RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador animais de estimação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador animais de estimação. Mostrar todas as postagens

10/11/2018

Shopping em Manaus terá espaço temático para animais de estimação

Gente, que barato!!!!! levar os nossos bichos para brincar em shopping é tudo de bom....
----------------
No espaço, os animais de estimação poderão divertir-se em um circuito de atividades.
Para comemorar o Dia das Crianças, o Amazonas Shopping preparou uma série de programações para os pequenos e também

10/10/2018

Mini porcos crescem mais do que o esperado e viram animais de estimação exóticos

Muita gente cai nesta situação.....
-----------
Duas moradoras da região de Curitiba tiveram de lidar com um problema um tanto quanto incomum: na busca por um animal de estimação um pouco diferente, elas optaram por mini pigs que, de mini, não tinham nada. A raça de porco é conhecida justamente por seu pequeno porte, já que seu peso varia entre os 18 e 25 quilos. No entanto, no caso dos suínos

10/05/2018

Escritórios na Tailândia permitem a presença de animais de estimação

A maioria de cãezinhos de raça.... Na verdade é mais exposição do que qualquer outra coisa. Bem , em se tratando de Tailândia, vai.... a gente engole pelo bem da divulgação da vida animal.....
------------------
Política foi adotada por empresas que tem horários irregulares para fazer com que os funcionários se estressassem menos durante o trabalho. Cachorros são bem-vindos em muitos escritórios na Tailândia,

9/19/2018

Dicas de limpeza da casa para quem tem animais de estimação

Sempre é bom dar uma lidinha.....
----------------
Confira as dicas do TudoGostoso de limpeza da casa para quem tem animais de estimação!
Ter um bicho de estimação pode ser muito mais trabalhoso do que parece, principalmente para quem cuida da casa. É preciso ter certos cuidados para se certificar de que o ambiente não irá ficar sujo e com odores fortes. Por isso, o TudoGostoso vai te dar algumas dicas de

9/18/2018

Homens levam carro de protetora cheio de animais em Gravataí

Minha Nossa, eu não queria estar no lugar da colega de jeito e maneira..... Morria do coração!!!!! Graças a Deus, todos foram recuperados e entregue aos donos....
--------------
Ela entregava animais recém-castrados quando foi abordada por homens armados no bairro São Vicente Diléa Fronza
Anisia se dedica à proteção animal há 25 anos Era mais um dia de dedicação à proteção animal na vida da protetora Anisia da Glória. Moradora de Glorinha, a professora aposentada dedica a vida a cuidar daqueles que são abandonados há 25 anos.

Na última quinta-feira (14), ela tinha levado 15 cães e gatos para a castração. Estava deixando os bichinhos com os seus donos quando foi

Veterinários revelam o que os animais de estimação fazem logo antes de serem sacrificados

Não é mole não, mas, eu prefiro ficar super ultra hiper agarrados à eles em qualquer situação..... Fico pensando se quando eu for morrer, terei uma mão amiga para apertar.... Eu tive oportunidade de dar a minha à duas pessoas que fizeram a passagem..... sei o quanto ficam gratas..... dá muita força.....
-----------------------
Dizer adeus a um animal de estimação amado é sempre muito difícil. Olhar nos seus olhos enquanto eles são sacrificados,

9/03/2018

Temperaturas baixas podem causar doenças nos animais de estimação

Sempre é bom dar uma lidinha.... aprender não custa nada....
---------------
Segundo os especialistas, cinomose e gripe canina são típicas do inverno; saiba como evitar.
Os animais de estimação também sofrem com as baixas temperaturas durante o inverno. Segundo especialistas, o frio pode

9/02/2018

Será que os animais sentem ciúmes?

Adoro estas matérias..... Claro que os animais sentem ciúmes..... O estudo só fala em cães, mas, eu tive um galo (Juventino) que não deixava ninguém chegar perto da minha caseira...... Ele ficava furioso!!!! Eu tive 4 pombos que não deixavam os outros nem passar perto de mim.... Um deles ainda está vivo.... Ele é outro furioso!!!! kakakakaka.....
-------------------------
É muito comum ouvir tutores dizendo que seu cão tem ciúmes dele, ou que está se

