pode demonstrar sinais de que algo está errado, ele pode começar a se coçar, o pelo pode cair bastante”, esclarece. Caso isso ocorra, recomenda-se tirar imediatamente a roupa do animal. No entanto, essa rejeição nem sempre acontece. “Também existem animais que usam as roupinhas e não têm problema nenhum”, lembra Julia.

Animais feridos ou com alergia: nada de roupinha!
A roupinha não é indicada quando o animal apresenta feridas na pele. Para que a cicatrização não demore mais, o local da ferida precisa estar aberto, para que haja oxigenação.

Além disso, cães e gatos que tenham alergia, devem ficar longe das roupinhas, pois eles podem ter muita coceira e há casos em que eles se coçam tanto que a pele chega a sangrar. “Para protegê-los contra o frio, vale deixá-los em um ambiente mais aquecido, junto com almofadinhas e cobertinhas”, sugere a médica veterinária da Dog Saúde.

FONTE: bemparana

5/29/2018

APRENDENDO: Os cavalos sentem frio?

Adoro ler estas matérias. Nunca pensei se cavalos sentiam frio já que ficam em pastos sem proteção de intempéries.....
---------------
Sim, os cavalos sentem frio.
Porém eles são muito mais resistentes ao frio do que nós por conta do volume de massa corporal que possuem, ou seja, a zona de conforto térmica nos equinos é bem inferior à nossa.

Os cavalos se sentem mais confortáveis no inverno do que em temperaturas muito elevadas e conseguem lidar com muita facilidade com o frio.

Em temperaturas baixas os cavalos tendem a ficar mais agrupados para acumular calor. Os pelos crescem mais e engrossam durante o inverno porque funcionam como uma proteção ao frio e a chuva, como uma cobertura ou capa natural. Passando a mão na parte interna dos pelos, você sente uma oleosidade que recobre a pele e os fios. É essa cobertura que ajuda a repelir a chuva.

Os cavalos mais fragilizados, como potros, cavalos doentes e idosos, estão sempre mais suscetíveis aos problemas causados pelo frio do que os demais. Um quadro simples pode evoluir rapidamente para um quadro grave. Por isso, devem ser vigiados e observados com mais atenção.

Fique atento à umidade que oferece mais riscos à saúde dos cavalos do que o próprio frio. Nunca se deve guardar um cavalo na cocheira quando está molhado, seja no pós banho ou suado. Eles devem completamente secos.

Existem hoje no mercado capas de soft que ajudam a absorver a água rapidamente. Caso não as possua, o sol sempre é a melhor alternativa. Os banhos não devem ocorrer nos horários do dia em que as temperaturas caem. Porque a combinação de umidade e frio prejudica o bem estar e a saúde dos cavalos. As forrações das cocheiras devem ser trocadas com frequência por forrações secas.

Outra alternativa para manter os cavalos aquecidos são as capas de frio. Mas como saber que um cavalo está com frio e precisa ser aquecido? Acredite se quiser: através das orelhas. Se as orelhas estiverem geladas, ele está com frio.

Em temperaturas baixas os cavalos passam praticamente o dia todo comendo em seus pastos, porque é do alimento que tiram também energia para se aquecer. Em compensação, ele bebe menos água, o que aumenta o risco de cólicas. Por isso devemos redobrar a atenção com a alimentação nesta época do ano. O volume farto de “verde” é fundamental. Invista nos pastos e dê preferência às rações de alta qualidade.

Consulte o seu veterinário para tirar todas as dúvidas com relação às adaptações e mudanças de manejo, alimentação e treinamento durante as mudanças de temperaturas e de estações. Ninguém melhor do que um profissional capacitado para fornecer as orientações corretas e necessárias para garantir o bem estar do seu animal em todas as fases de adaptação ao clima.

Lembre-se: genética, treinamento e nutrição, sem o acompanhamento de profissionais capacitados e dedicados, não garantem a boa saúde de seus animais e nem bons resultados. O entendimento do que o seu cavalo precisa, seja no inverno ou em qualquer outra estação, é fundamental.

Trazer para o dia a dia o conceito das necessidades dos cavalos, garante o bem estar do seu animal. Eles são indivíduos que têm sentimentos e sensibilidade. “Cuidar, dar atenção, estar presente, observar, vigiar e seguir as orientações do seu veterinário ajudam a garantir que os seus cavalos passem por esta estação de frio sem problemas”.

