RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador aves. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador aves. Mostrar todas as postagens

3/27/2019

'Aves precisam ser pensadas como indivíduos, e não como lotes de produção'

Penso que nosso trabalho em livrar os animais do abate é enorme e  tudo que se consegue, é um passo. Não consigo acreditar que possamos pular etapas deste processo, embora, seja tudo que queremos, né mesmo? 
---------------------
São vários os formatos de produção dentro do sistema mais “humanizado” da produção de ovos. O consumidor já pode, inclusive, optar por certificações com normas diferenciadas

3/01/2019

Como atrair a vida selvagem de volta para as grandes cidades

Hoje é dia das aves aqui no blog. Achei super interessante a matéria. Vou aplicar algumas sugestões....
-------------------- 
Atualmente, é possível observar falcões-peregrinos voando entre os arranha-céus de Nova York, assim como aves raras no centro de Londres.

Projetos de "renaturalização" urbana

1/20/2019

Em nome do lucro, redes de fast-food impõem cenário cruel para animais

Material para termos na ponta da língua para defendermos estes animais...
--------------
A ONG Proteção Animal Mundial divulgou um estudo que revela que frangos são torturados desde o nascimento. Das empresas avaliadas, nenhuma possui políticas adequadas para evitar o sofrimento das aves

O sofrimento imposto aos frangos usados

12/17/2018

Produção de aves e de suínos será menor neste ano, aponta a ABPA

Eu publico estas matérias para que as pessoas vejam a quantidade de carne de animais que produzimos tanto para o mercado interno quanto para o externo. O Brasil é o maior produtor de carne..... Deus meu!!!! acaba com isto, por favor!!!!!
--------------------
Dados levantados pela associação indicam produção mais ajustada à demanda do mercado interno e internacional.

12/05/2018

Mulher é presa com mais de 500 animais silvestres

Revolta qualquer cristão saber que esta criminosa nojenta não vai pagar a multa e vai ficar por isso mesmo.... A polícia trabalha legal e em troca são obrigados a aguentar estes traficantes saírem rindo do distrito....
----------------  
Uma mulher de 53 anos, identificada como Fátima de Suassuna Ferreira, foi presa na cidade de Catolé do Rocha, Sertão Paraibano, acusada de tráfico de animais silvestres. Uma denúncia feita ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) levou os policiais à casa da

10/20/2018

Maximizar o bem-estar no transporte de aves.... (Não é melhor parar de comê-las?)

Qualquer transporte de animais é traumático para ele... Por instinto sabem que vão para uma pior e daí o sofrimento é muito grande.... Melhorar não resolve muito.... O melhor é parar de comer animais criados para consumo..... é triste demais!!!! Mas, temos que tomar conhecimento de tudo que envolve a questão...
---------------
O transporte representa um ponto na vida

9/25/2018

Agricultura faz número de pássaros cair drasticamente em três continentes

Isto é pura verdade.... coisa que constatamos até mesmo no bairro que moramos..... Onde moro tinha sabia, pardais, rolinhas, sanhaço, gaviões e outros, demais..... Hoje, raramente vejo um deles.... Agora imaginem em área agrícola? o "serumano" está destruindo tudo....
--------------------
Nova pesquisa indica que a quantidade de aves na Europa, América e Ásia vem sofrendo redução há décadas
Cada vez mais estudos têm trazido à tona

6/16/2018

CAÇA: Homem é preso em operação contra caça de animais silvestres - PR

É lamentável a própria sociedade civil não entender que, a cada animal retirado da natureza acontece um desequilíbrio no meio ambiente que, consequentemente, acaba com nosso planeta. Matando as formas de vida em nosso planeta, a espécie humana não sobreviverá..... Por uma questão de inteligência, ajude a reprimir o tráfico de animais.....
------------------
Polícia Militar Ambiental cumpriu dois mandados de busca e apreensão em Maringá e Paiçandu, nesta quinta-feira (7). Prisão foi realizada durante o cumprimento de um desses mandados. Sete aves foram resgatadas de cativeiro.

