RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador experimentação animal. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador experimentação animal. Mostrar todas as postagens

10/12/2018

Laboratório da UFG busca alternativas ao uso de animais em pesquisas

Maravilha!!!!  todas as Universidades deveriam fazer o mesmo....
----------------------
Por meio da Toxicologia moderna do século 21, a Universidade Federal de Goiás (UFG) pode verificar se várias substâncias são tóxicas ao corpo humano por testes que não utilizem animais. O Laboratório de Farmacologia e Toxicologia e  Celular (LFTC/FarmaTec) da Faculdade de Farmácia (FF) vem realizando esforços que exigem um refinamento científico embasado em simulações

10/08/2018

Sexo, violência e vivissecção: alguns psicopatas experimentadores de animais?

A PETA Latino fez um material excepcional configurando o que muitos de nós afirmamos há muitos anos. Quem promove tamanhas crueldades em animais, supostamente em nome da ciência, é um psicopata. Escreveram esta introdução e logo após falam de vários vivissectores e suas "loucuras" que merecem camisa de força!!!!!!! Não deixem de ler o perfil destes loucos.

10/05/2018

The Body Shop entrega abaixo assinado contra testes em animais à ONU

Bem, ontem ela deve ter ido..... não achei nada na mídia, por enquanto, e nem no site deles. Estou curiosa para saber.....
----------------
A influenciadora e youtuber Nátaly Neri será a representante brasileira da The Body Shop para entregar, no dia 4 de outubro, um documento contendo oito milhões de assinaturas angariadas pela campanha Forever Against Animal Testing (Para Sempre Contra Testes em Animais) à Organização das Nações Unidas (ONU),

10/04/2018

Califórnia aprova lei que proíbe cosméticos testados em animais

A notícia é maravilhosa! pena ser só para cosméticos.....
------------------------
Fim da crueldade contra animais na Califórnia. O Estado norte-americano aprovou uma lei que tornará ilegal para fabricantes de cosméticos vender produtos ou ingredientes que foram testados em animais.

A Lei de Cosméticos sem Crueldade da Califórnia, foi endossada por mais de 100 empresas de cosméticos, várias

9/26/2018

Pesquisas sem uso de animais como cobaias ganham força no Brasil

Sempre falei aqui no blog que esta ação marcou as ações contra experimentação animal. Daí em diante, os pesquisadores viram que não estávamos dispostas a brincar..... Mesmo ilegal, ela funcionou como devia..... Até hoje rendo minhas homenagens aos ativistas que lá estiveram e que retiraram estes animais..... Sempre sonhei com isto e até hoje meu coração está acalentado....
--------------------------
Pesquisas sem uso de animais ganham força depois que ativistas invadiram

Santuário para chimpanzés torturados em experimentos pode fechar na Áustria

O que fazer, meu Deus? só você tem a solução.... dá uma força à quem pode resolver.....
-------------
Gänserndorf (Áustria), 18 set (EFE).- Susi, Helene e Anton são três chimpanzés capturados em Serra Leoa nos anos 80 e que passaram muito tempo nas pequenas jaulas de uma empresa farmacêutica alemã que os torturou com experiências científicas, até serem libertados em 1997 e enviados a um santuário nos arredores de Viena (Áustria).

9/22/2018

Ações questionam leis que proíbem uso de animais em testes de cosméticos

Quando eu falei, ninguém deu bola.... taí as ações.... pergunta se elas serão vitoriosas? serãooooooo..... Enquanto isto o político que propôs a lei está recebendo os votos dos protetores alienados..... Sabe que fico cansada de repetir a mesma lenga lenga?
---------------
O Supremo Tribunal Federal recebeu mais duas ações questionando leis do Rio de Janeiro e do Amazonas que proíbem o uso

8/28/2018

Ações de inconstitucionalidade sobre leis estaduais contra a experimentação animal... Viu só?

Pois é.... Quando eu falei da inconstitucionalidade destas leis feitas pelos deputados visando, tão somente, ganhar votos da proteção que não quer se ligar na resenha podre destes caras, taí a prova. Pergunta se os representantes das ações vão ganhar? claro que sim...... É lamentável, mas, é assim que funciona. Aliás, a lei do RJ está valendo desde dezembro do ano passado, certo? alguma fiscalização

8/22/2018

O teste em animais pode se tornar uma coisa do passado

Se eu ganhasse um prêmio na Mega Sena ia investir na tecnologia para tirar em definitivo os animais dos laboratórios. Comprava, também, camisa de força para aqueles pesquisadores psicopatas que insistem em tamanha estupidez...  Boa ideia?  yesss!!
---------------------
Todos os anos, milhões de animais são testados e deixam as pessoas se perguntando: não existe uma maneira melhor? Finalmente, a resposta pode ser positiva.

