RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador EUA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador EUA. Mostrar todas as postagens

5/31/2018

INSANIDADE: O muro de Trump com o México é uma tragédia para animais e plantas

Gente, este Trump é maluco!!!!! como americanos, supostamente inteligentes, elegeram um insano como este? Tenho tanto medo que brasileiros sejam doidos também e elejam o Bolsonaro...... Meu Deus, vou tirar o tubo de vez!!!!!
---------------
O muro de Trump não divide só humanos. É também uma barreira para animais e plantas
É sabido que a Natureza não é o alvo das barreiras políticas. No entanto, com a sua construção, também os animais vão sofrer as suas consequências.

Nos dias que correm, discute-se, do outro lado do mundo, a construção ou não de uma barreira física na fronteira entre os EUA e o México. Alguns dos projectos apresentam muros com fendas para os guardas verem o outro lado. Outros, um topo liso para impossibilitar a amarração de cordas. Uns são de ferro maciço, outros preferem outra constituição.

Independentemente dos seus materiais, os muros são construídos para manter as pessoas longe. Mas o que é que acontece ao mundo natural, quando abraçamos projectos destes?

Actualmente existem cerca de mil quilómetros de barreira física na fronteira EUA-México. Os restantes 2 mil quilómetros livres continuam a permitir a movimentação de várias espécies entre os dois países, com o crescimento de uma grande biodiversidade nestes troços. É exactamente nesta região de fronteira política que se encontra uma grande variedade de anfíbios, répteis e mamíferos que, com os novos desenvolvimentos, se encontra agora ameaçada.

“TERRA DE NINGUÉM”
No caso do Rio Grand Valley, no Texas, a construção prevista de barreiras terá de se desviar da fronteira natural – o rio – para território americano. Significa isto que, todo este novo fortificado vai atravessar várias zonas protegidas, criando quase 6500 hectares de área não acessível por humanos: uma “Terra de ninguém”.

Esta questão coloca um conjunto de problemas muito particular para a movimentação de animais.



CHEIAS
O problema imediato da existência de hectares de “Terra de ninguém” prende-se com as cheias. No Rio Grand Valley existem regiões pantanosas que se enchem com a subida dos níveis de água. Quando isto acontece, répteis e mamíferos têm que se mover para terra segura. Ao criarmos uma barreira impermeável, criamos também uma verdadeira armadilha para estes animais, que ficam encurralados entre o muro e o rio, sem escapatória possível.

REDUÇÃO DA DIVERSIDADE GENÉTICA
A longo prazo, estruturas que limitam a migração de animais, podem levar a consequências muito graves para a sua sobrevivência. Quando uma população é separada por uma barreira física, a sua carga genética é dividida. Este fenómeno leva a uma redução da diversidade genética em cada uma das populações, culminando num aumento da consanguinidade e num elevado risco de extinção da espécie.

E SE EXISTIREM PEQUENAS PASSAGENS AO LONGO DO MURO?
Alguns indivíduos defendem que a construção de muros com pequenas passagens vai permitir que os animais atravessem esta barreira. Contudo, este tipo de projectos não leva em conta o comportamento animal.
Tipicamente, para construir uma barreira é necessário limpar a vegetação da área envolvente por forma a construir estradas onde a brigada fronteiriça possa circular e as “aberturas” são comummente equipadas com equipamentos de iluminação muito forte para facilitar a visualização de humanos que se aproximem. Para animais acostumados a deslocar-se durante a noite, camuflados na vegetação, este tipo de ambiente não é propriamente apelativo.

Os humanos facilmente conseguem descobrir formas de atravessar, pular ou contornar uma fronteira, os animais, por sua vez, não o conseguem. É sabido que a Natureza não é o alvo das barreiras políticas. No entanto, com a sua construção, também os animais vão sofrer as suas


FONTE: shifter.pt

5/23/2018

SOBREVIVENTE: Gato sobrevive após ser atingido por flecha


Este negócio de flechada nos EUA é algo que assusta.... Pobre do gatinho!!!!!
----------------

Gato sobrevive após ser atingido por flecha 
Um gato atingido por uma flecha que atravessou todo seu corpo sobreviveu após ser resgatado, na sexta-feira, por oficiais da unidade de Controle de Animais da cidade americana de Perris, na Califórnia. O gato, de 2 anos, estava alerta e miava muito quando foi levado para o serviço de cuidado dos animais da cidade de San Jacinto, a cerca de 32 quilômetros, onde recebeu cuidados dos veterinários.

A veterinária Sara Strongin e sua equipe anestesiaram o gato e retiraram a flecha com segurança. Segundo ela, o felino teve sorte porque o objeto entrou pela cavidade torácica e poderia ter atingido o pulmão ou o coração. Após a retirada, a equipe está confiante de que ele conseguirá se recuperar.

