RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador PETA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador PETA. Mostrar todas as postagens

2/08/2019

Kellogg’s acaba com os testes em animais, após 65 anos

É uma boa notícia..... Aos pouquinhos estamos chegando lá..... Jamais imaginaria estar viva para ver a sociedade humana promovendo uma melhora na questão animal..... Graças à Santa Internet!!!!!!
----------------
A maior produtora de cereais de pequeno-almoço do mundo, a Kellogg’s, adotou uma política pública contra os testes em animais.

1/29/2019

PETA faz churrasco com cão em rua de Sydney

Gosto muito destas manifestações da PETA....
-------------
“Se não comerias um cão, porque comes cordeiro?” é a mensagem da campanha realizada por ativistas vegans para alertar a população da Austrália a não comer carne.

Ativistas vegetarianos realizaram uma manifestação em Sydney, na Austrália, na qual fizeram um "churrasco" com um cão

12/12/2018

Estes 11 vídeos mostram como ovelhas sofrem por lã - DEIXEM DE USAR

A PETA fez um excelente trabalho montando este dossier sobre o que acontece nos bastidores do casaquinho de lã que você usa. VEJAM ESTES VÍDEOS PUBLICADOS e pensem se os animais merecem este tratamento. É preciso um fim desta crueldade ..... Não use mais lã....
------------------
TOME UMA ATITUDE! NÃO SE OMITA!!!
As revelações chocantes da PETA e de

11/18/2018

A ONG PETA pede ajuda em petição para libertar a orca Morgan e seu filhote

VAMOS AJUDAR, GENTE!!!!!  em um minuto podemos ajudar.... não deixe de fazê-lo, por favor!!!! Clique aqui: DEIXE A ORCA MORGAN IR PARA CASA!
----------------
Em 23 de junho de 2010, uma jovem orca agora chamada Morgan foi encontrada emaciada no mar de Wadden, na costa da Holanda. O Dolfinarium Harderwijk, na Holanda, capturou-a e transportou-a para sua instalação sob uma licença

10/17/2018

Série de Kevin Costner é acusada de mutilar animais para cenas

Engraçado a empresa falar que se preocupa com os cuidados necessários com os animais durante as filmagens.... hã?
--------------
Carcaças de vacas foram retalhadas para cena da série 'Yellowstone'.
A nova série de Kevin Costner, 'Yellowstone', é acusada de mutilar carcaças de vacas para filmar cenas

10/13/2018

Unilever e ONG entram na luta contra testes de cosméticos em animais

Achei um grande avanço..... Muito Axé para nossos companheiros que se dedicam à esta luta que não é fácil não.... Trabalhei e contribui no que pude para este avanço.... Hoje, tá russo!!!! Sinto tanto não ter saúde para continuar .....
------------------
Gigante do mercado de cosméticos, a Unilever anunciou nesta terça-feira (9) apoiar a iniciativa “BeCrueltyFree, promovida pela organização de proteção animal Human Society International. O

9/16/2018

Nova realidade virtual retrata a vida aos olhos de bezerros nascidos e criados em fazendas de laticínio

Era bom usarmos por aqui este projeto, principalmente, nas escolas de segundo grau e universidades.....
------------------
O projeto, intitulado "Eu, Bezerro", usa imagens filmadas combinadas com animação por computador para contar a história verdadeira de "uma vaca mãe desesperada para proteger seu filhote"

Consumidores de laticínios em Saint Paul, no estado de Minnesota, foram recentemente desafiados a dar uma

8/25/2018

Após mais de um século, Nabisco “liberta” animais de jaula

Acho tão importante estes pequenos detalhes.... Como educadora, posso afirmar que a mudança  de mentalidade demora, mas, é definitiva quando se usa educação.... A PETA trabalha muito com isto.... é ótimo!!!!!
-----------------
Pacotes de tradicional guloseima da marca retratavam animais enjaulados em um vagão de circo. Mas os tempos mudaram
A marca de biscoitos e salgadinhos

6/25/2018

EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL: Experimentadores americanos querem mais 'abertura', diz a ONG PETA

Apesar da matéria ser sobre experimentação animal nos EUA, ela serve muito para nós quando se refere as campanhas junto aos políticos para não financiar as crueldades feitas nos laboratórios sem nenhum proveito para saúde humana, como eles alegam.
=============
Alguns experimentadores estão agora chamando seus parceiros no crime para “abraçar a abertura” sobre testes em animais. PETA afirma: eles precisam é dizer toda a verdade.

