RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador SUBEM. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador SUBEM. Mostrar todas as postagens

2/07/2019

Campanha SUBEM: Me beija, Me adota! - Rio de Janeiro


Venha participar do Pré-carnaval dos nossos peludinhos, que ocorrerá no próximo dia 17/02/19, de 08:00 as 13:00h, no Centro de Proteção Animal / Fazenda Modelo! 

O evento “Me beija, Me adota” organizado pela SUBEM, visa fazer muitos corações se apaixonarem neste carnaval. 

1/14/2019

Ladrões roubam e depredam gatil no Centro do Rio

Este gatil sempre foi um tiro no pé. Ele fica em frente ao Sambódromo e quando no carnaval, os gatos tinham que ser retirados e levados para a Fazenda Modelo. Daí, vocês tem ideia do que acontecia, não? 
------------
Unidade, fechada desde 2017, estava em reforma e seria reaberta em fevereiro.
Ladrões invadiram, roubaram e depredaram o gatil municipal do Centro do Rio. No ataque, na madrugada da última terça-feira (8), foram levados

12/24/2018

Animais abrigados na Fazenda Modelo ganham gatil

Qualquer iniciativa para trazer conforto aos nosso gatos amados é sempre muito bom.....
-------------
Trezentos gatos que vivem no local ganharam mais conforto e diversão com a inauguração do espaço na Zona Oeste do Rio.
Os 300 gatos que vivem na Fazenda Modelo, abrigo da prefeitura do Rio para animais abandonados, ganharam mais conforto e diversão neste fim de semana.

12/09/2018

Voluntários passam o sábado dando carinho aos animais abandonados da Fazenda Modelo RJ

Olha, eu acho estas ações um barato!!!! Tem umas protetoras que atuam lá que são do barulho e trabalham muito por estes animais.... Axé para esta turma trabalhadeira!!!!! Se eu tivesse condições físicas, não perderia nenhum mutirão..... Muito legal!!!! Ah, tem um vídeo ao final do RJTV muito bom.
-----------------
A subsecretaria de Bem Estar Animal

11/28/2018

Fazenda Modelo vai passar por obras de reestruturação

Juro por Deus!!!!!! queria ver isto acontecer.... de verdade.....
----------------------
Abrigo conta com cerca de 600 animais sendo tratados e acolhidos
Rio - O prefeito Marcelo Crivella esteve hoje visitando pela manhã a Fazenda Modelo, em Guaratiba, e se sensibilizou com a maneira que encontrou os cerca 600 de animais que hoje estão sendo tratados e acolhidos na instituição. Acompanhado de profissionais da

8/12/2018

Grupo se mobiliza e faz mutirão para melhorar condições de animais da Fazenda Modelo - RJ

Estou torcendo para esta turma tão bem mobilizada consiga por um ponto final na situação da Fazenda Modelo!!!!! Estava precisando!!!!! Força à todos!
---------------
Comissão de Defesa dos Animais e ONG se reuniram para realizar castrações, banhos e doar medicamentos e alimentos para os animais. Protetores já tinham denunciado más condições do local.

8/11/2018

Clínicas de castração de animais da prefeitura estão fechadas no Rio de Janeiro

Bem, assumir um cargo com a prefeitura falida sem dinheiro nem para os hospitais, vai ser pedir muito que a SUBEM funcione.... tô errada?
--------------------
Cerca de 200 animais estão deixando de ser castrados por dia na cidade, diz ONG
Dez centros de castração da Prefeitura do Rio estão fechados  

RIO — Os dez centros da Prefeitura do Rio

8/06/2018

Animais sofrem com descaso em comunidades do Rio de Janeiro

Concordo plenamente com as protetoras. Quando eu era conveniada tínhamos o Programa Atendimento às Comunidades onde íamos às favelas fazendo atendimento veterinário (consultas), castração (íamos buscar e entregar) e formávamos voluntários para os primeiros socorros aos animais. Pois é, em quase 20 anos que roubaram meus projetos, a tal SEPDA (atual SUBEM), não fizeram nada parecido..... ô nojo!!!!
-------------

