RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador CETAS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CETAS. Mostrar todas as postagens

5/19/2019

Ibama volta atrás e vai manter centros de triagem de animais em Minas

Graças a Deus!!!!!
-------------
Fechamento tinha sido anunciado na quarta-feira por corte de verbas. Pressão pesou para recuo do Governo Federal

O Ibama voltou atrás e decidiu pela manutenção  dos Centros de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) de Juiz de Fora, na Zona da Mata, e de Montes Claros, no Norte de Minas. O fechamento das duas unidades tinha sido anunciado,

5/16/2019

SOCORRO!!!!! CETAS fechando por contenção de gastos...

Engraçado é ver que pessoas que votaram neste atual governo quererem posar de "revoltadinhos" com aquilo que Bolsonaro prometeu fazer, ou seja, desmantelar o setor do meio ambiente.... Muita cara de pau!!!!!!
------------------
É com grande tristeza que anunciamos que a partir de hoje (13/05/19) estão fechados os CETAS de Montes Claros e Juiz de Fora devido a contenção de gastos do Governo Federal. Nos foi imposto um corte de 30% no contrato de tratadores,

7/27/2018

TRF2 condena Ibama a divulgar orientações sobre destinação de animais silvestres apreendidos

Ótimo. Mas, será que o IBAMA vai cumprir? Penso que durante este período serão vários pedidos de adiamento..... Pelo jeito não há dinheiro nem para o suprimento dos animais...
----------------
Ainda pela decisão, o estado do Rio de Janeiro deve construir novo Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas).

4/27/2018

Cetas de Araras recebe duas araras vítimas de maus-tratos

Aves maltratadas mostram um sofrimento intenso.... elas retiram suas penas, se mordem todas, enfim, uma tristeza imensa se apodera dela.....
--------------
Aves vieram do Ibama de Lorena para Araras (SP) e uma delas será devolvida à natureza após passar por tratamento.
Centro de Reabilitação de Animais Silvestres de Araras (SP) recebeu duas araras vítimas de maus-tratos. As aves foram apreendidas pela Polícia Ambiental e estavam em um posto do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Lorena (SP). Uma das aves é uma arara vermelha, que está ameaçada de extinção. A outra é uma híbrida, resultado do cruzamento em uma arara vermelha com uma arara Canindé, que tem penas azuis e amarelas.

Segundo a veterinária do centro, Fernanda Magajevski, as aves chegavam estressadas e sem muitas penas. “Elas chegaram muito estressadas, a híbrida tem medo do contato, então provavelmente alguém já maltratou esse animal”, afirmou. O tratamento começou com alimentação reforçada e suplementos vitamínicos. Depois que estiverem bem fisicamente, os animais seguirão para um atendimento psicológico.

No primeiro momento, as araras irão ficar isoladas e, após duas semanas serão levadas para o viveiro onde já moram vinte e cinco araras de várias espécies. Pelo menos uma delas – a vermelha – deverá voltar à natureza em um ano. A arara híbrida deverá permanecer no viveiro da instituição. Desde a inauguração, em 2004, mais de mil animais passaram pelo centro, dos quais 60% foram devolvidos à natureza. O Centro de Reabilitação de Animais Silvestres de Araras oferece visitas monitoradas gratuitamente. O agendamento deve ser feito pelo telefone (19) 3542- 538.

Fonte: G1 São Carlos 

4/13/2018

Ibama reinaugura Centro de Triagem de Animais Silvestres em Fortaleza

Eu só fico torcendo para não acontecer com este CETAS o que acontece com tantos outros... tudo falido e sem recursos porque quem gerencia é político e não gente da área.... Nosso país ficou podre!!!!!
--------------
ACOLHIMENTO E TRATAMENTO - O local recebe vítimas de tráfico e de cativeiro ilegal e conta atualmente com 1.000 animais

Espaço destinado a receber animais silvestres vítimas de tráfico e de cativeiro ilegal, o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), foi reinaugurado ontem em Fortaleza. Com investimento em torno de R$ 1,1 milhão, a reforma durou quatro meses e envolveu todas as instalações, incluindo setores administrativos, laboratórios, salas para pequenas cirurgias, recintos dos animais e uma nova área de voo, sendo reforçada ainda a segurança.

Quando o Cetas foi criado, em 2009, a expectativa era receber 3.000 animais por ano, segundo o superintendente do Ibama no Ceará, Herbert Lobo. No entanto, em 2017 foram atendidos quase 9.000 animais, correspondendo ao triplo da capacidade do centro. Por mês, o Cetas recebe cerca de 700 animais. No momento, são em torno de 1.000 no local. Deste total, 80% são aves, 15%, répteis, e 5%, mamíferos.

“É óbvio que qualquer equipamento em sobrecarga vai se deteriorar mais rápido, por isso a necessidade dessa reforma. Vamos ter melhores condições de tratar, de cuidar desses animais e o processo de recuperação deles, muito provavelmente, será acelerado e poderemos reintroduzi-los também mais rápido no ambiente natural”, afirma o superintendente.

Os animais chegam ao Cetas por meio de entregas voluntárias; de trabalho de inteligência realizado pelo órgão; e de operações de fiscalização do Ibama, da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) ou do Batalhão da Polícia Militar Ambiental.

De acordo com o analista ambiental e fiscal do Ibama Walber Feijó não há tempo definido para os animais ficarem no Cetas, dependendo da condição e da espécie. Eles recebem cuidados veterinários e alimentação adequada para serem reintroduzidos na natureza após a recuperação. Os que não estiverem aptos para esse retorno são encaminhados para criadouros registrados e zoológicos. Ter animais silvestres em cativeiro é crime, sendo aplicada sanção administrativa de R$ 500 por animal.

O valor pode chegar até a R$ 5.000 se a espécie for ameaçada de extinção. Além disso, a pessoa pode responder judicialmente pelo ato.

COMO ENTREGAR ANIMAL 
O Ibama recomenda que seja feito contato prévio com o Cetas para emissão da autorização de transporte. Na entrega voluntária, a pessoa fica isenta de receber penalidade ou multa. 

SERVIÇO 
Cetas - Ibama

Onde: Rua Wilson Ferreira, 351 - Guajerú (Fortaleza) Telefone: (85) 3474 0001 Funcionamento: Segunda a sexta, das 7h30min às 17 horas Denúncias: 0800 618080 

FONTE: opovo

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