RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador Teresina. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Teresina. Mostrar todas as postagens

2/03/2019

Polícia prende suspeito de manter rinha de galos e apreende animal cego em Teresina

Não entendo isto.... Um criminoso flagrado não pode ter o nome revelado.... Por que? Olha o vídeo dos animais.... tadinhos.... 
----------------
Um homem, conhecido apenas como “Loirinho”, foi preso nesta sexta-feira (1º) no bairro Dirceu, Zona Sudeste de Teresina, em uma operação deflagrada pela Delegacia do Meio Ambiente, junto com o Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco). A suspeita é de que o homem mantinha uma rinha de galos, local onde os animais são colocados para brigar até a morte.

A delegada Edenilza Viana, titular da

7/01/2018

BRIGA: Preguiças são resgatadas durante briga em Jardim Botânico de Teresina

Minha Santa Judoca, olha pra isto...... Juro que não imaginava que a briga de preguiças era deste jeito..... Caramba!!!!!! duelo de morte!!!!!
------------ 
Vídeo mostra resgate de bebê preguiça durante duelo de machos em parque de Teresina
Os animais estavam colados e sufocando a filhote que estava no meio dos dois adultos. Segundo ambientalista, machos só se separariam com a morte de um deles.

Um resgate de uma bebê preguiça, de dois meses, durante o duelo de dois machos chamou a atenção de funcionários nessa quinta-feira (28) no Jardim Botânico de Teresina, Zona Norte da capital. Segundo a diretora do parque, a ambientalista Jacqueline Lustosa, os animais estavam colados e sufocando a filhote que estava no meio dos dois adultos.

"Os machos estavam dentro da mata brigando por território ou por alguma fêmea. Ao se agarrarem, eles levaram a bebê preguiça que se encontrava separada da mãe no momento da briga e acabou sendo levada pelos machos. A luta gladiadora só terminaria com a morte de um deles", contou a ambientalista.

Para a diretora, o socorro da bebê preguiça foi sorte, porque os machos da espécie gritam quando estão duelando e os funcionários terminaram ouvindo. A espécie da preguiça conhecida como 'três dedos' é tão séria, que um dos machos estava com a garra quase penetrando o olho do outro. "Se a gente tivesse demorado mais, uma delas sairia ferida e dentro da mata poderia pegar uma infecção ou sagrar até morrer. Na hora que comecei a separar os machos, não tinha percebido a filhote no meio deles, que provavelmente morreria sufocada entre eles porque estavam muito apertados", declarou Jacqueline Lustosa.

Com muita calma, a ambientalista conseguiu separar as preguiças e colocou os dois machos em pontos diferentes do parque. Já a filhote foi deixada no local onde começou a briga para que a mãe a localizasse.

Fonte: G1 Piauí

6/16/2018

ATO PROPOSITAL: Motorista do caminhão de lixo é flagrado atropelando cães

O desgraçado do motorista atropela propositalmente os dois cães só porque estavam deitados na rua.... Não era mais fácil os garis espantarem os animais? bandido mesmo este aí..... Cobrir ele de tabefe é pouco.....
---------------
Motorista do caminhão de lixo é flagrado atropelando cães na zona Sul
Os dois cães estavam deitados na rua quando o caminhão do lixo para e em seguida atropela um dos animais. Caso aconteceu no Parque Sul.

Um vídeo gravado por meio do sistema de monitoramento eletrônico de uma residência localizada no residencial Parque Sul, na zona Sul de Teresina, mostra o momento exato em que um caminhão da coleta de lixo da empresa Litucera, prestadora de serviços para a Prefeitura Municipal de Teresina, atropela e mata um cachorro na zona Sul de Teresina. O fato ocorreu nesta quarta-feira (14).

Nas imagens, é possível perceber que o motorista do caminhão do lixo para pouco antes de dois cães que estão deitados na rua, e em seguida passa por cima de um deles. Logo após o atropelamento, o caminhão para novamente, um gari desce e retira o lixo de uma residência ao lado do cão atropelado, mas não esboça nenhuma reação para tentar salvar o animal.

