"O Grito do Bicho"

Publicações mais recentes

A fazenda A Ilha dos Cães Aaron Gekoski abandonado abandono abandono de animais abate abate halal abate humanitário abate kosher abelha abelhas abonar abrigo abrigo de animais abuso abuso de animais abutres acabar academia acalmar ação ACAPRA acasalamento acidente acidentes acordo acorrentado Acre Açude do Jatobá acumuladora acusação acusado adestramento de cães adoção adoção de animais adolescente adolescentes adotada adotado Adote um Orelhudo adote uma rena adu bagong adubar aeroporto Afeganistão África África do Sul agradecer agradecimento agressão agressividade Agro água água fervendo águias ajuda ajudar Alagoas Alasca alcatrão alce Alemanha ALERJ alerta Alex Atala Alfenas alimentação alimentados alimentar alinhas Alterosa aluguel de animais alunos amamentar amansar Amazonas Amazônia ambulância ameaça ameaça de extinção americanas americano amigos amizade AMK9 amputação Ana Maria Braga anaconda Anápolis ANDA Angra dos Reis ANIDA Anima animais animais abandonados animais abrigados animais de apoio animais de carga animais de companhia animais de consumo animais de estimação animais deficientes animais dissecados animais domésticos animais em circo animais em condomínios animais especiais animais exóticos animais marinhos animais na religião animais na rua animais resgatados animais selvagens animais silvestres Animal Aid animal de consumo animal de estimação animal exótico Animal Recovery Mission animal silvestre animal símbolo Anitta aniversário Anjinhos da Rua ano do cachorro Ano Novo anta anti-peles antílope antílopes antinatalismo anular ao vivo aparelho aparência aplicativo aposentadoria apreensão aproveitador AquaRio aquário aquecimento Arábia Saudita arame arame farpado aranha araras Araruama Araxá arena Argentina ariranha Arkansas arma armadilha Armênia arminho arpão arrastar arrecadação arrecadar arte artesão artigo artista árvore assassinato Associação Mata Ciliar Asturis ataque atenção atendimento aterro Atibaia atingir atirar ativismo ativistas ator atordoamento atrair atriz atropelado atropelamento atropelar audiência pública Auschwitz Austrália Autrália autuações ave aves aves silvestres aves vivas avião azar BA Babu babuíno bagageiro Bahia Baia de Guanabara Baia de Sepetiba Baía de Sepetiba balada balanço baleado baleeiros baleia baleias bananas bancada ruralista Bangcoc banho banho e tosa banho quente banir bar barata Barbra Streisand Barcelona barco barulho Batalhão de Polícia Ambiental Batatais bater Bauru bêbado beber água bebida Belo Horizonte bem-estar Berlim bezerro BH bichos bicicleta Bill Gates biólogo bisões bloco boca bode boi boi em pé boicote bois Bolívia bombeiro bombeiros Bornéu boto-cinza botos-cor-de-rosa botox Botsuana box boxer brabo braços Brasil brasileiro Brasília Bridget briga briga de cães Brigitte Bardot brincadeira brincar brinquedos Bruno Gagliasso Brusque Budapeste bueiro bugios buraco burro burros cabeça Cabo Frio caboclinho frade cabras cabritinhos caça caça de raposas caça desportiva caçada caçadas caçador caçadores caçamba cachalotes cachoeira cachorra cachorra abandonada cachorro cachorro quente cachorro-do-mato cachorros cadáver cadeirinha de rodas cadela cadela obesa cães cães abandonados cães agressivos cães de agarre cães de assistência cães de caça cães de raça cães de rua cães de serviço cães de trabalho cães deficientes cães envenenados cães na rua cães policiais cães selvagens café cair caixa caixa de areia caixa de transporte cálculo calendário Califórnia calor calvice Camarões Camboja camelo camelos câmera câmera de segurança caminha para animais caminhão caminhão de lixo caminhões camisa campanha Campina Grande Campinas campo de futebol Campo Grande Campus campus universitário camundongo Canadá canal canal de TV cancelamento câncer candidato canguru canídromo canil canil dos horrores canil municipal cano canos de pvc Cantagalo cantor canudos cão cão abandonado cão baleado cão branco cão comunitário cão consolar cão deficiente cão ferido cão idoso cão morreu cão perdido cão roubado cão-guia cãodomínios capacidade capinar capivara capivaras capturar cara de humano caranguejo caranguejos carcaça cardápio Caribe carinho Carla Sássi Carmen Marín carnaval carne carne artificial carne canina carne de cachorro carne de cães carne de gatos carne de porco carne sintética carneiro carpas carro carro PM carroça carroças carroceiro carros carrossel casa Casa dos Gatos casaco de pele casaco de peles casais casal casamento Casas de Hogwarts casinha casinha de cachorro casinhas caso Dalva castração castramóvel Cat Licious catedral cativeiro Cauã Reymond Caucaia cauda causa animal cavalgada cavalo cavalos cavalos selvagens Caxias do Sul CCZ CCZ Palmas CE cego cegos ceias celebridade celular células células-tronco cemitério censura centopeias Centro de Referência para Animais em Risco cérebro cerveja cervo cervos CETAS champanhe Chapada dos Veadeiros Chapecó charrete charretes cheiro Chernobil chester chifres Chile chimpanzé chimpanzés China chinês chineses chitas chocolate choque chorar Chris Brown churrasco chutar chute chutes chuva Cici Cid Moreira Cidreira cientistas cigarro Cingapura cinomose circo circos cirurgia cirurgia plástica cisne cisterna clínica clínica veterinária clipe clonagem clonar cães coala cobaia cobaias cobra cobra de ratos cocaína cocô coelho coelhos colaboração coleira coleiras colete colo Colômbia colonias coloridos comer comer a perna comer animais comer carne comercial comercialização comerciante comércio comida Comlurb compaixão companheiras companheiro companhia companhia aérea comportamento compra comprar comprometimento comunicação CONCEA conceito concurso concurso de beleza condenação condenado condenar conectar congelamento congelar Congo consulta consumo de carne controle controle populacional convênio conversar Copa do Mundo cor coração Corais da Amazônia corça Córdoba Coréia do Norte Coréia do Sul córrego correio corrida corrida de cães cortar coruja corujas couro cozida viva cozido vivo cozinheiro CPI crachá crack creche crédito crematório criação criação de animais criação de cães criação livre criador criador de cães criadores criadouro irregular criança crianças crime crionças Cristiano Ronaldo Crivelândia Crivella crocodilo crueldade cruza CTI Cuba cuíca Cuíca-graciosa cuidados cumprimento curiosidade curiosidades Curitiba custo cutia cutiano dachshund Dakota do Sul Damasco dançar Danone decisão dedicação dedo defender defesa defeso degola delegacia delegacia virtual democracia demolição dentes denuncia denúncia depressão deputado derramar desabamento desaparecimento desculpas desenho deserto desfazer desfigurado desfile designer desmaio desmatamento desmontar despejo destino destruição detido devolução devolução a natureza devolver devorado DF Dia de Ação de Graças dia do sacrifício dia internacional da mulher Dia Internacional dos Direitos dos Animais Dia Mundial do Veganismo diagnóstico difamado dificuldades dificuldades financeiras Dilma Dinamarca dinheiro diplomatas direção direito de imagem direito de vizinhança direitos dos animais direitos e deveres diretor discoteca dissecação dissecar Distrito Federal distrofia muscular Divinópolis doação documentário doença doenças doente doentes dog friendly dog hero Dolce e Gabbana domesticação domingo dos leitores Domínio dona dona falecida Donald Trump Donatella Versace doninha dono donos dor dormir DPMA Dries Mertens droga drone drones duas caras Dubai ecoparque ecoturismo educação égua Eid al-Adha eijão elefanta elefantas elefante elefantes Elephant Parade embarcar embargo EMBRAER emergência emigrante empatia empregada empresa empresas encalhar encerramento enchente encontro Enem enforcado engenharia enriquecimento ambiental ensinar enterrada enterrada viva enterrar viva entrevista envelhecimento envenenados envenenamento enxada enxurrada escada escamas escândalo escola escola de toureiros escombros escova de dente escultura esculturas esculturas têxteis esmola espaço espancado espancados espancamento Espanha esperar espetinho espinho espiões espiritismo esquartejado esquilo estaleiro estatística estilistas estímulo estrada estrelas do mar estresse estudantes estudo estupro EUA Europa eutanásia evento eventos evitar exame excesso de população humana excursões executivo exército americano exoneração experimentação animal exploração exploração animal exportação exportação carne exposição expressões expressões faciais expulso extermínio extinção extravio facada facadas facão Facebook faculdade Fala Bicho falar falcões falta falta de energia família família real fanatismo fantasia farra do boi favelados fazenda fazenda de leite fazenda leiteira Fazenda Modelo fazendas fazendas de cães fazendeiro fazer mal febre amarela fechadas fechamento fechar feira vegana feiras felinos fêmea Ferdinando férias ferida Fernando Ferreira Fernando Trujillo ferocidade ferramenta festa festa de rua Festa do peão festival indiano fetos fidelidade figurinista filho filhos filhote filhotes Filipinas filme fim das charretes financiamento público fiscalização flagrante flecha flor floresta Florianópolis Flórida foca focas focinho focinho torcido fogão fogo fogos fogos de artifício fogos silenciosos foie gras fome fonte de sustentação força-tarefa formigas fórmula falida Fortaleza fórum fossa fóssil foto fotos França frango frangos fraude Friboi frigoríficos frio fronteira fuga fugido fugir fumaça fumante fumar funcionário funeral furacão fúria furões futebol gado gado em pé gado vivo gaiolas gaiolas de gestação galagonídeos galgo galgos galinha galinhas galinhas caipiras galinhas livres galinheiro galinheiros galo galos gambá gang gangues ganso gansos garça garupa gata gata persa gatas gateiras gatinho gato gatos gatos pretos Gatos recordistas do Guinness desaparecem após incêndio nos EUA gavião gelo genética Gênova Georgia Geórgia geração de empregos Getúlio Vargas ginástica gineteada Giovanna Ewbank girafa girafas brancas Gisele Bündchen glitter Globo Natureza Globo Natureza: Ilha Grande GO Goiânia golfinho golfinhos gorila gorilas Governador Celso Ramos Governador Valadares governo brasileiro governo espanhol Gracyanne Barbosa gráficos granja Grávida gravidez gritar guarda guarda compartilhada guarda responsável Guarulhos Guatemala guaxinim Guia quatro patas halal Harry Potter herança herói hipopótamo história histórias Holanda homem homem embriagado homenagem homens homosexualismo Honduras Hope for Paws horóscopo chinês Hortolândia hospedagem hospital hot dog