8/16/2018

Reitor participa de evento comemorativo pelos dez anos da Lei Arouca

Se alguém soubesse o trabalho que deu esta Lei que, basicamente, engajou muita gente no tema, não cuspia grosso como cospe. Antes tínhamos uma outra assinada no tempo do Presidente Figueiredo (1979).  

Ela legitimava a vivissecção. Terrível. Enfim, a Lei Arouca nos deu mais espaço para combatermos a experimentação animal não só

8/10/2018

Inteligência artificial pode evitar testes de medicamentos em animais

Claro que pode!!!!! Jesus amado, abra as mentes destes tais pesquisadores psicopatas que insistem em viver no passado. Veja que a nova geração vem aplicando a tecnologia na substituição dos animais nestas torturas em laboratórios. È só querer!!!!! Aqui no Brasil temos o Centro Brasileiro para Validação de Métodos Alternativos (BraCVAM, Brazilian Center for Validation of Alternative Methods). Na página de

7/31/2018

Martírio de animais em laboratório é reduzido com neurônios de proveta

Sempre foi minha teoria estimular jovens cientistas a promover técnicas substitutivas para o uso de animais. Daí sim, podemos tirar mais facilmente os animais de laboratórios detonando os psicopatas que insistem em usá-los. Este é o caminho mais rápido e parece que tenho razão. Olha que espetáculo a criação desta galera brasileira!!!! Parabéns e tomara que criem outras coisas tão boas!!!!!

7/20/2018

The Body Shop realiza ato contra testes em animais na Avenida Paulista

Quem puder, compareça, gente!!!! Sou a favor de manifestações desde que reivindiquem pleitos efetivos.....
---------------
A The Body Shop® promove, no dia 29 de Julho, domingo, um ato público seguido de caminhada a favor da proibição de testes em animais na indústria cosmética. A concentração do ato será em frente ao vão do Masp a partir das 11h e a caminhada, que segue até o Hotel Ibis na Consolação, está prevista para 12h.

7/17/2018

Resoluções do CONCEA tentam adiar o fim da experimentação com soluções paleativas

Este material estava guardado para registrar aqui em nosso blog como informativo, mas, não tinha tido oportunidade. Chegou o dia. São resoluções do CONCEA que tentam melhorar as condições de uso dos animais em pesquisas. Bem, sabemos todos que isto é uma balela, porque o certo é reconhecer que o modelo humano é o único que deve ser usado em pesquisas que ocorrem só em humanos. Animais são

6/25/2018

EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL: Experimentadores americanos querem mais 'abertura', diz a ONG PETA

Apesar da matéria ser sobre experimentação animal nos EUA, ela serve muito para nós quando se refere as campanhas junto aos políticos para não financiar as crueldades feitas nos laboratórios sem nenhum proveito para saúde humana, como eles alegam.
=============
Alguns experimentadores estão agora chamando seus parceiros no crime para “abraçar a abertura” sobre testes em animais. PETA afirma: eles precisam é dizer toda a verdade.

A PETA foi forçada a processar a Universidade de Wisconsin-Madison para obter fotos de gatos que foram atormentados e mortos em experiências inúteis no laboratório da escola - incluindo a de um gato chamado Double Trouble - depois que se recusou a liberar as fotos em resposta a um solicitação registrada em órgãos públicos. É isso que os experimentadores querem dizer com “abertura”?

Como a vice-presidente sênior da PETA, Kathy Guillermo, disse à revista Science : “Pedimos aos experimentadores de animais que gravem tudo o que eles fazem, desde induzir ataques cardíacos em cães a chocar os pés dos camundongos e cortar os crânios de macacos e soltá-los. É o público que financia a maior parte. Pedimos a eles para serem abertos sobre o fato de que 90% dos estudos em animais não levam ao tratamento para humanos e para explicar por que eles ainda usam animais em pesquisa de drogas quando 95% dos novos medicamentos que testam seguro e eficaz em animais falham em testes em humanos ."

