RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador avião. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador avião. Mostrar todas as postagens

10/17/2018

Xuxa Meneghel relata perrengue em voo sem comida vegana: ''Falta de consideração''

Amei!!!! Xuxa soltou as cachorras!!!!!
--------------- 
Em sua coluna em CONTIGO!, apresentadora solta o verbo após ser desrespeitada em viagem de férias.
Preciso falar sim de alimentação sem bichos. Acima de tudo, da falta de consideração com quem não pode, não deve e não quer comer animais e seus derivados em viagens. Há pouco tempo,

8/24/2018

Cão embarca em “vôo de liberdade” e fica demasiado animado para permanecer no seu assentoa

Que barato, gente!!!!! a criaturinha queria ser só o co-piloto!!!!! Vai entender? deveria estar morrendo de medo, né? que nada... feliz que nem pinto no lixo!!!!! Todo Axé do mundo para Paul, o resgatista de ouro da nossa causa....
-----------------
A primeira vez que Woody, um Cão de montanha dos Pirenéus, andou de avião,

3/22/2018

United Airlines desvia voo em terceiro erro na semana envolvendo animais

Gente, é demais né não? bem se vê a negligencia que a empresa pratica contra o destino dos animais.
--------------
Um voo da United Airlines fez uma escala inesperada em Akron, Ohio (EUA), após um passageiro que não estava na lista de embarque ter sido  descoberto a bordo: um cachorro.

Foi a terceira falha envolvendo a empresa aérea e cães na semana passada. Nesse caso, o animal, que tinha Akron como destino, havia sido embarcado erroneamente na aeronave que seguia de Newark, Nova Jersey, para Saint Louis, Missouri.

O caso aconteceu na quinta (15), em meio à repercussão da morte do buldogue francês Kokito, colocado no compartimento de bagagem de mão, e de o pastor alemão Irgo ter sido enviado por engano para o Japão. Nesse terceiro caso, não foram divulgados nome ou raça do animal. Maggie Schmerin, representante da United, disse à CNN que o cão foi entregue em segurança ao tutor.

Segundo a emissora, a empresa aérea ofereceu uma compensação aos 33 passageiros pelo atraso causado pelo desvio. A forma de compensação não foi informada. De acordo com o jornal The Washington Post, Ian Petchenik, um porta-voz da empresa de dados de voos Flightradar24, afirma que a viagem deveria durar, em média, duas horas, mas levou o dobro –com aproximadamente uma hora e meia no chão em Akron.

FONTE: bompracachorro

3/16/2018

Cachorro morre durante voo da United Airlines

Minha Santa do Barraco, se isto acontece comigo nem quero pensar!!!!! Esta comissária ia penar nos meus dedos.....
------------
Comissária tirou o animal de estimação da cabine de passageiros
Um cachorro morreu durante um voo da United depois que a comissária forçou que a dona o colocasse no compartimento de bagagem da cabine.

O bulldog francês, de nome Kokito, viajava dentro de uma caixa apropriada para transporte de animais sob o assento da dona, a menina Sophie Ceballos, de 11 anos. A garota estava acompanhada da mãe, Catelina Robledo, e de um irmão recém-nascido no voo United 1284, com três horas e meia de duração, entre Houston e Nova York, nos Estados Unidos, na segunda-feira, 12.

Sophie disse à BBC que a mãe avisou a comissária que era um cachorro, mas ela insistiu em dizer que deveria colocar a caixa no compartimento de cima. Ela contou ainda que ganhou o cachorro de aniversário e que o voo teve muita turbulência. Em entrevista, a mãe explicou que não podia levantar e ajudar com o cachorro, pois estava segurando um recém-nascido no colo durante a turbulência.

A passageira Maggie Gremminger, que estava no mesmo trajeto, escreveu em sua conta no Twitter que a mulher queria ficar com o cachorro por perto, pois ele estava dentro de uma bolsa específica para o transporte, sob o seu assento, mas a comissária insistiu em tirar o cachorrinho de lá.

“Ao final do voo, a mulher encontrou seu cachorro morto. Ela sentou-se no chão do corredor chorando e todos os passageiros ao redor ficaram atordoados”, escreveu Maggie em um dos posts. A passageira lamenta não ter conseguido ajudar e disse estar traumatizada, pois “animais de estimação são parte da família”.

A United se responsabilizou pela morte do cachorro. “Nós assumimos total responsabilidade por essa tragédia e expressamos nossas condolências à família e estamos comprometidos em apoiá-la”, diz o comunicado da companhia aérea. “Foi um acidente trágico que nunca deveria ter acontecido.”