8/30/2018

Mulheres criam mais empatia com os animais de estimação

Olha, eu acho que o estudo tem razão... Mulheres sempre foram mais emotivas e sensíveis, não?
--------------------
Há estudos que revelam que as mulheres têm mais empatia com os animais de estimação, em especial cães e gatos, do que os homens. E há diferentes razões para isso, como explica ao Delas.pt Catarina Mendes, médica veterinária e formadora da Royal Canin. Uma delas é o

8/27/2018

Empresa americana dá ‘licença maternidade’ para donos de pets

Muito bom, né? affe, será que um dia conseguiremos isto por aqui? Agra, tem que valer só para adoção, não acham?
----------------
Empregado com novo animal de estimação pode pedir uma semana de ‘home office’
Uma empresa de marketing de Minneapolis, nos EUA, decidiu atualizar os benefícios dados aos seus funcionários. Além de um aumento no vale transporte, eles foram contemplados com um motivo

7/09/2018

41% das pessoas pensam nos pets para escolher imóvel

O resultado foi feito em Sampa, mas, penso que isto está acontecendo, modestamente talvez, com as grandes capitais.... Na verdade isto é muito bom! Resultado de um trabalho educacional que todos nós estamos fazendo há muitos anos....
==============
A pesquisa revelou que 44,3% os domicílios do país possuem pelo menos um cachorro

Quase metade dos paulistas colocam os animais de estimação como prioridade ao escolherem um imóvel para comprar ou alugar.

7/05/2018

SEGURANÇA NO TRANSPORTE: Já pode viajar com o seu cão sem problemas graças a este cinto de segurança

Que bonitinho.... mas, não dá impressão que ficam desconfortáveis?
--------------------
Crianças não podem viajar dentro de veículos automóveis sem sistemas de retenção próprios, mas para o transporte de animais de estimação, a tendência é para deixá-los andar um pouco à solta.

Isto é um perigo tanto para o condutor como para os animais, que não só não estão seguros por um cinto de segurança, nem sequer consideram a ideia de que o veículo em que viajam pode sofrer um acidente.

Para os donos, já há uma maneira de assegurar a segurança dos seus companheiros preferidos. A Rocketeer Pack é um cinto de segurança criado pela Zugopet que pode ser acoplado ao banco de um automóvel, ficando ancorado pelo encosto de cabeça. Do outro lado, uma espécie de colete serve para segurar o cão pelo torso. Também é compatível com gatos.

A Zugopet não recomenda que a Rocketeer Pack seja usada para animais com mais de 12 kg de peso. Existem cinco tamanhos disponíveis, Extra Small (até 28 cm), Small (até 33 cm), Medium (até 38 cm), Large (até 43 cm) e Extra Large (até 48 cm). Este cinto de segurança também pode ser usado para transportar um animal ao colo.

Este cinto de segurança para animais está à venda no site da marca, por 175 dólares (150 euros), mas pode não ser totalmente recomendável, pois em viagens longas promete tornar-se progressivamente desconfortável para os animais. É pouco provável que seja compatível com a legislação europeia para transporte dentro de automóveis, podendo necessitar de ser homologado antes.

FONTE: motor24

6/23/2018

AVANÇO: STJ garante direito de visita a animal de estimação após separação

Achei tão civilizado, né não?
---------------
Apesar de os animais serem classificados como “coisa” pelo Código Civil, é possível estabelecer a visitação ao bicho após o fim de um relacionamento quando o caso concreto demonstrar elementos como a proteção do ser humano e o vínculo afetivo estabelecido.

Com esse entendimento, a maioria dos ministros da 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça garantiu o direito de um homem visitar a cadela Kim, da raça Yorkshire, que ficou com a ex-companheira na separação. O placar foi de três votos a dois.

O relator do caso, ministro Luis Felipe Salomão, afirmou que a questão não se trata de uma futilidade analisada pela corte. Ele disse que, ao contrário, é cada vez mais recorrente no mundo pós-moderno e deveria ser examinada tanto pelo lado da afetividade em relação ao animal quanto como pela necessidade de sua preservação conforme o artigo 225 da Constituição Federal.

Com isso, a turma considerou que os animais, tipificados como coisa pelo Código Civil, agora merecem um tratamento diferente devido ao atual conceito amplo de família e a função social que ela exerce. Esse papel deve ser exercido pelo Judiciário, afirmou. Também foi levado em consideração o crescente número de animais de estimação em todo o mundo e o tratamento dado aos “membros da família”.