FONTE: terceirotempo

3/12/2018

Milhares de estrelas do mar e outros animais morrem após onda de frio na Europa

Realmente, este frio vitimou muitos animais e humanos.....
-------------------
A onda de frio chamada "Besta do Leste" foi a responsável pelas mortes dos animais, além de já ter vitimado ao menos 50 pessoas no continente europeu

Um grande número de estrelas do mar, lagostas, caranguejos e mexilhões foram encontrados mortos na costa do norte do Reino Unido. Segundo o The Guardian , as mortes foram causadas pela “Besta do Leste”, uma onda de frio que tem baixado bruscamente as temperaturas na Europa.

“Houve uma queda de 3ºC na temperatura do mar na última semana, o que fez com que os animais [como as estrelas do mar ] reduzissem seus níveis de atividade”, explicou Bex Lynam, da Yorkshire Wildlife Trust, que monitora a vida selvagem na região. “Isso faz com que eles fiquem vulneráveis no mar agitado: são levados pelas grande ondas até a costa, onde não sobrevivem às tempestades e baixas temperaturas”.

As autoridades já encontraram as criaturas – na sua maioria invertebrados, por mais que alguns peixes tenham sido mortos também – ao longo da costa Holderness, em Yorkshire, além de casos semelhantes em Kent e Norfolk. Para Lynam, a baixa mortalidade entre animais maiores, como golfinhos, pode ser explicada pela sua maior mobilidade: “eles podem se salvar nadando para longe quando este tipo de fenômeno acontece”, disse.


Os únicos organismos ainda encontrados vivos foram as lagostas, resgatadas pelas equipes da Yorkshire Wildlife Trust e levadas para tanques de água em Bridlington. A ideia da organização é soltá-las na natureza assim que as temperaturas aumentarem, garantindo a sobrevivência dos crustáceos. “Essa área é muito importante para a pesca de frutos do mar e, por isso, estamos trabalhando junto de pescadores para promover uma caça sustentável e proteger a reprodução das espécies. Vale a pena resgatá-los [as lagostas] para que, depois, elas voltam ao mar e continuem a se reproduzir”, Lynam pontuou.

"Besta do Leste"
O fenômeno responsável pelas mortes também já vitimou pelo menos 50 pessoas na Europa desde que atingiu o continente, em meados de fevereiro. De acordo com o  Independent , as bruscas quedas nas temperaturas e a presença de neve contribuíram para as mortes, que chegaram ao número de 21 somente na Polônia.

Os mais atingidos são as pessoas em situação de rua, porque, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o frio extremo aumenta o risco de doenças e também piora alguns casos de condições crônicas, físicas ou limitações mentais. Sendo assim, "pessoas em situação de rua, refugiados e imigrantes estão especialmente vulneráveis . Seu risco aumenta quando não há abrigo apropriado, roupas preparadas para as temperaturas, comida e atendimento médico".

"Serviços sociais e de saúde são os responsáveis por tomar conta do número crescente de pacientes com condições relacionadas ao frio. Problemas nos serviços e na infraestrutura podem também, de forma indireça, agravar os efeitos na saúde", explicou a organização.

FONTE: IG

3/08/2018

Cachorro encontrado tremendo dentro de lata de lixo é resgatado

Com este frio que anda pela Europa, o pobrezinho devia estar sofrendo muito. Graças a Deus, deu tudo certo e ele já está abrigado.
-----------
O animal foi levado para um abrigo, onde foi aquecido, recebeu todos os cuidados necessários e ganhou uma cama quentinha para descansar

Os cachorros abandonados ou que já nasceram nas ruas acabam tendo que fuçar o lixo para tentar encontrar algo para comer. Porém, ver um cachorro largado dentro de uma lata de lixo é de partir o coração ainda mais.

Foi assim, triste e tremendo de frio dentro de uma lata de lixo que um cachorrinho foi encontrado em um parque no Reino Unido durante uma manhã muito gelada de fevereiro.

Ao serem informados sobre o caso através de um funcionário do parque, imediatamente socorristas da Birmingham Dogs Home, abrigo que resgata e cuida de animais na Inglaterra, foram até o local buscar o cachorro.

Apesar de já terem visto muita coisa triste relacionada aos animais, os socorristas ficaram muito tocados com a cena que viram a encontrarem o cachorro. Ninguém sabe dizer se ele foi abandonado ou se já vivia nas ruas e nem se ele conseguiu entrar no lixo sozinho ou se foi colocado por alguém. Todos só sabiam o que podiam ver, que o cão precisava de ajuda.

