RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

Mostrando postagens com marcador África do Sul. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador África do Sul. Mostrar todas as postagens

11/03/2017

Tartaruga mais velha do mundo é homossexual

Posso estar falando besteira, mas, conheci uma protetora que tinha muitos jabutis e ela falava sempre que era uma "zona" entre eles e elas, inclusive com cenas de ciúmes.... Eu achava que era exagero. Pelo jeito, o negócio rola mesmo....
-----------
Jonathan, a tartaruga mais velha do mundo, vivia com Frederica havia 26 anos. Até que, depois de passar por alguns exames, os cuidadores descobriram que Frederica, na verdade, era um macho, o que fez de Jonathan uma tartaruga homossexual.

Com 186 anos, Jonathan vive em Santa Helena, uma ilha que é parte do território ultramarino britânico, e fica a 1.200 costa da Africa do Sul. Ele chegou a ilha aos 30 anos, como presente para um governador.

De acordo com o jornal "The Times", a tartaruga viveu sozinha na ilha até que, com 80 anos de idade, se apresentava muito irritada, batendo em árvores e interrompendo jogos de cricket no quintal da mansão do governador.

Assim, em 1991, Johnathan ganhou uma "parceira", com quem o romance logo floresceu. Ele e Frederica acasalavam religiosamente todos os domingos de manhã. No entanto, curiosamente, ao longo de 26 anos, nenhum filhotinho nasceu —o que foi explicado pelos exames recentes.


Quando Frederica foi levada aos médicos para tratar de um machucado no casco, a verdade veio a tona: a tartaruga, na verdade era um macho da espécie. Assim, Johnatan manteve relações homossexuais com durante 26 anos.

As diferenças sexuais entre tartarugas não podem ser facilmente identificadas, se não pelo formato e curvatura do casco na parte inferior (machos costumam ter a "barriga" côncava para acoplar melhor nas costas da fêmea). No entanto, em uma tartaruga tão grande como Frederica (que se tornou Frederico), as diferenças não são tão perceptíveis.

Por curiosidade, casamentos homossexuais não são permitidos na Ilha de Santa Helena. Em 2016, foi proposta uma lei que permitisse uniões legais de pessoas do mesmo sexo, mas foi negada depois de uma indignação da população local —que é de cerca de 4 mil habitantes 

FONTE: folha.uol

10/27/2017

Cadela é amarrada em uma árvore e estuprada até a morte

O tal "serumano" vive em qualquer lugar deste mundo... Quando eu digo que o inferno é aqui mesmo é por causa destes demônios à solta por aí.... Respondam, por favor, o mundo precisa de gente capaz de praticar atos do gênero?
------------------ 
Humane Society International está oferecendo R$ 5.000,00 como  recompensa por informações que poderiam levar à prisão os autores do crime.

Os relatórios indicam que alguns sul-africanos agora se deleitam mais em estuprar animais do que humanos. A mudança questionável de estupro humano para estupro animal aparentemente vem crescendo, provavelmente, porque ativistas dos direitos dos animais travaram uma séria guerra contra estes atos. De cachorros a patos, vacas, ovelhas e até porcos, os perversos torturam estes animais da maneira mais inacreditável.

O jornal Buzzsouthafrica.com informou que Humane Society International está oferecendo R5,000 como a recompensa por informações sobre um cão que morreu após um suposto ato de bestialidade. O site em seu relatório relatou alguns dos incidentes consideráveis. Afirmou, por exemplo, que uma mulher de Pretória foi considerada culpada de ter relações sexuais com dois cães, assim como um homem de Transkei foi preso por 12 meses sem uma opção de multa quando ele praticou sexo com uma ovelha.

Além disso, enquanto alguns jovens de Grahamstown foram repreendidos pelas autoridades por estupro de um cão, um homem de Mpumalanga foi baleado porque resistiu a prisão depois que ele foi pego transando com um porco.

No último caso em que um cão foi supostamente amarrado a uma árvore e estuprado até a morte, a Humane Society International acredita que o caso aconteceu entre os dias 2 e 3 de agosto. O incidente aconteceu no norte de Struisbaai, na província do Cabo Ocidental.

A diretora executiva da organização, Audrey Delsink disse que "A pessoa ou pessoas envolvidas no crime amarraram o cachorro a uma árvore pelo pescoço, presumivelmente para impedi-lo de morder durante o ato. O cachorro foi deixado pendurado na árvore  e ele sucumbiu aos seus ferimentos ".

Ela revelou ainda que as autoridades locais haviam removido o cão, evidências documentadas e que a polícia de Struisbaai estaria atualmente investigando o caso. "A violação de um cachorro por humanos é um exemplo particularmente cruel de crueldade com os animais e as autoridades da lei devem investigar e processar exemplarmente esse crime", acusou Delsink. 

Fonte: Pulse
---------------

Outra matéria:

O cão morre após o ato de bestialidade
Humane Society International ofereceu uma recompensa de R$ 5.000,00 para qualquer informação sobre um suposto ato de bestialidade que deixou um cachorro morto há uma semana.

Em uma declaração na quarta-feira, o diretor executivo da organização, Audrey Delsink, disse que acredita-se que o perpetrador cometeu o ato de alegada bestialidade no dia 2 ou 3 de agosto no norte de Struisbaai, no Cabo Ocidental.

"A pessoa ou pessoas envolvidas no crime amarraram o cachorro a uma árvore do pescoço, presumivelmente para imobiliza-lo durante o ato. O cão foi deixado pendurado na árvore, e ele sucumbiu a seus ferimentos ". Ela disse que as autoridades locais removeram o cão e provas úteis. A polícia de Struisbaai está atualmente investigando.

Delsink disse que a conexão entre a crueldade animal e a violência humana está bem documentada: "Estudos mostram uma correlação entre a crueldade animal e todos os outros crimes, de narcóticos e violações de armas de fogo a baterias e agressões sexuais. A violação de um cachorro por humanos é um exemplo particularmente hediondo de crueldade com os animais e a aplicação da lei deve investigar e processar agressivamente esse crime ".  

Ela pediu a qualquer um com informações sobre o caso para entrar em contato com o Sargento FP Gabriels do Serviço de Polícia Sul-Africano Struisbaai em 028 435 7367, usando o número de referência CAS 19/8/2017. 

Fonte: IOL

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