"Quando ele deu entrada estava obviamente muito estressado, agitado e com dor. A flecha entrou no ombro esquerdo do gato, passou pelos músculos e saiu na parte inferior do peitoral, perto do esterno. Se a flecha tivesse entrado pela cavidade torácica, ele teria sofrido muito mais. A questão agora é se há algum dano interno que não pudemos ver no raio-x inicial", disse Sara.

A flechada também causou uma fratura na pata dianteira esquerda do gato, onde ele foi atingido. Segundo a veterinária, a pata vai precisar ser reparada cirurgicamente por um cirurgião ortopédico ou, possivelmente, amputada.

"A maior parte do trauma foi na pata dianteira esquerda. Gatos e cachorros conseguem se virar surpreendentemente bem com três patas. Amputar livraria o bicho das dores. Ao se livrar dessa perna, o gato será capaz de andar muito melhor com três patas saudáveis", disse Sara.

A unidade de Controle dos Animais de Perris não sabe quem atirou no gato e pediu que os moradores da cidade denunciem qualquer suspeita. O Controle de Animais da cidade vizinha de Riverside também vai ajudar nas investigações.

"Vamos ajudar nossos colegas em Perris de qualquer maneira para que a pessoa cruel que fez isso seja responsabilizada. É um ato hediondo quando alguém propositalmente machuca qualquer animal causando ferimentos graves e algumas vezes fatais", disse Frank Corvino, supervisor da Divisão de Serviços de Campo de Riverside.

Fonte: EXTRA

5/22/2018

ACIDENTE: Polícia responde a acidente no Michigan e encontra oito tigres no local

Imaginem o tamanho da encrenca e negligência!!!!!
-----------
Nem os animais nem o condutor ficaram feridos durante o acidente.
Quando os agentes da polícia do Michigan, nos Estados Unidos, responderam a um despiste de um caminhão com atrelado numa autoestrada, foi-lhes dito que esta transportava animais. O que não sabiam era de que tipo de animais se tratavam e quando chegaram ao local depararam-se com oito tigres de Bengala, com quase 300 kg cada um.

O veículo, com a carga preciosa e em vias de extinção, despistou-se depois de hidroplanar devido às fortes chuvadas e condições climatéricas que se faziam sentir na segunda-feira passada, conta a Fox News. Os tigres pertenciam a uma companhia de circo e estavam a ser transportados do Michigan para Nova Iorque, sendo que tanto os animais como o condutor saíram do acidente sem qualquer ferimento. Nenhum dos animais escapou durante as operações, tendon acabado por passar a noite nas instalações de uma empresa de reboques local, enquanto o local do acidente era limpo.

FONTE: noticiasaominuto

5/13/2018

POLICIAL COVARDE: Oficial de polícia atira numa marmota por medo... uiuiui...

Pesquisando mais sobre o assunto, acabei achando muitos casos de policiais que cometem estes crimes sem uma desculpa plausível. No caso recente, bastaria se colocar atrás da marmota e tocá-la para frente.... Não vi no vídeo nenhuma ameaça de ataque...... Que desse um tiro somente para assustar a pobrezinha seria o suficiente..... Agora, dizer que era uma ameaça a segurança pública, chega ser um deboche.....
-------------
Um oficial do condado Carroll County, Maryland, foi criticado por alguns nas redes sociais pela reação "extrema" que o levou a sacar sua arma e matar a marmota na frente dos motoristas que esperavam. 

Um vídeo do incidente foi postado no Facebook pela testemunha Justyna Olkowska, que disse: 'Isso aconteceu. E estou muuuito perturbada. O Gabinete do Xerife disse que o vice estava dirigindo na Rota 26 perto da White Rock Road, onde o tráfego foi interrompido em ambos os lados da estrada por causa da marmota. Ele disse que o oficial não identificado tentou guiar a marmota fora da estrada, mas quando correu em direção a ele, ele atirou no animal. 

O oficial disse que a marmota foi baleada para a segurança do público. Em um comunicado, o Gabinete do Xerife disse: 'Ele percebeu que não estava respondendo como esperado para um animal que não estava sendo encurralado ou preso. "Acreditando que a marmota está doente ou ferida, o delegado então colocou o animal no chão para a segurança do público." Mas muitas pessoas criticaram a forma como a situação foi tratada.

Juntamente com o vídeo - que já foi visto centenas de milhares de vezes on-line - Justyna escreveu: “Não posso acreditar que acabei de testemunhar isso. Se você não é um amante dos animais, você não vai entender minha dor. 'Eu posso estar errada e ele poderia estar fazendo o trabalho dele, mas tudo o que eu ficava pensando era se minha pequena sobrinha e sobrinho estavam no carro comigo vendo isso'. 

