RECEBA NOSSOS BOLETINS DIÁRIOS

3/08/2019

Morre a 'elefanta mais solitária do mundo' após 43 anos de confinamento

Coisa mais triste do mundo.....
----------------
A elefanta conhecida como "a mais solitária do mundo" morreu após 43 anos confinada sozinha no zoo de Córdoba (Espanha).

Flavia, de 47 anos, foi submetida a eutanásia, em 1º de março, após o quadro de saúde se deteriorar de forma
irreversível, de acordo com a imprensa espanhola. A paquiderme já não conseguia sequer ficar de pé.


A elefanta foi separada do seu grupo quando tinha apenas 4 anos. Ela se tornou símbolo de entidades de defesa dos animais que lutam contra o confinamento de animais selvagens.

A elefanta conhecida como "a mais solitária do mundo" morreu após 43 anos confinada sozinha no zoo de Córdoba (Espanha). Flavia, de 47 anos, foi submetida a eutanásia, em 1º de março, após o quadro de saúde se deteriorar de forma irreversível, de acordo com a imprensa espanhola. A paquiderme já não conseguia sequer ficar de pé.



FONTE: extra.globo

3 comentários:

  1. Quem a confinou não merece nenhum perdão. Acho que, nem Jesus perdoaria algo tão abominável.

    ResponderExcluir
  2. Coitadinha. Nasceu para servir aos caprichos do maldito ser humano. Que Deus a receba e que lá de cima ela possa fazer algo pelo crescimento espiritual do (de novo) maldito ser humano.

    ResponderExcluir

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