Um homem foi preso em uma operação contra caça de animais silvestres em Maringá e Paiçandu, no norte do Paraná, na manhã desta quinta-feira (7). Além da prisão, a Polícia Militar Ambiental (PMA), também resgatou sete aves que estavam presas ilegalmente em um cativeiro.

Dois mandados de busca e apreensão foram emitidos pela Justiça, mas durante a operação o dono de um imóvel, alvo da ação, foi preso por ter uma arma de pressão adaptada para caça, além de ter munição de uso restrito das Forças Armadas em casa.

A operação foi deflagrada com base em denúncias anônimas recebidas pelo telefone 181. Uma delas relatou que uma casa de Maringá funcionava como criador ilegal de aves, e outra dizia sobre a arma para caça em um imóvel de Paiçandu.

O tenente Ulisses de Deus explica que durante o cumprimento do mandado no imóvel em Maringá se constatou que o proprietário tinha autorização para criar pássaros. No entanto, foram encontradas sete aves retiradas ilegamente do meio ambiente. Elas não estavam legalizadas e não possuiam as anilhas - placas que identificam os bichos.

“O grande problema são os ditos criadores legais que se utilizam dessa autorização para cometer crimes ambientais. Temos muitas situações que as pessoas são cadastradas, mas acabam utilizando isso para o tráfico de animais”, diz.

Nesse caso, o criador deve responder por crime ambiental, com pena que pode variar de 6 meses a um ano de prisão, e receber multa de R$ 500 por ave apreendida. A Polícia Ambiental informou que o homem assinará um termo circunstanciado e responderá pelo crime em liberdade.

Já sobre a arma encontrada no imóvel de Paiçandu, o dono responderá por posse ilegal de arma de fogo e posse ilegal de munição de uso restrito. A pena pode ultrapassar quatro anos de prisão.

Capturas ilegais prejudicam meio ambiente
A retirada de aves silvestres do meio ambiente é um problema para todo o ecossistema. O tenente Ulisses de Deus explica que além de provocar a extinção de espécies também impacta na reprodução de plantas.

“As pessoas não têm a dimensão do impacto da captura de aves do ambiente natural. Essa ação provoca aceleração do desaparecimento de espécies e as árvores não conseguem reproduzir porque não há dispersão de sementes. Todo o ecossistema é prejudicado”, explicou o tenente da Polícia Ambiental.

A Polícia Militar Ambiental afirma que o tráfico de animais silvestres é terceiro crime de tráfico mais rentável no mundo, perde apenas para o tráfico de drogas e de pessoas. “As nossas leis são muito brandas, as punições não são rígidas. É preciso ter punições mais severas quando se trata de crime ambiental”, pontuou Ulisses de Deus.

FONTE: G1

6/07/2018

ATIVISMO: Multidão entra em granja de ovos e resgata 37 aves - EUA

Uma excepcional ação de ativistas......
----------------------
De arrepiar: multidão entra em granja de ovos e resgata 37 animais; 39 ativistas foram detidos 
Nesse fim de semana, um grupo gigantesco de ativistas invadiu calmamente uma granja de produção de ovos na Califórnia, nos Estados Unidos. O objetivo era entrar e sair com o maior número de animais possível.

À frente da multidão, um advogado que explicou para os proprietários do local que o grupo estava amparado por uma lei que permite que propriedades privadas sejam invadidas se o motivo for o salvamento de um animal em risco de morte.

Usando roupas especiais para não colocar em risco os animais dentro da granja, um pequeno grupo entrou nas instalações e resgatou 37 galinhas que estão agora sob o cuidado de voluntários, seguras.

Quando a polícia chegou, deu voz de prisão a quem ultrapassasse uma linha delimitada pelos soldados. Andando e com rosas nas mãos, os ativistas ultrapassaram a linha em um enorme grupo, tornando inviável a prisão de todos. Sem oferecer qualquer resistência, 39 ativistas foram detidos pela polícia.

