RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador agressão. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador agressão. Mostrar todas as postagens

12/01/2018

Cachorro perde olho após ser agredido pela própria dona e busca novo lar em SP

Gente, por mim dava uns bons tabefes na autora desta crueldade.....
------------
Animal está recebendo tratamento no Grupo de Proteção Animal (GPA), que fica em Registro. Dono do animal foi identificado e intimado a prestar depoimento.

Um cachorro ficou cego depois de ser brutalmente espancado em Cajati, no interior de São Paulo. Durante a agressão, o animal conseguiu escapar do local e acabou socorrido. Cheio de carrapatos,

10/16/2018

Cão agredido a pedradas em Gália é resgatado por ONG de Bauru

É muito bom saber que a criaturinha está em mãos confiáveis. Tomara que encontre donos amorosos para o resto de suas vidas.... Ele é lindão.... O que leva uma pessoa, aliás duas, a cometerem tamanho ato de crueldade? é loucura ou ruindade?
------------------
O cão que foi agredido com pedradas por um morador de Gália foi resgatado pela

10/11/2018

Vídeo mostra homem agredindo cão com pedrada em Gália - SP

Minha Santa da Punição dos Covardes, detona estes desgraçados, bandidos, miseráveis, demônios, e tudo mais de ruim que existe neste mundo.... Reparem que o cachorrinho está arredio como que pressentindo a agressão que iria sofrer..... Reparem, também, no requinte do cúmplice em achar uma pedra para o demo bater no pobrezinho..... Eu queria só estar

9/20/2018

IMAGENS FORTES: Cachorro é agredido a pauladas durante prática de sexo em rua de Cajazeiras

Eu imagino a dor do pobre animal..... Tive oportunidade de acompanhar casos parecidos. Tem gente que joga até água quente...... triste demais..... Tem que pegar o autor e fazer o mesmo, ou não?
------------------------
O também protetor dos animais, o empresário Irlano Calvalcante lamentou o fato e revelou que gatos estão sendo mortos em Cajazeiras.
Um cachorro foi brutalmente agredido na cidade de Cajazeiras nessa quinta-feira (13). O caso foi denunciado pela protetora

8/14/2018

Avestruz apaixonado ataca funcionário de zoológico na Rússia

Imagina..... o danadinho está apaixonado.... então, toma!!!!!! vai roubar minhas namoradas aqui? vai não..... kakakakaka...
-------------- 
Um avestruz atacou um funcionário do Jardim Zoológico de Penza, na Rússia, que violou severamente as regras de segurança ao entrar no aviário durante a época de acasalamento. O animal

6/14/2018

AGRESSÃO: Homem será investigado por jogar uma gata à 5 metros

Agora imagina o que a gatinha pensou da vida..... atravessou a rua e foi fazer festa neste nojento, e aí teve como resposta uma agressão jamais imaginada. Pegar um monstro deste e dar muito tabefe é pouco, não?
==============
Homem deve ser investigado após arremessar gata por mais de cinco metros em Suzano 
Animal tem cerca de 4 meses e sofreu luxações no maxilar e nas duas patas traseiras.

Um vereador de Suzano protocolou nesta terça-feira (5) um requerimento de abertura de inquérito na Delegacia Central de Suzano a fim de investigar o caso de uma gata de 4 meses que foi arremessada por um homem na Rua Sete de Setembro, no Jardim Imperador. O animal foi jogado a uma distância de mais de cinco metros .

No último domingo (3), a câmera de monitoramento de um comércio flagrou o momento em que a gata, de aproximadamente quatro meses, atravessa a rua. O animal chega perto do homem, que o pega pelo pescoço, olha para os dois lados para ver se não tem ninguém e arremessa o bicho para o outro lado da via.

De acordo com o vereador Lisandro Frederico, o objetivo é que o autor da violência contra a gata seja punido. "Eu sou conhecido também por me dedicar à causa animal. Recebi o vídeo de diversas pessoas indignadas com a situação. Eu não quero que casos assim voltem a acontecer", destacou.
 
Na fundamentação do documento, entre outros pontos, Frederico destaca o 2º do Código de Proteção Animal. "Ofender ou agredir fisicamente os animais, sujeitando-os a qualquer tipo de experiência prática ou atividade capaz de causar-lhes sofrimento", consta no texto.

A gata foi resgatada por uma pedagoga, de 30 anos, que preferiu não se identificar por medo de represarias. Ela conta que quando pegou o animal, ele estava desmaiado. "Eu realmente não sei como sobreviveu, porque ela estava desmontando quando eu a coloquei dentro de casa”, destaca.