Outros concordaram, questionando por que o policial sentiria a necessidade de matar o animal. Mas muitos outros questionaram a indignação vista no rastro da marmota em comparação com tiroteios de homens negros desarmados nos EUA, como destacado pelo movimento Black Lives Matter. Karen Baker, diretora executiva da Carroll County Humane Society, disse que o comportamento do animal era "incomum". Ela disse que a vida selvagem geralmente foge, não para os humanos, a menos que estejam doentes ou feridos. "Em circunstâncias normais, um animal tomará sua rota mais fácil de fuga quando estiver ameaçado ou assustado", disse Baker. "Normalmente, um animal vai fugir dos seres humanos, especialmente se você está se tornando grande, você está batendo os pés, você está alto." 

Ela acrescentou que isso acontece com frequência no Condado de Carroll, que tem áreas rurais e urbanas próximas umas das outras. 'Agora, é primavera. Tudo está saindo e acasalando, e por isso estamos vendo muita vida selvagem e conflitos humanos agora ”, disse Baker. A Humane Society recuperou a marmota e disse que nenhum teste será feito porque não teve nenhum contato conhecido com seres humanos ou animais domésticos.

Fonte: Metro

QUE JUSTIÇA? Direitos animais submetidos aos supostos direitos humanos

Que coisa mais absurda desta corte de justiça americana.... Deixar de dar liberdade a animais que vivem explorados e presos em jaulas como a que vemos na foto..... Por isso que, às vezes, resolvo minhas paradas direto, entendem? justiça é isto aí....
-------------
A corte de Justiça do Estado de Nova York rejeitou na terça-feira 8 o pedido de liberdade para os chimpanzés Tommy e Kiko, mantidos em jaula por seus respectivos donos, entre eles, um treinador de animais.

Sob a responsabilidade do advogado Steven Wise, o processo foi registrado pela organização Projeto de Direitos Não-Humanos, que desejava levá-los para um santuário de animais. A corte de apelações entendeu que a decisão da primeira instância estava correta em definir que os símios não são pessoas legais. No entanto, o juiz da corte de apelações Eugene Fahey avaliou que, como possuem 96% do DNA humano, os chimpanzés têm habilidades cognitivas avançadas e trazem um grande dilema ético e de regulação que precisa ser resolvido.

FONTE: istoedinheiro

5/04/2018

VELHICE: Cães idosos encontram um lugar acolhedor para o fim de suas vidas

Como amo animais idosos.... queria tanto ter condições de atender estes animais..... São tão queridos.....
-----------
Cães idosos encontram um lugar acolhedor para passar o fim de suas vidas em Michigan
A organização sem fins lucrativos funciona como um asilo para cães idosos e visa trazer mais amor e conforto durante a velhice desses animais, além de oferecer um final de vida digno para eles

Assim como é para os humanos, a velhice também é o momento mais complicado da vida dos cachorros. Este é o momento onde todos nós precisamos de um cuidado maior, de mais ajuda para fazer as coisas do dia a dia, incluindo as mais simples, e também de mais atenção. Porém, é neste momento da vida também, a velhice, em que todos são mais esquecidos, tanto idosos humanos quanto idosos animais.

Cansada de ver e ouvir sobre casos de cachorros idosos que foram abandonados quando mais precisavam de ajuda, Kim Skarritt criou, há cerca de dois anos, a Silver Muzzle Cottage Rescue & Hospice, uma organização sem fins lucrativos localizada em Michigan, nos Estados Unidos, que ajuda animais idosos abandonados e trabalha com abrigos, além de também ajudar tutores, sempre pensando no bem-estar dos cães mais velhos, aqueles que precisam de um cuidado maior e atenção especial.

A Silver Muzzle Cottage funciona como uma espécie de asilo para cachorros idosos e é administrado por um grupo local de amantes de cachorros que se uniu para dar um final de vida mais digno e cheio de amor para esses peludinhos mais velhos que foram abandonados.

No local, que conta com profissionais treinados, os animais encontram um lar aconchegante e acolhedor, onde eles podem descansar e vão sempre receber atenção e carinho, independente de estarem doentes, incapacitados ou terem sido indesejados por seus antigos tutores.

“Eles não pedem muito quando estão realmente velhos. Eles querem ser amados e cuidados, querem comida e só precisam de um lugar quente para colocar a cabeça à noite. Em algum momento, eles foram cuidados e, quando mais precisavam, não foram. E é por isso que eles realmente precisam de um lugar como o nosso”, disse Kim Skarritt ao Detroit Free Press.

A instituição Silver Muzzle Cottage foi construída ao lado do centro de treinamento para cães que também pertence a Kim. O local foi realmente pensado para esses animais e conta com muitos sofás e camas macias. Além de cachorros idosos a partir de 10 anos de idade, a organização também oferece abrigo e cuidados para animais de qualquer idade que sofram de uma doença terminal.

Kim Skarritt conta com a ajuda de 100 voluntários que cuidam dos cães, interagem com eles, lhes dão carinho e os levam para passear.

Além de todo esse trabalho, a Silver Muzzle Cottage ainda ajuda a encontrar lares amorosos para muitos destes cães idosos, onde eles passam seus últimos momentos de vida recebendo muito amor de uma família.