A ação foi organizada e realizada pelo grupo Direct Action Everywhere – Ação Direta em Todos os Lugares. Tudo foi documentado com várias câmeras e um drone. O vídeo é emocionante, assista.

Assista ao vídeo
Fonte: Vista-se

6/02/2018

BRASIL PERVERTIDO: IAP dispensa licenciamento para destinação de animais mortos

Agora, vejam só: quando é para atender os interesses econômicos da industria da carne, eles liberam até o licenciamento ambiental..... Minha Nossa, este país está uma degradação só..... Quero ir para Plutão!!!!!!
-------------
Para atender a necessidade de suinocultores e avicultores que precisam sacrificar seus animais por conta da falta de ração para alimentação dos animais devido a greve dos caminhoneiros, o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) editou a portaria nº 106/2018 que dispensa o Licenciamento Ambiental Estadual para o enterrio ou destruição de animais mortos.

A medida considera as normas da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) para sacrifício sanitário de bovinos e búfalos reagentes positivos para brucelose ou tuberculose, além de outros animais, em situação de caráter emergencial.

De acordo com a portaria, estão dispensados de licenciamento os casos em que seja determinado o sacrifício sanitário dos animais, que a mortandade seja causada por problemas de manejo, inclusive falta de alimentação e em situações causadas por eventos climáticos severos.

Para a destruição da carcaça através da queima a céu aberto, deverá haver a declaração da Adapar de situação de emergência sanitária. Caso haja necessidade de enterro dos animais mortos, o local escolhido pelo responsável legal da propriedade deve respeitar a legislação ambiental, estar em áreas mais altas da propriedade, distantes de recursos hídricos e fora de Áreas de Preservação Ambiental.

FONTE: tnonline

6/01/2018

GREVE E FOME: MP autoriza uso de estoques para alimentar animais

Alimenta agora para matar depois ganhando dinheiro..... O que é pior: morrer de fome ou abatida dando lucro para estes carniceiros da industria da carne?
------------
O governo federal autorizou, por meio da Medida Provisória 835/2018, o uso imediato dos estoques de milho em grão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para alimentação de animais.

O acesso do milho será liberado aos criadores de aves e suínos e às indústrias de processamento de ração animal de todo o País, pelo período de 30 dias. A medida foi adotada em caráter emergencial. O setor foi bastante afetado pela greve dos caminhoneiros e vários animais já morreram por falta de ração.

O milho será ofertado pelo Programa de Vendas em Balcão (PROVB). "O acesso será efetuado diretamente nas unidades armazenadoras da Conab ao preço praticado pelo PROVB", cita o texto. "As vendas em balcão serão realizadas na modalidade 'à vista' e a compra ficará limitada, por pessoa física ou jurídica, a quinhentas toneladas diárias", completa a MP, publicada no Diário Oficial da União (DOU). Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), quase 70 milhões de aves foram mortas desde o início da greve até esta terça-feira, 29.

Na manhã desta quarta-feira, a associação alerta, em nota, que ainda há bloqueios que impedem a circulação de animais vivos, rações e produtos frigorificados pelo País. Também ressalta, que após nove dias de paralisação, seguem os registros de mortes de aves decorrentes do impedimento do transporte de insumos.

Segundo a ABPA, há grupos de manifestantes nas estradas que têm se tornado cada vez mais agressivos. A entidade cita como exemplo a queima de dois caminhões de ração na BR-101, perto da entrada do município de Muritiba, na Bahia.

"A inconsequência dos atos nos piquetes terá impacto direto no poder de compra do consumidor. Com menor oferta de produtos, mas com a mesma carga tributária, mesmo custo operacional e possível alta nos insumos para a produção industrial, ficará mais caro produzir. Estima-se que os custos para a recuperação da normalidade do processo deverão ser 30% acima do anteriormente praticado", avisa a ABPA.