Uma das primeiras ações após socorrer a gata, lembra, foi ligar para o vereador Lisandro e pedir auxílio. Ele então conseguiu uma clínica para prestar atendimento à felina. “Levamos ela na segunda-feira cedinho na clínica. Lá foi diagnosticado que ela tinha luxado o maxilar e as duas patas traseiras. Ela foi medicada e eu a trouxe para casa. Ela estava bem esperta e até brincando com os meus dois gatos, mas hoje (nesta terça) à tarde ficou com muita dor na perna, aí levei de volta  ao veterinário”, conta.

A pedagoga diz que por já ter quatro gatos e uma cachorra, não poderá ficar com mais este pet e vai cuidar dela até ficar boa para poder ser adotada por outra família. “Mas eu ainda assim vou acompanhar se estão cuidando bem del”, destaca.

4/27/2018

Agressão a cavalo em rodeio no interior de SP causa revolta em redes sociais

Que cara nojento.... Na verdade, todos eles são nojentos inclusive os políticos que colocaram na Constituição Brasileira como esporte sadio e sem crueldade. Confere:
( art. 225: § 7º Para fins do disposto na parte final do inciso VII do § 1º deste artigo, não se consideram cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, desde que sejam manifestações culturais, conforme o § 1º do art. 215 desta Constituição Federal, registradas como bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro, devendo ser regulamentadas por lei específica que assegure o bem-estar dos animais envolvidos.) (Incluído pela Emenda Constitucional nº 96, de 2017)
---------------
Imagens mostram rapaz de chapéu dando tapas, chicotadas e chutes no cavalo, montado pelo peão, para obrigar o animal a entrar no picadeiro
SOROCABA – Um funcionário da organização do rodeio Abril Fest, que aconteceu em Araçoiaba da Serra, interior de São Paulo, foi filmado agredindo e chutando um cavalo. A agressão aconteceu na última segunda-feira, 23, terceiro dia do evento. O vídeo foi postado em redes sociais e já somava mais de cem mil visualizações na tarde desta quinta-feira, 26. As imagens, registradas por uma jovem que assistia ao rodeio, mostram um rapaz de chapéu dando tapas, chicotadas e chutes no cavalo, montado pelo peão, para obrigar o animal a entrar no picadeiro.

As agressões só param quando o cavalo deixa a baia e entra aos saltos na pista. "Animais são esses 'seres humanos' que se dizem racionais e agridem um ser inofensivo e que ainda serve aos homens, como o cavalo", postou um internauta. "Isso repercutiu porque foi filmado, mas nos bastidores, quantos não são maltratados como este aí", afirma outro.

Em nota, a Comissão de Proteção Animal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Sorocaba, repudiou a prática de rodeios e demais atividades que se utilizam da exploração e sofrimento animal como diversão e esporte. A comissão informou ainda que vai pedir a apuração dos maus tratos contra o animal ao Ministério Público Estadual. 

A Prefeitura de Araçoiaba da Serra informou que, ao tomar conhecimento do vídeo, oficiou ao Escritório de Defesa Agropecuária, responsável pela fiscalização das competições realizadas com animais. "A Prefeitura oficiou aos organizadores do evento para que todas a providências sejam tomadas e que prestem esclarecimentos", diz a nota. 

A empresa Luz Estruturas e Iluminação, responsável pelo Abril Fest, informou ter contratado uma terceirizada para organizar os rodeios com 15 cavalos e 20 touros e que, em função do acontecido, rescindiu o contrato.

Outra empresa foi contratada para dar sequência ao evento. O agressor foi identificado e proibido de entrar no recinto. A Abril Fest informa que "não é conivente com o mau comportamento do agressor" e vai representar contra a terceirizada em razão dos maus tratos.

Fonte: Estadão

4/17/2018

Pit bull é agredido na cabeça por homem em Batatais - SP

Gente, olha o estado deste pobre animal.... que crueldade!!!! Agora, a meleca do dono do cachorro confessa que deixa ele passear solto  e sozinho na área e que ele volta a noite.... Este dono é igual ao mequetrefe que espancou o bicho.... Ele tinha que ser preso igualmente, pois, foi o maior culpado..... 
-----------------
Suspeito disse ter dado apenas varadas no animal para expulsá-lo; polícia ainda apreendeu pássaros em gaiolas na casa do acusado
Um pitbull foi encontrado gravemente ferido na cabeça após ser agredido por um homem no Parque Náutico da Cachoeira, em Batatais. Na chácara do suspeito a polícia apreendeu ainda vários pássaros silvestres mantidos em gaiolas.

Por volta das 10h deste domingo (15), a Polícia Militar foi acionada para atender um caso de crueldade contra os animais e crime ambiental. Chegando ao local, os policiais foram informados pelo dono do cachorro, da raça pitbull, que o mesmo passeia sozinho pelo Parque Náutico da Cachoeira. Mas, que na noite de sábado (14) o cachorro saiu e não retornou.

