RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador chuva. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador chuva. Mostrar todas as postagens

12/28/2018

Gado é arrastado por correnteza após forte chuva em Lavrinhas

Graças a Deus foram resgatados, embora, a gente saiba do resto..... Mas, afogados não morreram.... A força da água não é para se brincar....
---------------
Pelo menos cinco animais foram resgatados após terem sido arrastados pela chuva na cheia do Rio Jacú em Lavrinhas nesta segunda-feira (24). Os animais foram socorridos pelos bombeiros

12/26/2018

Dois motoristas de ônibus dão exemplo de empatia com os animais

Estamos publicando a história de dois motoristas que se importam com o sofrimento dos animais. Quisera o mundo fosse assim.... se bem que se todos fossem assim, estes animais jamais estariam em sofrimento...... Humano, se conserte!!!!!!!!!!!
------------
Os animais de ruas sofrem muito como todos nós sabemos. Para além de não terem uma família que os ame e acarinhe, eles estão sujeitos às mudanças de clima.

12/09/2018

"Senti que precisava ajudar de alguma forma", diz estudante que protegeu cães de chuva

Gente filho do Deus Bom, é assim mesmo.... Engraçado é que as pessoas se assustam com a sensibilidade que nós temos com referência aos animais... sabe nada.....
------------
O POVO Online conversou com a jovem, que afirma esperar que atitude seja replicada tanto com animais quanto com pessoas vulneráveis

Bruna Farias, de 20 anos, que sensibilizou internautas ao proteger dois cães da chuva na Universidade de Fortaleza (Unifor), relata ter procurado abrigo para os animais no Abrigo São Lázaro e no Lar Tin Tin.

11/27/2018

Motorista flagra jacaré atravessando avenida na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, no meio do temporal

A sorte do "meninão" foi o interesse deste moço que chamou os bombeiros para resgata-lo. E mais inacreditável, foi ele ser atendido mesmo com esta encrenca que está a cidade do Rio de Janeiro por causa das chuvas....
---------------------
Em meio aos alagamentos causados pela forte chuva que cai desde o fim da noite de domingo (25), em vários pontos do Rio, uma cena inusitada: um motorista

11/26/2018

Cavalo vítima de maus-tratos é sacrificado em Catanduva

Por isso que odeio carroceiro.... e ainda tem gente que defende esta crueldade alegando que eles não tem dinheiro para levar ao veterinário..... Na hora de explorar os cavalos, estes desgraçados sabem sem dó nem piedade...... Malditos!!!!!! Vejam o vídeo.
----------------------

8/26/2018

Prefeitura tira os cavalinhos da chuva - Cachoeira do Sul - RS

Gente do Céu, inacreditável isto estar acontecendo...  Maravilha!  Eitcha, eu jamais esperava isto de uma Prefeitura.... Será que tem algum companheiro lá de Cachoeira que possa nos dar mais informações?
---------------------
Seis animais foram recolhidos entre a noite chuvosa de segunda-feira e a manhã desta terça-feira
A ofensiva para retirar os cavalos soltos

3/15/2018

Cachorro cai em rio e é salvo por homem que passava pelo local

Quantos bichos não foram arrastados por estas chuvas doidas e quantos poucos foram resgatados, né mesmo? A criaturinha aí teve sorte..... Luz para ele e seu novo dono....
---------------
Animal foi arrastado durante enchente e voluntário fez o resgate na Avenida do Estado, em São Paulo, com ajuda dos bombeiros
Um resgate emocionante chamou atenção de quem passava pela Avenida do Estado, em São Paulo. A chuva forte que caiu na tarde da última quarta (07) arrastou um cãozinho para dentro do rio Tamanduateí. Os bombeiros foram chamados, mas um voluntário que passava pelo local se ofereceu para retirar o bichinho da água.


“Eu estava indo para minha casa e vi muita gente olhando para o rio. Notei que os bombeiros já tinham tentado duas vezes e, como tenho experiência com animais, resolvi ajudar. Fui mais para frente onde a correnteza estava levando o cão, deixei ele mais tranquilo e comecei a me aproximar aos poucos. Consegui chegar perto e segurei ele em meu peito”, conta o protetor animal Renato Zuzarte.

A ação toda durou cerca de duas horas e contou com apoio de socorristas do SAMU. “Eles foram informados que eu estava no rio e, por precaução, ficaram aguardando. Foram muito atenciosos e medicaram o cachorro assim que o coloquei para cima”, lembra. 

O animal passou por consulta, foi vacinado e castrado. O pequeno ganhou o nome de Hapi e foi adotado por um morador da região que acompanhou tudo de perto. Veja imagens do animal após o resgate (spoiler: ele está ótimo!):

Fonte: R7

2/22/2018

Animal preso a poste e debaixo de chuva causa indignação

Pobrezinho.... A droga é que a reportagem não diz o que foi feito para ajudar o animal.... Não se fazem jornalistas como antigamente....
----------
A cena foi vista na região da Lagoa da Jansen, na tarde deste sábado (17).
SÃO LUÍS - Durante a tarde chuvosa em São Luís, uma cena chamou a atenção de quem passava por um trecho da Lagoa da Jansen. A cena de um jumento abandonado, debaixo de chuva, causou o sentimento de indignação em muitas pessoas.