A PETA foi forçada a processar a Universidade de Wisconsin-Madison para obter fotos de gatos que foram atormentados e mortos em experiências inúteis no laboratório da escola - incluindo a de um gato chamado Double Trouble - depois que se recusou a liberar as fotos em resposta a um solicitação registrada em órgãos públicos. É isso que os experimentadores querem dizer com “abertura”?

Como a vice-presidente sênior da PETA, Kathy Guillermo, disse à revista Science : “Pedimos aos experimentadores de animais que gravem tudo o que eles fazem, desde induzir ataques cardíacos em cães a chocar os pés dos camundongos e cortar os crânios de macacos e soltá-los. É o público que financia a maior parte. Pedimos a eles para serem abertos sobre o fato de que 90% dos estudos em animais não levam ao tratamento para humanos e para explicar por que eles ainda usam animais em pesquisa de drogas quando 95% dos novos medicamentos que testam seguro e eficaz em animais falham em testes em humanos ."

Essa pretensão de conseguir mais "abertura" para produzir seus experimentos, é a mais recente manobra de experimentadores de animais para manter o dinheiro dos impostos fluindo para as atrocidades cometidas dentro dos laboratórios. Nós não somos enganados. Experimentos em animais são sempre cruéis e não estão ajudando humanos.

O que você pode fazer
Junte-se à PETA enviando um e-mail educado a seus membros do Congresso pedindo que eles parem de jogar fora dinheiro dos contribuintes em experiências com animais cruéis e inúteis e, em vez disso, se concentrem em métodos modernos de pesquisa que não envolvam animais.

Fonte: PETA

5/31/2018

MAUS-TRATOS: Instituição afirma que elefantes usados em “Westworld” sofreram maus-tratos

Eu assinei a petição da PETA e concordo sim que houve maus-tratos escancarados....
-------------------
Os animais apareceram em alguns episódios da série
Um novo parque foi apresentado na série “Westworld” com o tema da Índia, e, como animais típicos da região, elefantes apareceram em alguns episódios. Mas o PETA, uma organização não-governamental de proteção dos animais, acusou a HBO de maus-tratos.

Uma carta foi escrita para o presidente de programação da HBO alegando que os elefantes sofreram maus-tratos durante as gravações do programa. Além disso, ela afirma que Tai, um dos animais, era da companhia Have Trunk Will Travel, e um vídeo de 2011 mostra os adestradores o machucando com bastões elétricos e anzóis para controla-lo.

A HBO fez uma declaração oficial, negando que os animais tenha sido maltratados nos sets: “Todos os animais mostrados em séries da HBO são tratados com muito cuidado e respeito por sua saúde, segurança e bem estar. Um representante certificado de segurança animal da American Humane estava presente durante as cenas em questão no set de Westworld. O representante e a organização confirmaram que os animais foram bem tratados, e a nossa produção recebeu o selo de qualidade. Estamos revisando as circunstâncias relacionadas aos vídeos de maus-tratos citados pela PETA, que incluem um dos elefantes usados na série. É claro, esse vídeo não foi filmado durante a produção de Westworld e não reflete as nossas práticas em nenhuma série da HBO”.

FONTE: metropolitanafm

5/28/2018

CAMPANHA DA PETA: Entenda porque as marcas estão banindo o uso de mohair

Mais uma vitória da PETA. Precisamos continuar a ajudar assinando a PETIÇÃO:
-----------------
Marcas como Zara e Gap anunciaram que não usaram mais o tecido por causa da crueldade com os animais em sua produção
Depois de um movimento de importantes marcas de luxo pararem de usar pele animal em suas peças, agora outro tecido que não é ecologicamente correto está na mira da indústria: o mohair.