hotel hotel de luxo Houston HSI humanidade humanos husky husky siberiano Ibama Ibicuitinga Iditarod idosa idoso idosos Igaracy igreja iguana Ilha do Bananal Ilha dos gatos Ilhas Faroé ilusão de ótica imagens imigrante impacto impedir importação impressão 3D incêndio indenização Índia índio gigante Indonésia industria da carne industria da pele industria laticínios Inglaterra insensibilidade insetos insolação inspeção Instagran instinto animal Instituto Luisa Mell inteligencia inteligência inteligência artificial inteligentes interdição interditado internet invasão investigação investimento Ipanema IRA Iraque irmã isenção Islã islamismo Islândia Israel Istambul Itália Itararé Iúna jacaré jacaré do papo-amarelo jacarés Jackie jaguatirica Jair Bolsonaro janela Japão Jaraguá do Sul jararaca jardineiro jaulas javali javalis jegues João Dória João Pessoa Jockey Club jogador de futebol jogadores jogados jogar jogo de futebol Jogos Olímpicos Joinville jóquei jovem jovens judiar juiz julgamento Jumbo jumenta jumento jumentos Jundiaí Juninho justiça Kaloré Kauê Kedi kosher Kustelinha KwaZulu Natal labrador ladrão lagartas lagartixa lagarto lagartos lago Lagoa lagosta lagrante laje lançamento lanchonete Laos Larissa Manoela Latino latir laudo Lava Jato lavar lavar dinheiro leão Leblon lebres legislação legislativo lei lei municipal leilão leishmaniose leite leite orgânico leite vegetal lêmure leoa leões leopardo leopardo das neves Letícia Filpi Líbano liberação liberação da caça liberdade libertação libras Lilica liminar limpos língua Lisboa litoral Liv lives livres livro lixeira lixeiro lixo lobo loja lojas Londres lontras louça Louisville Luana Piovani Luisa Mell Lula Lulu luta lutas mabecos macaca macaco Macaco viciado rouba gasolina de motos na Índia macaco-prego macacos macacos-prego Macapá macaquinho Macau Maceió maconha macumba madeireiros Madri Madureira mãe Maia e Guida Maias Mais Você mala malamute mama Manaus manda manias manifestação maquiagem máquina máquina de balas máquina de lavar mar marcas marfim marginais Mariah Carey Marina Ruy Barbosa Maringá marreco marrecos Marrocos máscaras mascote massacre matador matadouro matadouros matança matança de animais matar material material reciclável mau agouro Maurício de Sousa Mauricio de Souza maus-tratos Max Max Cat McDonald’s medicamentos vencidos medicina chinesa médico medidas medo mêdo meio ambiente Mel mendigo menina menino mensagem mentir mentira Mercadão de Madureira mercado mercado de peles Mercy for Animals Mercy For Animals Brasil Mero meses Metrô meus bichos México MG Mianmar mico-estrela mídia milagre milícia milicianos milionária mineração minhocas mini-porco mini-vaca Ministério dos Esportes mistério mito Moçambique moda modelo modelos Mogi das Cruzes Mogi Mirim morador de rua moradora de rua moradores morbilivírus morder mordida morrendo morrer morta mortandade morte morto mortos Moscou motocicleta motociclista motorista móveis MS MT muçulmanos mudança mudança climática mula mulher mulheres multa multar multas muro murro museu música musicoterapia Nairóbi Namorada namorado Nana Nárnia nascer natal Natura navio navio curral Neafa Negão negligência Nego Nepal neve Ney Matogrosso ninho ninhos Niterói noiva normal Noruega noticiário Nova Aurora Nova Délhi Nova York Nova Zelândia novilho OAB obesidade objetos de decoração oceanos ocupada odiar ódio off-topic oficial óleo de palma olfato olhar Olimpíadas de Inverno onça onça-pintada onças ong de proteção animal ônibus Ontário Ontinyent ONU operação operação Beethoven Operação Policial oráculo orangotango orangotangos orca falante orelhas caídas órgãos públicos origem Osasco ossos Ourinhos ovelha ovelhas ovo ovos pacarana padre pagar pai de santo Paiçandu países asiáticos Palas Palmas Pamela Anderson Pampas Safári PAN pangolins pânico Pantanal papagaio Papai Noel Paquistão Pará Paraíba Paraíso dos Focinhos Paraná parapeito paraplégica parar parede parir Paris parque Parque do Flamengo parque estadual Parque Guinle Páscoa passar mal pássaro pássaros passeador passeadores passear com cães passeio pata patas pato patrocinador Patrocínio Paul McCartney pauladas Paulinho pavão PB PE pecuária pedaço de pau pedradas Pedreira peixe pele pele de animais pele impressa peles peles de animais pelo pelo animal pelos penas pendurada pendurado penetra penhasco pensamento perder perdido Perdigão perfume perigo perito animal Pernambuco perseguição personagens personal trainers personalidade pertubação sossego peru perus perus selvagens pesca pesca esportiva pescador pesquisa pesquisas pessoa boa ou má pessoas pet pet friendly Pet Lounge Pet Park pet shop PETA petição petições petróleo Petrópolis pets Piauí picada pinguins pinscher pintinhos pintura pinturas piscina pistola de ar pit bull pivetes PL PL 6268/16 placa placenta planejamento Planeta Terra plástico plebiscito PM pneus POA poço Poços de Caldas polícia polícia ambiental polícia civil polícia federal polícia militar policiais policial política pública poluição pombo pombos Pomerode pônei ponte Rio Niterói popularidade Por que os cachorros seguem seus tutores porca porcas porco porco-espinho porcos Porque os animais sofrem porquinho porquinho da índia porta porta-mala porta-malas portão portão do inferno portinhola Porto de Santos Porto de São Sebastião Porto Rico Portugal posse responsável posto de gasolina pouca gordura Pouso Alegre PR praça praça de touros praia prateleiras preço preconceito preços populares predadores prédio prédio público prefeito Prefeitura de BH Prefeitura de Brusque Prefeitura de Maricá Prefeitura de Marília Prefeitura de Pouso Alegre Prefeitura de São Paulo Prefeitura de Torrinha Prefeitura do Rio preguiça prêmio presa presente presente de Natal presépio preservação preso presos pressentir prever previsão primata Princesa Príncipe Frederik Príncipe Harry prisão procurar produtos vencidos professor professora programa proibição proibidas proibido proibir projeto Projeto Amazônia projeto de lei promotor Propriá prostitutas proteção proteção animal proteína próteses protesto protetor de animais protetora protetora de animais protetores protetores de animais pug pular Qatar Queen queimado queimados queimar queixa quelônios Quênia quero-quero questionamento quimerismo rabo raça ração ração de cachorro racismo rações Rainha Margrethe II Ramba rancho dos gnomos rapaz raposa raposas rapper rato ratos reabilitação reação reality show receitas reciclagem Recife recinto recolhimento reconhecer reconhecimento facial recorrer recuperação recursos rede rede social redes sociais reencontro regras regulamentação regulamento Reino Unido reintegração reintrodução relação homem animal relação homem x animal religião remédio remoção renas renúncia representação reprodução répteis reserva ambiental reserva de caça resgatado resgate resgates residência Resq Charitable Trust ressuscitar restaurante restaurantes retorno retrospectiva reveillon revolta Ribeirão Preto rifa Rihanna rinha rinha de galo rinoceronte rinoceronte branco rinocerontes rio Rio de Janeiro Rita Lee Ritinha rituais rituais satânicos RJ Roberto Trípoli rochas rodeio rodeio crioulo rodeio de carneiros Rodonópolis rodovia rodoviária Rondônia ronronar Roraima roubado roubar roubo roupas Royal Polo Cup do Elephant 2018 RS RSPCA rua ruas rumo russa Russia Rússia russo sabiá Sabine Fontana Sabrina Sato sacada saco sacos sacrificado sacrifício sacrifício de animais Sadia Safari Park salmonela Salvador salvamento salvar salvos sangue Santa Catarina Santiago Santo André Santos santuário santuário animal santuário de elefantes São Fidélis São Francisco São Lourenço São Paulo São Roque São Vicente sapos saruê SC SE Sea Shepherd seca secretário segunda sem carne seguro para animais seita selfies sem carne semana seminário sentença sentimento separação sepultamento seres senscientes Sérgio Malandro Sergipe serial killer Seropédica Serra da Cantareira serumano Sérvia servidor público Sevilha sexta-feira 13 Sheila Waligora shopping Shopping Eldorado Shpynx Sibéria Simba simone nardi sinais dos surdos sintético Sintra Síria sírio sítio sobrevivência soco socorro socos soldado solidariedade soltura Sorocaba sorte soterrada SP Sri Lanka Stanley Startup SUBEM substituição sucuri Suécia Suiça Suíça SUIPA sumir supermercado superpopulação humana superstição suricatos Surubim suspender suspensão Suzane Rizzo Suzano Tá no Ar Tailândia tamanduá tamanduá-mirim Tanzânia tapa Tarântulas tartaruga tartarugas Tatá Werneck tatu-bola tatuagem taturanas tatus taxista tecnologia teiú teleférico telefone telhado temperamento temporal tênis. bola terapia Teresina Tessy teste testes testes cosméticos texugos Thomas Thor tigre tigre-de-sumatra tijoladas tilápia tinder tingidos tinta Tiradentes tirar foto tiro Titi titular tiziu Tocantins tomar banho tortura tortura animais torturador tosa Total Alimentos tourada touradas toureiro touro touros trabalho tradição traficante traficantes trafico tráfico tráfico de animais tragédia trangênicos transexual transferência transplante transplante de cabeça transporte transporte de animais transporte de aves transporte de carga viva transporte terrestre tratamento trazer treinador treinamento trem tribo tributos triciclos troféus troféus de caça tropa feminina tubarão tubarões túmulo turismo turista turistas Turquia tutores TV para cachorros Twelves tziu Uber UFBA UFPB UIPA ultrassom Umuarama United Airlines universidade Universidade do Paraná ursa ursa Marsha urso urso polar ursos ursos polares Uruguai uso de peles USP vaca vacas vacinas Valdir Colatto Valdivino Vale do Silício Valença Vanessa Mesquita vaquejada vaquejadas vaquinha varanda Varginha veado veados vegana veganismo vegano veganos vegetariana vegetariano vegetarianos velar velho velório venda venda de filhotes vender veneno Veneza Venezuela verdade verdade inconveniente vereador vereadores vergalhão veterinário veto viagem viajar viciada vicio vida na Terra vídeo vídeo educacional vídeos vídeos curiosos vídeos educacionais vídeos educativos vídeos engraçados Vietnã Vigilância Sanitária vila Velha vingança violência contra animais vira-lata Viradouro virús vírus visita vison Vista-se vítimas vitória viva vivas viveiro viver vivo vizinhos voar vodu Volkswagen voltar voluntária voluntários voo votação voz voz de criança Wikie xenotransplante xixi Xuxa Xuxa Meneghel Yasmin Brunet yorkshire zebra Zeca Zimbábue zoofilia zoológico zoológico da Venezuela zoológico de Brasília zoológico de Gaza zoológico de Londres zoológico do Iraque zooterapia