Para uma das pessoas que presenciaram a cena, a situação é de revolta "Isso é primitivo. Uma pena cenas como essa em uma capital", relata o gestor de marketing Vinícius Moreira.

Até o início da noite deste sábado (17), o animal continuava amarrado a um poste, debaixo de chuva. A cena de animais abandonados por São Luís é cada vez mais frequente. O Imirante.com já divulgou diversas vezes cenas como essa.

Maus tratos contra animais é crime!

Legislação Municipal
O artigo 94 da Lei nº 1.790 de 1968 (Código de Postura do Município de São Luís) determina que é proibida a permanência de animais nas vias públicas. Ainda segundo a legislação municipal, os animais encontrados nas vias, ruas, praças, estradas, ou caminhos públicos serão recolhidos ao depósito da Prefeitura e devem ser retirados no prazo máximo dois dias, mediante pagamento, pelo seu proprietário, de multa e de taxa de manutenção respectiva. Não sendo retirado o animal nesse prazo deverá a Prefeitura efetuar sua venda em hasta pública precedida da necessária publicação.

Crime
Abandonar animal é crime. A Lei de Crimes Ambientais (Lei Nº 9.605 de 1998) determina pena de detenção de três meses a um ano, mais multa, para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais. O termo abandono não está no artigo, mas o abandono é uma das condicionantes de maus-tratos, o que também caracteriza crime. Mas a legislação branda não intimida quem comete crimes contra animais e o meio ambiente. Entretanto, grande parte das infrações penais previstas na Lei de Crimes Ambientais possui pena máxima inferior a dois anos, devendo a instauração de Termo Circunstanciado de Ocorrências (TCO) ser considerada e a punição branda não coíbe como deveria a prática de crimes.

O que diz o Código de Trânsito Brasileiro (CTB)?
Abandonar animais na pista é crime previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) com pena de 15 dias a seis meses de detenção, conforme artigo 164 do Código Penal. Segundo a lei, o responsável pelo animal deve arcar com os danos causados ao veículo atingido.

Recolhimento de animais
A Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh) disponibiliza dois telefones para denúncias sobre casos de animais abandonados: (98) 98882-5152 e 98894-3487.

FONTE: imirante

2/16/2018

Chuvas no Rio de Janeiro alagam a cidade

Não consegui obter mais informações além destas fotos do cãozinho em cima do carro e de cabras em cima do telhado. Ouvi um morador em matérias de TV que seu passarinho e papagaio morreram por conta de um muro que desabou na sua casa.

Cachorro sobe no teto de carro para fugir de alagamento no Magarça, Campo Grande. 
(Foto: Reprodução / Tv Globo) 

Bote do Corpo de bombeiros ajuda no resgate de moradores ilhados no Magarça 
(Foto: Reprodução / Tv Globo)

12/17/2017

Milhares de filhotes de tartarugas morreram por causa do excesso de chuva

Gente de Deus!!!! olha que dó.... 
----------
Milhares de filhotes de tartarugas morreram após ninhos ficarem alagados em praias do Rio Araguaia, diz Ibama
Como choveu muito na região, o nível da água subiu e atingiu a areia antes de as tartarugas estarem prontas para sair dos ninhos, em Goiás.

Pesquisadores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) afirmam que milhares de filhotes de tartarugas morreram porque os ninhos ficaram alagados em praias do Rio Araguaia, em Goiás. O motivo é que choveu muito na região, o nível da água subiu e atingiu a areia antes de os animais estarem prontos para sair dos buracos.

"Esse ano nós observamos que a desova da tartaruga se deu com atraso e resultou nesse fenômeno que nós estamos vendo aqui: um afogamento de vários ninhos", disse o analista ambiental José Augusto Oliveira.


A região é uma das mais importantes áreas de desova das tartarugas da Amazônia. Só uma das praias alagadas possui cerca de 2 mil ninhos. De acordo com os ambientalistas, mais de 80% dos 240 mil filhotes morreram. Servidor do Ibama, Paulo José Saldanha diz que nunca tinha visto algo parecido: "A gente fica triste né".

De acordo com os especialistas, as tartarugas não conseguem sair das covas porque a areia está úmida e pesada. "Elas não têm força para vencer a resistência da areia, se elas estivessem prontas, seria algo natural", explicou a coordenadora do projeto, Cristiane Bortes Miguel.


Investigação
As equipes do Ibama correm pra salvar os ninhos que ainda não foram alagados e salvar o maior número possível de filhotes. Os pesquisadores também querem entender o que provocou o atraso no ciclo de reprodução das tartarugas. "A dúvida agora é se é um fenômeno natural ou não, se a estiagem, a ausência de chuvas que estamos vivenciando em Goiás nestes últimos anos está afetando ou não", disse Oliveira.

O analista explica que a morte dos filhotes pode causar um grande impacto na fauna da região. "A tartaruga é um elo importantíssimo para a cadeia alimentar na fauna do Araguaia. Sem ela, a fauna fica comprometida", explica Oliveira.

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