7/16/2018

Voluntários denunciam Fazenda Modelo e subsecretária fala em boicote

Mais um capítulo da novela Fazenda Modelo/SUBEM.... Jesus amado, que coisa!!!!! Acho que a subsecretária devia falar sobre a falência da Prefeitura do Rio e reconhecer que o bicho está pegando em todos os setores. É muito mais fácil a proteção animal aceitar que existe uma tremenda canalhice da Crivellândia e ajudar do que ter que engolir estas afirmativas de boicote.... Sei que tem

7/13/2018

Pedrita, com as patas fraturadas, fica 17 dias em canil nojento da Prefeitura do Rio

Gente, todos sabem que não gosto de contradições porque a credibilidade de quem falta com a verdade fica abalada. Quando deparo com tais situações, me dá engulho e aí vomito! 

Sobre a denuncia feita  anteontem  pela proteção animal do Rio de Janeiro contra a situação que envolve o abrigo municipal na Fazenda Modelo gerenciado pela SUBEM, tenho a dizer coisas que me deixaram tonta da cabeça...... 

7/12/2018

Protetores de animais voltam a denunciar condições da Fazenda Modelo, em Guaratiba

Gente do Céu, olha o drama que está rolando aqui no Rio de Janeiro!!!! 

Eu sempre combati a atuação do péssimo Prefeito Marcelo Crivella na Prefeitura do Rio. Tanto que chamei aquilo lá de Crivellandia!!!! os gestores foram escolhidos sem o perfil e capacidade para tal somente atendendo aos apelos políticos. Uma patifaria que chegou até serem nomeados pessoas metidas com drogas e

6/28/2018

SUBEM: Subsecretaria de Proteção Animal do Rio de Janeiro convida voluntários veterinários

Controverso ou não, tenho obrigação de publicar o chamamento. Como veterinários estagiários é uma prática bem antiga na Prefeitura do Rio (o setor de cirurgia do IJV que o diga), acho que a contribuição recíproca é válida. 

Quando eu era conveniada, tinha meus voluntários e acho válido estas prestações de serviços porque temos uma causa. Acontece que sendo voluntário da Prefeitura, estamos perto do possível porque muitos de nós tem vontade, mas, não tem condições de ajudar os animais. 

Enfim, acho válido e por isso estou divulgando, ainda mais depois de ter ouvido do próprio Prefeito que a Prefeitura do Rio só tem dinheiro até o final de agosto..... Eitcha Crivellandia incompetente!!!!!
  
(desculpem, mas, a SUBEM retirou sua postagem, mas, as duas 
convocações podem ser vistas nos links abaixo)

Aproveito para colocar a disposição 2 documentos importantes:
1 - Dispõe sobre Voluntariado da SUBEM - convoca simpatizantes e protetores que trabalham na causa
2 - Chamamento de médicos veterinários voluntários para SUBEM - documento oficial publicado no DOM

6/21/2018

SUBEM: Cresce o abandono: Fazenda Modelo recebe 40% mais animais em Guaratiba

Sinceramente, eu queria muito que todo este confronto entre a SUBEM e a proteção animal do Rio acabasse e as coisas partissem para implantação de programas efetivos de atendimento aos animais.....
----------------
Pelé era mantido em um quarto escuro e estava prestes a ser sacrificado num ritual de magia negra quando foi resgatado. Shiva era obrigada a participar de rinhas de cães e chegou a perder a orelha direita em uma briga. Zé do Caixão, após dias confinado na casa de uma acumuladora de objetos, ficou desnutrido e com as unhas tão assustadoramente compridas que lhe renderam o apelido. Hoje na Fazenda Modelo, em Guaratiba, os três cachorros se recuperam dos traumas.

Fundado há dez anos, o abrigo público da prefeitura sempre recebeu animais vítimas de maus-tratos. Eram casos excepcionais, denunciados à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente e recuperados em ações policiais. No último ano, no entanto, a exceção virou rotina. O abandono aumentou 40% e um em cada cinco novos hóspedes do abrigo apresentam doenças ou ferimentos.