Essa pretensão de conseguir mais "abertura" para produzir seus experimentos, é a mais recente manobra de experimentadores de animais para manter o dinheiro dos impostos fluindo para as atrocidades cometidas dentro dos laboratórios. Nós não somos enganados. Experimentos em animais são sempre cruéis e não estão ajudando humanos.

O que você pode fazer
Junte-se à PETA enviando um e-mail educado a seus membros do Congresso pedindo que eles parem de jogar fora dinheiro dos contribuintes em experiências com animais cruéis e inúteis e, em vez disso, se concentrem em métodos modernos de pesquisa que não envolvam animais.

Fonte: PETA

6/06/2018

EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL: Pele humana impressa em 3D reduzirá uso de animais em testes de cosméticos

Olha só o papel da tecnologia que vai nos ajudar a tirar os animais dos laboratórios de pesquisas.....
--------------
Processo de reprodução da pele humana é possível a partir de células e remanescentes de cirurgias plástica

Entre 75 milhões e 100 milhões de animais vertebrados são usados anualmente, em todo o mundo, para pesquisas científicas. Número deverá cair com a impressão em 3D de pele humana e uso de células-tronco.

Os avanços na redução do uso de animais em experimentos científicos, bem como na melhoria dos procedimentos para reduzir seu desconforto e sofrimento, foram abordados nesta sexta-feira, 1º de junho, no 39º Congresso da Socesp (Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo), por Marcel Liberman, pós-doutorado na Universidade de Harvard (EUA) e médico do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.

O cardiologista salientou que um dos principais avanços para a substituição de animais, especificamente em testes de cosméticos, perfumaria e produtos de higiene, é o uso de impressoras 3D para reprodução de pele humana, a partir de células e remanescentes de cirurgias plásticas, por exemplo. As células-tronco também são vistas como alternativa para o desenvolvimento de tecidos a serem utilizados em substituição às espécies utilizadas em pesquisas.

São cerca de 75 milhões a 100 milhões de animais vertebrados utilizados anualmente para experiências científicas em todo o mundo. Os mais recorrentes são os camundongos, devido às suas características biológicas, reprodução rápida e facilidade de manejo.

A sua substituição em testes de cosméticos é importante não apenas para reduzir seu desconforto, como pelo fato de seu uso para esse fim ser proibido em alguns países. No Estado de São Paulo, há lei nesse sentido (nº 15.316/2014). Projeto de Lei, de alcance em todo o Brasil, tramita no Congresso Nacional.

O cardiologista Marcel Liberman salientou que todos os cuidados devem ser adotados para evitar o desconforto e o sofrimento dos animais utilizados em ciência e pesquisa. Desde o transporte, até a sua acomodação nas gaiolas, passando pela higiene, alimentação e manutenção diária, tudo deve ser feito com muita atenção.

O médico explicou, ainda, que os animais não podem sentir dores durante e após os procedimentos. Por isso, deve ser usada anestesia nos processos mais invasivos e analgésicos. É possível identificar se o animal está sentindo dor, por meio de sinais expressos em seus rostos. Na eutanásia, também se evita qualquer sofrimento, com o uso de anestésicos e barbitúricos. No Brasil, todas essas normas são estabelecidas pelo Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea), vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

FONTE: inforchannel

5/31/2018

EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL: Neuralink vai ligar pensamento animal às máquinas

Posso apostar que o tal Miguel Nicolelis está por trás disto, afinal, é na Universidade que ele trabalha..... Pra que usar primatas, seus podres?
----------------
A empresa de Elon Musk quer criar uma interface de comunicação entre cérebro e computador. Esta é mais uma fase do processo e antecede os testes em humanos.
Ao contrário de outras empresas de Elon Musk, como a Boring Company, a Tesla ou a SpaceX, a Neuralink não popula os circuitos mediáticos do sector tecnológico, nem com tanta frequência, nem com tanto ênfase. As operações da empresa, no entanto, merecem toda a atenção do público, pelo trabalho que desenvolve no segmento das interfaces de comunicação entre cérebro e computador. Agora, a startup vai envolver-se num projeto de investigação a espécies primatas, em parceria com a Universidade da Califórnia (UC).