Desta vez, quem encabeça a ação de boicote contra a fibra que é feita a partir do pelo de cabras angolanas são marcas baratas e redes de fast fashion. Topshop, Zara, H&M, Gap, Mango e Primark são algumas das empresas de alcance mundial que já afirmaram que não irão mais produzir peças com o tecido.

O mohair, uma espécie de lã mais felpuda, da qual são feitos casacos, cachecóis e cobertores, já teve os seus tempos de destaque na moda, principalmente com o movimento punk nos anos 1970, mas agora caiu em desuso por causa de um estudo feito pelo PETA sobre as condições de extração do tecido. Vídeos feitos em 12 fábricas na África do Sul mostram cabras sendo arrastadas pelos chifres, penduradas pelo rabo e arremessadas. Segundo a organização, os funcionários das fazendas investigadas são pagos por volume de produção, "trabalhando rápido e sem cuidado, deixando as cabras machucadas e sangrando." O PETA também afirmou que alguns animais morrem após a tosa.

"O jeito mais efetivo de prevenir que as cabras sofram e morram da maneira que vimos é ir direto nos vendedores e consumidores", explicou Dan Paden, diretor de análise de evidências do PETA ao Washington Post. "Os animais só irão parar de passar por isso quando as marcas retirarem o apoio à indústria e os consumidores não comprarem produtos de mohair e investirem em coisas que não envolvam tanta crueldade." 

FONTE: estadao
============
Uma testemunha na África do Sul, a principal produtora de mohair do mundo, descobriu que os trabalhadores batem, mutilam e decapitam cabras aterrorizadas. Ajude estes animais dóceis, AGORA! Mais informações: SOFRIMENTO: Vídeo de cabras torturadas leva gigantes da moda a abandonar lã mohair


A PETA tem conseguido que várias marcas de roupas não usem mais o mohair por causa do sofrimento destas pobres cabras. Ajude assinando a sua Petição. Não custa nada da sua parte ajudar..... é um mísero minuto que não faz falta na sua vida....... 
(é bem lá no final... é só colocar o nome, endereço e enviar)



4/27/2018

Camelos e mulas são espancados e chicoteados na Jordânia

Pobres animais!!!!!! e ainda dizem (religião) que os animais vem a Terra para sofrer até o ponto de poder voltar encarnado em humanos..... que por sua vez vão torturar outros animais consideradas como almas em formação..... Fala sério!!!! Existe algo tão besta e doido quanto tal pensamento? Peço desculpas a quem pensa assim, mas, convido à uma reflexão sobre tamanho absurdo!!!!! 
ASSINEM A PETIÇÃO DA PETA (o formulário é bem no final)
-------------
Apesar do Ministério de Turismo e Antiguidades da Jordânia ter prometido abolir a prática, os animais ainda permanecem sendo explorados até a morte.

Um novo vídeo de testemunhas oculares da People for the Ethical Treatment of Animals (PETA), em tradução livre “Pessoas Para o Tratamento Ético dos Animais”, revela que animais na Jordânia ainda estão sendo espancados, espetados e chicoteados para serem manipulados de forma cruel.

O Ministério de Turismo e Antiguidades da Jordânia prometeu acabar com a crueldade contra burros, camelos, mulas e cavalos expostos em uma investigação recente da PETA na Ásia sobre a indústria do turismo de Petra, mas nada mudou. Essa prática cruel deveria ter sido substituída pelo uso de veículos modernos e livres de animais há muito tempo.

Um relatório da PETA destacando a crueldade na indústria de turismo de Petra, juntamente com o novo vídeo, foi compartilhado com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e funcionários do governo. Esta mais recente denúncia mostra mais uma vez a necessidade de uma proibição de forçar animais a transportar turistas pela cidade histórica.

 Os animais são acorrentados, espetados e espancados e sofrem com feridas pelo corpo. (Foto: PETA)

Os animais continuam a sofrer em Petra, mulas e burros são forçados a subir os 900 degraus até o mosteiro e descer novamente com os visitantes nas costas, enquanto os cavalos são forçados a puxar carruagens em extenuantes caminhadas de nove quilômetros pela cidade antiga várias vezes por dia ao ano. E os camelos gritam de dor quando suas bocas são forçadas a se fecharem.