A imprensa inteira está publicando este caso. Se a polícia recebesse as denúncias de todos os casos seria muito bom.... Que tristeza!!!! Espero que o CETAS de SP tenha recursos para recuperar estes pobres animais....
-------------------------
Policiais civis apreenderam na madrugada desta quinta-feira (19) diversos animais silvestres, entre os quais macacos, iguanas, gaviões e tartarugas em um ônibus em Guarulhos. A Delegacia do Meio Ambiente localizou o veículo após ter recebido uma denúncia anônima. Ao todo, foram contabilizados mais de 530 animais. Segundo a polícia, o ônibus havia saído da Bahia e foi interceptado na rodovia Ayrton Senna, no acesso da estrada para o bairro Jardim Helena, Zona Leste da capital paulista.

O veículo era fretado e levava aproximadamente 40 passageiros, que haviam embarcado em diversas cidades baianas. Três deles traziam os animais, entre os quais uma mulher, que vinha da cidade de Nosso Senhor do Bonfim, que levava mais de 200 tartarugas, mais de 20 macacos, além de iguanas e gaviões, de acordo com os policiais.

Os animais, os três passageiros e um dos motoristas foram levados para a delegacia. O Centro de Reabilitação de Animais Silvestres contabilizou 427 jabutis, 87 iguanas, 2 corujas, 2 falcões, 21 saguis, além de pássaros. 8 jabutis, 5 iguanas e 3 pássaros foram encontrados mortos.


Fonte: G1 SP

Agora, vejam amigos leitores...... Como este Ministro da Agricultura Blairo Maggi, seus asseclas e a AGU tem coragem de dizer que o envio dos animais para países orientais é fiscalizado.... a coisa é descarada e eles dizem, mais descaradamente, que está tudo certo!!!!!! Achei muito bom este embargo da Europa. Os idiotas falam só em "empregos", prejuízos financeiros e que é política..... Gente safada!!!!Se não fiscalizam doenças nos animais vão se preocupar com o bem estar deles?
----------------
A União Europeia anunciou nesta quinta-feira (19) a proibição de 20 frigoríficos brasileiros de exportar frango para o bloco econômico. O embargo entrará em vigor 15 dias após a decisão ser oficialmente publicada.

"Nós confirmamos que os representantes dos países votaram por unanimidade a favor de deslistar 20 estabelecimentos brasileiros de exportar carne e seus derivados (especialmente frango). A medida proposta pela comissão europeia é relativa a deficiências detectadas no sistema brasileiro oficial de controle sanitário", disse a UE, em comunicado da comissão sanitária do bloco.

A lista com as 20 unidades não foi divulgada pela UE "por razões comerciais". A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que representa os produtores nacionais de aves, informou ao G1 que 9 empresas foram afetadas: 12 frigoríficos da BRF e outras 8 unidades de outras empresas.

Dona das marcas Sadia e Perdigão, a BRF é a maior produtora mundial de frango. As ações da empresa, que chegaram a disparar mais de 8% pela manhã na bolsa brasileira diante de possíveis mudanças na gestão da companhia, reduziram ganhos após a divulgação da decisão da UE.

O G1 procurou a empresa para comentar e aguarda posicionamento.

O G1 questionou a UE sobre quais as exigências esses frigoríficos teriam que cumprir para voltar a exportar. A UE disse apenas que eles terão que "construir um histórico de conformidade com as normas da UE", sem especificar prazos e critério. Fontes da UE disseram à TV Globo que a reabilitação dos frigoríficos pode levar anos.

Fonte: G1 Agro

Só espero que o Deputado Federal Edson Duarte, Ministro interino do Meio Ambiente, tome providências imediatas sobre o caso. Vão destruir um banco de Corais da Amazônia enorme!!!!!! Gente, esta Total Brasil não tem nada a ver com Total Alimentos nossa patrocinadora, ok? é outra empresa de energia.
-----------------
O Ministério Público Federal (MPF) no Amapá expediu recomendação ontem (18) para que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) indefira licença para exploração de petróleo na foz do rio Amazonas, solicitada pela empresa Total E&P do Brasil, por considerar o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) feito na região insuficiente.

Uma equipe de cientistas a bordo do navio Esperanza, da organização não governamental Greenpeace, documentou a existência de um banco de rodolitos – parte dos chamados Corais da Amazônia – na área da possível exploração de petróleo, a 120 quilômetros (km) da costa norte do Brasil. Segundo a ONG, a prova da existência de uma formação recifal na área invalida o EIA realizado anteriormente pela Total, que afirmava que a formação mais próxima de recifes estaria a oito quilômetros de distância de um dos blocos de exploração. 

De acordo com nota divulgada pelo MPF, a liberação de atividades petrolíferas, sem estudo adequado, viola compromissos internacionais firmados pelo Brasil, a exemplo da Agenda 21 – programa de ações para o desenvolvimento sustentável resultante da ECO 92. Na recomendação, o MPF alerta ainda que liberar o empreendimento pode resultar na destruição em larga escala do meio ambiente, configurando ecocídio – crime contra a humanidade sujeito à jurisdição do Tribunal Penal Internacional.

Segundo o MPF, a única forma de garantir que se evite danos ambientais na área é negando o licenciamento ambiental, utilizando-se dos princípios da prevenção e da precaução, em que o poder público deve agir antecipadamente diante do risco. “Desde 2016, o MPF apura a possível ocorrência de irregularidades no EIA apresentado pela empresa. No ano passado, na primeira recomendação ao Ibama sobre o assunto, o MPF orientou o órgão a rever o processo de licenciamento para reavaliar os impactos da atividade petrolífera na região. O Ibama, então, determinou à Total que fossem refeitos documentos anteriormente apresentados pela empresa e readequados os estudos necessários ao licenciamento”, informou o MPF no Amapá. O Ibama disse que o estudo apresentado pela empresa está em análise pela sua equipe técnica da Diretoria de Licenciamento Ambiental.