— Houve aumento do abandono, e os animais estão sendo deixados em condição física pior. Machucados, maltratados. Uma das possíveis explicações para isso é a crise. As pessoas tentam manter o animal, mesmo não podendo sustentar o nível de tratamento e ração. Só que chega um momento crítico em que acabam abandonando o animal — diz Suzane Rizzo, subsecretária municipal de Bem-estar Animal.

A Fazenda Modelo tem uma área de 13 mil metros quadrados que inclui um centro cirúrgico, um canil, um gatil e um curral para equinos. Ontem, o espaço contava com 857 animais. Não chega a ser uma superlotação, mas o número é considerado elevado pelo atual diretor do espaço, Alvair dos Reis, de 40 anos. Com formação em psicologia clínica, ele leva a experiência que adquiriu na área hospitalar para profissionalizar o abrigo.

— Hoje, temos um prontuário com foto e histórico de cada animal. Antes, não havia qualquer controle — diz ele, que se preocupa com o aumento da quantidade de animais: — Temos uma grande porta de entrada, mas as de saída são o óbito ou a adoção. Nosso foco é qualidade e, com isso, a tendência é que aumente a expectativa de vida dos animais. Precisamos que as pessoas adotem.

Estratégias para adoção

Há 18 meses, a veterinária Suzane Rizzo assumiu a subsecretaria com a missão de erradicar o abandono. Com o passar do tempo, esbarrou em dificuldades imprevistas.

— Encontrei a secretaria com uma dívida de R$ 1,5 milhão. Isso impactou muito. Hoje, estamos buscando parcerias público-privadas para driblar a crise. Criamos o selo de responsabilidade social para animais do Brasil, o Sou do Bem Animal. As empresas que nos ajudarem podem exibi-lo como propaganda, o que gera empatia dos consumidores — explica Suzane, acrescentando que a troca do piso do canil foi possível graças à adesão de uma empresa ao selo.

Outras estratégias estão previstas. As campanhas de adoção, que eram mensais, agora são feitas duas vezes por semana. Além disso, no mês que vem, a subsecretaria vai convocar adestradores voluntários.

Cães adestrados são adotados com mais facilidade. E será desenvolvido o projeto de lar temporário, para engajar pessoas na recuperação dos animais. Elas são convidadas a ficar com o bicho em casa por sete dias: um para o jejum, outro para a castração e cinco para o pós-operatório.

— É importante conscientizar o cidadão de que quem abandona o animal está onerando o município. Quando alguém solta um animal na rua, nós temos que recolher. O que paga a estrutura é o imposto do cidadão. Queremos dividir a responsabilidade e mostrar que o abrigo não é o lugar ideal para o animal — diz Suzane.


FONTE: extra.globo

5/20/2018

DEMOLIÇÃO: Protetores de animais resgatam gatos nos escombros do antigo prédio do IBGE

Olha, pelo que entendi, falado pelos próprios protetores, são dois prédios para implosão. O primeiro já foi implodido e, segundo a SUBEM, foram retirados vários animais durante uma semana antes da dita implosão. Só que após a implosão, foram achados dois gatos e um cachorrinho filhote. 

As protetoras foram ao local três dias depois e recolheram alguns animais no prédio que será implodido e dos arredores alegando que a SUBEM mentiu quando disse que recolhera todos. 

Segundo explicação da Secretaria, não foram recolhidos os animais deste prédio porque não há data para a implosão e que como é local de trânsito, estaria cheia de animais na época que os animais teriam que ser recolhidos. Bem, a encrenca é esta. Queria ter estado presente para entender alem do que isto que expliquei. 
---------------------
A demolição do antigo edifício do IBGE — que vai dar lugar a um condomínio do programa Minha Casa, Minha Vida" — estava mais do que programada. As famílias que ocupavam há anos o prédio, foram evacuadas após negociações. Mas faltou combinar com os gatos que vivem na área. Apesar de a prefeitura ter realizado uma operação de resgate antes da implosão da construção, protetores de animais receberam denúncias de que havia bichanos presos nos escombros.