De acordo com associação, as 167 unidades frigoríficas que informaram paralisação seguiram inoperantes até esta terça e parte delas retomaria gradativamente a produção a partir de ontem. 

FONTE: maringa.odiario

5/24/2018

Feira de observação de aves começa amanhã em São Paulo

"Avistar" vai até domingo na sede do Instituto Butantan, em São Paulo; espaço terá cerca de 50 expositores e 170 palestras.

O Avistar, maior feira de observação de aves da América Latina, começa amanhã (18/05) na sede do Instituto Butantan, em São Paulo. O objetivo do encontro, criado há 13 anos, é aumentar cada vez mais o número de observadores de aves no Brasil, assim como a troca de informações entre eles.

A exemplo dos festivais de aves e natureza que são realizados a Europa, a ideia é promover o encontro das pessoas que tenham interesse em conhecer mais sobre aspectos ligados à ciência e ao meio ambiente. Serão cerca de 50 expositores tratando sobre turismo de observação da natureza e muita arte relacionada com aves e outros animais, além de livros técnicos e científicos, projetos educativos e de conservação. O evento é gratuito.

"O Avistar é um forum onde as pessoas que gostam de todos esses assuntos podem se encontrar e trocar ideias, ampliando a rede, estabelecendo novas conexões."

Passarinhadas na mata do Butantan serão realizadas de hora em hora. Escolas e outros grupos podem agendar o passeio. Entre as novidades deste ano estão a observação de borboletas e abelhas nativas, além de apresentações para conhecer plantas alimentícias não convencionais. O projeto Onçafari é outro exemplo de trabalho que poderá ser conferido na feira. No gramado do Instituto, pesquisadores também poderão conversar com o público sobre os animais e plantas com que trabalham. Outro destaque do evento é o Conhecer, 1º Encontro Nacional de Divulgadores de Ciência, com diversos youtubers e bloggers que mostram na Internet a ciência com uma linguagem acessível para o grande público.

As palestras também são um ponto alto do Avistar. Serão cerca de 170, destacando-se a de Richard Prum, sobre evolução da beleza; a de Bruce Patterson, sobre os leões de Tsavo; a de Miguel Rodrigues sobre a expedição ao Pico da Neblina e a de Jessie Barry sobre o uso da inteligência artificial para identificar aves. Ainda haverá módulos de palestras sobre serpentes, ciência cidadã, mamíferos, e, claro, aves. Para as palestras é necessário se inscrever.

“No ano passado estimamos que entre palestrantes, inscritos e visitantes que participaram das atividades abertas, no gramado, tivemos um público de cerca de 5 mil pessoas. Este ano, com a ampliação das atividades e do foco, acredito que teremos um público ainda maior nos três dias do evento”, afirma Erika Hingst Zaher, uma das organizadoras do Avistar. “O evento é inteiramente dedicado ao público. O Instituto Butantan tem mais de 100 anos de tradição em receber visitantes para saber mais sobre serpentes e sobre o trabalho de pesquisadores. O Avistar amplia esses assuntos e se diferencia de outros encontros acadêmicos”, acrescenta Erika, que lembra ainda que várias atividades serão voltadas para as crianças, como as passarinhadas, o “Ciência Aberta”, o “Avistar Kids”, “Morcegos na Praça”, além de diversas oficinas, feira de trocas de mudas, sementes e livros.

"Este é um encontro horizontal, onde cientistas e não cientistas falam para um público de todas as idades e diferentes formações, com linguagem simples."

FONTE: G1

4/10/2018

Saiba porque as aves nunca perdem o norte

Eu falo e não é atoa.... Bichos são superiores aos humanos em se tratando de ser naturais do planeta. Nossa espécie é uma invasora, COM CERTEZA. Não sabemos lidar com este planeta... só fazemos saqueá-lo...
--------------------
Quando uma pessoa viaja centenas ou milhares de quilômetros para um ambiente pouco familiar, quase sempre precisa de ajuda a pedir direções. Felizmente para os seres humanos, sistemas de navegação já são comuns em automóveis ou smartphones. Mas existem animais que conseguem percorrer estas distâncias sem qualquer ajuda, nomeadamente aves migratórias.