Na avaliação do MPF, no entanto, os esclarecimentos prestados pela empresa “não foram capazes de demonstrar a segurança necessária para a exploração de petróleo na área pretendida. A própria Total declarou que eventual vazamento poderia afetar o ambiente marinho, físico e biótico, de países vizinhos ao Brasil, o que, para o MPF, poderia causar problema diplomático”.

O MPF concedeu dez dias de prazo para o Ibama informar o acatamento ou não da recomendação e, caso não atenda, o órgão disse que serão adotadas medidas judiciais cabíveis. A Agência Brasil solicitou posicionamento da Total, mas não teve resposta até a conclusão da reportagem.

Fonte: Bom dia Brasil e Ecodebate

Mas, serviço público tem que ser fiscalizado sempre..... Se não fossemos nós, lutadores pelos direitos dos animais, a causa estaria perdida....
---------------
Supostas irregularidades praticadas pelo Canil Municipal resultou em ação civil contra a administração. G1 aguarda resposta da Prefeitura.

Um inquérito instaurado pela Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de Patrocínio, no Alto Paranaíba, apurou supostas irregularidades no Canil Municipal e ausência de políticas públicas para controlar a população de cães e gatos na cidade.

As investigações acabaram resultando no ajuizamento de uma ação para que a administração pudesse adotar medidas urgentes para resolver os problemas. A Prefeitura de Patrocínio foi procurada para comentar o assunto e por meio de nota enviada na terça-feira (17) disse que a atual gestão, desde que assumiu, vem tomando todas as medidas para viabilizar os procedimentos determinados em lei para o perfeito funcionamento do Canil.

De acordo com as informações do Ministério Público Estadual (MPE), uma denúncia anônima feita ao órgão em 2014 relatava diversas irregularidades praticadas no Centro de Zoonoses de Patrocínio, conhecido como Canil. Entre os problemas estavam a ausência de estrutura adequada, ineficiência dos serviços prestados pelos funcionários municipais, além de dificuldade de relacionamento e ausência de convênio do Centro de Zoonoses com entidades de proteção dos animais.

Uma vistoria feita pela Polícia Militar (PM) no mesmo ano ainda constatou prática de abuso e maus-tratos contra os animais recolhidos pelo Canil. O G1 teve acesso com exclusividade a algumas imagens anexadas aos autos e que mostram filhotes de cães mortos, sendo um deles com a cabeça decepada. Ao ser questionada sobre a situação, a administração municipal confirmou na época que não existia prontuário individual de animais e que também não foi realizada no ano a campanha de vacinação contra a raiva, nem campanha de adoção de animais abandonados.

Já em 2015, o Ministério Público teve acesso a relatórios informando que naquele ano haviam sido realizados 548 procedimentos de eutanásia em animais adultos e filhotes, sendo que alguns sem justificativa para tal medida. O promotor de Justiça Breno Nascimento Pacheco, autor da ação, pontuou no documento que a falta de capacitação dos servidores responsáveis pelo local é um dos principais fatores para o cenário de maus-tratos no canil.

“É notório que o não aperfeiçoamento de qualquer trabalhador no âmbito em que irá praticar o exercício da profissão só tende a levar à má gestão, mau funcionamento, ineficiência e ineficácia do serviço prestado. Deste modo, para reduzir o percentual de crime de maus-tratos e o controlar o aumento da população de cães e gatos o primeiro passo é capacitação dos servidores para a realização do serviço”, destacou.

Pedidos
Com a conclusão das investigações, o promotor ajuizou a ação para pedir que o Judiciário obrigue a prefeitura a regulamentar o Programa de Proteção aos Animais Domésticos, realizar a capacitação técnica dos servidores responsáveis pelo Canil e recolher ao Fundo Estadual de Defesa de Direitos Difusos (Fundif) pagamento de indenização por danos ambientais.

A Promotoria requer, ainda, a determinação para pagamento de multa diária de R$ 1 mil em caso de descumprimento às ordens judiciais em caráter liminar ou após o julgamento do mérito. O processo tramita na 2ª Vara Cível da comarca da cidade e uma audiência de conciliação foi realizada no mês passado. O MPE informou que, na ocasião, a Prefeitura de Patrocínio se comprometeu a apresentar um cronograma com os prazos que entendia necessários para cumprir os pedidos. O prazo para envio do documento era de 30 dias e ainda não expirou.

Nota na íntegra
A Prefeitura Municipal de Patrocínio informou por meio de nota que "os fatos do inquérito cível, que levaram à ação civil pública em questão, foram levantados nos anos de 2014 e 2015. A atual gestão municipal desde que assumiu vem tomando todas as medidas para viabilizar os procedimentos determinados em lei para o perfeito funcionamento do Canil Municipal de Patrocínio. Prova disso, é que no dia 12 de maio do ano passado (2017) o Canil foi entregue à comunidade completamente reformado, atendendo todas as normas do Conselho Regional de Medicina Veterinária.

Na oportunidade o local ganhou nova pintura e divisão da sala de cirurgias, além da aquisição de novos equipamentos veterinários, de identificação e de limpeza. Desde então, o Canil Municipal tem realizado castrações, algo impossível até então e imprescindível para o cumprimento da Lei 13.426/2017, que criou a política de controle de natalidade de cães e gatos. Atualmente, os atendimentos ocorrem normalmente todos os dias e não há nenhuma irregularidade que tenha sido verificada após as diligencias tomadas pela a Administração Municipal."

FONTE: G1

Eu fiquei em estado de choque quando li esta matéria..... E o tal candidato Bolsonaro fala que vai liberar a caça...... Socorro, minha Santa das Onças!!!!! ainda mais que é para a China que vai todo este material retirado dos animais.... Gente filho do demo!!!!!
------------
O tráfico de presas de onça-pintada disparou na Bolívia. Trata-se de um negócio lucrativo, que tem como destino o mercado chinês, onde as partes deste felino em situação de vulnerabilidade são usadas como afrodisíacos ou na fabricação de joias.

Em 2014, as autoridades bolivianas começaram a receber informações sobre o contrabando das presas “em troca de dinheiro” no departamento (estado) de Beni (nordeste), explicou à AFP Rodrigo Herrera, assessor da Direção de Biodiversidade de Áreas Protegidas do Ministério do Meio Ambiente e Água.

Segundo especialistas, há fortes indícios que vinculam o auge deste comércio à crescente presença de cidadãos chineses no país. Nos últimos anos, o governo de Evo Morales concedeu obras públicas milionárias a empresas chinesas, modificando radicalmente o fluxo migratório: enquanto em 2011 entraram no país 2.624 cidadãos da China, em 2016 esta cifra saltou para 12.861.

Isto “criou um mercado” e os chineses que já moravam no país “viram este mercado e dispararam as ofertas”, avaliou Herrera. A demanda estimulou a caça de onças-pintadas (Panthera onca), colocando em xeque um dos maiores felinos do mundo. Segundo o especialista, cada presa do animal pode ser comprada na Bolívia por 500 a 700 bolivianos (70-100 dólares), mas chega a ser cotada no mercado regional em 1.700 dólares e na China em até 5.000 dólares.

Mas inclusive o crânio é cobiçado, chegando a valer 10.000 dólares. Os traficantes retiram também a pele e, no caso dos machos, até o pênis.“De cada animal, uma pessoa pobre (generalmente um camponês) pode obter até 2.000 dólares, que é muito dinheiro” em um país onde o salário mínimo equivale a 290 dólares. E o lucro do comerciante “se multiplica várias vezes”, afirma Herrera.

– Assunto diplomático –
Fabiola Suárez, outra especialista deste órgão ministerial, afirmou à AFP que a quantidade de presas que deixaram o país é “alarmante”. Em menos de quatro anos foram interceptados uns 400 dentes, a maioria quando eram enviados por correio para endereços na China. Neste período, a Justiça boliviana abriu 15 processos legais, 11 deles contra cidadãos chineses residentes no país e que se dedicam a atividades de comércio, particularmente de alimentos, segundo dados oficiais.

Até a embaixada da China se viu forçada a intervir: exigiu aos “cidadãos chineses que moram na Bolívia para respeitar e observar estritamente as leis e regulamentos, tanto chineses quanto bolivianos, contra o tráfico ilegal de animais selvagens”. Os cidadãos estrangeiros “não têm ideia do dano que estão causando”, embora admita-se que os animais também sofrem com os pecuaristas locais, que os matam para proteger seu gado, razão pela qual “o estado de ameaça é muito forte”, disse à AFP a diretora da ONG Fórum Boliviano sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, Patricia Molina.

Para uso como supostos afrodisíacos ou remédios milagrosos contra doenças como asma, câncer ou aids, os ossos de tigre, as escamas de pangolim ou os chifres de rinoceronte alimentam um próspero e milionário tráfico de partes de animais, que põe em risco a sobrevivência de algumas espécies, alertaram recentemente especialistas internacionais em um encontro na cidade colombiana de Medellín. Os dentes de onça-pintada são, além do mais, disputados para uso em joias, sinal de status social.