Porém, mesmo os que não são adotados também têm um final de vida digno, confortável e cheio de amor na organização. Todos prezam por isso no local. “Para algumas pessoas, é muito difícil. Elas realmente não conseguem lidar com isso. Mas para quem consegue… é muito gratificante. Temos que olhar para isso de uma forma positiva, caso contrário, seria muito deprimente. Mas é uma vitória para nós e é uma vitória para os cães”, conta Kim Skarritt.

Por mais pessoas como Kim Skarritt no mundo e mais cuidado e preocupação com os animais idosos.

FONTE: portaldodog

4/09/2018

Leoa que desenvolveu juba naturalmente morre em zoológico nos EUA

É tão triste saber que um animal desta magnitude e beleza morreu. Pior, 18 anos em cativeiro num zoológico....
----------------
Bridget, de 18 anos, foi submetida a eutanásia no Oklahoma City Zoo. Aos 18 anos, leoa idosa parou de se alimentar e sentia dores; ela teve infecção grave ou insuficiência cardíaca, segundo veterinários.

A leoa Bridget, que tinha desenvolvido naturalmente uma juba, morreu no Oklahoma City Zoo, aos 18 anos. Segundo o zoológico, ela foi submetida a uma eutanásia na quarta-feira (4), depois que uma equipe de veterinários determinou que ela sofria de uma infecção grave ou insuficiência cardíaca.

Bridget era considerada uma leoa idosa, já que a expectativa de vida de leões em cativeiro é de cerca de 20 anos. Na natureza, eles vivem aproximadamente 15 anos. Segundo a Associated Press, o zoo informou que ultimamente ela estava letárgica, não se alimentava e aparentava sentir dores.

Bridget se tornou notícia em março, quando foram divulgadas imagens de sua juba, que cresceu entre março e novembro de 2017, e foi causada por uma produção elevada de androstenediona, um hormônio que pode contribuir para o desenvolvimento de características masculinas.

Na ocasião, ela parecia estar bem de saúde e os pelos extras não tinham influência em seu bem-estar, segundo os veterinários. A disfunção hormonal foi provavelmente provocada por um tumor benigno em uma glândula adrenal.

Bridget nasceu no próprio Oklahoma City Zoo em 1999 e teve filhotes em 2007. Ela vivia ao lado de uma irmã da mesma idade, Tia, e do leão macho Hubert, de seis anos.


FONTE: G1

4/02/2018

Protestantes dos direitos dos animais tentam parar um caminhão e quase são atropelados



Eita que quase rola uma tragédia..... Os manifestantes queriam pará-lo apenas para dar água aos animais que passam horas e até dias sem beber uma gota até chegar ao abatedouro, mas, este motorista de caminhão não estava a fim. Um ativista comenta: "O que está errado com ele?" Outro responde: "Mel, eu não acho que ele tenha tempo para a sua ação de hoje."

Fonte: Live leak

3/30/2018

São Francisco torna-se a maior cidade dos EUA a proibir a venda de peles de animais


São Francisco tornou-se a maior cidade dos Estados Unidos a proibir a venda de peles de animais.
São Francisco tornou-se a maior cidade dos Estados Unidos a proibir a venda de peles de animais, após o Conselho Municipal de Supervisores ter votado unanimemente a favor da medida.

Depois da sua promulgação, a proibição entrará em vigor em janeiro de 2019 e abrangerá todas as vendas a retalho e online dentro dos limites da cidade, excluindo as lojas de produtos em segunda mão e as instituições de caridade.

“As quintas de produção de peles são lugares violentos para os animais, onde estes são gaseados, eletrocutados, envenenados e feridos exclusivamente para a criação de roupas e acessórios”, disse Katy Tang, membro do Conselho de Supervisores. “Era inconcebível que São Francisco continuasse a permitir a venda deste tipo de produtos e temos de dar o exemplo para que outras cidades no país e no mundo se juntem a nós, proibindo as roupas de peles.”

A medida foi saudada com entusiasmo por diversas organizações de defesa dos direitos dos animais, entre as quais a Humane Society, que a considerou “uma vitória histórica para milhões de animais cruelmente confinados e mortos por causa das suas peles”. Outras duas cidades do estado da Califórnia – West Hollywood e Berkeley – já tinham proibido em 2013 e 2017, respetivamente, a venda de peles.

Diversos criadores internacionais do mundo da moda, incluindo Giorgio Armani, Gucci, Michael Kors, Jimmy Choo e Versace, têm vindo a deixar de usar peles nos seus produtos. Marco Bizzarri, CEO da Gucci, comentou que as peles já “não são modernas” e Donatella Versace disse, durante uma entrevista: “Não quero matar animais para fazer moda. Não me parece bem.”

São cada vez mais as cidades e países a oporem-se à criação de animais para a obtenção das suas peles. Em 2017, a Croácia e a República Checa proibiram as quintas de produção de peles e a Índia proibiu a importação de peles de répteis, martas, raposas e chinchilas. 