O animal foi imediatamente levado para o abrigo, onde ele foi aquecido, recebeu todos os cuidados necessários, foi vacinado e alimentado. No local também foi comprovado que ele não tinha microchip de identificação e tem cerca de um ano e meio de idade, ainda um filhote.

Depois dos primeiros cuidados, o cão ganhou uma cama quentinha onde ele pode descansar de forma bem confortável e assistido por pessoas que estão lhe dando muito amor. Agora, o cãozinho já está bem melhor e já está até brincando na neve.

FONTE: portaldodog

3/05/2018

O jogador belga Dries Mertens jogando na Itália resgata cães do frio

Este cara é um barato...... Ele sai de noite e distribui pizza para população de rua.... Com este frio maluco que está na Europa, ele recolheu um monte de cachorro e os manteve num abrigo que reformou. Demais!!!! Sinceramente, quando vejo gente que espontaneamente usa sua popularidade para exemplificar boas ações, fico encantada e torço muito pelo seu sucesso....
----------------
Dries Mertens, belga, 30 anos, avançado do Nápoles. Humanista. Neste texto não falamos de gols ou de feitos desportivos, mas nem por isso a história é menos rica. Conta o Corriere della Sera que Mertens tem passado as noites das últimas semanas a ajudar quem mais precisa na cidade de Nápoles. A onda de frio atacou principalmente os mais desfavorecidos, com Mertens a ajudá-los distribuindo agasalhos e pizzas quentes pelas ruas da cidade.

Mas não foi só isso. Apaixonado por animais, Dries Mertens recolheu dezenas de cães que viviam em más condições num abrigo dos arredores de Nápoles e construiu-lhes uma casa nova, um santuário. «Fiz o que pude. Não queria que estas coisas fossem sabidas pelas pessoas, mas já que os jornais começaram a falar sobre isto, publico um vídeo meu, para tentar animar ainda mais gente. Ajudar quem sofre não requer grande esforço.»
Um campeão.

1/28/2018

Onda de frio mata animais congelados na Ásia Central

Entre as vítimas de temperaturas extremamente baixas que atingiram o Cazaquistão, estão animais selvagens como, por exemplo, lebres e cães.

Nas redes sociais circulam vídeos de animais que congelaram até a morte no Cazaquistão, onde temperaturas atingem até 30 °C negativos, acompanhadas por ventos fortes.

Assim, uma das gravações mostra uma lebre que ficou congelada e presa em um cercado quando tentava atravessá-lo para buscar abrigo. Seu corpo foi liberado por moradores locais.


Em outro vídeo, gravado na capital cazaque, Astana, é possível observar um cachorro que ficou congelado enquanto tentava atravessar um campo coberto por neve.


Na véspera, o Ministério da Saúde do Cazaquistão informou sobre o total de 223 pessoas que necessitaram de ajuda devido à situação de emergência no país.

FONTE: sputniknews

1/11/2018

Frio congela tubarões e iguanas nos EUA

Gente, este frio doido está acabando com os bichos nos EUA...
-------------
Está tão frio na Flórida que iguanas congelam e caem de árvores
Temperaturas abaixo dos 5 graus Celsius fazem répteis terem dificuldade de se mexer

EUA - O frio na Flórida tem se mostrado tão intenso que as iguanas verdes, muito comuns no subúrbio de Miami e em toda a região sul do estado, estão caindo das árvores. Em meio a temperaturas extremamente baixas, esses animais de sangue frio ficam bem mais lentos do que o normal, já que o corpo se enrijece. Quando se chega à marca dos 5 graus Celsius — o que ocorreu na quinta-feira, de acordo com o Serviço Meteorológico de Miami —, esses répteis congelam, como se estivessem mortos.

Supervisora da comissão de conservação da vida selvagem da Florida, Kristen Sommers explica que uma temperatura de 10 graus Celsius já é suficiente para que as iguanas tenham os movimentos dificultados. Quanto mais próximo do grau zero, mais perto elas estão da completa imobilidade — e risco de vida.

— Está frio demais para elas se mexerem — diz Kristen.

Colunista do jornal "Palm Beach Post", Frank Cerabino publicou no Twitter uma foto de uma iguana caída bem ao lado de sua piscina. O canal WPEC-TV também exibiu imagens de uma iguana de barriga para cima em uma estrada do Condado de Palm Beach.