Fonte: ANDA

4/02/2018

Mais 350 milhões de pessoas poderiam ser alimentadas se a América fosse vegana

Um material excelente que a PETA oferece para quem quiser se tornar um vegano. Clique AQUI e confira.
----------------
Nosso atual sistema alimentar não está conseguindo lidar com a fome - mesmo aqui nos EUA. Mas um novo estudo propõe que, ao tornar-se vegano, poderíamos alimentar 350 milhões de pessoas a mais. Isso está no topo dos 327 milhões de americanos que já estão aqui.

O relatório publicado no Proceedings of National Academy of Sciences revela que “as substituições baseadas em plantas para cada uma das principais categorias de animais nos Estados Unidos (carne bovina, suína, laticínios, aves e ovos) podem produzir de duas a 20 vezes mais alimentos nutricionalmente semelhantes por unidade de terra cultivada. ”

Pesquisadores descobriram que usando a mesma quantidade de terra para produzir alimentos vegetais que sejam nutricionalmente similares (ou melhores que) a carne bovina, carne de porco, frango, ovos e produtos lácteos que eles substituem, a quantidade total de alimentos disponíveis ser comido aumentaria em 120%! Isso funciona para alimentar cerca de 350 milhões de pessoas a mais.

Para qualquer cínico obcecado por proteína, que come carne, os autores do estudo também descobriram que em uma área de terra que poderia produzir 100 gramas de proteína baseada em vegetais, apenas 60 gramas de proteína comestível poderiam ser produzidos através da produção de ovos. O uso desse terreno para produzir carne de frango, produtos lácteos, carne de porco ou carne bovina foi ainda menos eficiente, resultando em apenas 50, 25, 10 ou 4 gramas de proteína, respectivamente.

Podemos resolver os problemas mais poderosos da Terra, tornando-nos veganos. Durante décadas, a PETA tem informado as pessoas que a melhor coisa que podem fazer pelos animais, pelo planeta e pela própria saúde é se tornarem veganas. Estudos mostraram que, ao deixar partes de corpos de animais fora de nossas placas, poderíamos salvar milhões de pessoas em todo o mundo a cada ano de mortes relacionadas à dieta .  Pesquisas também descobriram que, se as plantações fossem cultivadas para consumo humano direto - em vez de alimentos para animais criados para abate -, poderíamos alimentar mais 4 bilhões de humanos em todo o mundo.

 Muitos de nós se sentem impotentes diante da destruição ambiental, mas em apenas um ano, um vegano economiza 401.500 galões de água, protege quase 11.000 pés quadrados de florestas e evita que 7.300 libras de dióxido de carbono sejam liberadas na atmosfera. Quando começamos a testemunhar o impacto alarmante da mudança climática, nunca foi tão vital viver vegano.

Temendo um futuro distópico? Ajude a criar um mundo vegano hoje.
Um corpo avassalador de evidências demonstra os efeitos positivos da vida vegana no mundo. Esteja do lado certo da história - seja vegano hoje! E mesmo se você já é vegano, você provavelmente tem amigos e familiares que não são, então lembre-os do poderoso impacto que as escolhas de uma pessoa têm nos animais e no planeta

Fonte:PETA

3/20/2018

Ativistas invadem premiação do maior concurso de cães da Inglaterra

Realmente, criador é muito obcecado para diminuir focinho, patas, e outros, dos animais que cria para estabelecer padrões de raça...
---------
A PETA denuncia obsessão dos criadores por características físicas sem preocupação com bem estar dos animais

LONDRES — A cadela Tease, uma whippet de dois anos de idade, foi a grande vencedora do Crufts, considerado o principal e maior concurso de cães do mundo. O evento realizado anualmente no National Exhibition Centre, em Birmingham, é prestigiado pelo público britânico, tanto que algumas provas são transmitidas ao vivo por emissoras locais. Para aproveitar a publicidade, dois ativistas da ONG Peta (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, na sigla em inglês) interromperam a premiação de Tease na noite deste sábado, para denunciar a “eugenia”.