FONTE: theuniplanet

3/23/2018

Onze presos em rituais de animais. Policiais acham cachorros, cobras e galinhas mortos

Jesus amado, olha pra isto!!!!!! não acredito mais em humanos há muito tempo, mas, fico na ilusão que o Cara lá de Cima vai produzir o grande milagre..... Não dá mais para viver com esta quantidade de gente que usa animais para este tipo de crueldade..... Ebola nesta cambada!!!!!
------------
Cabras mortas, galinhas e outros animais foram encontrados em uma casa em San Antonio (EUA) na sexta-feira, depois que a polícia recebeu chamadas de que os animais podiam ser sacrificados.

Os deputados do xerife do condado de Bexar responderam a uma chamada em torno de 19h de que a crueldade animal estava ocorrendo no bloco 11400 da Bronze Sand Road, informou o  San Antonio Express-News .

De acordo com o sargento Elizabeth Gonzalez, as autoridades chegaram para encontrar pelo menos uma dúzia de pessoas reunidas em círculo na garagem da casa onde uma mulher estava cortando “partes de animais” e outra pessoa estava drenando sangue de frango em um recipiente.Onze pessoas foram presas depois que moras trouxas, galinhas e outros animais foram encontrados em uma casa em San Antonio na sexta-feira, depois que a polícia recebeu chamadas de que os animais podiam ser sacrificados .

As autoridades chegaram para encontrar pelo menos uma dúzia de pessoas reunidas em círculo na garagem da casa onde uma mulher estava cortando “partes de animais” e a pessoa antera estava drenando sangue de frango em um recipiente. Gonzalez também acrescentou que o agente respondente não entendeu o idioma que falavam apesar de falar fluentemente em inglês e espanhol. Depois de procurarem a casa, os deputados encontraram vários animais vivos – mas mutilados – e animais, incluindo “cabeças de cabra” e mais galinhas, disse Gonzalez.

Onze homens e mulheres com idades compreendidas entre os 23 e os 65 anos foram presos por crimes de crueldade contra animais. De acordo com um relatório da polícia, alguns dos suspeitos presos disseram aos deputados que os animais estavam sendo sacrificados para fins religiosos. No entanto, uma mulher que vive na residência disse que a situação não era como parecia. “Há um mal entendido, mas não vamos falar sobre isso”, disse ela.

Um vizinho disse à estação de notícias que ficou horrorizado com os acontecimentos que ocorreram na casa e disse que constituía a crueldade. “É uma criatura viva. Se você não vai comer depois de matá-lo, não há como fazer isso “, disse Antonio Jimenez à Fox 29. Outros vizinhos, que não queriam falar na câmera, disseram que muitas pessoas iriam para a casa pelo que agora acreditavam ser rituais. Muitas vezes, eles dançavam em torno de um incêndio no quintal.

Um casal que vive perto da casa, mas pediu para permanecer anônimo, disse ao San Antonio Express-News que eles viram uma grande quantidade de codornas correndo fora da casa na manhã de sábado, bem como o proprietário tentando encaminhá-las para gaiolas. Os animais da casa que ainda estavam vivos no momento da prisão estão atualmente na proteção de Animal Care Services.

Os 11 suspeitos foram identificados como: Alexander Gene Campos, 23; Ivan Felipe Gonzalez, 24; Carmen Maria Gonzalez-Trujillo, 41; Cynthia Gabriell Martinez, 29; Liza Mercado, 46; Marie Galan Murcia, 65; Ramon Patino Jr, 65; Luiz Rodríguez Ortiz, 41; Robert Talamantez, 55; Irma Garza Talamantez, 64; e Arteaga Ariel Torres, 39.

FONTE: goiasurgente

3/18/2018

Excursões nos EUA aproximam viajante de animais selvagens

É muita hipocrisia!!!! Noutro dia publiquei aqui a quantidade de agências de viagens americanas vendendo, a preço de banana, caçadas na África do Sul. Até porque o presidente americano, maluco Trump, revogou a lei que proibia trazer os troféus de caça para os EUA..... Ô gente podre dos infernos!!!!!!
----------------
Conheça quatro passeios para observar, alimentar ou fotografar os animais em seus habitats
Shivani Vora
​É possível observar animais selvagens fora da savana da África ou das florestas sul-americanas. De acordo com Martha Kauffman, diretora executiva e cientista do World Wildlife Fund, os Estados Unidos oferecem oportunidades de encontros memoráveis com animais. "O país abriga milhares de espécies de animais, e é possível vê-los bem de perto", diz ela. Veja quatro excursões para conhecer a fauna do país neste semestre.

Grous no Nebraska
Kauffman afirma que uma das experiências mais espetaculares que já teve de observação de animais aconteceu numa viagem ao vale do rio Platte, em março, quando mais de 90% dos grous canadenses do mundo (550 mil animais) se concentram na área.