Junto com a Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da Câmara Municipal, o pessoal deu expediente no local, e conseguiu retirar 20 felinos com vida. Na última madrugada, sete foram capturados com o auxílio de gatoeiras — a gaiola da foto —, juntando-se a outros três também resgatados com o uso do equipamento.

Os outros estavam nos arredores, e vários estavam estressados e com fome. Os bichinhos foram levados pela subsecretaria de Bem Estar Animal ao abrigo municipal. Depois que já tiverem passado por uma avaliação veterinária, poderão ser adotados. O vereador Luiz Carlos Ramos Filho (Pode), que preside a comissão, quer levar alguns desses felinos para feira de adoção BiShow.

FONTE: extra.globo
============
Outra matéria:
ONGs resgatam gatos de prédio prestes a ser demolido no Rio

5/05/2018

CASTRAÇÃO: Subsecretária denuncia venda de vagas para castração - RJ

Quando criei o programa em 1995 e administrei até julho de 2001, tive dois casos de protetoras que se atreveram cobrar castração. Esculhambei elas e desliguei do meu grupo de protetoras que atendiam suas comunidades. Nunca mais nenhuma se atreveu porque, na época, disse que denunciaria na polícia. E o faria tranquilamente porque é um absurdo o que algumas "ditas protetoras" criaram para viver deste expediente. 
--------------
Subsecretária denuncia venda de vagas para castração de animais na rede pública
A subsecretária municipal de Bem-Estar Animal, Suzane Rizzo, irá nesta sexta-feira à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente para denunciar a venda de vagas para castração, que seriam anunciadas por até R$ 300 em redes sociais. Segundo ela, pessoas estariam usando o serviço, que é publico e gratuito, para fins particulares.

Nas redes sociais, a reclamação em relação ao serviço parte de grupos de protetores. Segundo eles, a quantidade de cirurgias foi reduzida quase pela metade nas unidades municipais e, com isso, acaba crescendo o número de crias e, consequentemente, o de animais abandonados. Além disso, sem o devido controle de natalidade, aumentam os casos de zoonoses. A prefeitura, no entanto, alega que está fazendo uma vistoria rigorosa nos agendamentos, que agora são realizados pela internet.

Presidente da Associação Nacional de Implementação de Direitos dos Animais, Andréa Lambert diz que há um ano eram feitas 28 castrações de cães e gatos por dia, em cada um dos nove postos da prefeitura, dentro do Programa Bicho Rio. Atualmente, segundo ela, são agendadas apenas 15 cirurgias por dia: - Nossa preocupação é que acabem com o serviço - diz a protetora, que lamenta pelo sofrimento dos animais. - As pessoas não têm como controlar o cio e os bichos acabam cruzando. Eu sou veterinária, posso castrar. Mas a maioria dos protetores depende do serviço nos postos.

De acordo com Andréa, ao mesmo tempo em que houve a redução na oferta de vagas, aumentou o número de pessoas interessadas nesse tipo de atendimento público, devido à crise financeira. - Muitas pessoas estão deixando de resgatar animais porque não vão ter como castrar - diz a veterinária, acrescentando que o abrigo municipal, em Guaratiba, está lotado e sofre com a falta de medicamentos. - É o caos. Há animais com filária, um verme que ataca o coração, mas não há remédios para o tratamento.

Suzane Rizzo, que é veterinária, diz que nunca ficou provada a realização de 28 castrações por dia nos postos. Segundo ela, não havia controle desse tipo de serviço e, ao assumir a subsecretaria, foi estabelecida a quantidade de 15 castrações diárias. Além dos atendimento nos postos, ela conta que a prefeitura tem feito mutirões em comunidades, onde fazem contato com associações de moradores. Os interessados são cadastrados, e uma van recolhe os animais, que depois são devolvidos aos donos: - Esse é um serviço que tem dado muito certo, até porque nas comunidades as pessoas não tinham acesso ao serviço. Em Vila Kennedy, por exemplo, fez muito sucesso.

Apesar de protetoras consultadas pelo GLOBO alegarem que não conseguem agendar as castrações, Suzane diz que a prefeitura reserva 20 atendimentos para cada uma delas, por mês. E todo cidadão pode marcar até duas cirurgias de animais por mês (o controle é feito pelo CPF), no site http://saa.rio.rj.gov.br/pessoapublico/index.