A United permite que gatos, cães, coelhos e pássaros domésticos (exceto cacatuas) viajem acompanhados na cabine da aeronave na maioria dos voos dentro dos EUA em uma caixa de transporte de animais que sejam rígidas ou flexíveis. A caixa de transporte deve caber totalmente sob o assento à frente do cliente e deve permanecer lá durante todo o tempo.

No Brasil, o transporte de pets em aviões é autorizado pelas companhias aéreas. A Latam informa que é possível viajar com apenas um cachorro ou gato de cada vez em algumas aeronaves. O animal deve estar na caixa de transporte durante todo o voo e ela deve ser acomodada sob a poltrona do assento à frente, ou embaixo. Na Gol, cães e gatos com até 10 quilos podem viajar dentro da cabine. A Avianca limita a três animais por voo na cabine de passageiros, sendo um por caixa. Na Azul, também são três animais por voo e um por pessoa. O limite máximo de peso é de 5 kg.

FONTE: veja.abril

2/09/2018

O seu animal tem boas maneiras? Então pode viajar de avião

Realmente, acho que tudo tem limite.... 
------------
A United Airlines reduziu a lista de animais de apoio emocional permitidos a bordo.

A companhia aérea United Airlines decidiu rever as regras sobre o embarque de animais de apoio emocional e retirou da lista de permissões algumas espécies. Furões, insetos, cobras, aranhas, aves exóticas e ouriços estão agora proibidos de voar com os donos.

A decisão surgiu na sequência de um incidente na semana passada, de pois de uma passageira norte-americana ter sido impedida de viajar com o seu pavão.


Atualmente, a United Airlines exige que o passageiro informe, com pelo menos 48 horas de antecedência ao voo, que pretende embarcar com um animal de apoio emocional. Deve ainda juntar a prescrição emitida pelo médico.
A partir de 1 de março, os passageiros têm também de confirmar que o seu animal “está treinado para se comportar corretamente em público”, informa a companhia.

As medidas pretendem reduzir os possíveis riscos de segurança que animais não treinados possam causar.

Os animais de apoio emocional têm fins terapêuticos e são utilizados sobretudo no tratamento de doenças do foro emocional, como depressões ou ansiedade.

FONTE: sapo.pt

1/23/2018

Cachorro agora só pode viajar de avião na Delta se for bem comportado

Eu acho justo porque tem gente muito folgada, arrogante e desaforada.... Nós adoramos bichos, mas, temos que respeitar os que não...
-------
Companhia aérea aumenta exigências por questões de segurança

DALLAS — Para garantir a permissão para viajar junto com o dono na cabine do avião, o cachorro vai precisar agora comprovar que é bem comportado. A companhia aérea Delta Airlines anunciou nesta sexta-feira que vai exigir dos proprietários garantias de que os cães podem se comportar durante o voo, com provas de saúde ou vacinação pelo menos 48 horas antes do voo.

As novas regras passam a valer a partir de 1º de março e são voltadas principalmente para os animais considerados de serviço, como aqueles que ajudam pessoas cegas ou com outras limitações, e aqueles de apoio emocional, que não recebem treinamento. O proprietário terá que assinar uma declaração de que o animal sabe se comportar.

Segundo a empresa, desde 2016 têm se multiplicado as reclamações de animais que mordem, urinam ou defecam no avião ao acompanhar o dono na cabine. A mudança não vale para os animais que viajam trancados em gaiolas.

Em junho do ano passado, um cachorro mordeu outro passageiro no rosto várias vezes e teve que ser hospitalizado.

O vice-presidente sênior de segurança da Delta, John Laughter, disse que a companhia busca um equilíbrio entre “a necessidade legítima dos passageiros de terem esses animais” e a segurança nos voos

FONTE: oglobo

11/22/2017

Perus são lançados vivos de um avião como celebração do dia de Ação de Graças - EUA

Tem coisas que a gente não imagina que aconteçam hoje em dia.... Como podem fazer uma barbárie destas, meu Deus!!!!! Tem uma matéria que pode ser lida AQUI, dizendo que o governo só jogou perus dos edifícios altos e que não em nada com aquelas aves jogadas pelo avião. No ano passado foi feito uma pesquisa e o contra à este absurdo ganhou disparado Mas, mesmo assim fizeram este ano!!!! Neste link tem mais informações. Separei 2 vídeos para ilustrar... vejam o de 2008....
-----------
A tradição no Arkansas, EUA, foi interrompida entre 2012 e 2014 mas voltou a acontecer na edição do ano passado e repetiu-se este ano.  
Há vários anos que tem sido uma tradição lançar perus vivos de um avião no festival anual Yellville Turkey Trot, no estado do Arkansas (EUA).