O ministro apontou que, segundo o IBGE, existem mais famílias com gatos e cachorros (44%) do que com crianças (36%). Além disso, os divórcios em relações afetivas de casais envolvem na esfera jurídica cada vez mais casos como estes em que a única divergência é justamente a guarda do animal.

Terceiro gênero
“Longe de, aqui, se querer humanizar o animal”, ressaltou. “Também não há se efetivar alguma equiparação da posse de animais com a guarda de filhos. Os animais, mesmo com todo afeto merecido, continuarão sendo não humanos e, por conseguinte, portadores de demandas diferentes das nossas.”

O relator afirmou, em julgamento iniciado em 23 de maio, que o bicho de estimação não é nem coisa inanimada nem sujeito de direito. “Reconhece-se, assim, um terceiro gênero, em que sempre deverá ser analisada a situação contida nos autos, voltado para a proteção do ser humano, e seu vínculo afetivo com o animal.” O fundamento foi acompanhado pelo ministro Antonio Carlos Ferreira.

O ministro Marco Buzzi seguiu a maioria, apesar de apresentar fundamentação distinta, baseada na noção de copropriedade do animal entre os ex-conviventes. Segundo ele, como a união estável analisada no caso foi firmada sob o regime de comunhão universal e como os dois adquiriram a cadela durante a relação, deveria ser assegurado ao ex-companheiro o direito de acesso a Kim.

A ministra Isabel Gallotti divergiu, considerando ideal esperar uma lei mostrando dias e horas certas de visita. O Judiciário, segundo ela, precisa decidir com base em algo concreto. “Se não pensarmos assim, haverá problemas como sequestro de cachorro, vendas de animal”, afirmou.

Último a votar, o desembargador convocado Lázaro Guimarães entendeu que a discussão não poderia adotar analogicamente temas relativos à relação entre pais e filhos. De acordo com o desembargador, no momento em que se desfez a relação e foi firmada escritura pública em que constou não haver bens a partilhar, o animal passou a ser de propriedade exclusiva da mulher.

Com a tese definida pela maioria, o colegiado manteve acórdão do Tribunal de Justiça de São Paulo que fixou as visitas em períodos como finais de semana alternados, feriados prolongados e festas de final de ano. Anteriormente, o juízo de primeiro grau havia considerado que nenhum bicho poderia integrar relações familiares equivalentes àquelas existentes entre pais e filhos, “sob pena de subversão dos princípios jurídicos inerentes à hipótese”.

Repercussão
O entendimento majoritário foi elogiado por advogados. Para Júlia Fernandes Guimarães, da área de Contencioso Cível do Rayes & Fagundes Advogados Associados, o STJ reconhece a “nova realidade” nas relações do Direito de Famíia, como já vêm fazendo tribunais estaduais, “visando atenuar o grande sofrimento gerado pela ausência do convívio diário com o animal”.

O advogado Luiz Kignel, especialista em Direito de Família e sócio do PLKC Advogados, afira que o bicho doméstico faz parte do núcleo familiar, sem ser membro da família.

“Não há fundamento jurídico — e na minha opinião também de razoabilidade — de atribuir ao animal o tratamento de guarda de filhos. Mas foi de muita sensibilidade conferir o direito de visitas regulares porque o relacionamento construído entre um cônjuge e o animal tem valor intangível que deve ser protegido”, analisa. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.

REsp 1.713.167

FONTE: conjur

6/05/2018

PASSAGEIROS: Animais de estimação agora podem viajar com seus donos


Que bom que algumas empresas estão se colocando como modernas em se tratando da relação afetiva homem X animal.... Muito bom!!!!
------------
Passageiros com transtornos psicológicos agora têm permissão para viajar de avião com seu bicho de estimação — mesmo que seja um pato
Imagine a cena: nos Estados Unidos, em um voo de cinco horas de Nova York para Los Angeles, o passageiro acomoda-se na poltrona e depara, instalado no assento ao lado, com um pavão-azul. Não, isso não aconteceu — mas por pouco.

Em janeiro, a artista plástica americana Ventiko queria porque queria embarcar com o exótico companheiro em um voo da United Airlines. A empresa vetou a entrada de Dexter (o pavão, claro, tem nome) na aeronave e aproveitou a ocasião para fazer uma revisão e estabelecer limites mais claros em sua política de transporte dos chamados animais de suporte emocional, ou ESA, na sigla em inglês — uma categoria de pet cada vez mais comum no exterior e que está começando a pôr as patinhas de fora no Brasil.