Os visitantes passam a noite numa cabine para fotografia e vídeo que acomoda duas pessoas e permite o registro dos animais sem incomodá-los. Os preços começam em US$ 250 (R$ 815) por cabine, e a excursão está disponível até 31 de março. Reservas por email: info@cranetrust.org.

Águias nos Montes Ozark
No inverno [de dezembro a março no hemisfério Norte], diversas espécies de animais ocupam os 4.000 hectares do Dogwood Canyon Nature Park, no Missouri. Os visitantes podem encontrar águias, bisões, alces e lontras numa excursão de observação guiada por um guarda florestal (com preços a partir de US$ 200, ou R$ 652, para até três pessoas), ou percorrer o parque a pé ou de bicicleta. Reservas: dogwoodcanyon.org.

Alces em Idaho
No inverno, o Shore Lodge, de McCall, em Idaho, oferece um passeio de trenó de uma hora ao longo do rio Gold Fork para alimentar os alces das Montanhas Rochosas. É possível ver ainda cervos de cauda branca e raposas. Os ingressos custam US$ 20 (R$ 65), e as diárias na pousada começam em US$ 260 (R$ 848). Reservas: shorelodge.com.

Bodes e ursos na Pensilvânia
A fauna em torno do Nemacolin Woodlands Resort, em Farmington, Pensilvânia, inclui bodes pigmeus, carneiros iranianos e ursos-negros. As excursões de duas horas são guiadas por um especialista em animais. O preço é de US$ 90 (R$ 293) por pessoa, e as diárias da pousada começam em US$ 159 (R$ 518). Reservas: nemacolin.com.

FONTE: folha.uol

3/07/2018

Pentágono acusa Exército de maltratar "heróis militares caninos"

Que papelão, hein, seus gringos!!!!! Quem diria que no país que cospe em todos os outros  como sendo primeira potência do mundo age desta maneira com animais que explorou em situações que eles salvaram tantas vidas.... Podres!!!!
-------------
Exército norte-americano não segue as indicações acerca do tratamento que deve ser prestado aos animais quando regressam do serviço militar, denuncia relatório.

Formaram uma brigada de cães treinados para detectar bombas que acompanhavam equipas de combate em missões potencialmente letais, encontrando bombas espalhadas nas estradas do Afeganistão, salvando vidas humanas. Porém, no regresso do serviço militar, estes cães foram mal tratados pelo Exército norte-americano, afirma o inspector-geral do Departamento de Defesa norte-americano, num relatório conhecido nesta sexta-feira.

A investigação arrancou depois de os soldados que trabalharam com os cães terem denunciado e criticado o destino dos salvadores de quatro patas.

Depois de regressarem aos Estados Unidos, alguns dos animais foram deixados em canis durante 11 meses, mal tratados, com falta de atenção e cuidados. Outros terão sido abatidos, revela o relatório. Não foi feita qualquer selecção de militares interessados em adoptar os cães.

O relatório acrescenta porém que houve soldados a procurar e resgatar dos canis do Exército os cães com os quais desempenharam missões militares.

Os representantes do Exército não responderam às múltiplas tentativas de contacto telefónico e e-mail. A Reuters não conseguiu também contactar os antigos soldados que preencheram as queixas contra o tratamento dado aos cães que terão conduzido à investigação.

Os cães serviram no Afeganistão entre 2010 e 2014. O relatório culpa o Exército norte-americano por ter ignorado as directrizes do Pentágono acerca do tratamento que deve ser dado a cães que cumpriam serviço militar. O Exército norte-americano não usou o sistema que instrui o tratamento que deve ser dado a estes cães, como exigido, disse o inspector-geral.

O relatório afirma ainda que o Exército contratou indevidamente um negociador privado, o que viola uma regra que estipula que os cães devem ser obtidos através de um esquadrão especial da Força Aérea, responsável pela formação e distribuição de cães prontos a integrar os serviços militares.

FONTE: publico.pt

1/15/2018

EUA traz para casa 92 cães militares do Afeganistão

Acho que é o mínimo depois de levar os bichos para aquela desgraceira... Que horror!!!! Ainda bem que voltaram para casa.... Agora, e os que foram para lugar destes aposentados? 
------------
Este vídeo mostra 92 cães militares transportados de volta aos EUA depois que seu período no Afeganistão terminou.

O grupo de cães que foram transportados a 7000 milhas, e a logística, bem como a dedicação e com responsabilidade. O serviço militar honrar seu compromisso com os cães como seres conscientes, em oposição ao equipamento militar.


A grande quantidade de dedicação e um planejamento cuidadoso que exige que voe 92 cães mais de 7.000 milhas, é nada menos que fenomenal.

Isto é exatamente o que o AMK9 fez quando os cães militares contraídos pelo governo dos EUA completaram seu serviço no exterior. Eles seguiram passos mais adiante. Aqueles que precisavam de casas amorosas para sua aposentadoria. Sendo que a maioria dos cães militares ao termino do seu serviço militar, são adotados por seus condutores. Vemos o respeito que o governo americano tem com seus militares.