Os perus são projectados de um avião a cerca de 150 metros de altura para uma multidão que tenta apanhá-los. A tradição acontece nas férias de Acção de Graças (Thanksgiving). O Dia de Acção de Graças, ou em inglês Thanksgiving Day, é comemorado a 23 de Novembro nos EUA.

Apesar da contestação de vários grupos que protegem os direitos dos animais e de comentários negativos nas redes sociais, a "celebração" voltou a acontecer este ano.

A Administração Federal de Aviação (FFA) não encontra violações neste evento porque os perus não são considerados projeteis: "Os regulamentos da FAA não proíbem especificamente deixar cair animais vivos de aeronaves, possivelmente porque os autores do regulamento nunca previram que uma proibição explícita como esta fosse necessária", disse um porta-voz da FAA ao Huffington Post num e-mail. "Isso não significa que validemos a prática", acrescentou.


O porta-voz explicou ainda que a FFA não tem poder quando se trata de questões de bem-estar animal. "Os nossos regulamentos cobrem apenas "objetos" e é especificado que podem ser retirados das aeronaves se representarem um perigo para pessoas ou propriedades que estão em terra", afirmou. "Neste caso, os investigadores determinaram que o piloto não violou os regulamentos de segurança da FAA porque as perus foram jogadas sobre um riacho e um parque, bem longe das multidões no festival", conclui.

No ano passado, 12 perus foram lançados do avião, dois morreram com o impacto os outros conseguiram usar as asas e sobreviveram, revela o site local Arkansas Online.

Este ano ainda não há relatos de perus mortos depois de serem lançados do avião, no entanto, a professora de ciência e avicultura, Yvonne Thaxtonl, afirma que o ruído do avião e a própria queda é terrível para os animais e um "ato horrível de abuso".

Fonte: Sábado PT
-----------

2015

2008

11/19/2017

Mulher tenta embarcar em avião com porco de estimação e acaba expulsa

Gente, o Correio Brasiliense publicou esta matéria ontem, mas, o caso aconteceu em 2014 como podem ver no vídeo ao final da postagem. Pelo que li em outras matérias da época, a mulher teria deixado o porco no corredor do avião porque ele tinha feito um cocô bem fedorento na mochila que ela o transportava. Então, parece que a história foi outra.  
----------
Em resposta ao caso, a American Airlines disse que a mulher fez um apelo afirmando que o porco seria um animal de apoio emocional. Depois do incômodo causado aos demais passageiros, a mulher e o porco foram impedidos de permanecer embarcados

Uma mulher que pretendia embarcar com o seu “porco de estimação” em um avião da US Airways causou muita polêmica entre os passageiros. Inicialmente, as pessoas pensaram que se tratava de uma bagagem de mão que estava sendo transportada, mas, na verdade, enganaram-se. “Pensei que era uma mochila, mas não. Eu consegui sentir o cheiro estranho e logo identifiquei que era um porco em uma coleira”, explicou Jonathan Skolnik, um professor que estava presente no avião, em entrevista à ABC News.


Observando a naturalidade com a qual a dona do animal lidava com a situação, ele descreveu a cena. “Ela amarrou-o ao braço ao meu lado e começou a se acomodar em seu lugar, mas o porco estava caminhando de um lado para o outro”, comentou. Depois do incômodo causado aos demais passageiros, a mulher e o porco foram impedidos de permanecer embarcados.

Em resposta ao caso, a American Airlines, empresa-mãe da US Airways, disse que a mulher fez um apelo afirmando que o porco seria um animal de apoio emocional, quando um bicho serve de forma de acalmar a pessoa, o que, por lei, seria permitido. Porém, ao perceberem que a situação era perturbadora, funcionários convidaram a dona e o bicho a se retirarem da aeronave. Segundo o professor Skolnik, o animal tinha um peso entre 22kg e 30kg e o deixou assustado. “Eu estava aterrorizado, porque estava pensando que iria ter que viajar com o porco”, disse ele.

A presença de animais de apoio emocional, como são conhecidos, tem se tornado cada vez mais comum em aviões. Recentemente, o pato Daniel foi descoberto em um voo de Charlotte, na Carolina do Norte, para Asheville. Ele vestia uma fralda e pequenas botas vermelhas.


=======
Vídeo e matéria da época do fato

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