Só a concorrente Delta transporta anualmente cerca de 250 000 animais acomodados na cabine, junto aos donos. Eles se encaixam em três classes de, digamos, passageiro. Uma é o cachorrinho ou gato pequeno, levado em caixa apropriada. Outra é o animal de serviço, treinado para auxiliar pessoas com deficiência, principalmente cegos, que sabe se comportar e viaja solto. A terceira é o ESA, o bicho de estimação do qual o dono não se separa porque ele lhe dá tranquilidade e confiança. Sua companhia é prescrita por psicólogos e psiquiatras, como parte do tratamento contra ansiedade, depressão e síndrome do pânico.

FONTE: veja.abril

5/29/2018

DICAS: 10 dicas para evitar bagunça e mau cheiro na casa

A matéria tem umas dicas boazinhas.....
----------
A personal organizaer Alessandra Araújo, da Harmonizatta, dá conselhos para manter tudo no lugar e fazer a limpeza do jeito certo com os animais de estimação

1 Determine um lugar específico para reunir todos os itens do pet:: pode ser na área de serviço, em um quarto ou banheiro de serviço. O importante é ter um local onde tudo possa ser facilmente encontrado.

2 Identifique ração e biscoitos com tags próprias e acomode-os no alto. Brinquedos também podem ser colocados em cestos identificados. Coloque produtos de higiene em caixas plásticas que facilitem a limpeza, deixando-os sempre fora do alcance das crianças.

3 Cheiro estranho? “Caso o animal tenha um odor muito forte, é importante levá-lo para uma avaliação com um veterinário, que pode identificar problemas específicos”, aconselha Alessandra. Outras dicas são manter a tosa em dia, dar banhos com frequência, escovar a pelagem no sentido contrário para retirar fios soltos e oferecer a ele ração de boa qualidade.

4 Lave ou limpe a caminha e os brinquedos semanalmente – se possível, deixe esses itens secarem ao sol.

5 Mantenha a casa arejada: deixe portas e janelas abertas sempre que possível.

6 Em vez de varrer o chão com a vassoura, prefira usar o aspirador de pó para retirar pelos e outras sujeiras.

7 Use água sanitária em banheiros e áreas externas – além de desinfetar, ela elimina o mau cheiro. Bicarbonato de sódio, vinagre branco, desinfetante e limpa carpetes são outros produtos que podem ajudar.

8 Muita gente acha que o processo acaba aqui, já que a casa fica cheirosa. “Mas estes produtos apenas camuflam o problema”, diz Alessandra. É preciso quebrar a molécula de referência para o olfato dos animais, para que não sintam mais o cheiro de sua urina e parem de usar certos locais como banheiro. Cuidado com receitas caseiras, que podem trazer problemas sérios a eles. “A melhor maneira de acabar com esses odores é manter os espaços limpos, arejados e organizados”, sentencia.

9 Para quem tem gato, a recomendação é trocar a caixa de areia com frequência. “Na limpeza da casa, em geral, recomendo evitar produtos de limpeza com base de amônia, porque esse componente os estimula a urinar nos locais onde é usado”, alerta a personal organizer.

10 O aspirador de pó deve ser usado diariamente, é o que recomenda o médico alergologista José Carlos Perini. Mas fique atento: “Hoje, os únicos equipamentos capazes de eliminar ácaros em casa são os que têm filtros de HEPA, que sugam as partículas com maior eficiência, ainda muito caros no Brasil. Periodicamente, é possível contratar uma empresa que tenha essas máquinas”, diz Perini.

FONTE: revistacasaejardim

5/27/2018

ZOOFILIA: Homem proibido de ter animais de estimação após abusar sexualmente de dois cães

Um "serumano" nojento deste merece o quê? Ainda bem que no Reino Unido a lei funciona, né? Aqui, no Brasil, tem muitas ong´s e ativistas eficientes nas denúncias, mas, a justiça não funciona mesmo ... é lamentável!!!!!
------------------
Homem proibido de ter animais de estimação após abusar sexualmente de dois cães
Robert Gwynn, de Wales, Reino Unido, também foi condenado a uma pena suspensa de três meses.