- Protetores que não conseguem marcar é porque não fizeram o recadastramento - diz a subsecretária, que quer identificar quem tenta burlar as regras dos postos. - A secretaria não tem poder de polícia, por isso estou indo à delegacia.

Segundo Suzane, é fato que o serviço atualmente não consegue atender à demanda, até porque muitas pessoas perderam os empregos e não podem agendar o serviço na rede particular. Ela diz que precisa de mais verba para ampliar o atendimento e que, para isso, tem buscado parcerias público-privadas com universidades e instituições.

PROTESTO EM DEFESA DE NÚCLEO DE PROTEÇÃO ANIMAL
Na segunda-feira, dia 7, protetores farão uma manifestação às 17h, em frente ao prédio da Polícia Civil, na Rua da Relação, no Centro, para pedir a volta de inspetores especializados para atendimento no Núcleo de Proteção Animal. A unidade funcionava informalmente na Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente. Segundo Andréa Lamber, o serviço era comandando por dois veterinários, que foram retirados da função. - Queremos a volta dos inspetores e a criação oficial do núcleo. O projeto já está na Alerj, aguardando a tramitação - diz Andréa.

Fonte: EXTRA


4/05/2018

Contradição de informações sobre a Fazenda Modelo da SUBEM - RJ

As pessoas não tem ideia do que acontece na atual gestão municipal da proteção animal do Rio de Janeiro. Publico duas matérias para que apreciem as contradições. A primeira foi publicada em 04/04/18 e a segunda em 03/04/18. Ou seja, uma diferença de um dia. Juro que não entendo mais nada..... Só afirmo que a tal Crivelândia (Prefeitura do Rio) vai de mal a pior, EM TODOS OS SETORES, sendo que a parte dos animais cabe a informação aos nossos leitores. Coisa de louco!!!!!!!
---------------------
Após interdição, Fazenda Modelo volta a prestar serviços veterinários a cães e gatos sem custo

Funcionários buscam voluntários para auxiliar na adoção dos animais abrigados
RIO - Um gato machucado chega nos braços de um bombeiro, que lhe resgatou de uma residência após sofrer maus-tratos. O profissional explica que tentou levá-lo à Sociedade União Internacional Protetora dos Animais (Suipa), em Benfica, mas a entidade se recusou a recebê-lo por estar impedida judicialmente de prestar guarda a novos animais.

Na Fazenda Modelo, em Guaratiba, a situação não é diferente. O único abrigo municipal de animais abandonados também está impedido de receber mais bichos. Mas, diante da situação, a encarregada da administração do local, Suelen Ribeiro, compadeceu-se e encaminhou o felino à sala de cirurgia. Situações como esta são corriqueiras no local, que realiza cerca de 60 atendimentos por dia entre clínicos e emergenciais, além de esterilização em cães e gatos. Os serviços, gratuitos, são oferecidos de segunda a sexta.

Em janeiro, estas atividades foram proibidas pela Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) após agentes terem encontrado medicamento e ração vencidos. Reaberto este mês, o espaço voltou a receber público. De acordo com a subsecretária municipal de Bem-Estar Animal, Suzanne Rizzo, o problema foi identificado e solucionado. A DPMA não retornou a solicitação feita pela equipe de reportagem do Caderno Jacarepaguá.

Além do atendimento ao público, a Fazenda Modelo abriga cães, gatos e cavalos vítimas de abandono e maus-tratos — serviço que não foi interrompido durante a interdição. São mais de 800 animais vivendo em quatro canis, dois gatis e um curral, que consomem, mensalmente, mais de 11 mil quilos de ração. Para manter o funcionamento visando ao bem-estar dos bichos, a equipe conta com protetores e voluntários que podem prestar serviços durante a semana e aos sábados e domingos. Interessados em ajudar também podem participar das campanhas de adoção da Subsecretaria de Bem-Estar Animal (Subem), promovidas todos os sábados, na Praça Tim Maia, no Pontal (Recreio), das 10h às 15h, além de eventos de adoção esporádicos que visam a dar mais oportunidades aos abrigados.