Já se sabia que as aves conseguem cobrir grandes distâncias por serem capazes de “observar” o campo magnético da Terra. É por isso que espécies como a andorinha-do-mar comum (na fotografia) consegue viajar 25 mil quilómetros para o sul antes do inverno, e depois regressar ao lugar exato onde tinha construído o seu ninho. Só não se sabia como, até surgir este estudo da Universidade de Lund, na Suécia.

A equipa de pesquisadores usou um grupo de mandarins (pássaros australianos semelhantes, mas não aparentados, a pintarroxos) como cobaias, e descobriu que os recetores que permitem às aves “ver” o campo magnético, permitem-lhes, afinal, ver literalmente o campo magnético. Estes recetores, Cry4, são uma proteína criptocromática, capaz de ver cores num determinado espetro, que se encontra nos olhos das aves. Isto abre a possibilidade para procurar pela presença desta proteína noutras espécies. Talvez até os humanos consigam fazer uma viagem sem se perderem.

FONTE: motor24

3/27/2018

Força-tarefa resgata 180 animais em condições de maus-tratos em SP

Minha Nossa!!!! só queria ver o pagamento desta multa..... Normalmente, a justiça abranda tudo e, às vezes, até cancela.... Não estou mais acreditando em justiça faz tempo!!!!!
----------------- 
Responsável pelos bichos, que estavam em um comércio ilegal em Santos, no litoral paulista, foi multado em mais de meio milhão de reais.
 Ao menos 180 animais foram resgatados durante uma força-tarefa conduzida por fiscais das secretarias de Meio Ambiente e Finanças, Vigilância Sanitária e Guarda Municipal de Santos, no litoral de São Paulo, nesta segunda-feira (26). Equipes da Polícia Militar e Ambiental também participaram da ação, que aconteceu no bairro Vila Nova.

Segundo a prefeitura, os animais estavam dentro de gaiolas e foram achados em condições de maus-tratos em um comércio localizado na Rua 7 de Setembro. O estabelecimento estava com alvará indeferido pela administração, que o achou após uma denúncia anônima.

As equipes encontraram animais exóticos e domésticos. Entre as espécies, foram achados canários, coelhos, galinhas, porquinhos da Índia, aves e outras espécies vivas. Todos os animais estavam presos e ficavam expostos na frente e nos fundos do estabelecimento, aguardando a comercialização.

Com o flagrante, o comércio foi fechado e o proprietário encaminhado à Delegacia Sede da cidade, onde foi lavrado boletim de ocorrência por maus-tratos contra animais. Ele foi multado duas vezes, sendo uma por maus-tratos e outra por introdução de animais exóticos sem autorização. As duas totalizaram cerca de R$ 543 mil.

Os animais exóticos foram apreendidos pela Polícia Ambiental. Eles serão encaminhados ao Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Selvagens (Ceptas), em Cubatão (SP). Os domésticos foram levados pela Coordenadoria de Defesa da Vida Animal (Codevida), que os colocar em refúgios particulares.

Fonte: G1 Santos

3/12/2018

Por que executivos do Vale do Silício estão criando pintinhos

Olha, este pessoal tem razões que desconhecemos. Suas mentes devem ser respeitadas. Só espero que eles só "apreciem" as aves, entenderam?
--------------
Executivos de empresas de tecnologia chegam a gastar 20 mil dólares em galinheiros high-tech para garantir o conforto de suas aves.

Em busca de uma reconexão com a natureza, empresários do Vale do Silício estão investindo na criação de frangos, galinhas e pintinhos, segundo artigo publicado no The Washington Post na última sexta-feira (02/03).