Imagens divulgadas pela ONG mostram Yvette Short, criadora da Tease, com semblante de pânico abraçando a cadela quando os dois manifestantes — um homem e uma mulher — derrubaram o cercado e invadiram a área destinada aos competidores. Segundo a organização do evento, a segurança será revista como “questão de urgência”.

De acordo com um porta-voz do Crufts, o protesto “assustou os cães e colocou a segurança, tanto dos cães como das pessoas, em risco de forma irresponsável”. Após a invasão, os dois ativistas foram rapidamente imobilizados por seguranças.

Os manifestantes carregavam cartaz dizendo: “Crufts: eugenia canina”. Em comunicado, a Peta informou que os ativistas fazem parte do grupo Vegan Strike. O protesto é contra o sofrimento imposto aos cães pelos processos de reprodução utilizados pelos criadores, que priorizam características físicas não naturais apenas para saciar a obsessão humana da “linhagem pura, com traços físicos ideais sem preocupação com a saúde ou bem estar” dos animais.

Como exemplo, a ONG cita os focinhos de bulldogs e pugs, que são tão apertados que dificulta a respiração dos animais. Já o cavalier king charles spaniel foi selecionado geneticamente para ter crânio praticamente plano na parte de cima. Por isso, com frequência animais dessa raça sofrem com um grave problema de saúde, pois seus crânios são pequenos demais para seus cérebros.

Em nome do pedigree, muitos criadores colocam animais de uma mesma família para cruzar. Ao longo de gerações, o acasalamento entre indivíduos geneticamente próximos aumenta as chances de defeitos e doenças congênitas.

“Como os reprodutores estão produzindo ninhadas após ninhadas de filhotes não saudáveis com pedigree, milhares de cães saudáveis estão em abrigos esperando para serem adotados”, apontou a Peta.

FONTE: oglobo

3/17/2018

Lojas param de vender geleia de burros após exposição da PETA nos EUA

Temos um pequeno dossier em nosso blog sobre esta questão. Confiram AQUI. A coisa é triste mesmo..... 
-----------
AS LOJAS PARAM DE VENDER GELEIA APÓS A EXPOSIÇÃO DA PETA ASIA
Boa notícia! Após a investigação da PETA Ásia, que revelou que os jumentos na China foram atingidos na cabeça com um marreta e, em seguida, esfolados e suas peles fervidas para fazer gelatina chamada ejiao, vendida em um número crescente de lojas nos EUA que concordaram em parar de vender produtos que contenham esse ingrediente cruelmente obtido. Embora o seu uso mais comum seja fazer uma "medicina" chinesa tradicional, que também é distribuída nos EUA, também pode ser encontrada em alguns doces, lanches e produtos de beleza.

Milhares de burros, muitos dos quais são retirados de aldeias em África, são abobadados em marretadas concretas sujas e depois espancados. As imagens de vídeo mostram que alguns deles ainda respiram e se movem enquanto os trabalhadores os cortam. A exposição revela que os burros são enviados à China para serem mortos e que cavalos, porcos e vacas são mortos para fazer ejiao falso.

A PETA está entrando em contato com as empresas e pedindo-lhes para remover os produtos ejiao de suas vitrines.

AS SEGUINTES EMPRESAS DEIXARAM DE USAR EJIAO :
Acu-Market, Acupuncture Atlanta, Albert Max, Inc. (anteriormente DBA VitaSpring Saúde), CAI Corporation, Chef Masterpiece, eBay, Fresh mordidas Basket, Golden Agulha de Acupunctura, Bons aparelhos Preço, Mercearia Grove, Jet.com, mágico Chefs, Maxnature para Herbs Direct USA e Stocked Farm.

