RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador barco. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador barco. Mostrar todas as postagens

1/19/2018

Vídeo mostra animais sendo transportados em condições de maus-tratos em embarcação

Pára tudo, pelo amor de Deus!!!!! gente, observem pelo que passa o pobre porquinho.... Pelo jeito naquelas bandas não há fiscalização de porcaria nenhuma.... Detalhe? é que foi um menino que chamou atenção do pai, soldado da PM, para tamanha crueldade contra estes pobres animais..... Pior  é o responsável dizer que está tudo legal e que foi uma situação atípica.... Tem que levar uns tabefes na cara pra deixar de ser tão nojento....
--------------
Segundo o PM que divulgou imagens, animais passaram mais de 30 horas na mesma posição, próximos a lixo e em contato com a água. Barco faz trajeto entre cidades do AM e PA

Manaus – Um vídeo divulgado pelo soldado Israel Amorim, da Polícia Militar (PM), mostra cerca de 20 animais, entre eles carneiros e um filhote de porco, sendo transportados de forma precária atrás de uma embarcação. Nas imagens, feitas no último sábado (13), é possível ver que o filhote de porco tenta se proteger da água que cai para dentro do barco, mas não consegue. Ao redor do espaço, que aparenta medir aproximadamente um metro de profundidade, também há muito lixo.

O vídeo mostra que os animais estão presos em rédeas curtas, presas a uma barra de ferro, exposta ao longo da proa, impendido que os bichos se movimentassem.

Amorim contou ao Portal D24AM que as imagens foram feitas pelo filho dele, de nove anos. Segundo o soldado, o menino estava passeando pela embarcação, quando notou a situação e resolveu registrar com um celular. “Eu fiquei chocado quando vi o vídeo, mas o que mais me preocupou foi a reação do meu filho, que perguntou: "por que fizeram isso papai?", relatou o PM.

No vídeo, cujas informações são narradas por Amorim, o soldado afirma que os animais estavam sendo transportados na proa do barco, e passaram mais de 30 horas na mesma posição, até o desembarque, por volta das 20h de sábado, no Porto da Manaus Moderna, no Centro da capital.

De acordo com o PM, as imagens foram feitas dentro do Navio-Motor Cidade de Nhamundá 4º, que faz o trajeto entre as cidades de Nanhumá (a 383 quilômetros a leste de Manaus), Faro e Terra Santas, no Pará, até Manaus. Até o fechamento desta matéria, a reportagem não havia conseguido contato com os responsáveis pela embarcação.

O responsável pela embarcação e advogado, Ezau Azevedo, informou a embarcação está em dias com a documentação e tem autorização para fazer o transporte de animais, como Certificado de Livre Prática e os documentos da vigilância sanitária exigidos para esse tipo de serviço, de acordo com ele. Os animais possuem, segundo Ezau, a Guia de Trânsito Animal (GTA) que permite o livre trânsito de animais entre os estados.

“O que aconteceu neste caso foi uma coisa atípica. Sabemos que o material precisa ser armazenado de forma correta e tomamos medidas para isso. Mas infelizmente aconteceu do material se desprender e entrar em contato com os animais. Estamos trabalhando para melhorar isso e passamos constantemente por fiscalização dos órgãos competentes. Cumprimos com os requisitos”, informou.

10/30/2017

Mulheres e cães são salvas após 5 meses à deriva

Caramba, que sorte tiveram de pescadores terem avistado a embarcação delas... Os cachorros estavam bem, mas, sinceramente..... não gosto de ver animais correndo risco deste jeito.... vai que um cai na água e morre.... Ah, não.... que irresponsabilidade levar cães para barcos.... 
----------------
Como americanas resgatadas sobreviveram 5 meses à deriva no Pacífico
Duas velejadoras e seus cachorros foram resgatados pela Marinha dos EUA após viagem partindo do Havaí dar errado.


Após passarem aproximadamente cinco meses à deriva, duas velejadoras americanas e seus dois cachorros foram resgatados pela Marinha dos Estados Unidos, no Oceano Pacífico. Jennifer Appel e Tasha Fuiaba partiram do Havaí para o Taiti em um pequeno barco à vela, mas durante a viagem o motor foi afetado pelo mau tempo e acabou falhando. A embarcação ficou, então, flutuando no mar cerca de 1.500 km a sudeste do Japão.


Elas foram resgatadas após uma embarcação pesqueira alertar autoridades americanas. A Marinha informou, por meio de um comunicado, que a dupla achou inicialmente que poderia alcançar terra firme contando com vento e velas. "Mas dois meses depois de iniciada sua jornada, quando originalmente estimaram que chegariam ao Taiti, elas começaram a fazer chamadas de socorro", acrescentou o comunicado.


Segundo a Marinha americana, as mulheres continuaram emitindo pedidos de socorro diários, mas seus sinais não eram captados porque elas não estavam perto o suficiente de outros veleiros ou de estações em terra.

O barco da Marinha dos EUA, o USS Ashland, estava na área e chegou no dia seguinte para resgatar as velejadoras - ambas de Honolulu - e seus cachorros. "Eles salvaram nossas vidas", disse Appel, acrescentando: "O orgulho e os sorrisos que demos ao vê-los (a Marinha dos Estados Unidos) no horizonte foi puro alívio".  A tripulação à deriva conseguiu sobreviver a esse período graças a um purificador de água e a uma grande quantidade de alimentos secos, como aveia e macarrão.

Fonte: Terra e MSN

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