Segundo uma das moradoras do bairro, a designer Talita Sampaio, essa não é a primeira vez que os cães são mortos com requintes de crueldade no residencial. Em poucos dias, pelo menos quatro cachorros foram mortos. "Um deles foi morto queimado, o outro foi a pauladas e uma cadelinha apareceu sangrando. Nós achamos que ela estava doente e levamos ao veterinário, foi quando ficamos sabendo que haviam enfiado vários objetos nos órgãos genitais dela e ela acabou falecendo", relata Talita.

Todos os cachorros brutalmente assassinados são cães abandonados pelos donos nas ruas do residencial. A designer conta que aqueles animais que não são adotados novamente recebem os cuidados dos moradores. "Nós colocamos comida, água, levamos ao veterinário”, diz ela, frisando que os animais fazem parte da comunidade.

Para ela, o caso do atropelamento demonstra a crueldade da sociedade com os animais de rua. “Não sabemos se foram as mesmas pessoas, só queremos que as pessoas fiquem cientes de que estão matando os cachorros de várias maneiras horríveis”, afirma a designer. Os moradores acionaram a comissão de Meio Ambiente da Ordem dos Advogados Seccional Piauí e pretendem registrar um boletim de ocorrência para dar prosseguimento à denúncia.

Crime ambiental
Os maus-tratos contra os animais são considerados crime pela legislação brasileiro. De acordo com o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais, praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos é crime passível de detenção, de três meses a um ano, e multa. A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

Contraponto
Por meio de nota, a Prefeitura Municipal de Teresina lamentou o ocorrido e informou que tomou conhecimento sobre o caso através das redes sociais. Segundo a PMT, o serviço de coleta de lixo é terceirizado, por isso, a Prefeitura irá comunicar a empresa responsável para que esta adote as providências cabíveis sobre o caso, afim de identificar e responsabilizar o motorista pelo crime. "O poder municipal ainda destaca que repudia qualquer tipo de maus-tratos aos animais e irá cobrar para que atitudes sejam tomadas e casos como este não se repitam", diz.

Leia a nota na íntegra:
Posicionamento
A Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), lamenta o ocorrido e informa que a limpeza municipal é realizada por empresas que prestam serviço para a capital, através de um consórcio. O mesmo já foi notificado sobre o caso para que possa identificar o condutor, averiguar o acontecido e tomar as devidas providências. 

O poder municipal ainda destaca que repudia qualquer tipo de maus-tratos aos animais e irá cobrar para que atitudes sejam tomadas e casos como este não se repitam. A Secretaria ainda reforça que o ato isolado de um funcionário da prestadora de serviço não representa a conduta da Prefeitura e nem da empresa responsável pela coleta de resíduos sólidos.

Fonte: Portal do Dia
==========
ATUALIZAÇÃO:
Polícia Civil vai ouvir vizinhos sobre cachorro atropelado por caminhão de lixo

6/07/2018

URSA MARSHA: Após campanha nas redes sociais, é divulgado nota sobre ursa Marsha

Que demora, meu Santo da Moleza!!!!! Porque esta gente leva tudo na flauta, pô?????
-------------------
Governador diz que vai acompanhar de perto a situação da ursa-parda, e pediu uma análise de especialistas sobre a melhor forma de se realizar a transferência do animal para um santuário.

O governador Wellington Dias (PT) usou sua conta no Instagram para divulgar uma nota de esclarecimento em que afirma que seu governo tem acompanhado a situação da ursa-parda Marsha, que tem pouco mais de 25 anos, e vive há oito no Parque Zoobotânico de Teresina.

Nos últimos dias, a campanha que pede a transferência da ursa para um santuário de animais ganhou força, inclusive tendo a adesão das atrizes Heloisa Périssé e Glória Pires. Hashtags como #marshalivre e #ursamarsha foram compartilhadas centenas de vezes, em postagens feitas por pessoas que apoiam a causa. Governador divulgou nota dizendo que pediu uma análise de especialistas sobre a melhor forma de realizar a transferência da ursa (Foto: Assis Fernandes / O DIA)

Na nota, o chefe do Executivo estadual reconhece que os ursos-pardos são biologicamente adaptados a habitats com temperaturas bem menores que as de Teresina, e afirma que foram feitas adequações no zoológico para que Marsha viva com mais conforto.