Segundo estimativas das autoridades, existe na Bolívia uma população de 7.000 onças-pintadas em situação de vulnerabilidade, embora ainda não tenham chegado à condição de “perigo ou perigo crítico”, anteriores à extinção.

O “Libro de la Fauna Silvestre de Bolivia” indica que a Panthera onca também é vítima de outras atividades humanas, como a invasão de seu hábitat natural devido ao aumento de terras para a pecuária ou a agricultura. Um estudo da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM) determinou que existem no mundo 64.000 exemplares de onça-pintada, 90% deles na Amazônia. “Se não forem estabelecidos certos controles, pode se desencadear um problema grave” para a sobrevivência deste belo felino, adverte Fabiola Suárez.

FONTE: istoe

Please, amigos leitores!!!!! olhem que coisinha mais lindinha....!!!!!!
--------------
Espécie de marsupial não é muito conhecida, mas tem papel importante na mata como dispersora de sementes.

Quando pensamos em mamíferos, logo imaginamos seres de grande porte como a onça-parda, a onça-pintada, lobo, anta, veado e até em gigantes da água como os golfinhos e as baleias. Dificilmente nos vem à cabeça imagem de seres pequenos. E, por isso, muitas espécies de mamíferos acabam não sendo muito conhecidas pelas pessoas.

Neste quesito uma família se destaca. É a Didelphidae, composta por gambás (também chamados de saruês), cuícas ou catitas e guaiquicas. Animais que possuem características únicas e estão entre as espécies mais antigas do planeta. Nesta família os gambás são os mais “comuns” e próximos ao homem, principalmente por se adaptarem bem às áreas urbanas, sendo encontrados com muita frequência em quintais, por exemplo.

Já as cuícas, por sua vez, são animais bem menos conhecidos e estudados. Isso porque são mais difíceis de serem observados. Elas possuem hábitos noturnos e vivem em ambientes específicos de floresta. Agora, se as cuícas de porte médio já são difíceis de encontrar, imagine observar uma mini cuíca. Esses seres pequeninos pertencem ao gênero Gracilinanus, que em latim significa “anão gracioso”. No Brasil existem três espécies de cuíca anã: a Gracilinanus agilis, a Gracilinanus microtarsus e a Gracilinanus emiliae.

Com o corpo de 12 centímetros de comprimento e uma cauda longa de até 16,7 centímetros, a cuíca-graciosa (Gracilinanus microtarsus) pode ser facilmente confundida com um ratinho selvagem. Esse marsupial possui uma pelagem que mescla tons castanho-avermelhado, amarelo e cinza. Tem as patas e o focinho em tons de rosa claro e uma máscara negra ao redor dos olhos. O rabo é quase nu e é usado como quinto membro para se pendurar, apoiar e segurar em pequenos galhos.

É um animal arborícola, dificilmente desce ao solo. Alimenta-se de insetos e frutos e é considerado um ótimo dispersor de sementes. Vive em florestas de Mata Atlântica e Cerrado e, devido ao tamanho, pode ser confundido com um filhote. No período de reprodução a fêmea tem seis filhotes, que são protegidos em ninhos dentro de ocos de árvores, a uma altura de 1,5m. A cuíca-graciosa distribui-se no Sudeste e Sul do Brasil, dos estados de Minas Gerais ao Rio Grande do Sul.

FONTE: G1

A situação dos animais é de revoltar qualquer cristão!!!! a droga é que o camarada faz um depoimento na delegacia e vai pra casa dando uma banana para quem denunciou....
----------------
Na casa do suspeito foram apreendidos 28 galos e materiais que eram usados para a prática.
Um homem de 77 anos foi detido em Cantagalo, na Região Serrana do Rio, nesta segunda-feira (16) por praticar rinhas de galo. De acordo com a Unidade de Polícia Ambiental (Upam), a fiscalização aconteceu após uma denúncia ao Linha Verde. A polícia disse que o idoso confessou o crime.

Na casa do suspeito, a Upam disse que foram apreendidos 28 galos que estavam separados em viveiros de madeira. Os policiais informaram que os animais estavam com ferimentos, principalmente na cabeça.

No local, a polícia também encontrou um cercado feito com varas de ferro e lona, onde os galos eram colocados para brigar. A Upam apreendeu ainda materiais que eram usados para a prática, como bicos de metal, esporas de plástico, biqueiras de borracha, buchas para espora e tesouras. O material foi levado para a 153ª Delegacia de Polícia, em Cantagalo.

Segundo a Upam, o suspeito também foi conduzido até a delegacia, onde foi ouvido e liberado. A polícia disse que ele vai responder, em liberdade, pelo crime de maus-tratos a animais.

A Upam disse ainda que os galos foram devolvidos ao idoso, como fiel depositário, ou seja, ele fica responsável por zelar pela conservação dos animais, sob pena de prisão, se não o fizer. De acordo com a Upam, os crimes ambientais podem ser denunciados ao Linha Verde, pelo telefone 0300-253-1177 ou pelo aplicativo de celular "Disque Denúncia RJ".

FONTE: G1

Que covardia, minha Nossa!!!!!
------------------
As imagens do animal no chão, sem conseguir levantar-se, começaram a correr nas redes sociais
Um cavalo morreu depois de ter passado um dia inteiro sem ser alimentado, durante a feira anual de Sevilha, em Espanha.

As imagens do animal no chão, sem conseguir levantar-se, começaram a correr nas redes sociais. Segundo a imprensa espanhola, o vídeo foi filmado por uma voluntária de uma associação de apoio aos animais.

De acordo com a publicação feita nas redes sociais, que cita um médico veterinário, o cavalo morreu por causa de uma doença estomacal, que se agravou devido à falta de alimentos.

O proprietário do animal foi denunciado às autoridades e foi entretanto acusado de maus-tratos.

Os serviços de emergência de Sevilha também usaram as redes sociais para deixar um alerta à população: os proprietários de animais devem verificar se estes se encontram doentes, se necessitam de alimento ou de água, pois as temperaturas estão a começar a subir, o que pode afetar a saúde destes seres.

🌡️Hoy subirán las temperaturas
Comprueba que tu caballo se encuentra bien antes de venir a #FeriaSevilla18
Ayer falleció un caballo en el Real de la Feria que vino enfermo: Tenía enteritis previa (cólico) y ese día no comió nada.
Se va a denunciar al propietario por los hechos. pic.twitter.com/kXcJrc2AeP

— Emergencias Sevilla (@EmergenciasSev) 16 de abril de 2018

FONTE: sapo.pt

A "inteligência artificial" aprendendo com os cães? a ciência baixando a cabeça para os cães? e estes mesmos pesquisadores porqueira testam cruelmente um monte de coisas neles.... não é incoerente?
---------------
Um grupo de investigadores da Universidade de Washington e do Instituto Allen treinaram uma rede neuronal para interpretar e prever o comportamento de cães. Os resultados, segundo os investigadores, reforçam a ideia de que os animais podem servir como uma excelente fonte de informação para treinar inteligência artificial.

Para recolher informação sobre o comportamento animal, foram gravados 380 vídeos pequenos de apenas um cão chamado Kelp. Estes vídeos foram captados com uma câmera GoPro agarrada à cabeça do cão. Foram também colocados sensores de movimento em diversas partes do corpo do cão para gravar os movimentos do mesmo. Dessa forma, foi recolhida imensa informação sobre o comportamento do animal.

De seguida, a informação foi apresentada a uma inteligência artificial. A IA procurou encontrar padrões a partir dos movimentos e dos estímulos visuais captados pela câmera. A partir desta informação, a inteligência artificial procurar encontrar formas de prever comportamentos. Um exemplo simples será o da bola: sempre que uma bola é atirada por uma determinada pessoa, o cão vai buscar e levar-lhe a bola de volta.

Segundo as declarações da investigadora-chefe do projecto ao The Verge, a cientista Kiana Ehsani, a capacidade preditiva do sistema de inteligência artificial é muito alta, mas apenas em prazos muito curtos. Explicado de forma simples, o sistema consegue prever que o cão irá subir as escadas caso apareça uma escada no raio de visão, ou que o cão deverá levar a bola ao dono; mas previsões mais adiantadas no tempo são simplesmente (por agora) impossíveis devido à extrema complexidade do mundo. “(depois de subir as escadas) se o cão vai ou não ver um objecto ou um brinquedo que queira perseguir, quem sabe?”.

A inteligência artificial aprendeu conceitos novos
O que é mais interessante é o facto de a inteligência artificial ter aprendido coisas independentemente da programação inserida pelos cientistas. Ou seja, a partir do comportamento do cão, a inteligência artificial aprendeu sozinhos conceitos como a diferenciação entre locais onde é possível andar ou não, dualidades como interior/exterior, entre muitas outras constantes com que o animal se depara no seu quotidiano. O computador aprendeu coisas sozinho observando o comportamento do cão.

Mas há muito trabalho por fazer…
Claro que esta experiência é muito básica e falta muito trabalho até ao ponto em que uma inteligência artificial consiga aprender sozinha a ser um cão. Porém, a experiência demonstra empiricamente que a inteligência artificial pode auto-desenvolver a partir da observação dos animais.