— Nossa principal meta é que a população tenha consciência de que os animais não são descartáveis e precisam receber cuidados e carinho. Investimos em campanhas para adoção, mas o número de entrada de animais é sempre muito alto. Apesar de receberem alimento e cuidados médicos, cães e gatos precisam de mais do que isso. Que crime eles cometeram para ficarem trancados a vida inteira? É muito triste e injusta essa situação — diz Suzanne.

Ela afirma que 746 cães e gatos foram adotados no ano passado, segundo registros da Fazenda Modelo. Porém, o número de entradas é igualmente grande. Apenas em dezembro de 2017 o local recebeu 128 novos animais. Quem tiver interesse pode ir até o abrigo escolher um pet para levar.

A Fazenda Modelo está desenvolvendo um projeto com o objetivo de captar novos voluntários de lar temporário para receber animais recém-castrados por um período de sete dias. O objetivo é oferecer os cuidados necessários para os dias de recuperação e, assim, aumentar a quantidade de cães e gatos esterilizados, já que o pós-operatório demanda uma atenção nem sempre suprida pela equipe de veterinários e enfermeiros do abrigo. Em 2017, a Fazenda Modelo realizou 33.738 castrações.

FONTE: oglobo
-------------
Protetores de animais são impedidos de entrar na Fazenda Modelo
Em mais um embate entre o vereador Luiz Carlos Ramos Filho (Pode) e a subsecretária de Bem Estar Animal (Subem), Suzane Rizzo, protetores que acompanhavam o moço foram impedidos de entrar na Fazenda Modelo, na segunda-feira (2).

Ramos Filho, que é presidente da Comissão de Direitos dos Animais da Câmara, estava no local para apurar denúncias de falta de medicamentos e atrasos nos salários de funcionários. Só que, ao tentar entrar, recebeu uma lista com os nomes de cinco ativistas que estão proibidos de acessar o local por determinação da subsecretaria.

Segundo a Subem, os cinco ativistas foram barrados por estarem sofrendo processos, alguns judiciais e outros administrativos, e só poderiam entrar na Fazenda Modelo para realizar visitas guiadas. Mas o secretário da Casa Civil, Paulo Messina — chefe de Suzane Rizzo — garantiu que os ativistas podem, sim, entrar no equipamento da prefeitura. E já convidou a comissão para uma nova visita. Dessa vez, Ramos Filho pretende ir acompanhado por outro vereador, Dr. João Ricardo (MDB).

Fonte: EXTRA

3/05/2018

SUBEM contradiz Vereador. Quem fala a verdade? Ninguém sabe...

Sinceramente, com este Prefeito Crivella nada vai ser feito.....Parece brincadeira..... O Vereador fala na tribuna da câmara que a prefeitura deve um ano a empresa de containere.... Dia seguinte, a atual prefeitura desmente.... Quem fala a verdade? Que horror!!!!
-----------
"Subsecretaria de Bem Estar Animal vai ampliar programa de castração"
À frente de uma área fiscalizada de perto por segmentos da população, a subsecretária de Bem Estar Animal, Suzane Rizzo, pretende expandir a rede de castração na cidade do Rio.

Segundo a veterinária, a ideia é transferir as atuais seis unidades lotadas em contêineres para prédios fixos da prefeitura — e, com a economia do aluguel, investir em quatro unidades móveis que chegariam a áreas não atendidas atualmente, como a Ilha do Governador e comunidades. Além disso, um novo contêiner fixo será instalado na Barra da Tijuca. Mas a moça avisa que as mudanças não são para hoje, nem amanhã — embora o planejamento já tenha começado.

Inadimplência
Sobre a nota "É o bicho", publicada na versão impressa da coluna desta quinta-feira (1), a subsecretária afirma que não está em atraso com a empresa que administra os contêiners de castração. Segundo Suzane Rizzo, o pagamento não foi feito no começo do ano porque o orçamento ainda estava fechado. Mas garantiu que o empenho já saiu e que, na semana que vem, tudo estará nos conformes.