1/10/2018

Um indivíduo roda dois cães no ar numa única coleira e os atira longe

Mas, tem que pegar este imundo e cobrir de tabefe até enfiar ele no buraco do inferno....
------------
BATON ROUGE, LA - The East Baton Rouge Sheriff's Office começou a investigar o incidente após um vídeo que descreve a alegada crueldade animal começou a circular nas mídias sociais durante o fim de semana. O vídeo foi amplamente divulgado on-line para pessoas em todo o país e o mundo exigindo justiça para a pessoa vista prejudicando os cães indefesos. 

O vídeo mostra alguém balançando dois cães pequenos em uma coleira e depois jogando-os em um estacionamento de um complexo de apartamentos. Depois de analisar o vídeo, os pesquisadores acreditam que o suposto incidente aconteceu na área de Gardere, fora de Burbank Drive, na Paróquia East Baton Rouge. 

Os cães que foram prejudicados foram encontrados. "Eles estão com seus donos e estão em boa saúde", disse o porta-voz da EBRSO, Casey Hicks.  

Fonte: LeaveLeak

Perus selvagens causam pânico a moradores de cidade americana

A solução, claro, vai ser a pior para os animais... quer apostar?
----------
As autoridades estudam um jeito de solucionar o caso

Perus selvagens estão deixando os moradores de uma cidade pacata dos Estados Unidos apavorados. Os animais vem atacando as pessoas em várias vizinhanças da cidade de Stamford, Connecticut. O problema ficou tão sério que alguns moradores estão com medo até de sair de casa.

Autoridades da cidade afirmam ter recebido reclamações de muitos moradores, incluindo idosos, com medo das aves: "Meu maior receio é com a Escola Primária, que está no meio do território controlado por esses perus", disse Kolenberg, uma das moradoras. De acordo com Kolenberg, os perus são muito territorialistas, e ficam agressivos quando alguém invade a região dominada por eles.

Michael Gregonis, biólogo do Departamento de Energia e Proteção Ambiental, disse que as pessoas alimentavam tanto os perus que eles acabaram ficando acostumados, os bichos deixam de temer as pessoas, eles começam a ir atrás de crianças, velhos e carteiros.

Um carteiro relata que eles são muito persistentes, e que ele e mais dois colegas já foram perseguidos e atacados pelas aves, que se reproduzem rapidamente.

Os moradores ainda vão ter que sobreviver por mais um bom tempo com essa grande ameaça, já que as autoridades estudam um jeito de solucionar o caso.

FONTE: meionorte

1/08/2018

Por negligência de donos, cães estão morrendo de frio nos EUA

Gente, são vários os casos de negligência com os animais no frio americano.... Quando eu falo não é a toa: "serumano" é em todo mundo.... gente podre!!!
----------
Nesta quinta-feira (4), uma moradora de Connecticut foi acusada de crueldade animal após o cachorro dela morrer congelado em uma casinha ao ar livre

Uma moradora do condado de Hartford, em Connecticut, nos Estados Unidos, foi acusada pela polícia, nesta quinta-feira (4), por crueldade animal. O motivo? Um vizinho havia relatado que o cachorro dela morreu congelado, enquanto estava acorrentado a uma casinha ao ar livre sob o frio extremo que atinge vários estados do país.

Infelizmente, o incidente não foi um caso isolado. Várias mortes de cães por congelamento estão registradas nos últimos dias nos Estados Unidos, principalmente em Ohio. Na cidade de Toledo, um cachorro foi encontrado congelado em uma varanda, na semana passada, de acordo com informações do Estado de São Paulo.

Outro acusado
No condado de Franklin, também em Ohio, outros três cachorros foram localizados mortos em dois dias desta semana. Em Butler, autoridades acusaram os donos de um cachorro morto pelo frio de crueldade contra um animal de companhia.

Grupos de proteção aos animais estão alertando para que os casos de maus tratos sejam denunciados. Muitos estados norte-americanos têm sido duros com donos que submetem seus animais a condições climáticas extremas. As penas variam de multas e podem chegar a acusações criminais.

FONTE: jconline.ne10

1/06/2018

Cachorro deixado fora de casa morre congelado nos EUA

No mínimo.... na verdade mereciam ficar do lado de fora até congelar igual ao cachorro.... "serumanos" mesmo... ô nojo!!!!!
------
Segundo a polícia local, os donos do cão vão responder por crueldade aos animais

COLUMBUS — Devido às baixas temperaturas nos Estados Unidos, que passa por uma onda de frio extremo neste inverno, um cachorro morreu congelado na cidade de St. Clair Township, em Ohio. A polícia do condado de Butler informou, nesta quarta-feira, que os donos do cão, cujas identidades não foram divulgadas, serão acusados por crueldade aos animais.

Em uma publicação na página do escritório do xerife, a polícia frisou que fornece forro de palha gratuitamente para as pessoas que não têm recursos para manter seus animais de estimação protegidos em casa.