Por favor, envolva-se nesta campanha contra a crueldade. Nunca compre nada que contenha ejiao, e não suporte as empresas que o vendem. Se você conhece outras empresas que a vendem, por favor, avise-nos. Pedimos também que envie uma mensagem ao Embaixador da China nos EUA. e respeitosamente peça-lhe que trabalhe para acabar com o tratamento cruel de jumentos mortos por ejiao, você pode aumentar seu impacto pedindo que seus amigos e familiares façam o mesmo.
COMECE A SER VEGAN
Fonte: PETA

3/07/2018

Campanha PETA: Dolce e Gabbana vendem pele de coelhos torturados. PARTICIPE.

Como sempre falo, assinar é  mínimo que podemos fazer para ajudar à estas ONGs a acabar com a crueldade contra os animais. Portanto, NÃO SE OMITA, por favor!!!!! em 1 minuto você pode ajudar a salvar um pobre animal!!!! 
-------------
Os ativistas do grupo francês de direitos dos animais, L214, entraram recentemente nas fazendas "Orylag rabbit" e documentou as fileiras de gaiolas que confinavam centenas de coelhos que tinham apenas pisos sujos para ficar em pé e que nunca conseguiram respirar ar fresco ou ver a luz do dia.

Nunca ouvi falar de um "coelho Orylag" antes? Isso é provavelmente porque a raça foi inventada por seres humanos . Por quê? Para criar animais com pêlos macios e densos - e depois matá-los por isso. Os coelhos conhecem apenas a escuridão e a dor dentro de suas prisões minúsculas e decrépitas, onde foram deixadas por meses sofrendo feridas, desidratação, desnutrição e outras lesões e doenças.

Um em cada quatro coelhos morrem antes de serem agendados para serem mortos. Aqueles que sobreviveram são enviados para um abatedouro, pendurados pelas patas e então os trabalhadores cortam suas gargantas para drenarem o sangue dos seus corpos que se debatem nas engrenagens do abatedouro. Centenas de coelhos são mortos a cada hora no abatedouro visitado pelas testemunhas oculares L214.

A boa notícia é que centenas de designers progressivos e varejistas, incluindo Gucci, Michael Kors, Bottega Veneta, Ralph Lauren e Giorgio Armani, agora são 100% sem peles e usam alternativas luxuosas de peles sintéticas que não prejudicam animais. Mas Dolce e Gabbana se recusa a deixar de lucrar com essa miséria. Diga a Dolce e Gabbana para soltar o Orylag e vender apenas peles sintéticas.

Fonte: PETA

3/06/2018

Campanha da PETA pelo fim das corridas de cães no Alasca. PARTICIPE.

Já publicamos muitas matérias no Grito do Bicho 1 e aqui no 2 sobre esta corrida de cães no Alasca que todos poderão conferir CLICANDO AQUI. A PETA está fazendo campanha para acabar com os últimos patrocinadores desta covardia contra os cães que são obrigados a correr 160 quilômetros por dia.... Gente, presta atenção: os cães correm 160 quilômetros por dia!!!!!! É muita crueldade e abuso!!!!! Participe da campanha.... faça o mínimo, por favor....não se negue a ajudar estes cães....
--------------
"Por que essas empresas patrocinam uma corrida de morte?"
No ano passado, os organizadores do Iditarod anunciaram inúmeros cortes no orçamento - incluindo a redução da bolsa de corrida deste ano em US $ 250.000 - depois que várias empresas retiraram seu patrocínio depois de ficar sabendo sobre a crueldade que ocorre quando os cães são forçados a competir nela. No entanto, um punhado de empresas ainda patrocinam essa corrida de morte cada vez mais controversa.

O ano passado trouxe acusações explosivas contra o Iditarod, incluindo a revelação de um veterano de Musher de que alguns treinadores - incluindo aqueles quatro vezes "campeão de Iditarod", dos canis de Dallas Seavey, mataram "centenas ou mais cachorros" porque Eles foram considerados muito lentos ou não impróprios para competir. Ele escreveu: "Infelizmente, isso aconteceu na dinastia familiar "por décadas".

Depois que cinco cães morreram em menos de uma semana como resultado da corrida de 2017, um denunciante apresentou fotos e filmagens perturbadoras que aparentemente revelam cachorros moribundos e cães machucados e doentes em um canil de propriedade da Seavey, que também estava envolvido em um escândalo de doping de cães no ano passado. De acordo com o denunciante, os operadores no canil do Willow, no Alasca, não permitiram que os cães com ferimentos e doenças graves recebessem tratamento veterinário.