Na manhã deste domingo (15), ao procurá-lo pela vizinhança, o dono do cachorro soube que o pitbull teria sido recolhido em uma chácara por um morador e que latiu muito durante a noite. Então, ele foi até o local, porém o morador não deu informações. Pouco tempo depois, este mesmo morador deixou o cachorro, gravemente ferido, em frente a sua casa.

A Polícia Militar foi até a chácara do suspeito e, durante as buscas, encontrou objetos e uma calça com vestígios de sangue e um podão, provavelmente utilizado na agressão. Mas, ao ser questionado, o suspeito disse à PM que o cachorro apareceu em sua chácara e que teria dado apenas umas varadas em sua cabeça para expulsá-lo do local.

Ainda durante as buscas na chácara, a polícia apreendeu vários pássaros presos em gaiolas. De acordo com a Polícia Ambiental, entre as espécies estavam coleira, canário da terra, canário mutante e periquito Maracanã. A Polícia Ambiental aplicou multa de R$ 30 mil ao suspeito, que foi liberado após prestar esclarecimentos. 

FONTE: acidadeon

4/16/2018

Estudos mostram que pessoas se impressionam mais com agressão a animais do que a humanos

O artigo é bem esclarecedor.... E mesmo sabedor de tamanha sensibilidade, os humanos não se melhoram no trato aos bichos...
--------
As iniciativas de auxílio aos animais, no entanto, também podem encorajar a compaixão entre as pessoas
Os primatas mais fofos do mundo podem ser Inguka e Inganda, gorilas gêmeos que brincam rolando um sobre o outro aqui na vastidão da floresta tropical de Dzangha Sangha, um dos melhores lugares para encontrar gorilas, antílopes e elefantes brincando.

O único risco: eles são tão descuidados e destemidos em relação às pessoas que praticamente podem cair em seu colo, e o pai do bebê, um gorila dominante de dorso acinzentado, de 170 quilos, pode ficar bravo com isso.

Essa região, em que República Centro-Africana, Camarões e República do Congo se encontram, é uma das partes mais selvagens do mundo, e os três países criaram parques nacionais nas áreas fronteiriças. Eu também visitei uma clareira na floresta habitada por 160 elefantes e um grande rebanho de antílopes-bongo, além de alguns búfalos-africanos. Era como uma cena de um filme da Disney, e me derreti todo.

Ainda que eu fique sentimental diante da majestade da vida selvagem, às vezes me sinto inquieto. Imagino: garantir direitos dos animais vai contra a garantia de direitos humanos?

Um estudo constatou que pessoas submetidas a pesquisas ficam mais impressionadas com histórias de cães espancados com tacos de beisebol do que com relatos de pessoas espancadas de maneira similar. Outros pesquisadores constataram que, se tivessem de escolher, 40% das pessoas salvariam seu cachorro de estimação em vez de um turista estrangeiro.

Quando a morte a tiros do leão Cecil, no Zimbábue, atraiu muito mais assinaturas em uma petição do que a morte a tiros de Tamir Rice, de 12 anos, em Cleveland, Ohio, que foi baleado por um policial, a escritora Roxane Gay tuitou: “Começarei a usar uma fantasia de leão quando sair de casa, para que, se eu tomar um tiro, as pessoas se importem”.

Anos atrás, visitei um acampamento numa floresta tropical em que uns 20 jovens americanos e europeus trabalhavam como voluntários, sob duras condições, para cuidar de gorilas, como parte de um programa de conservacionismo. O altruísmo era impressionante - mas aqueles idealistas não demonstravam se importar com os pigmeus que morriam de malária nas aldeias próximas, por não conseguir obter para suas camas mosquiteiros que custam US$ 5.

Então, estamos traindo nossa própria espécie quando preenchemos cheques para ajudar os gorilas? Trata-se de um equívoco lutar por elefantes e rinocerontes ao mesmo tempo em que 5 milhões de crianças ainda morrem anualmente antes dos 5 anos?

Essa é uma questão legítima, que tenho considerado ao longo dos anos. Mas passei a acreditar que, pelo contrário: preservar rinocerontes ou gorilas é bom também para os humanos. No nível mais geral, é um erro opor a piedade aos animais à piedade aos humanos. Compaixão por outras espécies também pode encorajar compaixão entre humanos. Empatia não é um jogo de soma zero.

As organizações mundiais de conservacionismo melhoraram muito no sentido de oferecer um papel a habitantes locais para a sobrevivência das espécies. O World Wildlife Fund (WWF), que ajuda a administrar a Área de Proteção Dzanga Sangha, mantém uma clínica médica e está iniciando um projeto educacional. O refúgio contrata 240 funcionários locais, de guardas a rastreadores de animais, que localizam os gorilas e fazem com que eles se habituem às pessoas. “Essas iniciativas são boas para nós”, afirmou Dieudonné Ngombo, um dos rastreadores. “Trabalhamos e obtemos um salário, então, nossos filhos vivem melhor e nós dormimos sossegados."