O vereador Luiz Carlos Ramos Filho (Pode), quer levar uma comissão de defensores dos animais para uma prosa com o prefeito Marcelo Crivella (PRB) por causa do imbróglio. Diz o moço que os animais estão totalmente abandonados. Além disso, a empresa ameaçou fechar, definitivamente, amanhã, caso não receba um aceno da prefeitura.

FONTE: extra.globo
=============================================================


'Não sou mentiroso', responde vereador a subsecretária de Bem Estar Animal

A polêmica sobre os contêneires de castração de animais da Prefeitura do Rio voltou ao plenário da Câmara, na tarde de quinta-feira (2).

"Houve, sim, atraso nos pagamentos. Posso pegar todas as notas fiscais da empresa. Estão sem pagamento há 13 meses. Alguma coisa está errada nessa nota (da coluna 'Extra, Extra!'). Não sou mentiroso", discursou o vereador Luiz Carlos Ramos Filho (Pode).

Era uma resposta à subsecretária de Bem Estar Animal, Suzane Rizzo, que negou estar em atraso no aluguel de seis unidades usadas para oferecer, gratuitamente, o serviço de castração de animais. Segundo a moça, tratava-se apenas de um problema pontual, já que o orçamento da prefeitura só foi aberto esta semana.

Dívida antiga
Mas a versão que o vereador levou, inclusive, ao secretário da Casa Civil, Paulo Messina, é bem diferente: a dívida de R$ 273.230,28 começou a acumular em dezembro de 2016 — e e teve o ano passado inteirinho para ser quitada.

Diz o moço que a empresa de contêineres não viu um centavo sequer nem da unidade de Bangu, inaugurada em junho de 2017. Ele está nesta sexta-feira (2) no gabinete da pasta, no Centro Administrativo São Sebastião (CASS), tentando resolver o imbróglio e garantir que os serviços não sejam suspensos por falta de pagamento.

FONTE: extra.globo

1/20/2018

Protetores realizarão manifestação contra a SUBEM no Rio

Esperamos que as autoridades se liguem na tomada....
--------
Defensores de animais da cidade do Rio de Janeiro organizaram uma manifestação em repúdio à negligência do prefeito Marcelo Crivella (PRB) e à responsável pela Subsecretaria de Bem-Estar Animal (SUBEM), a veterinária Suzane Rizzo.

A ação será realizada neste domingo (21), às 14h, na Av. Atlântica, em frente ao Copacabana Palace, na zona Sul do Rio, e integra uma série de iniciativas que estão sendo realizadas por defensores da causa animal após denúncias de maus-tratos a animais na Fazenda Modelo, único abrigo municipal da cidade, que se encontra interditado devido às condições precárias em que os animais estavam submetidos.

O protetores afirmam que após a extinção da Secretaria Especial de Promoção e Defesa dos Animais (SEPDA) e criação da SUBEM houve redução das campanhas de adoção, esterilização e restrição do acesso de protetores e voluntários à Fazenda Modelo.

Eles reforçam ainda que Suzane Rizzo não seria a pessoa mais indicada para cuidar de uma pasta tão delicada quanto a da proteção animal, pois a veterinária com 27 anos de profissão se dedicou durante a maior parte da carreira à pecuária e ações sanitaristas.

Entenda o caso
A Fazenda Modelo foi interditada após uma vistoria realizada uma equipe da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) no dia 09 de janeiro. No local foram encontrados medicamentos e rações vencidos.

Animais doentes viviam em meio aos saudáveis e sem tratamento medico-veterinários, pois devido a falta de pagamentos, muitos profissionais se recusaram a continuar tratando os cães, gatos e cavalos mantidos no local.

Fonte: ANDA

1/11/2018

Outras matérias sobre a interdição parcial da Fazenda Modelo


Sinceramente, eu queria tanto que as coisas dessem certo....Na verdade, se existem prejudicados podemos dizer que são os animais.... A verdade é só esta.....
-------------
Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente interdita a Fazenda Modelo

Fonte: TV Brasil

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