Apesar de parecer uma expansão ao seu negócio, os testes em animais são um passo essencial no processo de criação de uma plataforma neural. A empresa já tinha até tentado concretizar esta fase do processo anteriormente, com a construção de um laboratório em São Francisco, mas abandonou o projeto no passado mês de março. Agora, com um acordo estabelecido com a UC, que lhe custará cerca de 796 mil dólares, a Neuralink terá à sua disposição um dos sete centros de investigação dedicados à saúde de espécies primatas que existem nos EUA.

"A investigação desenvolvida neste laboratório [...] vai fornecer-nos a informação que necessitamos antes de procedermos aos testes clínicos em humanos, o que levará depois à criação de novos medicamentos, terapias ou procedimentos cirúrgicos que beneficiem a saúde e a qualidade da vida humana", lê-se no contracto.

Note que o projeto central da empresa consiste no desenvolvimento de uma interface de comunicação entre Homens e máquinas que funcionará exclusivamente com base nos processos sinápticos dos utilizadores humanos. Isto significa que, com base nesta idealizada ferramenta, as pessoas seriam capazes de transmitir pensamentos para as máquinas que as rodeiam. Na prática, isto permitiria, por exemplo, que as pessoas iniciassem chamadas de telefone sem contactarem fisicamente com o seu telefone, ou que redigissem pequenas notas sem estarem sequer perto do seu computador. Um nível mais complexo de comunicação poderia até fazer com que os computadores revisitassem e armazenassem parte das memórias que criamos.

Parte da comunidade científica acredita que, uma vez emparelhados com os nossos portáteis e smartphones, os humanos poderão atingir um novo patamar de sofisticação cognitiva. A Neuralink não é a única empresa a desenvolver trabalho no ramo, mas este último investimento pode conferir-lhe alguma vantagem face às concorrentes. Note que o Facebook também está a conduzir investigações neste sector.

FONTE: sapo

5/29/2018

EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL: Animais em testes de cosméticos provoca divergências

Eu não aguento esta cambada ficar falando que "por enquanto não dá para acabar com todos os testes".... Isto é só porque não quer perder a moleza que é usar os bichos que custam quase nada no seu orçamento..... Este bobalhão que falou isto no fim da matéria é um incompetente, um desinformado e um psicopata. Só pode!!!!!!
---------------
A Comissão de Meio Ambiente (CMA) debateu nesta quarta-feira (24) a proposta, já aprovada na Câmara dos Deputados, que proíbe o uso de animais em testes de cosméticos (PLC 70/2014).

A proibição total dessas pesquisas ainda é vista com cautela pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e pela própria indústria de cosméticos, embora seja apoiada por técnicos e pesquisadores ligados à entidades de proteção aos animais. No Senado, a proposta já foi aprovada na Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT), sob a relatoria de Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Mais rígido
Pelo texto, agora sob análise de Jorge Viana (PT-AC) na CMA, além de ser vedado o uso de animais em testes de cosméticos, perfumes e produtos de higiene pessoal, a proibição ainda foi estendida para o comércio destes produtos, sendo ainda estabelecidos incentivos no desenvolvimento de técnicas alternativas de avaliação de segurança das fórmulas.

Viana disse durante a reunião que "o tempo da barbárie acabou", e que é preciso que as leis de um país acompanhem a evolução sócio-cultural. Mas garantiu que irá se reunir também pessoalmente com técnicos do MCTI e da própria indústria, vendo isto como uma "obrigação" sua e do Senado na construção de um texto que considera relevante.

— Como é que um país que tem 20% da biodiversidade mundial fica sem utilizar esse enorme potencial? Por isso, nossa responsabilidade é grande em construir uma legislação moderna, observando como vem agindo a União Europeia, os Estados Unidos, o Canadá e outras nações avançadas — disse.

O autor do projeto é o deputado Ricardo Izar (PP-SP), que participou da reunião e acredita que Randolfe aprimorou a proposta na CCT. Izar defende, entre outros pontos, a proibição de testes no Brasil de produtos que já foram testados nos EUA ou na Europa, algo ainda permitido pela lei atual e praticado pela indústria.

O senador Roberto Muniz (PP-BA), que também esteve presente, acredita já existir um consenso de que os testes devem ser proibidos nos produtos voltados para a beleza pessoal, faltando ainda apenas a legislação deixar claro quais são os cosméticos voltados para a área da saúde.