O percurso de aproximadamente 1.000 milhas de Iditarod exige que os cães corram cerca de 100 milhas por dia por cerca de 10 dias, com muito pouco descanso. Eles são submetidos a ventos cortantes, tempestades de neve cegadoras e temperaturas inferiores a zero. Muitos músculos de tração acabam em fraturas de estresse ou afligidos com diarréia, desidratação, vírus intestinais, pneumonia ou úlceras estomacais sangrando. A metade dos cães que começam a corrida não terminam.

Use o formulário abaixo para exortar o  Baird Private Wealth Management , os Sinais da Broadway , o Medical Park Occupational Health , o Outfitter Satellite Phones e o Spenard Builders Supply para acabar com o patrocínio desta corrida abusiva e mortal.

3/05/2018

PETA quer proibir clonagem de animais após caso de Barbra Streisan

Eu acho isto meio doido, sabiam? Temos que aceitar a morte e não fazê-lo é sinal de pertubação mental....
------------
A artista clonou duas vezes a sua cadela, que morreu em 2017.
Barbra Streisand gerou polémica após revelar que tinha clonado a sua cadela duas vezes, que morreu em 2017, aos 14 anos.

Perante o caso, a PETA – organização de proteção  e defesa de animais – fez um comunicado à imprensa norte-americana no qual revelava que planeava lutar pela proibição de clonagem de animais.

“Todos nós queremos que os nossos queridos cães vivam para sempre, mas por mais que a clonagem soe como uma boa ideia, não é isso que conseguimos - ao contrário, cria-se um cão novo e diferente que tem apenas as características físicas do original”, afirmou a presidente da PETA, Ingrid Newkirk.

“A personalidade dos animais e as suas essências não podem ser replicadas e, quando levas em conta os milhões de animais esquecidos em canis entendes como a clonagem só está aumentar a crise de animais de rua”, acrescentou.

“Nós sentimos muito pelo luto da Barbra em perder sua amada cadela, mas teríamos adorado convencê-la para abandonar a clonagem”, completou. Segundo especialistas, a clonagem de cada animal poderá ter custado cerca de 100 mil dólares, aproximadamente, 80 mil euros.

FONTE: noticiasaominuto

3/02/2018

Os modelos enfrentam o frio de Paris para protestar contra o uso de couro

Tem gente que não acha legal estas manifestações..... eu acho ótimo!!!!
----------
Desafiando temperaturas de congelamento em frente à Torre Eiffel em Paris, três modelos vestiram imitação de vestidos de couro na terça-feira para denunciar o uso de peles de animais em roupas e acessórios.

Coincidindo com a Semana da Moda de Paris, o protesto foi organizado pelo grupo de direitos dos animais PETA, que quer que os designers utilizem alternativas para o couro.

O trio utilizaram cartazes em forma de pedras de túmulos que diziam "O couro está morto" e "Vestir sem pele animal que nunca matou ninguém".


FONTE: liveleak

2/23/2018

Reino Unido: piquetes de manifestantes PETA em topless London Fashion Week * EXPLÍCITA *

Tem gente que é contra este tipo de manifestação.... eu não sou não...... 
------------
Um grupo de sete manifestantes topless de People for the Ethical Treatment of Animals (PETA) protestou na frente da London Fashion Week na The Store, no centro de Londres, na sexta-feira.

O diretor da PETA UK, Elisa Allen, explicou seus métodos de protesto:
"É difícil chegar a muitas pessoas apenas distribuindo folhetos, então as causas sociais de hoje devem ser provocativas para chamar a atenção das pessoas e esse protesto fez exatamente isso aqui na London Fashion Week para dizer às pessoas que os animais não são acessórios de moda, eles não são tecido. Se é o pêlo de uma raposa ou a pele de um bezerro, pertence a eles, não nos pertence ".

A PETA estava protestando contra o uso de peles e outros produtos de origem animal na indústria da moda.

FONTE: liveleak

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