O governador lembra que há uma decisão judicial determinando a permanência da ursa no zoológico, em razão da sua idade avançada, mas afirma que vai "acompanhar de perto a situação atual da Marsha, juntamente com a vice-governadora, Margarete Coelho".

"Foram realizados investimentos na estrutura do Zoobotânico para receber a ursa, cujo habitat natural é muito diferente do nosso. Agradeço a equipe da Secretaria de Meio Ambiente, que não mediu esforços para cuidar de Marsha", diz um trecho da nota divulgada pelo governador em seu perfil no Instagram.

Wellington afirma, ainda, que solicitou uma avaliação de especialistas sobre o melhor a ser feito no momento. "Quero entender como será a maneira mais segura de movê-la para algum santuário, visto que ela viveu por toda a vida em cativeiro.

Vamos encontrar a melhor solução para a Ursa Marsha. Agradecidos, estamos sensíveis às manifestações de vocês e certamente chegaremos a um consenso com a máxima brevidade possível", acrescenta a nota.

Wellington decidiu apresentar seu posicionamento via rede social depois de ter recebido várias cobranças de pessoas que pedem a transferência da ursa para um santuário de animais, onde ela poderá viver com mais conforto.

Entidades que atuam na defesa dos animais argumentam que o clima de Teresina é muito quente para a ursa, cuja espécie é encontrada predominantemente em regiões do planeta com clima bem mais ameno. Além disso, as organizações empenhadas nesta causa denunciam que no Zoobotânico a ursa é alimentada até com ração para cachorro, o que seria completamente inadequado.

Entidade comemora - Por meio do perfil no Instagram criado para a campanha (@ursamarsha), a Confederação Brasileira de Proteção Animal comemorou a abertura de um canal diálogo, feita pelo Governo do Piauí, com vistas a encontrar uma solução para o problema.

Atrizes gravaram vídeos com apelo por transferência de ursa
Em vídeo postado no seu perfil no Instagram, a atriz Glória Pires se dirige a Ziza Carvalho, ex-secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, e sugere que ele "dê exemplo", determinando a transferência da ursa para um santuário.

Para cumprir o prazo de desincompatibilização determinado pela Justiça Eleitoral, Ziza deixou o comando da Semar no início de abril, mas indicou seu substituto - Robério Aslay de Araújo Barros.

"Secretário, eu tô mandando essa mensagem, porque tá chegando o dia do Meio Ambiente, e o senhor ficaria tão bem na foto, se finalizasse a doação da ursa Marsha. Isso ia ficar, realmente, marcado positivamente na história desse estado tão lindo, que tem esse povo tão acolhedor. Eu duvido que as pessoas que frequentam o zoológico daí fiquem felizes vendo a depressão, a tristeza, a degradação que essa bichinha tá passando. Aproveita a semana do Meio Ambiente e dá esse presente pra nós. Estamos precisando tanto de bons exemplos", afirma Glória.


A atriz Heloisa Périssé também aderiu à campanha pela transferência da ursa Marsha. "Gente, será que é tão difícil entender o que a ursa Marsha passa no Piauí? Então eu sugiro aos responsáveis que coloquem um casaco de pele, assim como ela usa naturalmente, e passem umas horas dentro da jaula dela. Você vai entender", disparou a atriz.

Decisão judicial de desembargador derrubou liminar de juiz que determinou transferência
Em novembro do ano passado, um juiz federal  juiz Frederico Botelho de Barros Viana determinou a transferência da ursa Marsha para o santuário Associação Mata Ciliar, em Jundiaí (SP).

A liminar foi concedida numa ação popular movida pela piauiense Carolina Mourão Albuquerque, presidente da Confederação Brasileira de Proteção Animal. No mesmo mês, porém, uma decisão do desembargador Jirair Aram Meguerian, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, derrubou a liminar que determinava a transferência.

Na decisão, o desembargador ponderou que a longa distância entre as cidades de Teresina e Jundiaí colocaria a saúde da ursa em risco, caso ela fosse submetida à viagem via terrestre, cujo percurso ultrapassa os 2.600 km.