Martial Yvon Amolet, do Centro de Direitos Humanos de Bayanga, que é mantido pela Área de Proteção Dzanga Sangha, afirma que os pigmeus BaAka gostam dos esforços de conservacionismo “porque, para os BaAka, o fim da floresta significa o fim de sua cultura e sua identidade”.

Luis Arranz, biólogo espanhol especializado em vida selvagem, que dirige os projetos do WWF na República Centro-Africana, acrescenta que os programas de conservacionismo dependem do apoio dos habitantes locais para combater a caça ilegal. Em média, um ou dois elefantes ainda são mortos por mês por aqui, mas este número seria muito maior sem os olhos atentos nas comunidades.

No ano passado, 200 eco-turistas estrangeiros vieram aqui - em 2015, não veio nenhum. Enquanto outras partes da República Centro-Africana estão tomadas por conflitos, Dzanga Sangha se mantém longe dos combates. Arranz espera que 700 visitantes venham este ano, mas o potencial é bem maior.

Dito de maneira simples: um dos recursos mais importantes de alguns países pobres é a vida selvagem. Os rinocerontes-brancos-do-norte estão à beira da extinção por causa da caça ilegal que atende à demanda chinesa por chifres de rinocerontes. O último macho da espécie morreu recentemente no Quênia. Quando os animais se vão, as perspectivas econômicas dos humanos também diminuem.

Então, compaixão por elefantes, rinocerontes ou gorilas não é sentimentalismo sem alma, e sim um reconhecimento prático de interesses compartilhados entre animais bípedes e quadrúpedes. Vá em frente, abrace as causas dos animais sem nenhuma gota de culpa. “O que é bom para os animais também é bom para os pigmeus”, me disse Dieudonné Kembé, pigmeu que trabalha em Dzanga Sangha. Ele afirmou ainda que, sem os programas de conservacionismo, “os animais já não existiriam”. “E talvez nós já não existíssemos também.”

FONTE: estadao

4/01/2018

Suspeito de espancar yorkshire até a morte é exonerado de secretaria

Tenho reparado que muitos cães yorks sofrem mais agressão que outros animais, repararam? merece um estudo.... Agora, este covardão da matéria abaixo tem que ser pego e levar umas tamancadas na cabeça pra ver se deixa de ser assim..... podrão mesmo!!!!
----------------
Danilo Leal de Araújo, acusado pela ex-namorada de espancar uma cachorra da raça yorkshire até a morte, foi exonerado do cargo que ocupava na Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude. A decisão foi publicada no Diário Oficial do DF desta quarta-feira (28). A pasta alegou que não seria possível mantê-lo na estrutura de pessoal devido as investigações sobre a conduta do servidor.

O agressor é concursado da Secretaria de Saúde e estava cedido para a pasta de Crianças e Adolescentes com um CNE-7, o que corresponde a R$ 3.310,05 a mais no salário. Com a exoneração, ele volta à sessão de origem, onde tem um cargo de auxiliar de enfermagem.

Relembre o caso
Danilo Leal de Araújo, de 35 anos, é acusado de agredir brutalmente e matar uma cadela de cinco anos, da raça Yorkshire. A tutora do animal também sofreu agressões, mas passa bem. O caso ocorreu na madrugada do último dia 17, mas só veio à tona agora, pois a dona do pet estava com medo do agressor e foi visitar a família em Minas Gerais. A Delegacia da Mulher (Deam) acompanha a situação, que foi registrada pelas câmeras de segurança do prédio, que fica no Setor de Hotéis de Turismo Norte (SHTN).

O nome da cadela era Diva e, apesar de ter sido levada ao hospital veterinário após o ocorrido, não resistiu à hemorragia causada pelos ferimentos. A dona da cadela, que pediu para não ser identificada, alegou que tinha um relacionamento com o autor das agressões há quase cinco meses. Porém, após um jantar em comemoração ao aniversário dele, já na madrugada do dia 17, um sábado, a mulher colocou o pet no colo do então namorado. Ele, que não gostava muito do animal, reclamou da situação, teve um acesso de fúria e iniciou a sessão de maus-tratos.

“Eu coloquei a Diva no colo dele e disse que ele deveria fazer as pazes com ela porque ela era muito boazinha e uma boa companheira. Mas, ele começou a espancá-la. Não falou uma palavra. Ela a jogou até na parede. Ela tinha sangue por todo canto do corpo”, lembra. A mulher ainda tentou retirar o animal das mãos dele, mas acabou sendo empurrada e levou chutes.