FONTE: maistecnologia

Minha Santa!!!! olha o sofrimento desta pobre leoa..... Ferida em uma reserva de caça, consegue fugir e achar um banheiro para morrer em paz.....
-----------
Uma leoa gravemente ferida foi encontrada nos banheiros de uma reserva de caça sul-africana depois de abrigada em um cubículo para morrer em paz.  O vídeo da reserva de caça em KwaZulu Natal mostra o animal sedado sendo carregado em um caminhão depois que ele foi descoberto por um turista no toalete feminino.

Ele teria entrado nos banheiros depois que um dos funcionários da reserva deixou os banheiros desbloqueados. O animal sofria de ferimentos graves e estava muito magro e mais tarde acabou morrendo devido aos ferimentos, de acordo com o cinegrafista. Fotos mostram onde a leoa foi encontrada abrigada dentro de um cubículo.  O clipe foi filmado em 12 de abril.

Fonte: Live Leak

Acho tão bom encontrar pessoas lúcidas com referência ao planeta, aos animais e a espécie humana. Penso, exatamente, igual a ela embora tenha tido um filho.... Tenho 3 netos que causam preocupação com o planeta que estamos deixando para eles.....
--------------------
Desde muito jovem, a espanhola Audrey García sabia que não queria ter filhos e, aos 39, se submeteu a uma histerectomia. Para ela e outros natalistas, a superpopulação e a escassez de recursos tornam egoísta a decisão de procriar.

O mundo está cheio de casais dispostos a gastar bastante dinheiro e submeter-se a tratamentos médicos às vezes difíceis para conseguir tornar realidade seu sonho de ter filhos. Há pessoas, no entanto, que pensam justamente o contrário: que trazer novas vidas a um mundo superpovoado e com recursos limitados seria "uma falta de responsabilidade".

A espanhola Audrey García, de 39 anos, é uma das que dizem ter motivos fortes para escolher não gerar descendentes. Desde adolescente ela pensava em não ter filhos. Aos 20 anos, no entanto, diz que a ideia se confirmou, por achar que "não é ético ter filhos biológicos".

"Simplesmente não é ético em um mundo superpovoado, onde falta água e comida para muitas pessoas, onde estamos destruindo o meio ambiente, onde não paramos de consumir mais e mais recursos", disse à BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC. "Não quando se pode adotar ou acolher (outras crianças)."

Os que pensam como ela são conhecidos como antinatalistas – e se inspiram, em geral, nas ideias de David Benatar, diretor do departamento de Filosofia da Universidade da Cidade do Cabo, na África do Sul, um dos expoentes atuais dessa corrente de pensamento.

O antinatalismo, para García, também está associado ao veganismo, pelo qual ela optou antes mesmo de decidir que não queria filhos. "Como ativista, luto contra todo tipo de exploração animal. Se eu tivesse filhos, seria responsável por criar uma cadeia sem fim de humanos que vão consumir produtos animais, porque não posso garantir de forma nenhuma que meus filhos e netos sejam veganos", afirma. "Ter filhos significaria necessariamente aumentar o sofrimento animal."

Ser antinatalista, na opinião dela, também é ir contra o sistema estabelecido, que "supõe que uma mulher está destinada a ser mãe".

'Egoísmo'?
A espanhola submeteu-se a uma cirurgia de histerectomia, mas não descarta, no entanto, a possibilidade de querer ter filhos no futuro. Adotar crianças é uma opção que ela ainda considera. "As pessoas costumam ficar chocadas, porque veem a esterilização como uma mutilação, mas quando eu explico os motivos, elas entendem. Em geral, nunca tive muitos problemas", afirma.

Aos que dizem que a ideia é "egoísta", a barceloneta responde que nem todos os que decidem não ter descendentes biológicos o fazem pelos mesmos motivos. "Não vejo o que há de egoísta em querer dedicar sua vida a outra coisa que não seja ter filhos. O que acho egoísta é tomar, de maneira unilateral, a decisão de trazer alguém a este mundo."

Outro motivo listado pelos antinatalistas é o fato de que todos os seres humanos experimentam o sofrimento físico, psicológico e emocional. "Claro que há momentos bons na vida, mas não estaria privando ninguém deles. Não se pode privar de nada uma pessoa que não nasceu", diz García. Desde que se tornou ativista, ela diz que lamenta "menos" que seus pais a tenham trazido ao mundo. "Acho que muitas pessoas já pensaram em suicídio uma vez ou outra. Mas, já que estou aqui, tento ser útil."

FONTE: G1

Detesto este camarada..... ele faz pouco das pessoas veganas.... 
-------------
Para o mais renomado chef brasileiro, uma agricultura que esterilize ecossistemas é pior do que matar animais
Às vésperas de completar 50 anos e quase duas décadas após inaugurar seu restaurante de alta gastronomia D.O.M, Alex Atala se mantém polêmico e inquieto. Atualmente, responde pelos cardápios de Dalva e Dito, Açougue Central e Bio (até o final de 2021, será inaugurada a versão hotel de alto luxo do D.O.M., no bairro dos Jardins. O investimento deve somar R$ 160 milhões e ser compartilhado com a butique de investimentos TAG Advisors e a empresa de desenvolvimento imobiliário Inovalli). Mas o chef quis sair da trajetória normal de sua profissão.

Revelou ímpeto inovador ao reorganizar o Mercado de Pinheiros, fundar o Instituto Atá (que visa “aproximar o saber do comer, o comer do cozinhar, o cozinhar do produzir, o produzir da natureza”) e planejar o seminário Fruto – diálogos do alimento, que reuniu chefs, ativistas e especialistas em alimentação e sustentabilidade para discutir o futuro da comida, em janeiro deste ano. Por isso, consumidores e empresários do setor de alimentos ouvem o que o Atala tem a dizer (o chef e muitos outros especialistas contribuíram com a edição de abril de Época NEGÓCIOS, que avalia os desafios da indústria da alimentação).

Como consumidores, estamos no caminho da alimentação mais responsável?
O jovem, de maneira geral, tem um tremendo engajamento na questão alimentação versus sustentabilidade. Mas muitas vezes você vê discursos emotivos pouco embasados. Tem que dar conteúdo para esses caras. Esses são os caras do futuro, existe um crescimento de vegetarianismo e veganismo gigante entre eles, mas eles estão (nisso) muito mais pelo lado cool.

É mais pena do animal do que preocupação com sustentabilidade?
Um esbarra no outro. Vejo pouca gente questionando como a comida foi produzida. Ser vegetariano ou ser vegano por compaixão eu entendo, mas e as nossas áreas degradadas? E a nossa biodiversidade? E a preocupação com a emissão de agroquímicos no sul da Amazônia, que cobre todo o nosso Cerrado, que entra no sul-sudoeste da Argentina e vai para outros países? Existe uma forma de agricultura hoje que não mata animais, mas esteriliza ecossistemas, o que é muito mais grave. Por que o discurso só apaixonado pelos animais? Vamos discutir: como aquela soja foi produzida? Como aquela comida vegana foi produzida? E se todo mundo virar vegetariano? O que vai acontecer com o planeta? Tem condição?

No agronegócio, que tipo de iniciativa existente parece promissora?
O Patrick Assumpção, da Fazenda Coruputuba (em Pindamonhangaba – SP), está fazendo um trabalho muito legal e pode ser mais uma grande mudança no Vale do Paraíba (o produtor cultiva 300 variedades diferentes em sua propriedade, muitas delas quase esquecidas, como cará-moela e araruta).

Que não nos falte modéstia, mas o que a gente está fazendo no território kalunga (comunidade quilombola em Goiás), com a baunilha do cerrado, pode ser transformador para o bioma, para a biodiversidade, para a região e para a população tradicional. A gente conseguiu fazer o funding com a Fundação Banco do Brasil e estamos com as estufas, criando mudas, aprendendo a domesticar essa baunilha. Parece que está dando certo. A primeira coisa a fazer é evitar uma corrida à extração da baunilha selvagem e à predação de uma espécie que custa US$ 15 o quilo.

A segunda coisa é estruturar a cadeia: pegar a população tradicional e, sem mudar as rotinas culturais dela, fazer com que essas mulheres kalungas tenham mais uma plantinha na sua casa, que vai dar algumas baunilhas durante o ano e que ela vai cortar no momento certo. Aquela comunidade vai beneficiar e soltar no mercado. É emocionante. Existe uma diferença entre pobreza e miséria e eles estão na linha do meio. Não tem luz, não tem escola, vivem da subsistência.

Pere Castells Esqué, químico que trabalhou com Ferrán Adrià, diz que é questão de tempo para os insetos serem introduzidos na nossa dieta. Você concorda?
Sirvo formiga no D.O.M. por deliciosa que é. É quase uma montanha russa: a pessoa vê uma formiga na frente dela, tem problemas, tem um lado emocional que funciona ali. Um mais corajoso põe na boca, faz uma cara boa e no final quase todo mundo come. Além de deliciosa, a formiga cria um momento inesquecível no jantar. Por outro lado, a gente começou um trabalho lá atrás.