Robert Gwynn, de 60 anos e residente em Wales, no Reino Unido, foi proibido de ter animais domésticos durante 10 anos e condenado a uma pena suspensa de três meses após ter confessado no tribunal de Newport que abusou sexualmente dos seus dois cães, de raça Terrier.

Izzi Hignell, da Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals, uma associação na Inglaterra que promove o bem-estar dos animais, contou ao jornal Mirror que os animais foram submetidos a análises e tratamentos, dado que ambos ficaram com lesões.

"Este foi um caso repugnante e horrível e obter provas em casos desta natureza pode ser extremamente difícil. Este foi um caso claro e deliberado de abuso sexual. Felizmente os cães já se encontram protegidos e vão permanecer na nossa instituição", declarou ainda Izzi.

Robert não poderá voltar a ter contacto com os dois cães.

FONTE: cmjornal.pt

5/23/2018

CASAMENTOS: Animais de estimação estão mais presentes em casamentos

A matéria está muito boa.... bem informativa e com dicas de como proceder no caso de querer casar na presença dos pets de estimação....
-----------------
Com cadeira cativa nos corações dos donos, alguns bichos têm lugar garantido nas cerimônias
Maio ainda é considerado o mês das noivas. Mas, mesmo elas, que sempre foram as estrelas das cerimônias de casamento, até concordam em deixar de ser o centro das atenções se for para compartilhar o momento com seres para lá de especiais: os seus animais de estimação.

Com cadeira cativa em seus corações e lugar garantido no evento, os pets roubam a cena, levando alegria e emoção ao altar. Um dos momentos mais marcantes do enlace da esteticista Érica Moreira Miranda com o metalúrgico Fernando Santos Rezende foi a presença da pequena Fufy, yorkshire de 8 anos de idade.

O casal a adotou em dezembro de 2016 e lutou para salvar a vida dela. "Quase a perdemos por causa de um AVC", lembra Érica. "Nós nos casamos em janeiro, e tê-la ao nosso lado foi um verdadeiro milagre." Apesar da dieta restrita e do uso de medicamentos controlados, a cadelinha se esbaldou. Teve até dia de noiva, com direito a banho, presentes e massagem relaxante. E, é claro, fez a alegria dos convidados ao entrar com as alianças do casal.

Cada vez mais fortes, os laços afetivos firmados entre os pets e seus donos tornou comum e aceitável aquilo que antes gerava estranhamento. Segundo o site Wedy, referência em casamentos no Brasil, a participação dos peludos é uma tendência, e não apenas um modismo.

É preciso, no entanto, tomar algumas medidas preventivas para que tudo corra bem na hora de dizer o "sim". Pensar nos detalhes com antecedência evita imprevistos para os noivos e estresse para o bicho. "É preciso analisar qual o temperamento do animal e como ele vai reagir aos estímulos externos, como barulho e a presença de pessoas estranhas, respeitando sempre os limites dele", orienta o terapeuta canino Leonardo Curi.

Outra dica é contar sempre com o fator surpresa, já que eles podem sair do roteiro. A chihuahua Duda, hoje com 4 anos, não se sentiu nem um pouco constrangida ao fazer xixi no tapete vermelho na cerimônia de casamento da veterinária Tatiane da Silva Cândido e do policial militar Willian Anderson Evangelista, realizado em 2016. "Foi a daminha mais divertida de todas. Quando ela entrou e se agachou, fez-se uma pausa de suspense. Depois todo mundo começou a rir", relembra Tatiane. A dona garante que nos ensaios a cadelinha estava toda comportada.

Além da cerimônia, existem outras formas de homenagear os animais de estimação. Há quem reproduza as imagens junto aos noivos na decoração do topo do bolo, quem os leve para participar dos ensaios fotográficos do pré-wedding e até mesmo reserve um espaço especial para eles na festa.

Se a ideia for mesmo deixá-los subir ao altar, é preciso verificar se o local desejado aceita a presença de animais, se será necessário treiná-los com antecedência e quem ficará responsável por eles durante todo o evento, garantindo a sua segurança e bem-estar.

Nas igrejas católicas, o pároco é quem determina se a presença dos pets é bem-vinda ou não. A maquiadora Natália da Cruz Mascarenhas e o fotógrafo Marcelo Mascarenhas se casaram em maio de 2016. Na data, o buldogue francês Jimmy, então com 1 ano e meio, foi a sensação da cerimônia e circulou pelo tapete branco esbanjando simpatia ao lado dos donos. Em dezembro de 2017, ele morreu. "Logo após o comprarmos, descobrimos que tinha leishmaniose. Fizemos o tratamento, mas, infelizmente, ele não viveu muito tempo", recorda Natália.

Para ela, os momentos vividos com Jimmy em uma data tão especial, não têm preço. O buldogue participou do ensaio, da cerimônia, da festa e inclusive foi à lua de mel do casal. "Percebemos que a vida deles é muita curta e por isso temos de aproveitar cada instante possível ao seu lado. Ele é uma lembrança que nunca vai se apagar da nossa história."

Dicas e cuidados com os pets nos casórios
  • Verifique se o local desejado para realizar a cerimônia aceita animais de estimação
  • Analise bem o temperamento do animal e respeite sempre os seus limites
  • Defina qual papel o pet vai desempenhar. Ele pode ser porta-aliança ou acompanhante das damas e pajens
  • O ideal é ambientar o animal com antecedência, inclusive com a presença de mais pessoas e músicas que serão tocadas
  • Deixe alguém disponível para garantir o seu bem-estar
  • Esteja preparado para possíveis imprevistos
  • Caso não consiga autorização em igrejas, pense em outras possibilidades, como sítios, chácaras ou capelas
  • Outras maneiras de eles participarem é na festa após a cerimônia e no álbum de fotos dos noivos
FONTE: G1revistaencontro

5/20/2018

UTILIDADE PÚBLICA: Cachorra é encontrada na rodovia BR-467

Estou publicando esta postagem para divulgar este serviço que o CGN faz ao anunciar os animais perdidos e achados. Tenho acompanhado e me parece muito bom....
------------
Após a publicação na CGN, os proprietários do animal foram encontrados
Uma internauta da CGN encontrou uma cachorra na rodovia 467 que liga Cascavel a Toledo na noite deste domingo (13).

Segundo a internauta, a cadela está bastante triste por estar longe dos donos. Após a publicação na CGN, os proprietários do animal foram encontrados.

Serviço
A página de Achados e Perdidos da CGN é aberta a toda a comunidade, sem nenhum custo. Você pode divulgar desaparecimentos de animais, documentos e objetos  perdidos ou encontrados.

FONTE: cgn.inf

5/16/2018

COMPANHIA: Prática de levar animais de estimação ao trabalho tem crescido em SP

É verdade mesmo..... a prática é salutar e deveria poder em todas as empresas esta opção, não?
---------------
Tanto chefes quanto empregados afirmam que ação ajuda na interação das equipes
A cena é a seguinte: uma bolinha de tênis quica em alguns escritórios, seguida por um cachorro tentando abocanhar o objeto. Na outra ponta, um funcionário arremessa a bola para ver o cão correr ainda mais. É nesse clima de descontração que muitas empresas funcionam.

A presença de animais ainda não é uma prática comum, mas o incentivo a levar os bichos de estimação ao trabalho tem aumentado. A prática é conhecida como "pet friendly" ou "pet day". Tanto chefes quanto empregados afirmam que ação ajuda na interação das equipes, o que beneficia o trabalho na empresa em geral. Cada um cuida da comida e da sujeira do animal.

Na Mars, fabricante de ração animal, a presença de bichos é diária. Filomena, a Filó, uma buldogue francês de dois anos, frequenta a Mars desde os três meses de idade. A "mãe" dela, a gerente de RH (recursos humanos) Verônica Jany, 36, trata a cachorra como a irmã de Daniel, o primeiro filho dela. "Hoje tive uma reunião e esqueci de botar água para a Filó. Quando saí, o potinho dela estava cheio. O pessoal ajuda a cuidar."

Nina, uma border collie, não sai do lado da dona, estagiária Julia de Domenico, 22. "Ajudou na minha integração, há um ano." Na sexta-feira passada, a MSD Saúde Animal, que desenvolve medicamentos e serviços para saúde animal, tinha cerca de 50 cachorros no escritório no Morumbi (zona oeste).

Raquel Pinto Lopes, 39, gerente de assuntos regulatórios, levou a cachorra Lori, uma border collie de 7 anos. "Afeta meu dia de forma muito positiva", diz a gerente.

O Elo 7, site de compras, fará o segundo “pet day” em 1º de junho. “Tivemos que pensar na logística e nas pessoas que têm alergia. Mas o trabalho todo compensou”, diz Aline Garcia, do RH.