Esses répteis são nativos da América Central e do Sul, sendo uma espécie invasiva na Flórida. Elas podem crescer mais de 1,5 metro de comprimento, e seus dejetos podem ser uma fonte potencial da bactéria de salmonela, que causa intoxicação alimentar.

As iguanas verdes não são os únicos répteis atordoados com o frio intenso desta semana: as tartarugas marinhas também ficam com o corpo endurecido quando as temperaturas caem muito. Os biólogos da comissão de vida selvagem resgataram uma série de tartarugas marinhas quase imobilizadas que foram encontradas flutuando na água ou perto da costa. Mas nenhum resgate é planejado para iguanas.

Moradores bem-intencionados que encontram iguanas congeladas são aconselhados a deixá-las sozinhas, porque elas podem se sentir ameaçadas e morder assim que se aquecerem.

— Não suponha que elas estejam mortas — recomenda Kristen.

A comissão de vida selvagem começou a realizar oficinas para treinar proprietários e gerentes de hotéis e pousadas para capturar iguanas. Os répteis podem ser mais fáceis de se pegar nesta semana, devido ao frio extremo.

— Isso proporciona uma oportunidade para capturar alguns, mas não tenho certeza de que fique frio por tempo suficiente para fazer uma diferença significativa — diz Kristen. — Na maioria dos casos, as iguanas voltam a se aquecer e a se mover novamente, a menos que sejam sacrificadas.

Um período de duas semanas com temperaturas inferiores a 5 graus Celsius em 2010 matou muitas iguanas, juntamente com pitães birmaneses e outras pragas invasivas que prosperam no clima subtropical do sul da Flórida. Mas, desde então, essas populações se recuperaram.

FONTE: oglobo
===========

Frio mata e congela tubarões nos Estados Unidos

ONG que estuda animais fez três resgates de corpos em Massachusetts. País enfrenta onda de frio extremo e recorde de temperaturas baixas.

A onda de frio extremo que atingiu os Estados Unidos e o Canadá nos últimos dias está matando tubarões na região de Massachusetts. Três animais da espécie alopias foram retirados de uma praia de Brewster pela ONG Atlantic White Shark Conservancy, que postou nas redes sociais imagens dos animais congelados.

Segundo a organização, os animais eram três machos de tamanho similar e morreram encalhados devido "ao choque pelo frio", que pode levar a paradas cardio-respiratórias.

Dois dos animais tiveram amostras de tecidos e órgãos coletadas para análises, mas o terceiro estava congelado demais para coleta. Os dois primeiros foram retirados da praia no dia 27 de dezembro e o último no dia 29.

Frio recorde
A onda de frio recorde no leste dos Estados Unidos deixou quatro mortos durante o final de semana prolongado do Ano Novo e permanece nesta terça-feira (2).

O Serviço Nacional do Clima emitiu alertas para a sensação térmica, já que estão previstas temperaturas perigosamente baixas no leste de Montana e por todo o Meio-Oeste até o litoral do Atlântico e o Nordeste, seguindo ao sul.

Escolas de Iowa, Massachusetts, Indiana, Ohio e Carolina do Norte cancelaram ou adiaram o início das aulas, já que se espera que os termômetros atinjam entre -11ºC e -17 ºC, algo muito abaixo do normal, em toda a metade leste dos EUA.

Cataratas cercadas de gelo
O frio ainda não congelou as Cataratas do Niágara, no Canadá, mas moradores da região acreditam que as quedas d'água podem virar gelo se as baixas temperaturas continuarem.

Os dias de neve transformaram a área das cataratas em uma espécie de "palácio de neve", mas água corrente ainda era vista na sexta-feira, 29.

FONTE: G1

1/09/2018

No Canadá, até os pinguins são protegidos do frio extremo

Pessoal dos EUA deviam aprender com esta turma do Canadá porque lá os bichos estão morrendo adoidado de frio....
-------
Animais foram realocados em recinto com temperatura limitada a - 25 graus Celsius

Naturais da Antártica, os pinguins rei certamente são adaptados ao frio, mas por precaução, cuidadores do Zoológico de Calgary, em Alberta, no Canadá, resolveram colocar a coleção de animais numa área protegida por causa das baixas temperaturas na região. Na véspera do Ano Novo, o frio alcançou - 30 graus Celsius, com sensação térmica abaixo de - 40 graus Celsius.

Segundo Malu Celli, curador do zoológico, entre as cinco espécies de pinguins mantidas pelo zoológico os pinguins rei são os que mais suportam o frio, mas como existe um filhote de apenas cinco meses no grupo, foi decidido limitar a temperatura mínima em - 25 graus Celsius.