Fui a primeira pessoa a falar de formiga (como alimento), no primeiro Mad (simpósio criado em 2011 pelo chef René Redzepi, então considerado o melhor chef do mundo). O René Redzepi se emocionou muito, encontrou formigas comestíveis e colocou no (restaurante dinamarquês) Noma. Tudo aquilo foi parar na FAO (Organização para Alimentos e Agricultura das Nações Unidas), um trabalho de colaboração em que a gente fala “insect as feed, not as food” (inseto como complemento alimentar, não como comida).

Qual é a ideia desse trabalho?
Na alimentação dos animais não existe preconceito em incluir insetos, mas para os humanos ainda há um tremendo bloqueio cultural. Posso te servir insetos como sirvo no D.O.M.: você recebe uma formiga para colocar na sua boca. Mas você pode transformá-la em pó e colocar como suplemento em qualquer outro alimento. Existe uma possibilidade real de os insetos serem suplementação de proteína para a humanidade.

Já temos no Brasil fazendas produtoras de insetos. Eu poderia usar insetos nos meus restaurantes. Venho pensando e uma série de pessoas vêm estudando isso. É um caminho que não deve ser abandonado. Existe uma demanda por proteína mundial e que nós vamos ter que suprir. Não dá para pensar no mundo sem proteína.

Nem sem carne?
Até as alas mais conservadoras da alimentação, dos dois lados – as carnívoras e as veganistas – entendem que o melhor caminho vai ser o do meio, que é o maior consumo de vegetais, comer menos carne e comer todo o animal. Fazer maior uso. Esses dias, numa discussão, alguém disse: mas os pobres querem filé-mignon, os pobres querem picanha. É natural! É delicioso e não tem nada de errado com isso. E nós, ricos, temos de promover isso! Desculpe, nós ricos temos de comer diversidade. A gente é o exemplo, no fim das contas dividimos o mesmo planeta. É função de cada um de nós: um sete bilhões de avos é problema seu, é meu. Não é demonizando ingredientes que a gente vai achar a solução, é comendo um pouco de tudo.

Comer bem é isso?
Gosto muito da definição do Carlo Petrini (sociólogo italiano que fundou o movimento internacional Slow Food): bom, bonito e justo. Se (o prato) é bom, se é lindo, se é sustentável, se é justo no sentido do comércio equitativo, isso já é comer bem.

Que passos pode dar, nessa direção, um profissional com o dia a dia corrido de hoje?
Um tempo atrás botei um post no Instagram falando que plantar sua própria comida era como imprimir seu próprio dinheiro. As pessoas levam as coisas (ao pé da letra)... ‘imagina, imprimir dinheiro é ilegal! E como é que faz quem mora em apartamento?’ A primeira coisa pra você plantar é estar vivo, é ter inteligência. As hortas urbanas são uma realidade, com a Paola Carosella liderando um movimento lindo [a chef foi uma das primeiras a usar os orgânicos produzidos no bairro de Parelheiros em seus restaurantes].

Tira o seu filho do videogame, sai você do jogo de futebol, da cerveja, pega a sua mulher e faça atividades que sejam agregadoras para a família. Quando a gente age, planta, produz, cozinha, esses atos são agregadores da família. Se juntar para comer é uma delícia. Então, puxa, eu tenho só 15 minutos. Quantas pessoas têm só 15 minutos para almoçar? Um monte. Naqueles minutos, se cada um levar uma coisa, vai ter um puta banquete. As pessoas precisam pensar em ações colaborativas. As pessoas conseguem criar coworkings, por que não criar espaços coletivos para a alimentação? Tem de vir um chef ganhando dinheiro para montar?

A geração de chefs mais jovens têm talento para cozinhar? Ou para administrar?
(Essa geração) Vai ser talentosa, mas o que é esse “talentoso”? Um Jamie Oliver na televisão? É um talento. Talvez não seja na cozinha. Acho que vão existir, nos próximos anos, chefs jovens milionários, ainda mais se a profissão continuar indo bem. Por que a Nike tem salário vitalício para o Ronaldo? Porque precisa dele pro resto da vida. A indústria da alimentação vai precisar de ícones. Vai precisar de gente e, se essa nova geração souber usar, tem chance de ganhar muito dinheiro com comida ainda.

FONTE: epocanegocios

Li em outra fonte que usaram o pobrezinho para macumba.... mas, não davam mais informações a respeito. Perebentos dos infernos!!!!
-------------
Filhote resgatado morreu em clínica. Há suspeita de que o bicho tenha sido ferido a pedradas.
Dois homens foram detidos, na manhã deste sábado (14), após enterrarem um filhote de cachorro vivo em um terreno baldio do Guará I, no Distrito Federal. O cão chegou a ser resgatado mas, horas depois, morreu em uma clínica veterinária.

De acordo com a Polícia Militar, os homens foram abordados porque estavam em "atitude suspeita". Questionados sobre uma área de terra remexida, próxima ao local, eles disseram aos militares que tinham enterrado um cachorro morto ali.

A equipe desconfiou da informação e, ao pedir que eles retirassem a terra de cima, descobriu que o cão ainda estava vivo. O filhote foi levado a uma clínica veterinária no Lago Sul por uma equipe do Batalhão Ambiental da PM.

Em um vídeo feito pela PM, é possível ver que o animal ainda respira com dificuldade, e tem diversos ferimentos na boca. O maxilar parece deslocado. Em razão da crueldade das imagens, o G1 optou por não exibir o vídeo.

Segundo a Polícia Civil, os dois homens, de 22 e 24 anos, foram levados à 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), e liberados após assinar um termo circunstanciado. O G1 aguarda retorno da Polícia Civil sobre o caso.

Eles devem responder em liberdade por crueldade contra animais. Se condenados, podem pegar de três meses a um ano de reclusão, além de multa.

FONTE: G1

Coisas mais lindas!!!! que barato.... ela toma conta das aves depois de treiná-las.....
-----------
Bambu, arara-canindé, e Íris, arara-vermelha, viraram atração na Aclimação
Bambu, uma arara-canindé de quase dois anos, e Íris, uma arara-vermelha de um ano e meio, têm chamado a atenção dos frequentadores do parque da Aclimação, na região central de São Paulo.

“Por ser um animal silvestre, a gente só vê em zoológicos”, comenta a publicitária Lina Amato, 61. “Elas estão abençoando o parque”, diz o vendedor Daniel Fazzolari, 49.

As duas araras foram treinadas pela cozinheira e arquiteta Silvia Corbucci, 37, e voam livremente pelo parque. Ao seu chamado, pousam em seus braços. “Começamos treinando o recall, que é o comando para elas reconhecerem a minha voz e virem até mim quando eu chamar.”

Para isso, a cozinheira recorreu a um aparelho chamado “clicker”, utilizado no adestramento de animais.

“Toda vez que elas faziam alguma coisa que eu queria, eu clicava para elas entenderem que aquilo estava certo e, em seguida, dava uma recompensa, como grãos desidratados. Assim, perceberam que sempre que eu clicava, elas ganhavam comida, então elas foram se condicionando a me obedecer.”

O próximo passo foi o “ponto a ponto”, em que as araras saíam do poleiro e iam em direção à cozinheira ao seu chamado. Depois disso, Bambu e Íris passaram a sair dos braços da dona, voar em um círculo e, por fim, retornar aos braços de Silvia. “Foram várias etapas até que elas chegassem a esse estágio do ‘freestyle’, em que elas escolhem para onde vão e voltam ao meu comando”, afirma.

O treinamento já dura cerca de um ano e meio. “Já tive que escalar muitas árvores atrás do Bambu. Ele também já foi perseguido por gaviões e urubus. Teve uma vez que a Íris e ele fugiram da minha vista. Por sorte, foram até o parque e eu recuperei os dois.”

A cozinheira diz que, agora, vai treinar os pássaros para reconhecerem o ambiente externo do sobrado onde vivem, na Vila Mariana, zona sul da cidade, além de irem e voltarem do parque sozinhos.

Casa cheia
Como não sabem o caminho de volta para casa, portas e janelas do sobrado ficam fechadas para que Bambu e Íris não escapem. Além de andarem livremente pela casa, Íris e Bambu têm um cômodo exclusivo para elas.

Com a chegada de Bambu em junho de 2016, a cozinheira e seu marido transformaram um quarto com varanda em um viveiro. “Quando o viveiro ficou pronto, achamos que o espaço tinha ficado muito grande só para o Bambu, daí decidimos pegar a Íris.”

Segundo o Instituto Chico Mendes, as araras apresentam habilidades cognitivas avançadas que têm sido comparadas a de primatas. “Se estamos falando da capacidade de memorização, aprendizado e comunicação, certamente as araras e outros de sua família estão entre as aves mais capazes”, esclarece a entidade em nota.

As araras se adaptam facilmente à vida com os humanos e, quando em contato direto com os homens, são capazes de pronunciar palavras, assobiar, tossir e até mesmo rir. Íris, por exemplo, fala “arara”, dá “oi” para as pessoas e imita Silvia dizendo “ui, escorregador” ao escorregar por galhos do viveiro.

As araras se alimentam de sementes, brotos e polpa de frutos e vivem cerca de 30 anos na natureza. Já em cativeiro, a expectativa de vida desses animais pode passar de 50 anos. “Mas é bom lembrar que mesmo tendo vida mais longa no cativeiro, a espécie só desempenha seu papel ecológico se estiver livre na natureza, participando dos processos que tornam nosso mundo habitável”, destaca a nota do instituto.