Testes sem animais
Izar e o ambientalista canadense Troy Seidle, da International Humane Society (ONG de atuação mundial), alertaram que hoje o Brasil tem a necessidade de priorizar os testes sem animais, devido à proibição já adotada por mercados como a União Europeia na importação desses produtos. Seidle lembrou ainda que diversos estados, como São Paulo, já proíbem testes deste tipo e isso não prejudicou a economia nem o desenvolvimento científico da nação.

— Metade da indústria está em estados onde os testes são proibidos e o mundo não acabou por causa disso, o setor não foi prejudicado economicamente — disse.

Seidle ainda citou estudos científicos que comprovariam que testes realizados sem animais são mais seguros que os testes com animais, numa margem de precisão de 96% contra 84%.

Vânia Plaza, do Fórum de Proteção e Defesa Animal (FPDA), frisou ainda que, segundo a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), hoje apenas 0,1% dos cosméticos aprovados são testados em animais, e com interesses puramente mercadológicos.

A defesa dos testes
Renata Amaral, da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), garantiu que a entidade aprova o texto como veio da Câmara, mas defende que a atual versão, fruto do relatório de Randolfe, "pode ser aprimorada". — Em relação à introdução de ingredientes novos, com efeitos desconhecidos, é onde a gente ainda "esbarra". Nem em âmbito internacional existem métodos alternativos para todas as avaliações. E não podemos ignorar que todos os produtos precisam ser seguros para o consumidor — disse em defesa da não proibição total do uso de animais.

Ela também ressaltou que a indústria de cosméticos emprega hoje cerca de 6% da população economicamente ativa do país, com uma presença significativa de mulheres, com 60% do mercado voltado para produtos de saúde, como repelentes de combate ao aedes aegypti e protetores solares. E frisou que o Brasil é o 4º maior mercado do mundo nesta área.

Um texto mais flexível também foi defendido por Luiz Henrique Canto, do MCTI. Ele acredita que a proibição total pode coibir a capacidade de inovação dos pesquisadores brasileiros. — Incentivamos métodos alternativos, mas ainda não é possível banir totalmente. Pode acabar acontecendo algo parecido com o projeto que liberou a fosfoetanolamina, derrubado depois pelo Supremo — finalizou.

FONTE: senado.leg

5/28/2018

EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL: Europa pede fim de testes de cosméticos em animais no mundo

O tema tem avançado, mas, continuo achando que deveriam proibir o tipo de teste.... Poxa, um determinado teste feito na cosmetologia não será mais permitido, mas, continuará sendo usado em outros experimentos..... Na minha cabeça isso não bate bem ....
-------------
O Parlamento Europeu apela para a proibição global de testes em animais na indústria de cosméticos. Por isso, recentemente, votou a adoção de uma resolução que deve proibir a crueldade dos testes que sofrem os animais em laboratórios.

A resolução foi descrita pelos ativistas como “um passo crucial em nossa missão de acabar com os testes de cosméticos em animais internacionalmente” e consta com o apoio de 620 membros do Parlamento Europeu.

A votação do Parlamento acontecerá devido à solicitação de proibição de testes de animais em cosméticos na UE, que foi proposta em uma petição pela The Body Shop e pela organização Cruelty Free International.

FONTE: catracalivre

5/26/2018

XENOTRANSPLANTE: Porcos serão doadores de órgãos para humanos, diz pesquisa dos EUA

A notícia em vídeo é de maio de 2017, mas, é bom registrar no blog para oferecer informação ao nossos leitores que desconhecem o perigo e absurdo dos xenotransplantes. Como ela foi citada em recente matéria, resolvi a incluir.
=============
Orgãos humanos em outros animais
Há cinco anos, os japoneses divulgaram um painel de especialistas para debater as normas que deveriam reger pesquisas para tentar 'cultivar' órgãos humanos em corpos de animais antes de fazer um transplante.

Na época, os cientistas pediam que o uso de células-tronco fossem autorizadas para uso em um embrião animal. O objetivo era criar um embrião "quimérico" no útero de uma porca e observar o desenvolvimento.

Em 2016, depois da chegada do Crispr, os cientistas também conseguiram criar órgãos humanos em porcos para transplante. O experimento é da Universidade da Califórnia (UC). Os autores injetaram células-tronco humanos em embriões suínos para produzir embriões híbridos.

==========
ENQUANTO ISTO...
Descoberto em porcos vírus que infecta células humanas

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