"Considerando que a decisão agravada determina a imediata transferência da ursa parda Marsha para o Santuário Associação Mata Ciliar, bem como o risco ao qual ao animal será submetido em razão da viagem decorrente da medida liminar concedida em favor da autora, máxime em razão da distância entre as cidades de Teresina e Jundiaí, suspendo o cumprimento da decisão em questão, até ulterior deliberação sobre o pedido de antecipação dos efeitos da tutela recursal", ponderou o desembargador.

Petição por Marsha já tem cerca de 240 mil assinaturas
Quando o caso da ursa Marsha ganhou repercussão nacional, há cerca de sete meses, foi lançada uma petição online no site Avaaz pedindo a transferência da ursa.

"Pedimos que autorizem a transferência da Ursa Marsha para um local adequado, para que ela pare de sofrer com o calor, e onde possa ser alimentada com dignidade!", diz a petição online, que até este sábado já havia recebido aproximadamente 240 mil assinaturas.

Leia a íntegra da nota divulgada pelo governador Wellington Dias:

"Tenho recebido muitas mensagens nas redes sociais sobre a situação da Ursa Marsha, que atualmente mora no Zoobotânico de Teresina. Ela viveu durante muitos anos em um circo. Quando o mesmo se apresentou no Piauí, foi verificado por nossa equipe técnica que ali ela não recebia os cuidados adequados. Assim, aceitamos a tarefa de cuidar dela enquanto encontramos um lugar bem melhor. Foram realizados investimentos na estrutura do Zoobotânico para receber a ursa, cujo habitat natural é muito diferente do nosso. Agradeço a equipe da Secretaria de Meio Ambiente, que não mediu esforços para cuidar de Marsha. Ela permanece morando no local porque foi decidido pelo Poder Judiciário, há alguns meses, que ela deveria ficar onde está, sendo cuidada pelos funcionários locais em razão de sua idade avançada. Vou acompanhar de perto a situação atual da Marsha, juntamente com a vice-governadora, Margarete Coelho. Já solicitamos, inclusive, a avaliação de especialistas para saber como proceder no momento. Quero entender como s
erá a maneira mais segura de movê-la para algum santuário, visto que ela viveu por toda a vida em cativeiro. Vamos encontrar a melhor solução para a Ursa Marsha. Agradecidos, estamos sensíveis às manifestações de vocês e certamente chegaremos a um consenso com a máxima brevidade possível. Um forte abraço."

FONTE: portalodia

12/17/2017

Onça dá à luz a três filhotes e Zoo faz campanha para nomeá-los

Gente, acho que vão me entender.... Sinceramente, entre ver estes animais soltos e na mira de psicopatas caçadores, prefiro em zoos onde, embora com espaço limitado, estejam com suas vidas protegidas... Será que estou errada? pode ser.... O ideal não existe mais.... santuários dependem de ajuda para sobreviver .... alguns estão fechando... O que fazer?
---------

Parque Zoobotânico de Teresina ganhou três novos moradores depois que a onça suçuarana Tica teve filhotes. Os filhotes nasceram há um mês e vinte dias e ainda não foi possível descobrir o sexo deles, mas o parque já lançou uma campanha para receber sugestões de nomes para os bichinhos.

Por enquanto, também não é possível ver os animais, porque eles são mantidos em uma área reservada com a mãe. Como os filhotes ainda são pequenos, eles conseguiriam passar pelas grades do recinto em que Tica e o pai deles ficam. Isso deixaria os animais expostos logo nos primeiros dias de vida. As sugestões de nomes para os animais podem ser enviadas à equipe do Zoobotânico pelo Whatsapp da TV Clube: (86) 98179-8115.


Mais de 20 animais nasceram no Zoobotânico de Teresina
Além dos três filhotes de onça, mais de 20 animais nasceram no Zoobotânico de Teresina neste ano. O local conta com um programa de reprodução que procura atender principalmente animais com risco de extinção.

É o caso da espécie de Tica, que aparece do Canadá ao Norte da Argentina e recebe diversos nomes como puma, leão da montanha, onça parda e suçuarana. Tica foi resgada de traficantes de animais e levada para o Zoobotânico ainda pequena.


"Os animais que chegam aqui filhotes provenientes do tráfico, bastante machucados, que perderam os pais, são atendidos por um programa de cuidado. Não é só a medicação que faz esses animais se recuperarem”, explicou o diretor do Zoobotânico, José Renato Uchôa.

Fonte: G1

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