Segundo o Ibama, qualquer pessoa pode comprar uma arara, desde que seja em criadouro autorizado. O animal deve ser comprado com anilha ou microchip de identificação, e o comprador deve manter a nota fiscal. A comercialização sem licença é tráfico de animal silvestre.

FONTE: folha.uol

Chase, de 15 anos, foi considerado o terceiro mais feio do mundo.

Chase, o cão mais feio do Reino Unido - e que ficou em terceiro lugar numa competição mundial -, tornou-se modelo ao conseguir um contrato com a agência Models Direct.

O animal, um cão de crista chinês, tem cataratas num dos olhos, não tem dentes e não consegue andar direito. Além disso, pelo também não abunda no corpo de Chase. Estes parecem ter sido, contudo, os "ingredientes" que tanta fama lhe deram e que o levaram até ao estrelato.

"A agência enviou-me um email a pedir-me mais fotos e depois ofereceram-lhe um contrato de três anos. O salário depende do trabalho que tiver mas fico contente com qualquer coisa que ele consiga. Vai sempre ser uma estrela para mim", revela a dona, Storm Shayler, ao jornal Metro.

Agora Chase, de 15 anos, só tem de esperar que os trabalhos comecem a surgir.

FONTE: cmjornal.pt

Olha este focinho da imagem ao lado.... kakakaka.... é muito engraçadinho, não? 
Sabia que os porcos são animais muito limpos e não 'transpiram como um porco'? Conheça ainda história do porco Lemmy.

Os porcos não transpiram. A ideia de que serão animais sujos terá origem no fato de se banharem na lama. Os porcos banham-se na lama para se refrescarem, uma vez que não transpiram.

Sabemos hoje que são animais extremamente limpos, e, tendo espaço suficiente, não sujam as zonas onde comem e onde dormem. Na indústria pecuária, estes animais são tratados como mercadoria, brutalmente confinados e abusados, obrigados a viver em cima dos seus próprios excrementos, mal se conseguindo movimentar.

A história de Lemmy
Lemmy nasceu numa unidade de produção pecuária. Com poucos dias de vida, sofreu uma grave lesão numa pata, devido às condições terríveis em que a mãe estava alojada.

O pequeno porco foi, então, considerado inútil para esta indústria, pelo que o seu destino passaria por ter uma morte brutal - era frequente, nestes casos, os porcos serem mortos contra uma parede.

Felizmente, Lemmy foi resgatado a tempo e vive agora no santuário Wings of Heart, em Espanha, um lugar onde vários animais resgatados da indústria pecuária podem viver as suas vidas de acordo com as suas necessidades específicas, em liberdade e em segurança.

Saiba como apadrinhar o Lemmy e apoiar este projeto  aqui.

FONTE: noticiasaominuto

A dupla de amigos improváveis já conquistou mais de 560 000 seguidores com imagens de companheirismo

O casal Cynthia Bennett e Andre Sibilsky está presenteando internautas com os adoráveis registros de uma amizade improvável: com mais de 560 000 seguidores no Instagram, os melhores amigos Henry e Baloo fazem sucesso ao formar uma dupla: um cachorro e um gato. Com a família, os animais de estimação conhecem as montanhas do Colorado, nos Estados Unidos — e “roubam” corações por onde passam, surpreendendo até os próprios donos com sua popularidade.

Cynthia e Andre se conheceram em Boston, também nos Estados Unidos. Amantes da natureza, a dupla revelou à BBC que estava destinada a deixar a vida na cidade grande para trás: “Nós queríamos ir para o oeste, em direção a grandes montanhas. Então nós viemos para o Colorado. Acabamos nos mudando no impulso, sem muito planejamento“, contou a mulher. Após a mudança, o casal começou a escalar as montanhas da região e decidiu que era hora de aumentar a família, adotando uma mascote: o cachorro Henry.

Uma publicação compartilhada por Henry + Baloo 👋🏼 (@henrythecoloradodog) em


Um mistura das raças pastor alemão, husky, boxer, staffordshire terrier e aussie, o cãozinho de muita energia não demorou a acompanhar os pais nas longas caminhadas: “Ele tinha a mesma idade que os outros filhotes, mas o dobro do tamanho. Assim que entrei no gradil para vê-lo, ele escalou meu colo. Naquele momento, Andre soube que a gente iria levar o Henry para casa. Eu sinto que foi o Henry que nos escolheu“, contou a mulher sobre o primeiro encontro com a mascote da família.

Uma publicação compartilhada por Henry + Baloo 👋🏼 (@henrythecoloradodog) em


Apesar de adorar caminhar com os pais, Henry se sentia muito ansioso quando não estava em casa: “Ele ficava tão estressado que não comia nem bebia. Então, nós decidimos que queríamos um companheiro para ele“, revelou Cynthia. O casal, então, passou meses procurando um parceiro ideal para o cachorro — mas a ideia sempre foi adotar um gatinho. A tarefa não era fácil. O felino precisaria se adequar ao estilo de vida da família. “Até porque você não pode forçar um gato a fazer nada“, ri a mulher sobre a situação curiosa.



Assim como Henry, Baloo também foi resgatado. Ele era parte de uma ninha de oito filhotes que foi abandonada: “Logo que o Baloo conheceu Henry, eles se conectaram imediatamente. Baloo tem uma obsessão por Henry — se eu preciso que ele se acalme, basta colocá-lo ao lado do Henry e ele cai no sono. Eu realmente acredito que Baloo acha que Henry é a sua mãe. Nos primeiros meses, Baloo se deitava do lado de Henry e tentava mamar“, relembrou Cynthia sobre o começo da amizade entre o gato e o cachorro. A mulher também acredita que o felino pensa que é, na verdade, um cão: “Se ele vê um cachorro caminhando, ele corre para encontrá-lo. Já se vê um gato, ele ignora. É como se ele não entendesse quem ele é. É engraçado“.

Cynthia é a fotógrafa dos cliques que mostram o companheirismo entre Henry e Baloo. Enquanto Andre trabalha em um escritório na área de finanças, a mulher reduziu o ritmo de seu trabalho na área de marketing para focar nos cliques da dupla de amigos e na conta do Instagram. A popularidade é tanta, que as mascotes já assinaram contratos publicitários.

Uma publicação compartilhada por Henry + Baloo 👋🏼 (@henrythecoloradodog) em


“Eu falo para os meus seguidores que eles estão mudando a minha vida ao permitir que eu faça o que eu amo. Além disso, estou dando uma vida melhor para Henry e Baloo, porque posso ter mais tempo para viajar com eles, estar com eles“, explicou Cynthia. No entanto, ainda há internautas que não concordam — e até atacam — o estilo de vida do casal e de seus animais de estimação: “Eu não entendo por que as pessoas atacam um cachorro e um gato!“, desabafou a fotógrafa.

FONTE: vejasp

Depois de acompanhar a rotina acadêmica dos estudantes por cinco anos, o cão Orelha participou da foto de formatura da turma. Dezenas de cachorros vivem no campus e recebem o carinho dos alunos da universidade.

Uma turma de alunos do curso de biologia da Universidade Federal de Pelotas (Ufpel), na Região Sul do Rio Grande do Sul, fez uma homenagem bem inusitada na sua formatura. O homenageado foi o Orelha, um dos cachorros que vivem no campus da universidade.

Todos os dias, os estudantes convivem com dezenas de cães que moram no pátio e nos prédios da universidade. Por ali, os bichinhos dormem, brincam, são alimentados, fazem companhia para quem entra em sai e, às vezes, até frequentam as aulas.

Mas um deles recebeu atenção especial dos biólogos. Durante cerca de cinco anos de faculdade, o Orelha acompanhou de perto o dia a dia da vida acadêmica deles.

"Ele nos recebe na chegada e nos entrega na parada de ônibus na saída. Entra nas salas, assiste às aulas com a gente, acompanha seminários, frequenta os laboratórios", explica a bióloga Cristiane Baptista.

Quando não está circulando pelo campus ou pelo prédio, o Orelha está no meio de alguma rodinha de alunos, recebendo o carinho dos amigos. E, depois de tantos anos juntos, veio a dúvida: como homenagear esse fiel companheiro, amigo de todas as horas?

A ideia foi um quadro, mas não um quadro qualquer. Ele participou da foto de formatura da turma, com direito a lugar de destaque. Na colação de grau, teve até discurso especial para ele.

O diretor da faculdade achou a ideia dos alunos sensacional.

"Autorizei sem problema nenhum. Vi com grande surpresa e grande alegria a iniciativa eles. Esse ensinamento que os jovens nos deram abre o Instituto de Biologia para um outro olhar para essas homenagens. Homenagens muito mais bonitas e reais", afirma o diretor Althen Teixeira.

Depois de todo esse sucesso, muita gente quis adotar o cachorro "famosinho da biologia". Mas os estudantes garantem que ele está muito bem no campus. "Ele brinca, passa o dia inteiro correndo com os outros cães, então é importante avisar aos fãs do Orelha que ele não está para adoção", brinca o biólogo Ítalo Ferreira.



FONTE: G1

Author Name

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.