É o caso de Johan Land, gerente de produtos da Waymo, empresa do Google que trabalha para lançar serviços de táxi sem motorista em larga escala. O executivo cria 13 frangos e 3 ovelhas em seu jardim. “É fascinante sentar e observar os animais porque, ao invés de olhar para uma tela, você está olhando para o ciclo da vida”, diz Land. “É muito diferente do trabalho abstrato que eu faço”.

Segundo a reportagem, a criação de aves se tornou uma tendência na região da baía de São Francisco. Executivos acreditam que o hábito de criar animais é também uma maneira de mostrar que se importam com o meio ambiente.

No Vale do Silício, os criadores de aves chegam a gastar milhares de dólares com o novo hábito. Para comprar um animal de raça, por exemplo, com linhas genéticas que podem ser rastreadas por gerações, os excutivos podem desembolsar cerca de 350 dólares. Já na compra de galinheiros high-tech, equipados com energia elétrica, portas automáticas e câmeras, os empresários podem chegar a pagar até 20 mil dólares.

Os executivos usam até mesmo sistemas que possibilitam controlar os galinheiros por smartphone, definindo a temperatura, ventilação e iluminação da gaiola. O sistema inclui um detector de predadores que envia uma mensagem aos donos quando o "perigo" se aproxima. Ainda de acordo com a reportagem, não é incomum ver as aves andando pela casa de seus donos e até mesmo sobre suas camas, muitas vezes usando fraldas. Uma típica criação tem quatro ou cinco aves, mas algumas pessoas acabam criando 15 ou 20 animais.

De acordo com Leslie Citroen, que vende frangos, constrói gaiolas e dá consultorias sobre os animais na região do Vale do Silício, ao menos um de seus clientes tem um chef que cozinha para suas aves. Segundo ele, a saúde dos animais é uma prioridade, pois seu cliente pode consumi-los futuramente.

Os clientes de Citroen são geralmente homens, entre 30 e 40 anos, com famílias jovens. “Somos obcecados pelas aves e isso é constrangedor”, diz a investigadora Amina Azhar-Graham. Ela justifica sua criação de 10 aves com o desejo de ter mais filhos com seu marido, um engenheiro de softwares. “Nós gastamos um valor insano. Achavámos que iriamos dar aos animais sobras de comida, mas nossas aves acabam comendo salmão grelhado, bife, alface e melancia orgânica”.

FONTE: epocanegocios

3/01/2018

Motoristas da China transportam aves de consumo do lado de fora dos carros

Caraca, é de uma indiferença pela vida animal que chega dar vontade de vomitar....
--------------
Vídeos mostram os motoristas da China transportando aves de consumo ao ar livre amarradas do lado de fora dos seus carros no último dia do Festival da Primavera. O vídeo, filmado na cidade de Guangzhou, na província de Guangdong, no sul de China, em 21 de fevereiro, mostra os carros sendo dirigidos em rodovias transportando patos e galinhas amarradas na parte traseira de carros ou imprensadas em pequenas cestas.

2/09/2018

Ecoparque argentino tenta mudar paradigmas com ajuda de "animal trainers"

Acho que tem trabalhos muito bons pelos animais...
-------------
Os personal trainers não atuam apenas em academias; na Argentina eles também estão em zoológicos, trabalhando para manter os animais em boas condições e ajudando na transferência dos bichos para outros espaços, um trabalho vital para a criação do Ecoparque de Buenos Aires.

Atualmente, cerca de 100 instrutores são supervisionados no setor de comportamento animal do Ecoparque - um dos mais populares da Argentina - por María Eugenia Dahdah. De acordo com a coordenadora, os "animal trainers" são fundamentais para que os bichos se acostumem à presença dos veterinários, ao que vão comer e aos espaços que vão ocupar na mudança "de paradigma" que está vivendo aquele que, com mais de 100 anos de história, é o zoo mais antigo da cidade.

Desde 2016, esses 16,7 hectares estão sendo reconstruídos para que se adequem à vida animal e transmitam aos visitantes a nova mensagem: o principal é a conservação animal, então, acabou o espetáculo. "Hoje, os zoológicos tendem a ser ecoparques, já não é uma exibição de animais e pronto", esclareceu María Eugenia.

Este trabalho, que, na opinião dela, é "o que o público menos conhece", permitirá oferecer ambientes ideais ao tamanho que cada espécie precisa, com os estímulos adequados e onde poderão desenvolver todos os comportamentos que teriam na vida na floresta. Uma vez instaurada essa missão, a direção do lugar quer reeducar o público sobre os animais e continuar com os trabalhos de banco genético.

A área de comportamento tem uma equipe composta por veterinários, biólogos e técnicos em ciências ambientais para coordenar as atividades que os cuidadores fazem todos os dias. "Quando sabemos que um animal será transferido, seja para dentro interna ou fora do parque, conversamos com os cuidadores e, a partir daí, começamos a ver qual infraestrutura devemos montar e quais elementos são necessários", afirmou María Eugenia.

Algumas atividades incluem habituá-los a subir na balança, confiar nos cuidadores e conseguir entrar na caixa para o transporte.

O ex-zoológico de Buenos Aires atua especificamente como "lugar de passagem" e de resgate de animais que pertenceram a colecionadores particulares. Segundo a coordenadora, são "gravíssimos" os problemas de tráfico de animais e a prática de transformar animais silvestres em bichos de estimação que persiste na Argentina, o que faz com que depois muitos não possam ser reinseridos na mata e tenham que permanecer no Ecoparque.

Para María Eugenia, a educação é a chave para mudar a percepção das pessoas sobre o cuidado com os animais e as funções de zoológicos e ecoparques. "Se somos um lugar que vai receber animais, vamos fazer a reabilitação, libertá-los e fazer um trabalho de acompanhamento para que isso não continue a acontecer", destacou.

O Ecoparque tem passado por "uma mudança muito significativa" e já transferiu 370 animais a santuários e outros centros mundo afora. A expectativa é que dos quase 1.000 animais que o espaço abriga hoje só permaneçam 200 até o ano 2023, data de abertura total.

As espécies que ficarão serão autóctones (para que as pessoas conheçam a fauna regional), resgatadas do tráfico ou feridas e aquelas que não puderam ser devolvidas ao meio ambiente por questões de saúde. 

FONTE: UOL

2/07/2018

PM Ambiental flagra aves, gatos e cães sem comida em Bauru

Sei que é chato repetir, mas, tenho que falar: quero ver ele pagar a multa...... De que adianta multar se estes caras entram na justiça alegando não ter condições e o juiz liberar? Gente, é sempre assim que acontece..... A justiça no nosso país é uma piada.... piada macabra, claro!!!!
----------
Dois gatos, dois cães e 400 aves (entre galos e galinhas) foram flagrados pela Polícia Militar Ambiental vivendo em ambiente inadequado e sem comida em uma empresa agropecuária situada na avenida Nuno de Assis, em Bauru. Parte dos animais, inclusive, estava ferida.

O proprietário do local, um homem de 47 anos, foi autuado pela prática de abuso contra animais. O valor das multas - aplicadas tanto pela PM quanto pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) - não foi divulgado em boletim de ocorrência registrado no Plantão Policial da cidade. Informações extra-oficiais, entretanto, apontam para uma autuação de cerca de R$ 1 milhão e 200 mil.

O flagrante ocorreu na tarde desta sexta-feira (2), após denúncia anônima. Os animais foram recolhidos por equipe da Vigilância Ambiental e permanecem sob cuidados de veterinários.

FONTE: jcnet

12/17/2017

Príncipe Harry despacha a noiva pra fazer visitas e vai para uma caçada na Alemanha

Quando eu falo da hipocrisia da família real não é a toa.... fazem campanha a favor dos animais na África, mas, vão às caçadas na Irlanda, Alemanha, Escócia e outros mais com a desculpa que a caça equilibra o meio ambiente..... Ah que nojo eu tenho das pessoas que acham esta gente maravilhosa!!!! eles poderiam modificar esta realidade no mundo inteiro, mas, me parece que não têm interesse nisto...
----------
Principe Harry vai numa viagem de caça internacional. Como a sua noiva e amante dos animais, Meghan, vai responder ao saber que 15 javalis foram mortos nesta caçada?

PRINCE Harry partiu em uma viagem de caça com seu amigo apelidado de 'The Boar Terminator' poucos dias depois de sua noiva Meghan Markle voar para casa. O piloto de 33 anos viajou para a Alemanha em um avião privado na sexta-feira para uma festa de caça realizada há dez anos. 

Mas a noiva Meghan é conhecida por ser uma ardente amante de animais e defensora dos direitos dos animais, com fontes especulando que a atriz dos EUA provavelmente desencadeará uma discussão no dia que se encontrar novamente com a família real para o Boxing Day shoot (caçada entre o natal e ano novo). 

A rainha e o marido no dia da tal caçada  Boxing Day nojenta

Depois de desembarcar em Berlim, o Príncipe e o grupo se dirigiu a Görlsdorf, em Brandenburg, no Nordeste da Alemanha. O jornal alemão, Bild am Sonntag, informou que o príncipe Harry foi acompanhado pelo aristocrata alemão Franz-Albrecht Oettingen-Spielberg. 

Até a Diana participava da Boxing Day

Ele ganhou seu apelido 'The Boar Terminator' depois que os vídeos on-line apareceram online mostrando que ele matava vários javalis por esporte. Os dois são amigos íntimos e Harry no ano passado participou do casamento dele com a atriz Cleopatra von Adelsheim von Ernest no Castelo de Oettingen. 

O guarda-costas de Harry teria dito ao jornal alemão, Bild: "Sim, os dois são amigos". O príncipe, que se casará em maio, chegou com suas próprias armas a bordo da aeronave Gulfstream, que embarcou no vôo de sábado à tarde, de acordo com Bild. 


O príncipe Harry aprendeu a filmar quando criança e, aos 12 anos de idade, ele já estava se juntando ao pai no tradicional Boxing Day shoot perto de Sandringham.  Mas seu amor ao esporte contrasta radicalmente com a noiva de sua vida, Meghan Markle , de 36 anos, que é um entusiasta animal. 

Uma fonte disse ao The Sun: "Não se encaixa bem com o amor dos animais e a família real tem uma longa história de viagens de caça para que ela precise se acostumar com isso. "Sem dúvida, o príncipe Philip tentará convencê-la de que o tiro dos pássaros precisa de seus números mantidos para fins de conservação". 

Fonte: Express
=======

Leiam a matéria do Daily Mail que escreve:
"Harry era parte do grupo de dez pessoas que voou para fora do Reino Unido na sexta-feira em um jato particular ....Eles se juntaram a um grupo de outros 60 caçadores por dois dias de esportes sangüíneos na Alemanha"

Outro trecho:
"Harry foi fotografado de forma memorável com um búfalo de água de uma tonelada que ele filmou na Argentina em 2004, enquanto estava em uma viagem de um ano sabático ao país.

E em 2014, ele e seu irmão foram criticados por caçar javalis em uma viagem de tiro para a Espanha, apenas um dia antes de William ter feito um grande endereço público para acabar com o comércio ilegal de vida selvagem.

Em 1961, em uma visita oficial à Índia com a Rainha, Prince Philip, ex-presidente do World Wildlife Fund, atirou em um tigre em Ranthambhore, enquanto um convidado do Maharajah de Jaipur.

Na mesma viagem, o real, uma vez que um grande caçador de grandes jogos que também atirou veado, faisão e galo silvestre até recentemente, matou um crocodilo e seis urials, um tipo de ovelha da montanha.

Suas ações provocaram uma condenação generalizada dos políticos britânicos e indianos, mas, significativamente, não eram contra a lei na época."





EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