Por isso, os dez exemplares foram retirados do habitat a céu aberto onde ficavam e transferidos para um recinto com calefação. Eles ainda podem ser vistos pelos bravos visitantes que conseguirem enfrentar o frio extremo que atinge o país.

Assim como os EUA, o Canadá, país mais ao norte das Américas, passa por uma semana de frio atípico até mesmo para o inverno. Ao meio-dia de segunda-feira, a temperatura mais baixa no país foi registrada em Eureka, no território de Nunavut, com - 40,5 graus Celsius. A mais alta, no mesmo horário, foi em Prince Rupert, na Colúmbia Britânica, com -7,5 graus Celsius.

Segundo a agência de previsão meteorológica do país, existe a “tendência de aquecimento gradual e temperaturas mais estáveis” para esta terça-feira. Entretanto, o órgão sugere que as pessoas saiam de casa com roupas para o frio, “que podem ser tiradas se sentir calor”.

FONTE: oglobo

1/08/2018

Por negligência de donos, cães estão morrendo de frio nos EUA

Gente, são vários os casos de negligência com os animais no frio americano.... Quando eu falo não é a toa: "serumano" é em todo mundo.... gente podre!!!
----------
Nesta quinta-feira (4), uma moradora de Connecticut foi acusada de crueldade animal após o cachorro dela morrer congelado em uma casinha ao ar livre

Uma moradora do condado de Hartford, em Connecticut, nos Estados Unidos, foi acusada pela polícia, nesta quinta-feira (4), por crueldade animal. O motivo? Um vizinho havia relatado que o cachorro dela morreu congelado, enquanto estava acorrentado a uma casinha ao ar livre sob o frio extremo que atinge vários estados do país.

Infelizmente, o incidente não foi um caso isolado. Várias mortes de cães por congelamento estão registradas nos últimos dias nos Estados Unidos, principalmente em Ohio. Na cidade de Toledo, um cachorro foi encontrado congelado em uma varanda, na semana passada, de acordo com informações do Estado de São Paulo.

Outro acusado
No condado de Franklin, também em Ohio, outros três cachorros foram localizados mortos em dois dias desta semana. Em Butler, autoridades acusaram os donos de um cachorro morto pelo frio de crueldade contra um animal de companhia.

Grupos de proteção aos animais estão alertando para que os casos de maus tratos sejam denunciados. Muitos estados norte-americanos têm sido duros com donos que submetem seus animais a condições climáticas extremas. As penas variam de multas e podem chegar a acusações criminais.

FONTE: jconline.ne10

12/02/2017

Homem deixa, deliberadamente, sua cadela de estimação congelar até a morte - Rússia

O mundo não precisa de gente assim.... a não ser que todos nos concordemos que o inferno é aqui e que os demônios estão a solta..... Do contrário, como entender um ser tão cruel entre tanta gente boa? Deus me perdoe, mas, acho que ele mesmo perdeu a mão com o tal "serumano"....
-------
Quando se trata de amor incondicional, os cães muitas vezes
superam a lista. No entanto, ultimamente muitos de nós se depararam com histórias narrando brutalidades feitas contra essas criaturas inocentes. A adição à lista é um incidente que, segundo notícias, aconteceu em Yakutsk, na Rússia, que é a cidade mais fria do mundo.

De acordo com o DailyMail, o dono de um animal de estimação congelou deliberadamente sua cadela de estimação depois de derramar água sobre ela e depois jogá-la em seu canil ao frio de 32C. O incidente veio à tona quando protetores de animais encontraram o cachorro em estado congelado, que estava chorando com apenas uma única pata livre para se mover. O resto do corpo estava congelado no chão. 

Mesmo quando os ativistas voluntários conseguiram libertar a cadela do gelo e levá-la às pressas para o veterinário, o animal não sobreviveu. Imagens dolorosas mostram a cadela com os olhos ainda abertos e assustados, acenando pateticamente sua pata para se soltar.

Uma das voluntárias  disse ao site de notícias: "Os olhos, eu nunca vou esquecê-los. Você já viu o olhar de um ser que queria viver, mas que já estava morrendo?  Uma petição foi assinada por mais de 10 mil russos para se fazer justiça ao caso. O homem, que é responsável pelo ato, não foi nomeado, mas, disse que já havia feito a mesma coisa outras vezes.


Fonte: India Express

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