Em um determinado momento, com a aproximação do porteiro, ela conseguiu segurar o animal e saiu gritando pelo prédio. Ela conseguiu entrar no carro e correu para o médico veterinário. Na clínica, o animal foi diagnosticado com hemorragia, vindo a morrer às 7h10, mesmo após tentativa de reanimação. A mulher afirma que precisou de tratamento psicológico porque a cadela era sua única companheira, já que os pais faleceram e os irmãos moram em Minas Gerais. Depois do caso, a vítima falou com o agressor apenas uma vez, por telefone. Ele não teria mostrado nenhum arrependimento, nem constrangimento pelo que fez. Assim, ela quer levar o caso à Justiça para que ele pague pelo que fez.

Espancamentos
Este não é o primeiro caso de espancamento de animais que choca a capital. No dia 11 de fevereiro, defensores dos animais resgataram uma cadela que passou por maus-tratos. Hudson Batista de Melo foi denunciado por ter lançado ao chão a cachorrinha Hanya, mas assinou um Termo Circunstanciado e foi liberado para ficar com o animal. Somente após reclamação à Justiça uma defensora conseguiu adotar a cachorra.

FONTE: R7

3/27/2018

Homem agride e mata cachorro após animal urinar em seus pertences

Um episódio de fúria humana que deixou a mostra a capacidade de um demônio!!!!! Devia levar muito tabefe porque a justiça vai considerar assim uma reação de um outro problema, quer apostar?
--------------
Na última terça-feira (20) foi registrado na delegacia de Ribeirão Pires um crime de violência contra um animal. Um homem de aproximadamente 30 anos foi denunciado à Polícia por matar o cachorro de sua irmã.

O episódio, que choca pela crueldade, aconteceu no final da tarde de segunda-feira (19), quando o indiciado chegou do trabalho e se dirigiu a sua residência. Ao perceber que alguns de seus pertences estariam sujos pela urina do cachorro, o rapaz acabou surtando de raiva e foi atrás do animal, que pertenceria a sua irmã. Quando encontrou o cão, a primeira reação do homem foi dar um chute no animal.

Logo em seguida, pegou o animal com as mãos e o arremessou pela janela de sua casa, por se tratar de uma altura considerável, o cão morreu na hora. Logo após a agressão, a família tentou socorrer o cachorro, mas perceberam que ele já estava sem vida, então a proprietária do animal se deslocou para a delegacia de Ribeirão Pires onde elaborou um boletim de ocorrência contra o acusado.

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado, 21 animais são agredidos por dia. Os relatos desses crimes revelam casos de agressão física aos bichos por seus donos em casa, prisão em cativeiros sem condições de higiene ou alimentação e até mesmo em rinhas de galo.

FONTE: diariorp

3/22/2018

Homem é flagrado agredindo dois cachorros em Vila Velha

Mas, que criatura podre..... Pior que vai responder o processo solto.... isto se tiver alguma ONG ou protetor independente que fique em cima do caso..... Do contrário, vai ficar lá jogado pelas prateleiras da delegacia. É assim que funciona..... O que eu faria? pagava alguém pra dar uma bela surra no elemento avisando porque estava apanhando..... Funciona muito bem, sabiam? 
-------------
Suspeito foi detido neste domingo (18), mas vai responder em liberdade. Imagens feitas por um vizinho registraram as agressões.
Um homem foi flagrado agredindo dois cães em Vila Velha, no Espírito Santo, na tarde deste domingo (18). Ele foi preso, mas vai responder ao processo em liberdade. Um vizinho registrou as agressões e chamou a polícia. As imagens são fortes. No vídeo, o homem aparece pegando um cachorro pela pata. Ele tenta lançar o animal por cima do muro, mas ele cai e não consegue atravessar. Em seguida, o homem agride o cachorro e tenta novamente.

É possível ouvir o choro dos cães. Em outro vídeo, o animal já é visto do outro lado do muro, junto com outro. O registro foi feito no domingo à tarde por um vizinho que não quis se identificar. O caso aconteceu no bairro Riviera da Barra. Segundo o vizinho, os animais eram do agressor e essa não foi a primeira vez que as agressões aconteceram.

O suspeito, Dalmir Borges da Silva, foi detido após as denúncias e encaminhado para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vila Velha. Ele vai responder o processo em liberdade e, se condenado, pode pegar de 3 meses a um ano de prisão.

Os dois cachorros agredidos tiveram ferimentos, mas sobreviveram. O vizinho que fez a denúncia acolheu os animais em casa e vai doá-los. “Agora, vamos procurar alguém para adotar, enquanto eles não são adotados, eles vão ficar na minha casa com meus outros 12 animais que eu tenho lá”, contou o vizinho.

Fonte: G1

2/25/2018

Homem agride cachorro com socos e chutes em rua de Goiânia

Sinceramente, a gente consegue ter uma satisfação quando a sociedade civil reage diante dos maus-tratos.... Isto é o ideal porque não dá para autoridades policiais estarem o tempo todo em todos os lugares....
------------
Um homem foi flagrado agredindo um cachorro em uma rua de Goiânia. Nas imagens, é possível ver quando ele desce de um carro, segura o animal pelo pescoço e o golpeia com socos e pontapés. Em seguida, arrasta o bicho até a porta do passageiro (veja vídeo). Ele ainda não foi identificado. A Polícia Civil investiga o caso.