"Equipes do setor de proteção aos animais do escritório do xerife do condado de Butler responderam a uma ocorrência em St. Clair Twp para checar a segurança de um cachorro. O cão foi encontrado do lado de fora de uma casa sem qualquer tipo de proteção. Ele morreu congelado devido à severidade do mau tempo", afirmou a polícia em postagem no Facebook.

A publicação pediu aos moradores para acionarem a direção de proteção aos animais em caso de suspeitas de maus tratos. O xerife Richard Jones ressaltou que morrer congelado é algo "horrível" de acontecer com um animal de estimação:

"Se a família não pode arcar com os cuidados apropriados para seus animais de estimação em temperaturas extremas, por favor entre em contato com o setor de proteção dos animais para que possamos ajudar".

Nesta quinta-feira, moradores de St. Clair Township devem enfrentar temperaturas entre 19 e 8 graus negativos.

FONTE: oglobo

12/26/2017

Diretor de abrigo finge morte de cachorro para não devolvê-lo a família

Acho que todos os protetores deveriam ficar a favor do diretor do abrigo.... Eu faria o mesmo.... Já mandei meu apoio à ele pelo face da ONG que destaquei no texto...
--------------- 
O cão Mack foi alvo de uma longa batalha judicial nos Estados Unidos; diretor alega negligência de família adotiva
O cachorro fugiu de casa diversas vezes e o diretor do abrigo entendeu que o pet não gostava da família que o havia adotado
Um cão que foi alvo de uma batalha judicial de dois anos e de uma morte falsa está de volta à sua família adotiva no Estado do Missouri, nos Estados Unidos. 

A emissora KSDK-TV reporta que Jamie Patterson e seus sete filhos adotaram Mack, uma mistura das raças boxer e mastiff de uma associação que resgata animais, a Rough Road Rescue, em 2015.

Mas acontece que Mack se mostrou um grande profissional na arte da fuga. Na última vez em que ele fugiu de casa, o diretor da associação, Steve Svehla, o encontrou e decidiu ficar com ele, acusando Jamie de negligência. Começou então uma batalha de dois anos na Justiça e os tribunais votaram em favor de Jamie.

Mas, em vez de devolver o cachorro à 'mãe' adotiva, o diretor da associação a entregou uma caixa de cinzas e afirmou que o cão havia morrido, o que era mentira. Depois de uma investigação, Svehla confessou que o cão estava vivo e o entregou à dona. Agora, ele enfrenta acusação de roubo por não ter devolvido o cão imediatamente depois de o caso ser encerrado. Ele ainda mantém a alegação de negligência por parte da família.

Fonte: Estadão

Grande incêndio queima burros amados no parque Custer de Dakota do Sul

Meu Deus, eu não me convenço que estes incêndios não sejam propositais....
---------------
Nove burros que são favoritos dos visitantes do Parque Estadual Custer de Dakota do Sul foram queimados em um incêndio e não se sabe se todos eles vão sobreviver, disse um oficial do parque no sábado.

12/17/2017

Leiam a história completa da cadela enterrada viva - vídeos

Olha, este caso está sendo vinculado agora, mas, ele ocorreu em princípio de julho deste ano. Tentei ver se o criminoso foi encontrado, mas, não achei nada, ou seja, um crime sem punição. Publiquei dois vídeos onde mostram imagens sobre o resgate e atendimento da pobrezinha. Só peço a Deus para quando estiver do outro lado eu possa encontrar este tipo de gente para fazer justiça com minhas mãos....

---------
O cão encontrado enterrado vivo ao longo da trilha da Geórgia morre; recompensa por prisão cresce.
TUCKER, Ga. - Uma cadela que recebeu o nome de Lulu morreu depois que  foi encontrada enterrada viva ao longo de uma trilha da Geórgia, com apenas o focinho e os olhos visíveis na terra dura.


Eric Purdue encontrou a cadela marrom durante uma trilha de terra no condado de DeKalb, na Geórgia, de acordo com a WXIA-TV. Ela era completamente incapaz de se mover e estava lá há pelo menos dois dias, Purdue estimou. Depois de cerca de 30 minutos de escavação, Purdue, junto com seu sobrinho e filho, liberou o animal e a levou para sua casa durante a noite para se banhar e alimentá-la. Ele disse à estação que ele lhe deu o nome de Lulu e tinha planos de adotá-la.


"Ela estava sempre conosco ... durante toda noite ela sempre estava sendo acariciada", disse Purdue à WXIA. No entanto, Lulu morreu no dia seguinte no hospital animal. Purdue disse que planeja voltar e preencher o buraco onde ele encontrou Lulu enquanto estava cortando galhos para servirem de lenha naquele dia.


A Sociedade Humana e Pessoas para o Tratamento Ético de Animais estão oferecendo uma recompensa de US $ 15.000 para informações que levem o criminoso à prisão.




Fontes: wgntv11Alive

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