ESCRITÓRIO VIRA EXTENSÃO DA CASA
A função do RH (Recursos Humanos) é cuidar de ações coletivas, que atendam a todos, e levar animais para o trabalho pode ser considerado como a extensão da casa do funcionário, afirma a professora Elza Fátima Veloso, especialista em gestão de carreiras da Universidade Presbiteriana Mackenzie. "Pode gerar criatividade, produtividade e interação."

Odair Castro, gerente de recursos humanos da MSD Saúde Animal, afirma que a convivência com os animais é ótima. "Traz benefícios à empresa. Já para o funcionário, o ambiente vira uma extensão de sua casa, de sua história. Incentiva uma interação maior entre pessoas, que em um dia normal de trabalho não aconteceria."

A médica veterinária Carolina Padovani, da Mars, recomenda a ação. "Os resultados são notórios, aproxima as pessoas", diz.

Tânia Parra Fernandes, professora do Hospital Veterinário da Universidade Metodista de São Paulo, afirma que em um primeiro momento, a ideia de levar animais ao trabalho "é ótima". Mas ela alerta que é preciso haver restrições, como limite de horas. “Nem sempre isso é uma boa opção para o bicho, que pode ficar estressado se ficar muito tempo longe de sua rotina. Uma manhã ou tarde fora são ideais não mais."

Ela explica que, para esse tipo de ação, os animais devem estar com as vacinas e vermifugação em dia, para evitar contaminar outros bichos e até os seres humanos com doenças, como sarna e micose. "Também é preciso controle de pulgas e carrapatos, e não ter os pelos sujos. Ir ao veterinário para acompanhamento médico é fundamental. Animais devem ser bem cuidados."

Dafini Oliveira, 29, advogada do departamento jurídico da empresa MSD Saúde Animal, afirma estar muito feliz em ter um dia para trabalhar ao lado de seu cão, o Fox, um spitz alemão. "É ótimo exercer meu trabalho com ele ao meu lado. Não dá aquele aperto no coração por deixar o bichinho em casa. É uma ocasião maravilhosa para integração com os demais colegas. Quem dera poder trazer todos os dias", afirma.

No escritório da empresa, no Paraíso (zona sul), até quem não tem cachorro, já pensa até em adotar um. “Tem dias que alguns cachorros ficam na porta de vidro olhando a reunião. Alguém vai lá e abre a porta para eles entrarem. É muita fofura, muda nosso dia para melhor. Também quero adotar um”, afirma Gustavo Varandas, 28, coordenador de trade marketing.

Varandas conta, ainda, do dia em que uma cliente, desavisada do pet day, entrou na sala de reunião. "De repente, um cachorro entrou na frente dela. A reunião parou, porque ela ficou brincando com o cão. Foi bacana. Só há histórias assim a se contar sobre eles", afirma o coordenador.


COMO ORGANIZAR A VISITA
Saúde
- Animais devem estar vacinados e vermifugados
- Precisam ir ao veterinário para atestar a boa saúde
- Aconselha-se que o animal esteja castrado
- Bichos que se estressam ou têm dificuldade de se adaptar não devem ser levados

Para bom comportamento
É preciso treinar obediência e imposição de regras e limites. Um adestrador profissional pode ajudar

Cães e gatos
Não é aconselhável misturar esses animais, por suas naturezas diferentes

Estrutura
- Escritório precisa 
ter espaço para animais comerem e beberem água
- Donos precisam levar tapete higiênico, e os animais devem ser treinados para urinar ali

E se bicho morder...
- É preciso lavar a área com água e sabão
- Se animal estiver com vacina em dia, não há riscos sérios à saúde

FONTE: folha.uol

5/03/2018

EVOLUÇÃO: Sabia que há "pensão alimentícia" para animais de estimação?

Achei a matéria bem interessante..... Agora, cá pra nós: quando, gente da minha idade, imaginaria que ia ver isto ser discutido? meus leitores não tem ideia do que isto representa.... resultado de muita luta de conscientização e educação..... Viva Santa Internet que muito ajudou os educadores da causa animal!!!!
--------------
Quem deve ficar com os animais de estimação após o fim do casamento? Numa decisão inédita, a Justiça determinou que um homem pague uma "pensão alimentícia" para os cães cuidados pela ex-mulher dele.

Fonte: R7

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