No registro, enviado ao G1 pela polícia, pessoas são ouvidas tentando evitar que as agressões ocorram. Um homem diz por várias vezes: "Não faz isso, cara". Outro fala: "Você está doido?".

Uma testemunha, que preferiu não se identificar, disse que o caso aconteceu na tarde de quarta-feira (21), no Setor Santa Genoveva. Ele afirma que o homem passou no local minutos antes procurando o animal, que seria uma fêmea.

"A cachorra apareceu e começou a brincar com a gente. O cara apareceu de uma vez e a cadela foi para o rumo dele, na maior felicidade, e aconteceu o que nós vimos no vídeo. Todos ficaram revoltados", contou ao G1. Ainda de acordo com a testemunha, logo após as agressões, o homem colocou o animal no carro e foi embora.

Investigação
O vídeo já está em poder da polícia. O delegado Luziano de Carvalho, da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), disse que deve começar a fazer as primeiras diligências do caso nesta quinta-feira (22).

O primeiro passo, segundo ele, é identificar homem. Apesar da apuração ainda estar no estágio inicial, tudo aponta para a existência de um crime. "Houve excesso. Estou analisando as imagens, mas trata-se de maldade e crueldade contra o animal. Teve exagero, não é comum. Vejo o caso como crime ambiental", afirmou ao G1.

Fonte: G1 Goiás

2/19/2018

Cadela é agredida com facão na Bahia e fica sem o movimento da pata

O que me dá um certo conforto é saber que hoje em dia somos uma sociedade que está se importando com os animais. Isto porque em cada canto do mundo temos companheiros catequizando esta mesma sociedade.....
---------------
Animal dormia com filhote, quando sofreu agressão. Caso ocorreu em Jequié, sudoeste do estado.

Uma cadela foi agredida por um homem com um facão, na porta da casa do dono, em Jequié, sudoeste da Bahia. O animal dormia com um filhote, quando foi agredido. O caso ocorreu na sexta-feira (9), na comunidade de Nova Esperança, zona rural da cidade.

A pata da cadela quase foi decepada.  O filhote não foi ferido. Os donos contaram que ouviram os gritos do animal e saíram pra ver o que estava acontecendo. A cadela, que se chama Pita, foi levada para uma clínica veterinária, em Jequié.

Ela passou por uma cirurgia e o vai ficar sem os movimentos da pata ferida. Segundo a ONG Solar, que trabalha com a defesa dos animais na cidade, foi registrada uma ocorrência, na Delegacia de Jequié, contra o homem que agrediu o animal com o facão, que seria conhecido na comunidade de Nova Esperança.

Maltratar animais é crime, com pena de detenção de três meses a um ano, e multa. A Polícia Civil informou que está investigando o caso.


FONTE: G1

2/10/2018

Mulher é presa suspeita de agredir cadela em MT

Sabe o que revolta? é não divulgar o nome da perebenta.....
----------
Uma mulher foi presa neste sábado (3) por suspeita agredir uma cachorra e manter o animal em situação de maus-tratos no município de Pontal do Araguaia, a 518 km Cuiabá. A cachorra, segundo a Polícia Militar, tinha ferimentos no pescoço por passar vários dias amarrada. O nome da mulher não foi divulgado.

O fato foi registrado no Bairro João Rocha. De acordo com a PM, a prisão ocorreu após a denúncia anônima de vizinhos.

Em abordagem na casa da mulher, o animal foi encontrado nos fundos da residência. Ele tinha ferimentos no pescoço, por ficar amarrado, e no peito, supostamente por ter sido agredido com pauladas.

A cachorra, que estava magra e com ossos aparentes, foi entregue aos cuidados de uma ONG naquele município. O caso será investigado pela Polícia Civil. A mulher deve responder por maus-tratos a animal.

FONTE: folhamax

2/09/2018

Vídeo de homem agredindo cão viraliza e punição gera revolta

Estou espantada porque a Inglaterra costuma penalizar decentemente os agressores de animais. Qual foi deste juiz?  normalmente tem prisão....
-------------
Um homem foi filmado por seu vizinho agredindo o cachorro de seu amigo a pauladas.

Um homem cruel foi banido eternamente de poder ter cachorros depois que ele usou uma tábua de madeira para bater no bulldog do seu amigo, chamado “Boston”.

Laurence Skelson, de 63 anos, utilizou um pedaço de madeira, um esfregão e até mesmo uma pá para bater e intimidar o adorável “Boston”, a quem ele estava cuidando a pedido de um amigo.

Um vizinho horrorizado viu as cenas e filmou Skelson segurando um esfregão e uma tábua de madeira e partindo para cima do cachorro, que estava encolhido no chão. O caso ocorreu em Bexhill-on-Sea, na Inglaterra.

O bulldog estava no jardim dos fundos de Skelson, próximo a uma porta, quando o homem cruelmente começou a agredir o cachorrinho, golpeando no pescoço e na cara do inocente animal, que em princípio pensou ser uma brincadeira, como é possível verificar no vídeo.


Após uma investigação da RSPCA (Agência protetora dos animais no Reino Unido), em maio do ano passado, Skelson foi impedido de manter cães e foi condenado a pagar trezentos euros em custos, uma multa de 120 euros pelo ocorrido e mais uma sobretaxa para a vítima de trinta euros.

Ele se declarou culpado no Tribunal de Magistrados de Hastings ao não atender as necessidades essenciais de cuidado de um cão, utilizando de métodos inadequados de castigo. Felizmente, Boston não sofreu ferimentos físicos duradouros e agora já está de volta aos cuidados de seu dono.

Após a sentença, em 12 de janeiro, a inspetora da RSPCA, Alison Edwards, disse: “É realmente doloroso ver o vídeo [VIDEO] e verificar que Boston não agia de forma alguma de forma agressiva. Na verdade, pelo contrário, ele estava se comportando de maneira submissa, tentando se afastar do homem e deitado de lado, mas ainda está sujeito a ser apunhalado no pescoço com uma grande tábua de madeira”.

Felizmente, o pobre Boston não sofreu qualquer tipo de ferimentos físicos duradouros como resultado desse incidente injustificado.

Maltratar animais no Brasil pode dar cadeia
No Brasil, maltratar animais de qualquer espécie é avaliado como crime ambiental, conforme prevê o art. 32 da Lei nº 9.605, de1998, com punição de detenção de 3 meses a um ano e multa.

Além da violência física, também são considerados como principais maus tratos contra os animais: o abandono em via pública; mantê-lo acorrentado durante todo o tempo; não acolher do sol e da chuva; mantê-lo em local se o espaço não for adequado, não higiênico e/ou sem ventilação necessária; não alimentar diariamente; negar assistência ao ferido; obrigar o animal a trabalho excessivo e outros. #agredindo cão #cachorro agredido

FONTE: petsonline

1/31/2018

Pit bull foge de casa, ataca cão e deixa moradores com medo - AP

Taí o que sempre falo. Mesmo eu desenhando, tem protetor que defende a continuação da criação de cães de combate.... Protetor defende cães e não raça. Não podemos ser a favor de cães criados para combater outros animais. Isto é selvagem demais e uma sociedade sadia não precisa de cães do gênero. Não deixar a continuidade de raças feitas para isto, é obrigação de todo protetor consciente.... Desculpe, coleguinhas, mas, fico muito chateada quando algumas pessoas repetem a baboseira de sempre, ou seja, que depende da criação do animal.....Não é verdade!!!!! pelo amor de Deus!!!!! Confere só o que o dono do pit fala ao final da matéria: "ele só ataca cães de rua".... Jesus amado!!!!
------------
Vídeo mostra pit bull atacando cachorro em rua de Macapá
Imagens de um circuito de vigilância eletrônica registraram o momento em que um pit bull atacou outro cachorro na rua Santa Catarina, no bairro Nova Esperança, na Zona Sul de Macapá. O caso ocorreu nesta segunda-feira (29) e deixou moradores da região temerosos.

O animal atacado ficou ferido. O dono do pit bull alega que não é comum o pet causar problemas. No vídeo, o pit bull persegue o cachorro, que é atacado no pescoço. O dono do pit bull aparece e tenta conter a situação, mas somente quando um morador aparece desferindo pauladas no animal, o cão solta o outro, que é de porte menor.

Para o recepcionista Patrick Souza, de 26 anos, dono do circuito de câmeras, a agressividade do pit bull gera riscos a todos os moradores, principalmente crianças. Ele destaca que o animal já fugiu outras vezes e ameça quem passa pela rua. “Não é a primeira vez que esse pitt bul foge e ataca. Esse cachorro já chegou próximo de atacar minha filha, mas eu vi a situação e joguei um pedaço de tijolo para assustar ele. Agora, ele atacou furiosamente um outro cachorro de porte menor”, relatou.

Souza conta que o animal atacado ficou em choque e foi socorrido pelas pessoas que viram a situação. O morador disse que vai procurar a associação dos moradores do bairro Nova Esperança para pedir uma providência em relação ao caso. “É preciso enfatizar que onde esse pit bull fez o ataque é um ambiente onde vivem muitas crianças que brinca nesse mesmo lugar. Então, é um perigo. Eu tenho receio por todos os moradores, principalmente em relação às crianças”, disse. 

O dono do cachorro, o advogado Miquéias Pinheiro, de 29 anos, diz que cuida do animal há cerca de 10 anos e que nunca teve problemas sérios com o bicho. “Esse episódio foi um infeliz acidente. De fato, não foi a primeira vez, mas a gente sempre controla o nosso cachorro. Ele é dócil com as pessoas, inclusive com as crianças. Eu tenho uma filha de 4 anos e o pit bull nunca atacou ela. Mas, outros animais, infelizmente, ele ataca”, disse.

cachorrinho agredido foi socorrido
Apesar da fuga, Pinheiro recomenda que os moradores não deixem os outros animais de estimação soltos na rua para evitar qualquer tipo de conflito. O advogado enfatiza que vai reforçar a segurança na casa dele com objetivo de conter novas fugas do pit bull.  “As pessoas devem deixar seus animais presos em casa, como o nosso, mas dessa vez ele fugiu. Essa foi a quarta vez que ele fugiu, mas nós, da família, sempre resgatamos ele. Friso que o pit bull só ataca animais de rua”, finalizou.

Fonte: G1 Amapá

1/13/2018

Câmera de segurança filma homem agredindo cães, assista

Este mequetrefe tinha que ser pego e coberto de bofetão..... Gente, o podrão ataca os cachorros por nada.... Nós mulheres damos o recado, não? a moça tentou meter o cacete nele, mas, o covardão fugiu porque viu a casa caindo.....
---------
Uma câmera de segurança registrou na última quarta-feira (10) imagens revoltantes. Um homem ainda não identificado, se aproxima de um cão que está dormindo na calçada e desfere um chute no animal e saí do local. Cinco minutos depois o home retorna com um pedaço de pau nas mãos e tenta agredir outros dois animais que correm.

Uma mulher se revolta e discute com o homem tentando tomar o pedaço de pau da mão dele. Para surpresa o homem se vira e atira o pau em um dos cachorros. Revoltada a mulher parte pra cima do homem que a agride e foge correndo.

Todo o fato foi registrado na Avenida Milton da Rocha, na Vila Sabrina, Jardim Brasil, na zona norte de São Paulo. A Polícia Militar foi acionada, mas até o momento o homem não foi preso. As imagens da câmera de segurança podem ajudar a identificá-lo. Veja o vídeo do momento da agressão:

Fonte: Massa News

1/10/2018

Homem filmado batendo um cão é condenado e multado

A criaturinha compareceu ao julgamento para mostrar o tamanho da covardia praticada contra ele.... Bem feito pro nojentão!!!! tomaaaa....
--------
Um singanês na Malásia foi multado na segunda-feira (8 de janeiro) em RM8,000 (S $ 2,700) e cumprirá a pena de oito meses de prisão por um ato de crueldade contra um animal. Terry Yee, de 58 anos, mudou seu pedido para culpado depois que a acusação lhe foi lida em inglês no PJ Magistrate's Court em Selangor, informou Bernama.

Em um video que foi viral nas mídias sociais em abril passado, Yee foi visto batendo repetidamente em um cachorro de guarda com um capacete na entrada de uma moradia em Puchong. O video provocou indignação dos internautas depois que foi compartilhada no Facebook.

Yee pediu desculpas por suas ações alguns dias após o incidente e disse a The Star em uma entrevista que ele era um amante de animais. O homem disse que "o agrediu" depois que o cachorro o "atacou" naquele dia. No entanto, ele ele foi declarado culpado de abuso animal em agosto.

De acordo com New Straits Times, o advogado de Yee, Jerald Gomez, pediu uma sentença mais leve para o cliente , dizendo que o cão não estava gravemente ferido pelo ataque. "Meu cliente perdeu seu emprego (no negócio da franquia) depois que o vídeo do incidente foi viral nas mídias sociais. Ele também está arrependido por seu ato", disse Gomez.

No entanto, o procurador-adjunto do Departamento de Serviços Veterinários disse que a ofensa de Yee era séria e pediu ao tribunal uma sentença punitiva.

Fonte: AsiaOne

1/09/2018

Homem agride gato que ia cheirar sua mão em calçada de Cabedelo - PB

O mundo precisa de um ser podre destes? Sinceramente, o que fazer com um mequetrefe deste? tabefe é pouco demais....
-----------
Um homem foi flagrado agredindo um gato na calçada de uma casa em Cabedelo, na Região Metropolitana de João Pessoa, na tarde do domingo (7). Os dois homens caminham da praia em direção ao bairro quando o agressor se aproxima do gato - que ia cheirar a mão dele - e dá uma tapa que faz o animal dar cambalhotas. (Veja vídeo)

Após a agressão o gato saiu correndo. Uma mulher observou a agressão de dentro da sua casa, mas o homem não foi identificado. Maltratar animais é crime, resulta em prisão e o agressor pode pagar multa de R$ 500 a R$ 3 mil.

Fonte: G1 Paraiba

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